conecte-se conosco


Tecnologia

WhatsApp bane contas de diversos tatuadores brasileiros sem explicação

Publicado

source

Olhar Digital

whatsapp arrow-options
shutterstock

WhatsApp bane vários tatuadores sem se justificar


O WhatsApp baniu as contas de diversos tatuadores pelo Brasil. Nas últimas duas semanas, vários profissionais desse segmento se manifestaram afirmando que suas contas no aplicativo haviam sido aleatoriamente banidas, sem qualquer explicação.

Os tatuadores estão preocupados com o prejuízo causado pela dificuldade de comunicação com seus clientes, além da preocupação com a própria imagem, por ter a conta bloqueada pelo aplicativo .

Leia também: WhatsApp bane 2 milhões de contas por mês, mas isso não é o suficiente

O WhatsApp estaria banindo as contas por uma suposta violação aos termos de serviço , porém sem informar qual seria o problema, e sem qualquer aviso prévio ou possibilidade de manifestação de defesa do usuário.

Um dos tatuadores (que preferiu não se identificar), possui mais de 100 mil seguidores no Instagram e está promovendo um seminário internacional, que vai contar com diversos profissionais da área, de todo o mundo. O problema é que sua conta de WhatsApp , vinculada ao telefone de contato divulgado em todos os meios de comunicação, foi banida, gerando um prejuízo incalculável, segundo o tatuador.

Leia Também:  iPhone 11 Pro Max está caro? Descubra quanto a Apple gasta para produzi-lo

O Olhar Digital entrou em contato com o escritório de advocacia Cauduro e Wierzchowski, localizado em Porto Alegre, que entrou com uma ação judicial solicitando, além do desbloqueio do número do tatuador, danos morais e materiais pelo ocorrido .

Leia também: TSE pede números que dispararam mensagens em massa pelo WhatsApp nas eleições

O escritório conseguiu uma liminar deferida junto ao 4º Juizado Especial Cível de Porto Alegre, pelo Juiz de Direito Mauro Borba, determinando o restabelecimento do serviço da conta do WhatsApp vinculada ao número de titularidade do autor em até 24 horas, com multa diária de R$ 500,00 em caso de descumprimento:

despacho arrow-options
Olhar Digital

Despacho determina restabelecimento de conta no WhatsApp


Outras queixas

Alguns estúdios de São Paulo e do Rio de Janeiro fazem a mesma reclamação. O escritório vai protocolar mais duas ações com o mesmo pedido.

Leia também: WhatsApp para Android pode ser invadido via GIF, saiba como se proteger

O site Reclame Aqui registrou inúmeras reclamações desse tipo, feitas por tatuadores e estúdios de tatuagem, nos últimos 15 dias. Essa é a mensagem de um dos profissionais, em São Paulo:


Outra mensagem, vinda do Rio de Janeiro dizia: ” Bom dia! Gostaria de saber o real motivo para que tenham banido o meu número do aplicativo. Sou pai de família, trabalhador e não tive nenhuma atitude que violasse a conduta, escrita nos termos de serviço.  Faço uso do WhatsApp para conversar com amigos e familiares, além de usar como ferramenta de trabalho. Sou tatuador e minha agenda de clientes eu marco por lá. No aguardo o mais rápido possível .”

A reportagem do Olhar Digital entrou em contato com o WhatsApp mas, até agora, não obteve uma explicação.

Leia também: Redes sociais podem ter que passar dados de investigados à justiça; entenda

Recentemente, o aplicativo vem banindo participantes de grupos com nomes que fazem alusão à pornografia infantil na Espanha. Os usuários dizem que basta que um detalhe do perfil tenha relação com o tema para que todos os membros sejam removidos e tenham seus números de telefone bloqueados pela plataforma.

Fonte: IG Tecnologia
publicidade
1 comentário

1
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
José Mauro Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
José Mauro
Visitante
José Mauro

Pra quem teve whatsapp bloqueado, eu conseguir desbloquear meu Whatsapp Business via judicial, meu advogado entrou com uma ação e no mesmo dia mandou fazer o desbloqueio.
Se tiver dúvida me manda um email para [email protected] que oriento

Tecnologia

Modo escuro chega ao WhatsApp no Android

Publicado

source

Olhar Digital

WhatsApp arrow-options
Reprodução

WhatsApp começa a receber modo escuro


O WhatsApp liberou nesta terça-feira (21) o tão aguardado modo escuro do aplicativo . A função foi disponibilizada na noite de terça para os usuários da versão beta do WhatsApp para o Android , mais especificamente para quem está rodando a edição 2.20.13.

O modo escuro do aplicativo faz exatamente o que se imagina. Ele troca os tons brancos e claros do WhatsApp por um tonalidades de azul escuro e preto, o que tem algumas implicações positivas. A primeira delas é tornar o uso do app mais confortável para os olhos, especialmente à noite, e a segunda é que, em telas AMOLED, os tons escuros ajudam a economizar bateria .

Leia também: Whatsapp foi aplicativo mais baixado no Brasil e no mundo em 2019

WhatsApp arrow-options
Olhar Digital

Modo escuro chega aos usuários beta do WhatsApp


Para habilitar o modo escuro , é necessário, antes de tudo, ter a versão 2.20.13 do WhatsApp no seu celular, disponível apenas para membros do programa beta. A partir daí, é só tocar no ícone de três pontinhos, acessar a área de “Configurações”, entrar em “Conversas”, entrar em “Tema” e selecionar entre as opções “Claro”, “Escuro” ou “Automático (sistema)”; esta última opção acompanhará a configuração de cores do seu Android .

Leia Também:  iPhone 11 Pro Max está caro? Descubra quanto a Apple gasta para produzi-lo

Ainda não há uma previsão de quando o recurso será liberado para todos os usuários, mas a chegada da função ao público beta indica que ela está em fase avançada de testes . Ou seja: não deve demorar muito. Se você estiver com pressa e quiser experimentar a função o mais rápido possível, o ideal é migrar para o programa de beta do WhatsApp .

Fonte: IG Tecnologia
Continue lendo

Tecnologia

Roku TV chega ao Brasil: conheça o sistema que quer entrar na sua televisão

Publicado

source

Olhar Digital

Roku arrow-options
Divulgação/Roku

Roku TV chega ao Brasil


Nesta terça-feira (21), o mercado de TVs conectadas brasileiro viu a chegada de um novo competidor. A Roku é marca americana é conhecida mundialmente por suas TV boxes, as caixas que tornam as TVs inteligentes . Só que, por aqui, ela quer competir diretamente com as smart TVs: em vez de trazer as caixas, o sistema vem embutido em TVs AOC.

Inicialmente, serão dois modelos. O de 32 polegadas com definição HD vai custar R$ 1.199. Já o de 43 polegadas com full HD vai sair por R$ 1.599. Os aparelhos estarão disponíveis para compra online a partir de amanhã nas Casas Bahia , no Ponto Frio e no Extra , mas quem preferir comprar em uma loja física vai ter de esperar até fevereiro.

Leia também: Por que ter uma Smart TV Box em casa em pleno 2020?

O que é Roku?

Primeiramente, é necessário entender de onde partiu a Roku e o que eles estão trazendo ao Brasil. A companhia começou a cavar seu espaço no mercado dos Estados Unidos com a revolução do streaming, com a popularização de serviços como Netflix e similares. Seu primeiro produto a começar a ganhar popularidade foram suas set-top boxes, as caixinhas conectadas que se ligam à TV que podem dar capacidades “ smart ” a um modelo que não tenha internet.

Neste formato, provavelmente seu grande concorrente ao longo dos anos é a Apple TV ; a ideia é a mesma: proporcionar mais capacidade e uma interface melhorada para utilização de televisores conectados. A vantagem deste tipo de dispositivo sobre uma Smart TV convencional é simples: uma plataforma centralizada facilita o suporte a aplicativos por parte dos desenvolvedores e cria uma experiência de uso mais consistente.

Leia também: Para ajudar os indecisos, Netflix testa função ‘ao vivo’

Com o sucesso, a Roku expandiu para outros tipos de produtos além da caixinha. Talvez você seja familiarizado com o Chromecast; a empresa também tem um produto para competir com o aparelho do Google, que é o Roku Streaming Stick . Ele é um dispositivo pequeno conectado diretamente à porta HDMI de um televisor; a diferença é que enquanto o Chromecast não apresenta uma interface gráfica com a qual você interaja na TV (ele só recebe ordens de streaming a partir do seu celular), o aparelhinho da Roku não funciona de forma diferente de sua set-top box. O dispositivo conta com aplicativos rodando nativamente e é comandado por controle remoto.

Leia Também:  Navegar na internet: principal fonte de lazer para 54% dos jovens brasileiros

No entanto, não foi nenhum desses produtos que chegou ao Brasil. O que a empresa trouxe ao país é o Roku OS, o sistema operacional que roda por baixo das caixas de streaming e do Streaming Stick. O software está presente em duas TVs anunciadas nesta terça-feira (21); também vale notar que os aparelhos não são da Roku, mas sim da AOC.

O que tem de diferente?

Em termos de aplicativos, o usuário do Roku OS não deve sentir falta de nada que está presente em outras plataformas, como Tizen, da Samsung, WebOS, da LG e em outras set-top boxes, como é o caso da Apple TV. A empresa, no entanto, aposta em um diferencial: a capacidade de encontrar o conteúdo que o usuário quer assistir, independentemente de onde ele estiver .

Leia também: Aprenda como tirar o acesso de intrusos na Netflix

Com o acirramento da disputa entre serviços de streaming , o conteúdo está cada vez mais pulverizado entre múltiplas plataformas. Vamos supor que você queira assistir a um episódio de “The Office”: qual serviço você precisa abrir? Até pouco tempo, o conteúdo era presença marcante no catálogo da Netflix , mas hoje pertence ao Amazon Prime Video . Com tanto material mudando de mãos frequentemente, e com o número de serviços aumentando cada vez mais, saber onde assistir o quê fica cada vez mais complicado.

É aí que a Roku tenta se diferenciar. O sistema operacional da empresa possui um sistema de busca universal, que vai apontar em qual canal está o conteúdo buscado. Então, seguindo o exemplo, se a busca é por “The Office”, o sistema vai direcionar o usuário para o Amazon Prime Video . Se a pesquisa for por “Friends”, o resultado vai apontar para a Netflix . Entre os parceiros de conteúdo no Brasil, o destaque vai para a Globoplay . O controle das TVs AOC terá um botão dedicado ao serviço.

O aplicativo da Roku também é apontado como um diferencial do sistema. Com ele, é possível utilizar o celular para comandar a TV, então você não precisa se desesperar se não conseguir encontrar o controle remoto. No entanto, o destaque do app é a capacidade de extrair o som da TV para ouvi-lo por meio do seu smartphone, ideal para quem não quer fazer barulho.

Leia Também:  iPhone 11 Pro Max está caro? Descubra quanto a Apple gasta para produzi-lo

Leia também: Não precisa baixar: The Pirate Bay testa streaming de vídeo

Não é muito difícil imaginar bons usos para esse recurso. Às vezes você não quer diminuir o som da TV enquanto alguém da sua família dorme, mas também não quer incomodá-lo. Basta conectar o fone no celular e abrir o app para fazer com que o áudio do que você está assistindo seja canalizado para o seu smartphone e transmitido diretamente para os seus ouvidos.

A estratégia para o Brasil

São duas TVs anunciadas para o Brasil : o primeiro modelo, mais acessível, conta com tela de 32 polegadas, custa R$ 1.200; já o outro conta com um painel de 43 polegadas, saindo por R$ 1.600. Ambos estão limitados à resolução de 1920×1080, também conhecida como Full HD.

Pelas especificações, fica bem claro que, pelo menos no primeiro momento, a Roku quer brigar pelo mercado de TVs de entrada, pelo menos a princípio. Faz sentido: é a faixa do mercado onde há menos lealdade com marcas, e onde há mais espaço para disrupção.

Nas faixas de preço mais altas, seria difícil para a Roku entrar em uma briga com Samsung e LG . São as marcas de maior prestígio do momento, com seus próprios sistemas operacionais fortes e estabelecidos. Enquanto isso, os modelos mais baratos não conseguem oferecer uma experiência consistente para Smart TVs, criando uma oportunidade de entrada no mercado.

Leia também: Kinopop, o ‘Netflix da Classe C’, chega ao Brasil neste mês por R$ 15; conheça

O problema nesta estratégia, no entanto, é que as TVs “de entrada” com o sistema da Roku estão com preço acima do que o mercado dita. Uma TV Full HD de 43 polegadas não pode custar R$ 1.600 atualmente, quando já é possível comprar um televisor 4K com tamanho similar. Um modelo da própria AOC, com 43 polegadas e resolução 4K, pode ser encontrado por R$ 1.700.

As TV Boxes da Roku podem chegar aqui em algum momento, mas a empresa ainda não divulga seus planos sobre isso. O mesmo vale para as soundbars da marca. A AOC ainda não tem planos de inserir o sistema em outros modelos. A marca concorda que esses equipamentos competem com suas smart TVs, mas os encara como mais uma linha de produtos.

Fonte: IG Tecnologia
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana