conecte-se conosco


Carros e Motos

Volvo anuncia novo XC40 Recharge elétrico contra a crise do setor

Publicado


source
Volvo
Divulgação

Volvo acredita que haverá um novo consumidor para carros elétricos como o SUV compacto XC40 Recharge

A Volvo planeja lançar um carro totalmente elétrico a cada ano até 2025. A marca sueca quer uma nova era com os veículos EVs representando 50% de suas vendas globais. A montadora já abriu pedidos on-line na Europa para o seu primeiro SUV elétrico produzido em massa – o Volvo XC40 Recharge. Ele deve chegar ao Brasil no início de 2021 pelo preço estimado de R$ 300 mil.

LEIA MAIS: Depois do Audi e-tron, a alemã vai lançar o Q4 elétrico

O CEO da Volvo , Håkan Samuelsson, disse que o coronavírus acelerará o ritmo das mudanças na indústria automobilística principalmente para os EVs. “A eletrificação será mais rápida. Acredito que, depois de alguns meses quando a situação começar a se normalizar, é ingênuo pensar que os nossos clientes voltarão pedindo carros a diesel. Eles vão pedir ainda mais carros elétricos”.

Volvo
Divulgação

Com um interior sofisticado e eletrônico, o Volvo Recharge tem o preço estimado em 300 mil reais

O executivo afirma que qualquer esforço dos governos no mundo para subsidiar a recuperação da indústria automobilística, deve favorecer os veículos elétricos, híbridos, entre outras com novas tecnologias para a segurança e o meio ambiente.

LEIA MAIS: Conheça o novo Lexus UX300e, crossover elétrico de luxo da Toyota

O Volvo XC40 Recharge é um SUV compacto, tipo crossover, elétrico com 402 cavalos de potência. Ele fornecerá uma autonomia de mais de 400 km com uma única carga. Com tração nas quatro rodas, tem dois motores elétricos montados em cada um dos eixos. Atinge 0-100 km/h em 4,9 segundos e uma velocidade máxima limitada de 180 km/h. As primeiras entregas são esperadas ainda em 2020 no continente europeu O preço já anunciado é de 50 mil euros.

Volvo
Divulgação

O S60 é um elegante sedã hibrido plug-in disponível no mercado brasileiro

A Volvo é uma das montadoras mais avançadas na eletrificação de seus veículos. No mercado brasileiro, por exemplo, ela tem a versão híbrida de dois de seus principais modelos: o sedã esportivo S60 e o SUV XC60.

LEIA MAIS: Conheça o Ford Mustang Cobra Jet, carro de corrida elétrico com 1400 cv

Eles são equipados com a motorização híbrida com 407 cavalos de potência combinando um motor turbo 2.0 com um motor elétrico de 87 cv, alimentado por uma bateria de íon de lítio de 11,6 kW. O S60 e o XC60 atingem do 0 a 100 km/h em 4,4 segundos e 5,3 segundos, respectivamente. Como são recarregáveis por tomada, os modelos híbridos plug-in rodam até 46 km no modo elétrico.

Volvo
Divulgação

O Volvo XC60 é um SUV híbrido plug-in com avançada tecnologia no segmento

Os carros híbridos conseguem gastar menos combustível fósseis na média. Uma maneira eficaz de usar um veículo com motor à combustão ajustado à eletricidade. Ou seja, um caminho para a nova tendência mundial do setor automotivo. A Volvo já está de vento em polpa.

Fonte: IG CARROS

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Carros e Motos

Conheça o Ariya, elétrico da Nissan que será mostrado estê mês

Publicado


source
Nissan
Divulgação

O SUV Ariya totalmente elétrico faz parte da ofensiva da Nissan e será apresentado globalmente dia 15 próximo

Depois de passar por uma grande restruturação no mundo, a Nissan apresentou nos últimos dias um plano de crescimento de quatro anos. Nele, ela prevê o lançamento de oito veículos elétricos, além de transformar alguns modelos atuais em híbridos com sua tecnologia chamada e-Power. Nesse pacote, a montadora japonesa fará uma revelação digital global de seu novo SUV, o Ariya, totalmente elétrico no dia 15 de julho.

LEIA MAIS: Conheça a nova Ford F-150, agora também em versão híbrida

A empresa vem guardando segredo dos detalhes técnicos do veículo, mas sabe-se que o novo Nissan EV oferecerá quase 480 km de alcance e aceleração 0-100 em menos de 5 segundos. O SUV elétrico terá tração nas quatro rodas, um diferencial importante na sua faixa de mercado.

O novo Nissan Ariya tem uma postura alta característica de um utilitário esportivo e um interior minimalista. Ou seja, seguirá a nova tendência contemporânea onde “mais é menos” com ambiente claro, sem excessos de design, mas com equipamentos “inteligentes”. Entre os quais, informações de bordo por Wi-Fi em tempo real.

O Nissan elétrico vai brigar com o Volkswagen ID.4, que deve também ser chegar no segundo semestre. Esses veículos situam-se na faixa dos US$ 40 mil e ambos se qualificam para serem oferecidos no mercado brasileiro em 2021.

LEIA MAIS: GM prepara a chegada do novo SUV elétrico Chevrolet Bolt EUV

A Nissan também anunciou que a produção do Leaf 2021 deve começar em agosto próximo. O modelo elétrico receberá algumas atualizações técnicas no processo de aprimoramento do primeiro veículo da marca neste segmento.

Nissan
Divulgação

O Nissan Ariya tem uma postura alta de um SUV e vai ser mais uma opção elétrica da marca no Brasil

O Nissan Leaf terá duas opções de baterias de ion-litio com 40kWh e 60kWh. Ele terá a autonomia de até 360 km com o pacote de 60kWh, enquanto a versão de 40kWh chega a 240 km. No mercado brasileiro, no site da Nissan, atualmente, é oferecido a versão com bateria de 40 KWh e 149 cv de potência.

O Leaf passou recentemente por reestilização acentuando as suas linhas na dianteira e com uma grade multidimensional azul translúcida, além de seu característico teto flutuante.

Nissan Leaf
Divulgação

O Nissan Leaf, o EV mais vendido no mundo, já é vendido do Brasil e receberá mais opções de baterias elétricas na linha 2021

Faz mais de uma década que a Nissan lançou o compacto Leaf. Hoje é o carro elétrico mais vendido no mundo. No mercado internacional, o seu preço começa em US$ 32 mil. Por aqui, é oferecido versão única por R$ 195 mil.

LEIA MAIS: Conheça o Citroën ë-C4, crossover elétrico sucessor do Cactus

No Brasil, os relatórios oficiais de vendas divulgados por entidades automotivas ainda não apresentam números de vendas de carros elétricos, onde os Nissan EV se enquadram. Mas, elas seguem ainda bem modestas, ao contrário, da Europa, Estados Unidos e China, que oferecem créditos fiscais para incentivar as vendas de modelos com essa tecnologia.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Conheça as vantagens da nova gasolina que chega no mês que vem

Publicado


source
gasolina
Divulgação

Nova gasolina que será vendida no Brasil contará com menos risco de ser adulterada, ao contrário do que acontece hoje em dia

A nova gasolina de melhor qualidade começa a chegar aos postos de combustíveis do Brasil no próximo dia 3 de agosto com algumas vantagens em relação ao atual. O objetivo principal é aproximá-la da vendida nos mercados europeu e americano quando o assunto é massa específica e octanagem. Em linhas gerais, isso significa menor consumo e menos chances de adulteração.

LEIA MAIS: Gasolina ou etanol na pandemia? Veja qual é mais vantajoso

São três os principais fatores que vão levar à melhoria na qualidade da nova gasolina no Brasil: valor mínimo da massa específica, parâmetros de destilação e fixação para limites para a octanagem RON. Com desidade mínima estabelecida em 715 kg/m3 haverá mais energia e redução do consumo nos veículos, mas vale lembrar que as porcentagens de etanol anidro na gasolina continuão os mesmos, ou seja, 27% na comum e aditivada e 25% na premium.

Também ficará mais fácil aquecer o motor , uma vez que a temperatura de destilação, mais exatamente o T50 (que verifica o aquecimento do motor), o T10 (ligada à partida a frio) e o T90 (desempenho de aquecimento). Isso será mais sentido nos modelos mais antigos, que não contam com sistema de injeção eletrônica, mais eficiente e preciso para o funcionamento dos motores.
Quanto ao índice de octanagem, a mudança será no método de medição.

Atualmente a octanagem da gasolina brasileira é medida pelo IAD que é a média aritmética entre os valores MON (Motor Octane Number, que avalia a resistência à detonação quando o motor está a plena carga, em alta rotação) e o RON (Reasearch Octane Number, em que a medição é feita quando o motor esta carregado, em baixa rotação). A partir de agosto, será adotado o método europeu (RON), em que a gasolina comum passará a ter 93 octanas e a premim, 97. 

Mais detalhes da nova gasolina

gasolina
Divulgação

Funcionamento mais regular do motor e maior facilidade nas partidas também estarão entre a vantagens da nova gasolina no Brasil


Além disso, também haverá mudança na determinação dos parâmetros no teor de enxofre, que deverá ser realizada com com de EAC (Etanol Anidro Combustível) à gasolina A, no teor de um ponto percentual abaixo do valor em vigor na data da produção da gasolina A. Alternativamente, a adição de EAC pode ser substituída pela adição de álcool etílico P.A, com pureza mínima de 99,3 % em massa.

LEIA MAIS: Veja 5 dicas de um engenheiro para economizar combustível

Entre outros benefícios, a nova gasolina brasileira deverá manter a marcha lenta dos motores mais constante e sem oscilações indesejáveis, com menores índices de vibrações. E mais melhorias serão adotadas em 2022 e 2025, contribuindo também com menos emissões de poluentes no meio ambiente, conforme Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve/Ibama).

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana