conecte-se conosco


Opinião

ANDRÉ LUIZ BARRIENTO – LEIA ANTES DE MORRER

Publicado

Esse recado é para você. Sim, sabe bem que é para você. Você tem cargo, status, esposa, estudo, filhos e considera-se, de longe, o cara mais sortudo e bem-sucedido do antigo grupo das crianças da sua rua.

Também, não poupou esforços. Sangrou, chorou, suou, desistiu. Retomou, reergueu, tentou de novo e perdeu. Fez o que não queria, aquilo que podia, o que nunca teria coragem de admitir, mas fez. Jogou, perdeu, aliou-se e ganhou.

Agora, uísque, vinho e champanha. Sorrisos, favores e manchetes. Remédio para dormir, para acordar e para suportar. Arrasta-se com o peso dos apertos de mão que foi obrigado a dar, das reuniões nauseantes que foi coagido a fazer e das promessas insuportáveis que teve de cumprir. Aquele dinheiro nem era para você, era apenas para continuar no jogo, aquele que você nem queria mais jogar.

Não vou te julgar, apesar de fazer sofrer, sei que também sofre. Vivemos no mesmo pedaço de pedra que se movimenta a 100 mil quilômetros por hora ao redor do sol. A gravidade da política, dos negócios e do poder, no entanto, é que é diferente. Ficar de pé é um esforço hercúleo para quem vive obrigado a fingir ter opções.

Leia Também:  LUCINEIA SOARES – As políticas públicas e quem as financia

Contudo, inoportunamente, a consciência trai a estratégia. A voz materna do tempo de criança surge suave e efetiva, faz o grande homem sentir-se pequeno, com medo. Então, você se questiona: existe algo que transcenda esse pequeno feudo escuro e sujo em que se meteu?

Nosso planeta é uma grande embarcação. Entramos e saímos dela em pouco tempo. Ficamos um pouco aqui, depois voltamos para casa. Morrer é voltar pra casa. A gente leva somente histórias e lembranças. Talvez te reste pouco tempo, sinceramente espero que não. Temos a obrigação de sermos a melhor versão possível de nós mesmos.

Começar de novo? O que os outros vão pensar? O que a imprensa vai dizer? E meus filhos, o que irão falar? E o partido? A empresa? A instituição? Como vou parar agora? São tijolos atirados nas vidraças da fachada que se vê obrigado a manter.

A casa, o carro, os investimentos, a poupança, o dinheiro guardado e aquele escondido, tudo isso não é seu, só está com você. O presente é o seu único ativo. Sei que é inteligente. Então, reflita sobre a grandeza do Universo e perceberá que tudo isso é pequeno, não passa de poeira. Entendera que somos como crianças distraídas brincando, acreditando ter controle sobre a fantasia.

Leia Também:  JOÃO EDISOM - O modelo de estado e o fim do emprego

Em breve você vai voltar pra casa. O que vai contar para sua mãe, para aquele amigo que ainda sente a falta do seu abraço? Talvez, seja uma daquelas crianças da sua rua, que verdadeiramente conhecia você e confiava no seu talento.

Olhe para dentro. Peça ajuda para pessoas de bem. Acredite, isso é libertador. Talvez decida recomeçar. Você pode até sangrar, chorar, suar e desistir. Retomar, reerguer, tentar de novo e ainda assim perder. Mas, desta vez, escolher fazer o que queria, o que facilmente admitiria e, quem sabe assim, jogar de um jeito em que todos possam ganhar.

André Luiz Barriento é jornalista, mestre em estudos de cultura contemporânea e graduando em Direito.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Opinião

EMANUEL PINHEIRO – HMC – sonho realizado com muito trabalho e amor por Cuiabá

Publicado

Sou um homem movido a sonhos e um dos maiores que já tive era o de ser prefeito da cidade onde nasci e a qual amo profundamente. Felizmente, com a benção de Deus e a ajuda dos cuiabanos, consegui realizar este sonho. Diante disto, um novo anseio surgiu: o de tornar Cuiabá um lugar melhor para se viver.

A condição precária da saúde pública municipal foi um ponto que sempre me incomodou muito, e foi para esta área que decidi voltar a maior parte dos meus esforços. A Saúde acabou tornando-se o assunto mais importante da minha gestão e para o qual dedico atualmente cerca de 70% do meu trabalho enquanto prefeito desta Capital. Eu e minha equipe da Secretaria Municipal de Saúde estamos trabalhando incessantemente para promovermos uma virada de página, oferecendo serviços de qualidade e procurando dar celeridade às filas de espera do SUS.

O maior passo que demos em direção à promoção dessas melhorias foi a abertura do Hospital Municipal de Cuiabá – Dr. Leoni Palma de Carvalho, que é a maior obra em saúde pública que este estado já recebeu. Mesmo com toda a torcida contra, que não foi pouca, conseguimos colocar em funcionamento, por etapas, o ambulatório com mais de 13 especialidades médicas, 180 leitos clínicos com equipamentos de última geração, a farmácia satélite e o parque tecnológico de imagens, com serviços de ultrassonografia, endoscopia, colonoscopia e radiografia, 40 leitos de UTI, além do Centro de Tratamento de Queimados – CTQ.

Leia Também:  WILSON PIRES – 1ª balsa ligando Cuiabá a VG completa 145 anos de inauguração

No dia 18 deste mês entregaremos a última etapa do HMC, que consistirá na abertura da urgência e emergência do hospital, onde funcionará o novo Pronto Socorro, 06 salas cirúrgicas, Central de Material e Esterilização-CME e 13 leitos de recuperação pós-anestésicos. Neste dia também entregaremos o heliponto, que possibilitará uma maior agilidade na condução de pacientes em estado grave para o hospital, bem como mais rapidez e segurança para o transporte de órgãos para transplantes, o que significará mais chances de salvar vidas.

Com a entrega de 100% do HMC, uma parte do meu anseio em melhorar a qualidade da saúde pública municipal estará completa. E, apesar de ser prefeito apenas de Cuiabá, todo o estado de Mato Grosso será contemplado, pois mais da metade dos atendimentos do Pronto Socorro da capital são feitos para pacientes do interior. Então, não são apenas os cuiabanos que ganharam este presente que é o HMC, mas toda a população do estado, que vai passar a contar com um dos hospitais mais modernos do Brasil, e o melhor, totalmente público.

Convido a todos para essa data histórica. Creio que é um momento que deixa feliz todos aqueles que amam e vivem em Cuiabá e em Mato Grosso. Uma obra que saiu do papel e, com foco, determinação, planejamento, elogiado inclusive pelo Ministério da Saúde, e muita vontade de fazer, estamos entregando à população funcionando a todo vapor. O HMC é o maior hospital público do Estado. Não 80% nem 90%, mas 100% em funcionamento, agora com a entrega também do novo Pronto Socorro nessa última etapa. Portanto, todos estão convidados a participar e brindar esse novo tempo. Estamos virando a página e dando início a um novo ciclo na saúde pública de Cuiabá e de todo o estado. Uma grande conquista principalmente para a população mais humilde, mais carente, que agora conta com um hospital de primeiro mundo na nossa capital.

Leia Também:  ONOFRE RIBEIRO - Índios e o meio ambiente

Vou continuar me esforçando e trabalhando muito para que novas entregas, como essa, possam trazer mais qualidade de vida e esperança de um futuro cada vez mais promissor para nossa gente. Não nego que é uma tarefa difícil, mas nós já estamos trabalhando para alcançar nossos objetivos. Da minha parte, como prefeito da capital que completou 300 anos, vocês podem esperar muita luta, muito trabalho e muita comprometimento para conseguirmos oferecer uma saúde pública cada vez melhor para os cuiabanos e mato-grossenses que precisam do nosso auxílio.

E vamos celebrar essa nova Cuiabá!

Emanuel Pinheiro é prefeito de Cuiabá.

Continue lendo

Opinião

BENEDITO JUNIOR – Não gostei do tamanho da prótese de silicone na mama e agora?

Publicado

Sabemos através de dados estatísticos que o que mais incomoda a mulher é o tamanho das mamas. Por isso, a cirurgia mais realizada em todo o mundo é a colocação de prótese de silicone na mama. A maioria é para aumentar a mama. Mas, há também as que após colocar um implante de silicone grande acabam se arrependendo e querem substituir por um com menos mililitros, para dar um aspecto mais natural.

Mas e se já coloquei o implante e agora, o que faço? Muitas pacientes que ficam insatisfeitas com o tamanho da prótese têm esse questionamento.

Você pode sim trocar a prótese, mas não imediatamente, o recomendado é esperar pelo menos 6 meses para que as mamas estejam totalmente desinchadas para que se possa realmente fazer uma avaliação.

Às vezes após o inchaço a prótese fica no tamanho desejado então convém esperar e só assim passar por nova consulta com o cirurgião plástico que fez o procedimento para fazer a revisão da mama e se for o caso realmente fazer uma nova cirurgia para um novo implante de silicone.

Leia Também:  JOSÉ DE PAIVA NETTO - Espírito, cérebro e comando

No caso de apenas substituir por uma maior ou uma menor, a cirurgia é a mesma e a nova prótese com mais mililitros é colocada pela mesma cicatriz da anterior. Esteticamente não haverá alteração no tamanho da cicatriz.

É importante frisar que a prótese mamária exagerada pode causar problemas estéticos e físicos. Quanto maior o volume da prótese cresce a probabilidade de surgirem estrias, já que as fibras da pele vão sofrer um esgarçamento. O peso do seio também vai aumentar, portanto, pode ocorrer a sobrecarga do esqueleto, que vai provocar uma projeção do tronco para frente, ocasionando problemas posturais, dores nas costas e até um desvio de coluna. Por isso é fundamental pensar bem antes de colocar uma exagerada que não acompanha seu biotipo. E nesse caso algumas pacientes se arrependem e voltam ao consultório para trocar por um implante com menos mililitros.

Mas se a troca da prótese é por motivo de flacidez por conta da amamentação ou do fator idade, então será feita uma nova cicatriz em geral em T, visto que é necessário fazer uma plástica na mama.

Leia Também:  ONOFRE RIBEIRO - Startup político

O fundamental é que a necessidade de realmente trocar os implantes seja conversada e avaliada com um cirurgião plástico da sua confiança.

Benedito Figueiredo Junior é cirurgião plástico na Angiodermoplastic. CRM 4385 e RQE 1266. Email: [email protected]

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana