conecte-se conosco


Política Nacional

Workshop debate importância de inovar no processo de produção de leis

Publicado

As bases de uma política de boa legislação, que inove no próprio processo de fazer leis, foram debatidas nesta sexta-feira (20), pela manhã, no Senado. O workshop “A elaboração legislativa que mira o desenvolvimento nacional necessita de inovação?” foi ministrado pela pesquisadora e professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Fabiana Soares, em uma realização da Coordenação de Educação Superior (Coesup), órgão do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB).

A oficina buscou apresentar uma visão geral sobre legística, ramo da ciência da legislação que trata da qualidade da norma jurídica. Fabiana exibiu os resultados de pesquisa da UFMG que deram origem ao livro Marco Regulatório em Ciência, Tecnologia e Inovação. Na publicação, está desenhada uma proposta de indicadores para avaliação de impacto legislativo.

— Nós somos um país inflado, ou seja, com muita legislação e uma ideia de que ela resolve tudo, quando muitas vezes, a legislação não é o melhor caminho. Nós precisaríamos ter uma política para elaborar a orientação de novos atos — argumentou Fabiana.

O observatório estudou por três anos, em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig), os impactos do novo Marco Regulatório em Ciência, Tecnologia e Inovação. A existência de uma grande variedade de dispositivos legais sobre diversos temas, sem que os órgãos públicos que atuam nesses campos estejam conectados, foi apontada como fator de fragmentação e dispersão de esforços.

— Não há um sistema integrado que agregue de forma harmoniosa e efetiva as informações e estatísticas oficiais. A situação demanda uma alteração legislativa para normatizar a produção dessas estatísticas, de forma a evitar até a duplicidade de esforços entre órgãos governamentais para obter uma mesma informação — apontou Marcus Peixoto, consultor do Senado e mediador do debate.

Demanda

— O tema inovação está entre as principais demandas dos colaboradores do Senado com relação a estudos avançados, o que motivou a realização da palestra de hoje — afirmou Dinamar Rocha, coordenadora da Coesup.

Ela acrescentou que exemplares do livro sobre marco regulatório vão estar disponíveis gratuitamente na Coesup, nos próximos dias, para atender aos interessados. O livro também pode ser baixado aqui.

O workshop foi transmitido pelo YouTube e teve interatividade por meio do Portal e-Cidadania. Após a palestra, Fabiana respondeu a perguntas de telespectadores e internautas de diversos estados brasileiros.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política Nacional

Soltura de Lula favorece Bolsonaro, diz moro sobre conversa que ouviu no Palácio

Publicado


source
Moro
Agência Brasil

Ex-ministro Sérgio Moro


Ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro , declarou em entrevista à revista Crusoé, que ouviu de pessoas que trabalham no Palácio do Planalto que soltura do ex-presidente Lula era benéfica do ponto de vista político para o atual presidente, Jair Bolsonaro (sem partido).

Moro não revelou quem fez a declaração, mas disse reprovar a leitrua política da pessoa. Sergio Moro ficou conhecido nacionalmente pela sua atuação como juiz federal de primeira instância na Operação Lava Jato e pela condenação de Lula em 2018.

Leia também: Youtubers que atacam STF foram recebidos por Bolsonaro dias antes de operação

“O que se dizia no Planalto era que a soltura do Lula era bom politicamente para o presidente. Isso foi dito. Eu sou um homem de justiça, um homem de lei, e não acho que é um cálculo político deve ser envolvido nisso”, disse Moro. 

Continue lendo

Política Nacional

Angelo Coronel sobre investigações de notícias falsas: ‘ninguém está acima da lei’

Publicado


.

A Polícia Federal, por solicitação do Supremo Tribunal Federal (STF), realizou, na quarta-feira (27), operação de busca e apreensão em casas de supostos envolvidos com produção e disseminação de notícias falsas e ataques virtuais a autoridades e instituições republicanas. Para o senador Angelo Coronel (PSD-BA), presidente da CPI Mista das Fake News, em atividade no Congresso Nacional, essas são práticas inadmissíveis em um Estado de direito democrático. O jornalista Adriano Faria, da Rádio Senado, conversou com o senador sobre o assunto. Ouça o áudio com a entrevista.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana