conecte-se conosco


Política MT

Zied Coutinho faz show romântico no Zulmira nesta quinta (9); ingressos são 2kg de alimentos

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Em um mesmo show, homenagear os 300 anos de Cuiabá, o aniversário de Mato Grosso (em 09 de maio), as mães pelo dia delas e, ainda, trazer todo o romantismo das serestas. Preparem-se para o espetáculo Janelas Abertas, com o cantor Zied Coutinho, um grupo de músicos cuiabanos altamente qualificados, com participação de Lorena Ly e outros convidados especiais. Será nesta quinta-feira (08), às 20h, no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros (Assembleia Legislativa) e a entrada é solidária: dois quilos de alimentos não perecíveis.

O show janelas abertas passeará pelo romantismo do samba de seresta, da valsa, do samba-canção, dos boleros, do tango. Nos instrumentos, ninguém menos que Marinho e Joelson Conceição nos violões de sete cordas, Bruno no surdo, Nilson Brito no cavaquinho, Marcelinho no pandeiro, Edvardes no bongô e Toni Maia no trompete.

Além da Lorena Ly, sambista mato-grossense que participou da edição 2015 do The Voice Brasil – que cantará um música com Zied e outra solo; são convidados Zidinete Coutinho e Júlio Coutinho e Márcia Oliveira.

Leia Também:  Câmara Temática discute políticas públicas para mulheres em Rondonópolis

Zied não se considera cantor ou músico profissional, apesar de cantar desde sempre, promover shows com determinada frequência (inclusive, anualmente homenageando Cuiabá) e ser fundador do Clube do Choro no início dos anos 1990. “Tem quem canta, tem quem gosta de cantar. Eu gosto de cantar!”, ri.

E que bom ir a um show de quem gosta de cantar, não é mesmo? Cantar por amor, pela cultura, pela reunião dos amigos. “Essa gurizada toda que estará no palco comigo passou por lá [Clube do Choro]”, conta. E a arrecadação de alimentos será toda destinada a entidades filantrópicas atendidas pela Assembleia Social (antiga Sala da Mulher da Assembleia Legislativa de Mato Grosso).

“Estou preparando um show musicalmente bem equilibrado e, ao mesmo tempo, que vai trazer emoções, alegria”, promete o cantor (que gosta de cantar).

“Eu sou suspeita para falar, pois amo canções de seresta, bolero, valsa… E, pelo ingressos social – apenas dois quilos de alimentos – dá pra trazer toda a família, super acessível! Uma noite agradável e que ainda ajuda quem precisa. Não dá pra perder”, convida a diretora da Assembleia Social e do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, Daniella Paula Oliveira.

Leia Também:  TCE bloqueia bens de ONG em R$ 708 mil

Não é necessária retirada prévia de ingressos, basta trazer os mantimentos direto na hora do show. Mais informações, pelo celular (65) 9 9981-9205.

SERVIÇO
Show Janelas Abertas, com Zied Coutinho
Data: Quinta-feira (09), às 20h
Local: Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros (Assembleia Legislativa)
Ingresso social: 2kg de alimentos não perecíveis
Informações: (65) 9 9981-9205

Fonte: ALMT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

TCE nega recurso e mantém multa a ex-secretário de Fazenda por rombo de R$ 36 milhões

Publicado


O ex-secretário Seneri Paludo, multado por irregularidades na Conta Única do Estado

O Tribunal de Contas de Mato Grosso manteve a punição do ex-secretário estadual de Fazenda, Seneri Kernbeis Paludo, multado em 6 UPFs por pagamentos feitos com recursos da Conta Única do Tesouro Estadual utilizando meios não eletrônicos, em desacordo com os princípios do interesse público e da isonomia. Isso porque foram negados Recursos Ordinários interpostos por Seneri Kernbeis Paludo, Wellington João Geraldes, Nelson Corrêa Viana e Cynthia Cândida Correa, mantendo-se inalterados os termos do Acórdão 96/2018-PC. A decisão, referente ao processo nº 21.472-8/2016 foi relatada pela conselheira interina Jaqueline Jacobsen na sessão plenária extraordinária do desta quarta-feira (16).

Na Auditoria de Conformidade (Processo nº 223719/2016) foram inspecionadas as movimentações financeiras ocorridas na Conta Única do Tesouro do Estado de Mato Grosso, bem como em outras 16 contas de arrecadação e 10 contas especiais no mês de setembro de 2016. Nessas contas, foram verificadas diferenças entre o saldo bancário e o saldo contábil na ordem de R$ 36.061.779,03.

Leia Também:  TCE bloqueia bens de ONG em R$ 708 mil

Continue lendo

Política MT

Ex-presidente da Câmara e empresa terão que devolver R$ 106 mil aos cofres públicos de Cuiabá

Publicado

Além de restituir os cofres públicos, Justino Malheiros ainda terá que pagar multa

O ex-presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Justino Malheiros (PV), terá que restituir aos cofres públicos municipais a quantia de 106.666,00, em solidariedade com a empresa Votech Tecnologia em Votação Eireli. O valor deve ser corrigido monetariamente pelo IPCA desde 21/12/2018, data do pagamento, acrescido de aplicação de multa de 10% sobre o valor atualizado do dano ao erário.

Malheiros ainda terá que pagar multa de 20 UPFs, sendo 10 UPFs por ausência de estudo técnico e de viabilidade econômica e projeto básico, projeto de infraestrutura e mensuração irregular do valor para manutenção, na adesão da Ata de Registro de Preços 19/2017 da Assembleia Legislativa; e 10 UPFs em razão da ausência de preços praticados pela Administração Pública e ampla pesquisa de mercado para definir pela vantajosidade da contratação.

A decisão ocorreu no julgamento da Representação de Natureza Interna (Processo nº 83810/2019) proposta pela Secex de Contratações Públicas em face da Câmara Municipal de Cuiabá, do ex-gestor e da empresa contratada, durante sessão extraordinária do Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso, nesta quarta-feira (16/10). Por unanimidade, os membros acompanharam voto da relatora, conselheira interina Jaqueline Jacobsen, pela restituição ao erário, aplicação de multas, determinações e recomendações.

Leia Também:  Pescadoras dizem que se projeto "Cota Zero" for aprovado vão fechar rodovias em MT

De acordo com os autos, a Câmara Municipal de Cuiabá, então presidida por Justino Malheiros Neto, aderiu à Ata de Registro de Preços 19/2017, da Assembleia Legislativa, cujo objeto foi o registro de preço para contratação de empresa especializada no fornecimento de solução integrada de controle, automação e supervisão predial. Essa adesão resultou no Contrato 15/2018, firmado com a empresa Votech Tecnologia em Votação Eireli.

Ao analisar o contrato, foram detectados pela equipe técnica três irregularidades, todas de natureza grave. A ausência de elaboração de um projeto específico pela Câmara Municipal de Cuiabá, no qual fosse demonstrada a viabilidade técnica e econômica para a
aquisição das câmeras e softwares de monitoramento e inclusão de outros itens necessários para a execução do projeto, além da constatação de que não houve a comparação com preços praticados por outros órgãos públicos, dificultando a mensuração da compatibilidade ou não, com os valores praticados no mercado, renderam as multas aos ex-gestores.

Quanto à restituição ao erário, a equipe técnica constatou que os equipamentos foram contratados com sobrepreço, por R$ 402.157,34 e, desse total, apenas R$ 149.164,00 é devido. “Considerando que já houve o pagamento de R$ 255.824,00 à contratada deverá ser restituído ao erário o montante de R$ 106.660,00”, ressaltou a relatora no voto.

Leia Também:  Jaime cobra apuração da justiça e punição rigorosa aos culpados por esquema de grampos ilegais

A conselheira relatora determinou à atual gestão que promova a realização de termo supressivo do Contrato 15/2018, fixando como valor contratual a quantia de R$ 149.164,00; e recomendou que a gestão respeite os ditames da Resolução de Consulta 20/2016 – TCE-MT, para as futuras licitações, no que tange à composição do Projeto Básico ou Termo de Referência.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana