conecte-se conosco


Últimas Noticias

PRF apreende mais de R$ 4 milhões escondidos em caminhonete na BR- 070

Publicado

O veículo, com placas de São Paulo, foi abordado pela PRF na BR-070, em Poconé

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), apreendeu, na noite desta segunda (8), cerca de R$ 4 milhões em espécie durante fiscalização de rotina na BR-070, próximo a Poconé. O dinheiro estava escondido em malas, sacos plásticos e em compartimentos preparados atrás do banco traseiro e na tampa da carroceria do veículo.

A caminhonete L200, com placas de São Paulo, foi abordada pela equipe PRF por volta das 22h30. Três homens estavam no veículo no momento da fiscalização e mostraram bastante nervosismo diante da ação policial, motivo que levou os agentes a uma busca minuciosa no veículo.

Não demorou muito para que os PRFs encontrassem dentro de uma mala cerca de R$ 170 mil. No momento, o condutor e proprietário do veículo, R.B.S, de 43 anos, disseram aos agentes que o dinheiro seria utilizado para a compra de veículos em Manaus. Prosseguindo nas buscas, os agentes localizaram toda a quantia escondida nas bagagens, na tampa do compartimento de carga e maior parte dela atrás do banco traseiro da caminhonete.

Diante do flagrante, o condutor e os dois passageiros, Z.M.O.A, de 55 anos, e A.G.L, de 40 anos, mudaram a versão dos motivos da viagem de São Paulo até Boa Vista, em Roraima. De acordo com o motorista, todo o dinheiro seria utilizado na compra de ouro. Eles não informaram mais detalhes sobre a procedência do dinheiro e receberam voz de prisão.

Os PRFs estimam que eles transportavam cerca de R$ 4,6 milhões em espécie. Os detidos, o veículo e dinheiro foram levados para a Polícia Federal, em Cuiabá, onde será feita a contagem das notas.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Últimas Noticias

Elafanta que morava no Santuário de Chapada morre de complicações renais

Publicado

O animal foi resgatado em um circo na periferia de Santiago, Chile, em outubro

A elefanta Ramba, exemplo do  primeiro caso de resgate de animais de cativeiro, que sensibilizou o país, morreu aos 56 anos em razão de complicações renais, cujo diagnóstico datava mais de cinco anios.

O animal, resgatado de um circo, na periferia de Santiago (Chile), chegou em começo de outubro no Santuário de Elefantes, em Chapada dos Guimarães, cidade turística a 80 quilômetros de Cuiabá. Era a segunda elefanta resgatada e levada para o local.

Continue lendo

Últimas Noticias

Operação Lei seca aperta o cerco, prende infratores alcoolizados, apreende veículos e lavra 61 autos

Publicado

Três pessoas foram presas durante a 33ª edição da Operação Lei Seca, realizada na BR-364, Km 434, em frente ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Várzea Grande, nesta sexta-feira (26.10). Duas prisões ocorreram por embriaguez ao volante (Art.306 do Código de Trânsito Brasileiro) e uma por receptação.

Foram realizados 166 testes de alcoolemia e removidos 23 veículos (21 carros e duas motos). Também foram lavrados 61 Autos de Infração de Trânsito (AITs), sendo 35 por motivos diversos. Do restante, seis AITs foram feitos por descumprimento ao Art.165 (dirigir sob efeito de álcool); sete pelo Art.162 (dirigir sem possuir CNH); 13 pelo Art.230,V (dirigir veículo registrado sem estar licenciado).

O Art.306 do CTB configura como crime conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência. As penas previstas são detenção, de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.

Já o Art.165, classifica como infração gravíssima “dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência”. As penalidades são multa (dez vezes) e suspensão do direito de dirigir por 12 meses, além da medida administrativa que prevê recolhimento do documento de habilitação e retenção do veículo.

A operação Lei Seca é coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI-e) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e conta com a participação do Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário (BPMTRAN) da Polícia Militar (PM-MT); Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran) da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT); e Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT).

Esta edição da operação contou ainda com a Guarda Municipal de Várzea Grande; Polícia Rodoviária Federal (PRF), Sistema Penitenciário e Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp).

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana