conecte-se conosco


Cuiabá

Vistoria técnica define programação e Mutirão da Limpeza é levado para o bairro Porto

Publicado

Jose Lauro/Limpurb

Clique para ampliar

Em vistoria técnica realizada nesta quinta-feira (12), a Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (Limpurb) definiu que o bairro do Porto receberá todas as ações do programa Mutirão da Limpeza. A programação de trabalho montada para a comunidade já foi iniciada na manhã desta sexta-feira (13) e segue até o sábado (14).

Conforme o planejamento, mais de 200 operadores de limpeza estão distribuídos pelas vias e equipamentos públicos. Durante os dois dias, são executados serviços como varrição, pintura de meio-fio, poda de árvores, roçagem, manutenção na iluminação pública, eliminação de bolsões de lixo e cata-treco.

“Estamos com toda a equipe de operação concentrada no Porto. Em todas as vezes que o mutirão foi levado para um bairro, a determinação do prefeito Emanuel Pinheiro é que seja levado todo nosso aparato de trabalhadores e maquinários e atender o local de forma completa”, explica o diretor-geral da Limpurb, Júnior Leite.

VISTORIAS TÉCNICAS 

Buscando melhorar o atendimento das comunidades da Capital, a Limpurb adotou como estratégia a realização de vistorias técnicas nos bairros atendidos pelo programa Mutirão da Limpeza. A medida é efetuada todas as quintas-feiras e já foi colocada em prática no bairro Novo Terceiro, na região Oeste, e no Pascoal Ramos, localizado na região Sul.

Elas ocorrem contando sempre com a parceria da Secretaria Adjunta e Relações Comunitárias (Sarc), dos administradores das Regionais, e das Associações de Moradores. O procedimento tem como objetivo levantar, de forma completa, as demandas relacionadas aos serviços executados pela empresa pública, tornando mais efetivo o trabalho para solucioná-las.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cuiabá

Enfermaria do Hospital São Benedito sofre princípio de incêndio; fogo foi cessado imediatamente e não houve óbitos ou feridos em decorrência do incidente

Publicado

O início de incêndio registrado na noite deste domingo (15) no Hospital São Benedito aconteceu no ar condicionado de uma enfermaria localizada no segundo andar do hospital. O Corpo de Bombeiros foi imediatamente acionado e o fogo foi cessado rapidamente, tanto que não atingiu nenhuma outra área da enfermaria e nenhum material foi queimado, além do ar condicionado. Nenhum paciente ficou ferido em decorrência do princípio de incêndio.

No momento do incidente, havia 80 pacientes internados no Hospital São Benedito, mas todos já foram transferidos. “Nossa primeira decisão foi transferir imediatamente os 16 pacientes que estavam internados em leitos de UTI. Eles foram levados para o Hospital Municipal de Cuiabá – HMC, antigo Pronto Socorro Municipal e Santa Casa”, disse o diretor da Empresa Cuiabana de Saúde Pública, Paulo Rós.

Ele revelou que logo após as remoções dos pacientes de UTI, os pacientes internados nas enfermarias dos 3 primeiros andares do hospital também foram transferidos, devido à grande quantidade de fumaça tóxica que tomou conta destes andares. “Depois de removermos todos estes pacientes, ainda tínhamos 15 internados no quarto andar, que não foi atingido pela fumaça. Atendendo a um pedido do corpo clínico e dos próprios familiares, decidimos transferir também os pacientes do quarto andar, para tranquilizar a todos e para facilitar o trabalho de perícia do Corpo de Bombeiros”, explicou o diretor.

Tão logo soube do ocorrido, o prefeito Emanuel Pinheiro determinou uma força-tarefa envolvendo a Secretaria Municipal de Saúde e a Empresa Cuiabana de Saúde Pública, a fim de concentrar todos os esforços para que nenhum paciente fosse prejudicado. “Determinamos esta força-tarefa para garantir a segurança e integridade dos pacientes e dos trabalhadores em geral, para que não houvesse vítimas. Determinamos também que uma ala fosse criada no antigo Pronto Socorro de Cuiabá para receber os pacientes com total segurança. Continuaremos atentos e acompanhando todos os desdobramentos do caso para garantir a saúde e a vida das pessoas”, disse Pinheiro.

A secretária municipal de Saúde, Suellen Alliend também acompanhou de perto a situação no hospital. “Estive no Hospital São Benedito acompanhando toda a movimentação do princípio de incêndio. Graças a Deus foi contido rapidamente e o problema maior foi praticamente só a fumaça. Conseguimos transferir os 80 pacientes para os nossos hospitais. Quero agradecer, na pessoa da Secretária Estadual de Saúde, Kelluby de Oliveira aos hospitais estaduais Metropolitano e Santa Casa, que também ofereceram vagas para nossos pacientes. Também agradeço imensamente aos nossos profissionais das UPAs e Policlínicas, que estiveram presentes, às ambulâncias das nossas unidades, do SAMU e da Rota do Oeste, as equipes dos bombeiros, da Polícia Militar, enfim, todos que estiveram lá para ajudar. Conseguimos transferir todos os pacientes com sucesso”, concluiu.

Continue lendo

Cuiabá

ATUALIZADA – Hospital São Benedito tem início de incêndio e pacientes são transferidos para outras unidades

Publicado

A Secretaria Municipal de Saúde e a Empresa Cuiabana de Saúde Pública informam:

-O Hospital São Benedito passou por um princípio de incêndio por volta das 19h deste domingo (15). Ao que tudo indica, o fogo começou em um aparelho de ar condicionado de uma das enfermarias do segundo andar. O fogo já foi controlado;

-Todos os pacientes que estavam no primeiro, segundo e terceiro andares já foram retirados;

-Os 16 pacientes que estavam internados em UTIs foram imediatamente transferidos para o Hospital Municipal de Cuiabá – HMC, para o antigo Pronto Socorro Municipal e para a Santa Casa;

-Nenhum paciente ficou ferido devido ao princípio de incêndio. A retirada dos pacientes foi necessária devido à grande quantidade de fumaça que tomou conta dos 3 primeiros andares;

-O diretor da Empresa Cuiabana de Saúde Pública, Paulo Rós, decidiu retirar todos pacientes do Hospital São Benedito, inclusive os 15 que estavam internados no quinto andar, atendendo ao pedido do corpo clínico do hospital e dos familiares e também para facilitar o trabalho de perícia do Corpo de Bombeiros. Foram transferidos cerca de 80 pacientes, ao todo;

-Segundo o diretor, apenas o aparelho de ar condicionado pegou fogo e foi imediatamente apagado. Nada mais foi queimado no local.

-O tenente coronel do Corpo de Bombeiros, Marcelo Revelis informou que 6 viaturas e 25 bombeiros foram envolvidos na ação;

-O prefeito Emanuel Pinheiro ressalta que todos os esforços estão sendo empenhados para salvar vidas e que nenhum paciente ficou ferido ou foi a óbito por decorrência deste incidente.

 

*Atualizada às 21h36

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana