conecte-se conosco


Mato Grosso

XV Semana do Meio Ambiente destacou a importância da gestão ambiental compartilhada

Publicado

Chegou ao fim nesta segunda-feira (11.06) a 15ª Edição da Semana de Meio Ambiente que aconteceu entre os dias 3 e 10 de junho em todo o estado de Mato Grosso. Além de palestras, mesas redondas e visitas técnicas, esta edição foi marcada pelo lançamento do Projeto ‘Juntos pelo Araguaia’ e pela sanção da lei de Política Estadual de Educação Ambiental.

Durante o lançamento do ‘Juntos pelo Araguaia’, projeto idealizado por Mato Grosso e Goiás para salvar o rio Araguaia do assoreamento (acúmulos de detritos, lixo, entulho e outros materiais), foi assinado um protocolo de intenções na cidade de Aragarças, com a presença do presidente Jair Bolsonaro e dos governadores Mauro Mendes e Ronaldo Caiado. O programa prevê a conservação também de outras bacias hidrográficas do Brasil, e para a execução, foi firmado um acordo de cooperação técnica entre secretarias de Meio Ambiente de MT e Go e ministérios do Meio Ambiente e do Desenvolvimento Regional.

A Lei da Política Estadual de Educação Ambiental, que moderniza as regras educacionais voltadas para a manutenção e recuperação dos sistemas naturais, foi sancionada pelo governador Mauro Mendes durante as celebrações da Semana do Meio Ambiente. O chefe do Executivo de Mato Grosso lembrou que a lei de Educação Ambiental foi amplamente divulgada e discutida em mais de 90 municípios do estado.

Gestão Compartilhada

O tema da XV edição foi “Meio Ambiente – Gestão Compartilhada” com foco na discussão entre os diversos setores da sociedade sobre inovações nas políticas públicas e integração econômica, social e ambiental do desenvolvimento sustentável como forma de buscar um futuro melhor. As palestras, visitas técnicas e mesas redondas tiveram a participação de servidores da Sema, técnicos, acadêmicos, estudantes e sociedade civil.

O governador Mauro Mendes falou sobre a importância de uma gestão ambiental compartilhada e chamou o cidadão para, junto ao Estado, fazer sua parte para um meio ambiente mais equilibrado. “Esperamos que cada uma faça sua parte. O cidadão também precisa se conscientizar que jogando lixo na rua ele acaba contaminando as nossas nascentes, nossos rios, que são fontes de vida. Com o descarte de forma inadequada está agredindo a natureza e esperamos que o cidadão mato-grossense possa compreender esses desafios a partir da educação ambiental”.

Abertura

A edição deste ano foi aberta com uma caminhada ecológica e o plantio de mudas no Parque Mãe Bonifácia. Durante a solenidade foram entreguem os novos banheiros do Parque estadual e o Certificado de Aposentadoria de Créditos de Florestas para compensação das Emissões de CO2 do evento ‘Semana do Meio Ambiente 2019’ pela empresa Forest Friend.

Na ocasião, a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, agradeceu toda a equipe organizadora e os parceiros que possibilitaram a realização do evento. “A responsabilidade de um meio ambiente de qualidade é de todos. Órgãos públicos, privados, empresas e instituições da sociedade civil tem um papel relevante nas reflexões de políticas públicas de meio ambiente, nas quais Mato Grosso tem um protagonismo no país. Todo projeto que traga melhor qualidade de vida deve ser ressaltado, destacado, estimulado, porque pode fazer diferença”, disse na ocasião.

Na abertura da XV edição foi lançada uma campanha de entrega voluntária de óleo usado, organizada pelo projeto de educação ambiental Teoria Verde. Serão mais de 30 pontos de coleta na cidade, onde as pessoas vão poder fazer o descarte correto do produto. Entre os locais de coleta estão a Sema, Shopping Popular, Várzea Grande Shopping, Instituto Federal de Mato Grosso, além de condomínios, prédios e empresas.

Programação

Os trabalhos realizados pela Sema foram encerrados na quinta-feira com a palestra do doutor em direito tributário ambiental Werner Grau Neto ‘O ambiente institucional e o risco de judicialização da questão ambiental (código florestal, licenciamento e compensações)’. Porém, a programação de órgãos parceiros continuou até esta segunda (10.06). As atividades ocorreram ao mesmo tempo na capital e no interior, com eventos em várias regionais da Sema.

Durante toda a semana foram realizadas as atividades: feira de Agricultura Familiar e Artesanato, exposição de trabalhos acadêmicos, materiais recicláveis da Asmat e exposição de animais taxidermizados pelo Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental, além de doação de mudas pelo projeto Verde Novo.

Os estudantes tiveram uma programação especial e puderam conhecer o projeto nossa energia de conscientização ambiental realizado pela energisa e o laboratório móvel do Águas Cuiabá, que deu uma amostra de como é feito o tratamento da água. O grupo de teatro Nó apresentou uma peça de sensibilização sobre os riscos de se fazer “gato” em casa e o uso consciente de eletrodomésticos.

O presidente da Associação de Moradores do Bairro Jardim Brasil, Edson da Silva Pires, que esteve presente em grande parte da programação, destacou ser muito importante o debate entre governo, estudiosos, acadêmicos e sociedade civil, que sente in loco o que é necessário para melhorar a qualidade de vida. “Essa sementinha que está sendo plantada pelo governo para provocar a sociedade civil de que cada cidadão tem responsabilidade com a sua casa, sua rua, sua cidade é necessária. Eventos do tipo devem ser cada vez mais frequentes dentro das comunidades”.

Parceiros

O diretor geral da Águas Cuiabá, Luis Fernando Fabriani, uma das instituições parceiras da Sema para a XV edição da Semana do Meio Ambiente afirmou estar feliz em ser parceiro do governo do Estado em um evento tão importante. “ Esta semana serve para pensarmos nos recursos naturais que temos, como a água, que é fonte de vida essencial para todas as espécies do planeta. Desenvolvimento sustentável é pensar no próximo e preservar o meio ambiente para o futuro”, destacou.

Para a realização da edição de 2019 da Semana do Meio Ambiente, a Sema teve a parceria do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), Prefeitura de Cuiabá, Ministério Público de Estado (MPE), Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM), Secretaria Adjunta de Turismo do Estado, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), Tribunal de Justiça – Juizado Volante Ambiental (Juvam), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-MT), Federação das Indústrias de Mato Grosso (FIEMT), União dos Dirigentes Municipais de Educação de Mato Grosso (Undime), União Nacional do Etanol e do Milho, Associação de Catadores de Material Reciclável e Reutilizável (Asmats), Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA), Sebrae, Sesc Pantanal, Universidade de Cuiabá (Unic), Instituto Ação Verde, Desbravadores, Águas Cuiabá e Energisa.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Sábado (30): Mato Grosso registra 2.413 casos e 58 óbitos por Covid-19

Publicado


.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (30.05), 2.413 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 58 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. A última morte envolveu uma residente de Barra do Garças.

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão: Cuiabá (723), Várzea Grande (227), Rondonópolis (191), Tangará da Serra (111), Primavera do Leste (101), Sorriso (84), Lucas do Rio Verde (74), Confresa (74), Barra do Garças (73), Sinop (55), Rosário Oeste (42), Campo Verde (40), Jaciara (37), Alta Floresta (37), Cáceres (32), Nova Mutum (31), Pontes e Lacerda (28), Peixoto de Azevedo (25), Aripuanã (25) e Sapezal (22). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria.

Nas últimas 24 horas, surgiram 157 novas confirmações em Aripuanã (14), Barra do Bugres (1), Barra do Garças (1), Cáceres (1), Campo Novo do Parecis (2), Campo Verde (8), Canarana (4), Colniza (1), Confresa (3), Cuiabá (34), Denise (3), Juara (2), Lambari D’Oeste (1), Mirassol D’Oeste (1), Nossa Senhora do Livramento (1), Nova Maringá (1), Nova Olímpia (1), Nova Ubiratã (2), Primavera do Leste (5), Rondonópolis (21),  Sapezal (14), Sinop (2), Sorriso (9), Tangará da Serra (13), Várzea Grande (11) e municípios de outros Estados (1).

Contudo, a área técnica esclareceu que houve a correção de seis casos de duplicidade nos municípios de Cuiabá (3), Lucas do Rio Verde (1) e Várzea Grande (2).  

Dos 2.413 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.533 estão em isolamento domiciliar e 675 estão recuperados. Há ainda 147 pacientes hospitalizados, sendo 76 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 71 em enfermaria.

No boletim, a SES também divulga que a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) dispõe, atualmente, de 250 leitos de UTI e 856 leitos de enfermaria especificamente para pacientes com coronavírus no Estado. 

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 50,1% dos diagnosticados são do sexo feminino e 49,9% masculino; além disso, 692 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 7.233 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 297 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Neste sábado, o Governo Federal confirmou 498.440 casos da Covid-19 no Brasil e 28.834 óbitos oriundos da doença. Em relação ao dia anterior foram 33.274 novos casos confirmados e 956 óbitos.

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Bombeiros resgatam vítimas soterradas em silo de grãos em Nova Maringá

Publicado


.

O Corpo de Bombeiros Militar localizou, na madrugada deste sábado (30.05), o corpo da segunda vítima que estava soterrada em um silo de grãos numa fazenda em Nova Maringá. A 5ª CIBM de Novo Mutum, a 180 km da localidade, foi acionada na tarde de quinta-feira (28.05) para atender a ocorrência. Segundo informações, duas pessoas estavam soterradas dentro de um silo de grãos. Uma equipe composta por quatro bombeiros militares se deslocou até o Armazém Safra, para fazer o atendimento, enquanto uma outra equipe do Ciopaer de Sorriso se deslocou para avaliar as condições no local e prestar os primeiros atendimentos.

A primeira vítima foi resgatada com vida ainda na quinta-feira. Os militares do Ciopaer retiraram o homem de 18 anos, que ainda estava sobre a soja e rapidamente foi resgatado. Iniciaram-se então os trabalhos de busca pela segunda vítima que havia desaparecido.

Devido ao tamanho do silo, que tem capacidade de armazenar 500 mil sacas de soja, a equipe teve que realizar o escoamento e transilagem da carga. Esse tipo de ocorrência requer um trabalho muito complexo, pois coloca em risco a vida de todos que estão atuando no local, devido à grande instabilidade causada pelo volume excessivo de grãos que poderia acabar soterrando toda a equipe.

A primeira equipe retornou na noite de sexta-feira (29) e a segunda equipe assumiu às 21h. As buscas se estenderam até a madrugada de sábado (30), às 5h da manhã, quando foi resgatado o corpo do homem de 26 anos. O atendimento durou cerca de 39 horas.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana