conecte-se conosco


Mato Grosso

Workshop estimula profissionais a promoverem acesso da população aos serviços de saúde

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) realiza, nesta segunda e terça-feira (11 e 12.11), em Rondonópolis e, simultaneamente, em outros 18 municípios do Estado, o terceiro workshop do PlanificaSUS.

Nesta edição da capacitação, os 2.700 profissionais da Atenção Primária à Saúde (APS) e da Atenção Ambulatorial Especializada (AAE), que integram a atividade desde julho deste ano, vão debater sobre a promoção de acesso da população aos serviços de saúde.

Conforme explica a coordenadora técnica do PlanificaSUS em Mato Grosso, Regina Paula Costa, o encontro deste mês visa compreender o conceito de acesso às Redes de Atenção à Saúde; identificar os perfis de demandas e ofertas na Atenção Primária à Saúde; conhecer os diferentes enfoques para a organização do acesso e compreender os microssistemas clínicos como ferramenta para avaliação e organização do acesso à Rede de Atenção à Saúde.

“A proposta é mudar a forma dos profissionais que trabalham na atenção primária e no ambulatório de especialidades. Queremos, a partir desse projeto, desenvolver a competência das equipes de saúde para o planejamento e organização da atenção à saúde, com foco nas necessidades dos usuários”, ressalta Regina.

Intitulado “A Organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Rede com a Atenção Primária à Saúde”, o PlanificaSUS é um projeto executado pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS).

“O PlanificaSUS é um sonho de mais de uma década para a Saúde em Mato Grosso. É um dos projetos que atual gestão implementou e que conta com a consultoria de uma das melhores estruturas de saúde do país. No entanto, é importante frisar que contaremos sobretudo com o empenho dos municípios e com a atuação de cada um dos servidores da Saúde, que são essenciais para transformar os ideais em realidade”, enfatiza o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Inicialmente, o projeto é implantado na região de saúde sul mato-grossense, tendo Rondonópolis como município sede para, a partir das experiências adquiridas nesse processo, expandir o trabalho às demais regiões de saúde do Estado.

Estarão à frente do workshop os facilitadores da Secretaria de Estado, dos Escritórios Regionais de Saúde e de alguns municípios da região, que são treinados pelo Hospital Israelita Albert Einstein.

Programação

As atividades deste terceiro workshop ocorrerão em quatro pontos diferentes da cidade: na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) – campus Rondonópolis –, na Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec), no Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) e na UNIC de Rondonópolis.

As 2.700 pessoas serão divididas em dois grupos; um vai ser capacitado na segunda-feira e outro na terça-feira. A programação terá início às 8h, com apresentação da experiência da oficina tutorial, orientação e elaboração do trabalho em grupo sobre o que é o acesso à Rede de Atenção à Saúde e conceito de acesso aos serviços de saúde

Após o almoço, às 13h30, a primeira equipe a ser capacitada retornará para realizar três trabalhos em grupo. O primeiro abordará os diferentes enfoques para a organização do acesso à Atenção Primária à Saúde. Em seguida, o grupo irá discutir os microssistemas clínicos dos serviços de saúde e por último debaterão o acesso regulado pela Atenção Primária à Saúde ao Ambulatório de Atenção Especializada. A segunda equipe a ser capacitada participará da mesma programação na terça-feira.

Além do município de Rondonópolis, esse mesmo workshop acontecerá, ao mesmo tempo, nos outros 18 municípios da região de saúde sul mato-grossense por meio da atuação dos tutores e facilitadores do projeto. Os municípios são: Jaciara, Dom Aquino, São Pedro da Cipa, Juscimeira, Pedra Petra, São José do Povo, Guiratinga, Itiquira, Campo Verde, Primavera do Leste, Santo Antônio do Leste, Paranatinga, Poxoréu, Araguainha, Alto Taquari, Alto Garças, Alto Araguaia, Tesouro.

O quarto workshop do PlanificaSUS deve ocorrer em dezembro deste ano. Em janeiro de 2020, haverá uma oficina tutorial em que os 19 tutores e facilitadores – que são profissionais das Secretarias Municipais de Saúde dos 19 municípios que integram o projeto – se reunirão para discutir o tema das próximas capacitações.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Sesp lança operação integrada na fronteira para baixar homicídios na região

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) desencadeia nesta quinta-feira (16.07) a Operação Integrada Progressão I, na Região Integrada de Segurança Pública (Risp) de Pontes e Lacerda, visando a redução dos índices criminais de homicídio, roubo e tráfico de drogas, que nos primeiros cinco meses do ano de 2020, apresentaram aumento. A ação será lançada às 9h, na praça Miguel Gajardoni, no centro de Pontes e Lacerda.

De acordo com as informações preliminares do Observatório da Violência da Sesp, de 1º de janeiro a 12 de julho de 2020 foram registrados 19 assassinatos na regional de Pontes e Lacerda, um crescimento de 90% se comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram notificados 10 homicídios.

O delegado regional de Pontes e Lacerda, Clayton Queiroz, disse que cerca de 80% dos crimes de homicídio na região são solucionados, contudo, a maioria deles estão vinculados ao garimpo ilegal. “O problema é esse. O garimpo está ativo novamente e isso tem impacto na criminalidade”.

Para o comandante regional da Polícia Militar na Risp 12 – Pontes e Lacerda, tenente-coronel Sandro Barbosa da Silva, a região teve 7 assassinatos este ano apenas na zona rural.

“É uma característica da região, onde há muitas comunidade rurais, as pessoas se embriagam, perdem a cabeça e atentam contra a vida do outro. Apesar do índice estar em 90%, houve redução, chegamos a ter 250% de casos a mais em relação ao mesmo período do ano passado. Os sistemas de inteligência das forças de segurança tem funcionado na região e acreditamos que após essa operação vamos efetivamente ter redução de números e se possível, vamos fechar o ano em queda em relação ao ano passado”.

Ele disse ainda que a cidade de Comodoro também tem puxado os índices para cima, aumentando os índices dos assassinatos. “Em relação aos roubos e furtos tem uma situação mais controlada na cidade. Houve redução próxima aos 30% nos roubos”.

Além da PM e da Polícia Judiciária Civil, ainda participam da Operação Integrada Progressão I, policiais penais da Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária, Corpo de Bombeiros Militar, Politec, Ciopaer, Gefron. Também devem atuar integrantes de forças federais, além de integrantes das prefeituras municipais: fiscais de meio ambiente, vigilância sanitária e demais parceiros dos órgãos de segurança que elaboraram o planejamento para o emprego integrado das forças de segurança.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Policiais penais e Força Tática evitam motim em Sorriso

Publicado


.

Por volta das 19 horas desta quarta-feira (15.07), cerca de 86 presos do Centro de Ressocialização de Sorriso tentaram realizar motim, depois que os policiais penais da unidade retiraram celulares, carregadores e armas artesanais das celas. A Força Tática da Polícia Militar deu apoio a ação e ajudou e evitar a revolta.

Enquanto os presos estavam na quadra de banho de sol, os policiais penais apreenderam 22 aparelhos celulares, chips, carregadores artesanais e armas artesanais (chuços) escondidas nas celas.  Também foram retiradas as tomadas das celas. A ventilação é feita por exaustores.

Os presos só perceberam a mudança quando retornaram para as celas de convívio. Assim que viram que perderam seus objetos ilícitos, ficaram revoltados e tentaram iniciar um motim, contudo os policias penais de plantão, e com a Policia Militar presente dando apoio de emprego imediato.

“Estamos atentos a qualquer movimentação. Vamos continuar a fazer revistas para retirar qualquer objeto ilegal de dentro da unidade”, destacou o diretor Enilson de Castro.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana