conecte-se conosco


Carros e Motos

Yamaha NMax é revelado com novo visual e equipamentos na linha 2020

Publicado

source
Yamaha NMax arrow-options
Divulgação

Yamaha NMax Facelift: Apesar de ter sido revelada com o motor de 155 cc, no Brasil, a novidade terá o mesmo 160 cc

A Yamaha NMax surge com mudanças no novo visual e equipamentos. Agora, traz um painel frontal revisado que inclui faróis mais sofisticados, piscas dianteiros menores e reposicionados, além de um formato atualizado para o para-brisa. Uma vez no Brasil, a novidade deverá custar mais que os R$ 12.590 cobrados atualmente, junto do novo XMax 250, modelo que será posicionado no topo da linha de scooteres da marca japonesa, já com encomenda aberta por R$ 21.990.

LEIA MAIS: Yamaha XMax 250 já pode ser encomendado

A traseira do Yamaha NMax facelift recebe uma nova lanterna traseira de LED de estilo dividido. Outra mudança notável é o campo de proteção no cano de escape do modelo 2020.Por “dentro”, ganha uma nova tela LCD, com novo formato e disposição das informações. Os indicadores do rival do Honda PCX agora ocupam o espaço acima do console do instrumento. As luzes das setas, por outro lado, ficam nos dois lados da tela LCD.

Leia Também:  VW Fusca nacional faz 60 anos. Veja 5 “filhotes” do clássico carismático

LEIA MAIS: Yamaha NMax desafia Honda PCX

O sistema Yamaha Motorcycle Connect é a outra novidade, com possibilidade de acessar funções como notificação por telefone e mensagem, local de estacionamento, manutenção recomendada, consumo de combustível e notificação de mau funcionamento para os componentes. Entre outros itens inéditos, o scooter vem com função Start-Stop, controle de tração, ignição sem chave, luz de perigo e uma tomada elétrica.

Mecânica

Yamaha NMax arrow-options
Divulgação

Novo painel tem melhor visibilidade e mais funções para orientar o condutor

Não mudará em nada ante o que traz no modelo atual. ainda está entre os destaques a recalibragem dos amortecedores traseiros Double Shock, com curso de 90 milímetros em cada roda. Na parte mecânica, o motor deve continuar o monocilíndrico de 160 cc, capaz de gerar 15,1 cv e 1,47 kgfm. Precisou frear, os discos de 230 milímetros de diâmetro com sistema ABS nas duas rodas fará o seu trabalho. Se precisar levar algo, um porta-capacete de 25 litros está disponível na motocicleta.

Leia Também:  Dez equipamentos que todo carro deveria ter

LEIA MAIS: Honda PCX 2020 estreia nova versão de entrada com ABS, por R$ 13.190

O colunista do iG Carros, Gabriel Marazzi, já pilotou a Yamaha NMax 160 ABS e destacou a agilidade do scooter entre os pontos mais importantes. Ele disse que o motor refrigerado a água, com comando de válvulas variável, acaba ajudando bastante no desempenho. Isso pode ser notado com clareza nas arrancadas nos semáforos, ainda de acordo com Marazzi.

Fonte: IG Carros
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Carros e Motos

Ford Ranger e VW Amarok podem ganhar versões SUV de sete lugares, diz site

Publicado

source
Ford Everest arrow-options
Divulgação

Ford Everest é a versão SUV da Ranger que terá nova geração fabricada na Argentina, de onde poderá seguir para o Brasil

A aliança entre Ford e Volkswagen selada durante o Salão de Detroit 2019 não servirá apenas para o desenvolvimento das novas Ranger e Amarok . De acordo com o site Argentina Autoblog , as marcas também estão trabalhando para lançar versões SUV de sete lugares das picapes, na mesma categoria de Toyota SW4, Mitsubishi Pajero Sport e Chevrolet Trailblazer.

LEIA MAIS: VW Nivus é visto camuflado antes da estreia no primeiro semestre de 2020

O chamado “Projeto Cyclone” está em andamento na Argentina, e tudo indica que os novos SUVs serão fabricados no complexo industrial da Ford, em Pacheco. A publicação argentina também obteve a nomenclatura interna do projeto do SUV, tratado pelo time de engenharia como “U704”.

A Volkswagen já chegou a desenvolver um SUV com base na Amarok. O modelo não foi lançado por conta das novas regras de homologação para a emissão de gases tóxicos no continente europeu. Também havia uma apreensão interna de que o projeto não fosse rentável. Dividindo os custos de engenharia com a Ford, o modelo finalmente poderá ver a luz do dia.

Leia Também:  Harley-Davidson Road Glide Special roda suave e se mostra confortável

LEIA MAIS: Flagra! Nova picape da Hyundai é vista com camuflagem antes da estreia

Amarok arrow-options
Divulgação

A Volkswagen busca protagonismo da Amarok entregando engenharia da próxima geração à Ford

A Ford, por sua vez, já conta com uma versão “fechada” da Ranger, chamada Everest. Fabricado na Tailândia e na África do Sul com as mesmas características da picape, o SUV nunca esteve perto de vir para a América do Sul. De acordo com a Ford, não seria lucrativo.

LEIA MAIS: Land Rover quer “mini-Defender” com preço de Jeep Compass, diz site

Entre os três potenciais rivais da nova dupla, apenas o Chevrolet Trailblazer é fabricado na América Latina, em São José dos Campos (SP). Toyota SW4 e Mitsubishi Pajero Sport são importados da Tailândia. A Nissan também tem um SUV na categoria: o Terra, apresentado em 2017. A fabricante japonesa, entretanto, ainda não sinalizou que tem intenção de trazer o modelo – que também é fabricado na Tailândia – ao mercado latino-americano.

Leia Também:  Conheça os modelos que terão os IPVAs mais caros do Brasil em 2020

Fonte: IG Carros
Continue lendo

Carros e Motos

Porsche apresenta nova versão GTS 4.0 para os modelos Cayman e Boxster

Publicado

source

Motor Show

Porsche Boxster arrow-options
Porsche Cayman e Boxster GTS

Porsche Cayman GTS 4.0 é uma das novas versões do esportivo que passam a ser oferecidas no Brasil a partir de 2020

A Porsche apresentou uma nova versão para os modelos 718 Boxster e Cayman. A intermediária GTS 4.0, chega para ficar posicionada entre os Boxster e Cayman S, além do Cayman GT4 e Boxster Spyder.

LEIA MAIS:  Porsche 718 Boxster GTS: coquetel molotov sobre rodas

O poderio mecânico está no motor de seis cilindros Boxer (cilindros contrapostos) 4.0 associado a câmbio manual de seis marchas para despejar 400 cv de potência e 42,7 kgfm de torque. Os modelos GTS 4.0 da Porsche aceleram de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos, enquanto a velocidade máxima é de 293 km/h.

Entre os itens de série da nova versão da dupla Boxster e Cayman , aparece a suspensão ativa (PASM), o sistema de vetorização de torque com diferencial de deslizamento limitado, enquanto os freios utilizam discos de 350 mm na dianteira e de 330 mm na atrás.

Leia Também:  Veja os 10 carros mais vendidos na América Latina até abril

LEIA MAIS: Porsche Cayenne Coupé: não basta ter dinheiro, tem que ter bom gosto

A estética da nova versão da Porsche é evidenciada pelo spoiler dianteiro maior, nos detalhes em preto brilhante e nas rodas de 20”. O interior se destaca pelos bancos ajustados eletricamente e revestidos em Alcantara. O mesmo material também aparece nas laterais de portas, no volante, no teto e no console central. Os preços de cada modelo ficam na faixa 80.000 euros.

Fonte: IG Carros
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana