conecte-se conosco


Carros e Motos

Yamaha revela linha 2021 da MT-09, que deve vir ao Brasil

Publicado


source
Yamaha
Divulgação

Yamaha MT-09 2021: novo farol com lâmpada de LED e uma série de outras mudanças que a deixaram ainda mais ágil e arrojada

A Yamaha divulga as primeiras imagens e detalhes da linha 2021 da naked esportiva MT-09. Agora a moto passa ter uma série de ajustes no motor de três cilindros, que passa a ter 889 cc de cilindrada e 118 cv entre as mudanças. A redução de peso, os retoques no desenho e a maior lista de equipamentos também são novidades. No Brasil, a moto também deverá ser lançada ao longo do ano que vem.

Além dos quatro cavalos a mais de potência, a Yamaha MT-09 da linha 2021, o torque subiu para 9,5 kgfm a 7.000 rpm. Quanto ao peso, passou para 189 kg, ou quatro a menos que a versão anterior. Dando uma olhada no novo visual da moto, logo se nota o farol com lâmpada de LED com filetes ao redor em formato de V. Além disso, as saídas de escape ganharam desenho arrojado.

A tela de TFT no quadro de instrumentos também está entre as mudanças na moto da marca japonesa, agora com 3,5 polegadas. Bons também são os sistemas de auxílio na condução, como os controles de tração (SCS) e inclinação, bem como o “Quick Shift”, que permite trocas de marchas mais rápidas.

Mais detalhes da Yamaha MT-09 2021

As assistências ao piloto também incluem freios ABS e a mudança de mapeamento do motor D-Mode . As rodas mais leves de 17 polegadas e 10 raios são forjadas. E as relações da primeira e segunda marchas foram alteradas, bem como a embreagem.


Para contribuir com a maior leveza, a estruturada Yamaha MT-09 da linha 2021 passou a ter novos subchassis que levaram a uma redução de peso de 3,8 kg. Mesmo assim, a Yamaha MT-09 ganhou 50% de rigidez torcional. Até os freios passaram por mudanças, com atualizações no cilindro mestre.  

Fonte: IG CARROS

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

KFC lança serviço de food trucks autônomos na China

Publicado


source
carro autônomo
Reprodução/Twitter

Carros autônomos produzidos pela chinesa Neolix estão vendendo comida para a rede de restaurantes KFC


Embora os carros 100% autônomos ainda estejam distantes de dominarem as vias públicas, os primeiros veículos sem motorista já começam a ser empregados em atividades comerciais, fora do ambiente de testes. Um exemplo são os food trucks que a Yum Brands, empresa que é dona da marca de restaurantes KFC, começou a empregar na cidade de Xangai (China).


Em outubro, a revista Forbes havia anunciado um acordo entre a Yum Brands e a startup chinesa de carros autônomos Neolix para oferecer esse serviço de food trucks sem motorista. A adoção da novidade, que acabou viralizando após ser compartilhada por usuários da rede social Twitter , foi impulsionada no país asiático por conta da pandemia do novo coronavírus, que acelerou a busca de soluções que reduzam ou dispensem o contato entre pessoas.

Todo o processo de compra é automatizado. O pedido é feito no próprio carro, mas o pagamento é efetuado no smartphone do cliente. Confirmada a compra, a porta é liberada para a retirada da encomenda. Para evitar que o veículo tenha que se locomover até uma estação de recarga, as baterias do carro podem ser facilmente substituídas.


Chamado de X3 pela Neolix, foi projetado inicialmente para operar como um veículo de transporte de mercadorias, para a entrega de alimentos ou até como uma vending machine com rodas.

O próprio fabricante destaca que o X3 é equipado com uma carroceria do tipo modular, que permite trocar facilmente o tipo de baú instalado. Algo que tem se mostrado comum em propostas de carros autônomos e que permite que o carrinho seja empregado, com poucas modificações, como veículo de vigilância ou até na desinfecção de ruas, como acabou utilizado pelo governo chinês nos meses iniciais da pandemia.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Comum, adtitivado ou premium: saiba quando é melhor usar cada combustível

Publicado


source
combustível
Divulgação

Eficiência energética está na ordem do dia, mas ainda existem alguns modelos com consumo acima do ideal


Parou no posto e não sabe qual será a vantagem de abastecer o seu carro com o etanol aditivado? Ou não sabe se vale a pena usar a gasolina premium? A reportagem do IG Carros buscou a Raízen, que distribuiu combustíveis sob a marca Shell no Brasil, para tirar as dúvidas relativas ao tema.


A gasolina comum pode ser utilizada em qualquer carro ou moto e obrigatoriamente conta com 27% de etanol em sua composição e um índice de 92 octanas RON. De acordo com Gilberto Pose, especialista em combustíveis da Raízen, o combustível vegetal funciona como um antidetonante, permitindo que a gasolina entre em combustão no momento ideal, ajudando a melhorar o desempenho do veículo. Outra vantagem está na questão ambiental, com a redução na produção de monóxido de carbono.

Já a gasolina aditivada é a gasolina comum que recebeu aditivos que ajudam a remover os resíduos da linha de combustível e dos componentes do sistema de alimentação do motor. Diferente do que se acredita, o uso da gasolina aditivada não traz impacto em termos de aumento de potência no motor. Esse ganho em desempenho acontece por conta do uso constante, ao permitir que o propulsor preserve as características originais por mais tempo.

Esse ganho real acontece ao utilizar as chamadas gasolinas premium , que tem no mínimo 97 octanas RON e um percentual de etanol de 25%. Mesmo assim, essa melhora no desempenho é notada em carros e motos esportivos. “Motores de baixa cilindrada ou flex podem ser abastecidos com combustível de alta octanagem. O diferencial de performance, porém, é mais perceptível em veículos com motores de alto desempenho”, avisa Pose.

Etanol

combustível
Divulgação

Pode parecer difícil identificar qual gasolina é adulterada, mas há dicas de como, além dos cuidados se a moto já foi afetada


O etanol hidratado encontrado nos postos de combustíveis tem cerca de 4,5% de água em sua composição e octanagem 110 RON. Mas como tem um poder calorífero 30% menor que o da gasolina, o motor precisa de mais combustível para que a combustão aconteça, aumentando o consumo de combustível. Na comparação com a derivado do petróleo, é um combustível mais “limpo”, emitindo menos C0² e ajudando a reduzir a formação de resíduos.

Algumas distribuidoras de combustíveis oferecem ainda o etanol aditivado. De acordo com Pose, a função do etanol aditivado é basicamente a mesma da gasolina aditivada. “A sujeira acumulada nas válvulas de admissão e nos bicos injetores não é exclusivamente culpa do combustível. O lubrificante que circula no motor é um dos principais responsáveis por esses resíduos. Por isso, o mais indicado para motoristas de veículos flex que preferem etanol é abastecer com a versão aditivada”, destaca.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana