conecte-se conosco


Nacional

Vítima da Covid-19 tem dentes de ouro furtados após morrer em hospital

Publicado


source
Prótese sem dentes
Arquivo pessoal

Vítima da Covid-19 teve dentes de ouro roubados após óbito pela doença

Um idoso de 84 anos teve quatro dentes de ouro furtados após morrer em um hospital em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Ele veio a óbito em outubro por ser vítima da Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

O paciente tinha uma prótese dental com quatro dentes que, juntos, pesavam 32 gramas. De acordo com a cotação do mercado financeira, a quantidade do material é avaliada em R$ 11,2 mil.

Segundo uma das filhas do idoso, o pai tinha a prótese há muitos anos e dizia que essa era a única herança que deixaria para os netos. “No dia 3 de novembro, minha irmã foi ao hospital buscar os pertences e só abriu a embalagem em casa. Ela tomou um susto quando conferiu que a dentadura estava sem os quatro dentes de ouro”, afirmou a filha ao portal UOL. Ela não teve sua identidade revelada.

Ainda de acordo com ela, a demora na retirada dos pertences aconteceu porque o irmão mais velho também foi contaminado e estava internado na UTI, em estado grave.

“Minha mãe, irmãos e pai foram contaminados com o vírus. Imagina como estava a nossa cabeça tendo que administrar tanto sofrimento? Meu irmão mais velho faleceu duas semanas depois da morte do meu pai e foi muito revoltante verificar que os dentes foram retirados”, disse.

As vítimas registraram boletim de ocorrência no 5º Departamento de Polícia Civil de Campo Grande por furto, procuraram a ouvidoria do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul e aguardam um posicionamento da instituição.

“A questão financeira é de menos, o que revolta é constatar o sumiço das peças que têm valor sentimental para família. Os dentes foram moldados com peças de nossos antepassados e não recebemos nenhum retorno do hospital”, conclui.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Líderes religiosos protocolam na Câmara pedido de impeachment de Bolsonaro

Publicado


source
Bolsonaro
O Antagonista

Bolsonaro

BRASÍLIA — Líderes religiosos protocolaram nesta terça-feira na Câmara dos Deputados o 62º pedido de impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro. No documento, os religiosos afirmam que a pandemia “escancarou o desprezo do atual governo pela proteção à saúde da população e evidenciou condutas criminosas”.

“O avanço sobre os pilares da democracia prosseguiu com mais intensidade com a chegada ao Brasil da pandemia da Covid-19. Ciente de antemão da incapacidade de seu governo gerir essa enorme crise sanitária e, igualmente, os impactos econômicos imediatamente projetados, Bolsonaro deu início a um festival de desinformação, de desorganização administrativa e de renovação de ataques aos entes subnacionais, ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal”, escrevem.

A peça, elaborada pela Associação Brasileira de Juristas pela Democracia, é assinada por 380 pessoas, entre elas pastores, bispos, padres e frades. São religiosos ligados a igrejas cristãs, como anglicanas, luteranas, presbiterianas, batistas, metodistas, católicas e 17 movimentos cristãos. O anúncio do protocolo do pedido de impeachment foi feito em um ato no Salão Verde da Câmara.

Entre os que assinam o documento de 74 páginas estão a Aliança de Negras e Negros Evangélicos do Brasil (Anneb), Cristãos Contra o Fascismo, Centro Nacional de Fé e Política Dom Helder Câmara (Cefep) e Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP). Confira no fim do texto a lista completa.

“Os cidadãos e cidadãs religiosos/as que decidiram denunciar Jair Bolsonaro por seus delitos acreditam que somente o seu afastamento e a responsabilização jurídico-política de todos os representantes de seu governo, que levam adiante as políticas destrutivas representadas pelo seu projeto político, são capazes de recolocar o país nos trilhos da observância e do predomínio da Constituição da República”, escrevem.

Dos 62 protocolados desde o início do mandato de Bolsonaro, 56 estão ativos. Os outros cincos foram arquivados ou não aceitos, sem que o mérito fosse analisado. Cabe ao presidente da Câmara decidir se aceita ou não um pedido desse tipo.

Confira quem assina o pedido

  • Aliança de Negras e Negros Evangélicos do Brasil (Anneb)

  • Centro Nacional de Fé e Política Dom Helder Câmara (Cefep)

  • Coletivo Abrigo: Pastoral de educação e assistência social de Porto Alegre – RS

  • Coletivo Empatia Clarifranciscana

  • Coletivo Juventudes, Fé, Ciência.

  • Coletivo de Mulheres das Organizações Religiosas do Distrito Federal (Comordf)

    Você viu?

  • Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic)

  • Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB)

  • Cristãos Contra o Fascismo

  • Instituto Catarinense de Juventude (ICJ)

  • Juventude Franciscana do Brasil (Jufra)

  • Liberta – Movimento de Igrejas Libertárias

  • Movimento Fé e Política RS

  • Movimento Social de Mulheres Evangélicas do Brasil (Mosmeb)

  • Movimento Social Religioso do Distrito Federal

  • Mulheres Contra Bolsonaro

  • Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP)

Continue lendo

Nacional

Caixão com ‘risco biológico’ para Covid-19 é encontrado em estrada na Bahia

Publicado


source
Caixão com 'risco biológico' para Covid-19 foi encontrado em estrada na Bahia
Reprodução

Caixão com ‘risco biológico’ para Covid-19 foi encontrado em estrada na Bahia

Um caixão com o corpo de Misael Vieira Silva foi encontrado no último sábado (23) em uma estrada de terra na BR-134, entre as cidades de São Desidério e Correntina, Oeste da Bahia. O caixão tinha a identificação de “risco biológico classe III Covid-19”. 

Ele foi achado por pessoas que passavam pelo local, e perceberam que havia o número da funerária escrito em um papel colado ao féretro, e avisaram a empresa. 

O esquife havia sido transportado do Hospital Geral do Oeste, em Barreiras, e foi retirado do local por uma equipe da lutuosa.

Em nota, a prefeitura de Correntina disse que o caixão caiu na estrada durante o transporte no carro funerário, que o levaria até Coribe. O motorista, alega o Executivo, não percebeu a queda.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana