conecte-se conosco


Nacional

VÍDEO: Bombeiro apalpa seio de adolescente em mercado do DF e é preso

Publicado


source
Sargentou apalpou seio de menina de 14 anos em mercado do DF
Reprodução

Sargentou apalpou seio de menina de 14 anos em mercado do DF

Foi preso em flagrante um sargento do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF), após passar a mão nos seios de uma adolescente de 14 anos, dentro de um supermercado, na região do Setor O, em Ceilândia. Caso ocorreu na tarde da última sexta-feira (4).

O momento exato em que o militar apalpa o seio da menina foi registrado pelas câmeras do circuito interno de segurança do estabelecimento. A jovem passava por um dos corredores do mercado na companhia da mãe (que está vestida de rosa) e do irmão quando o bombeiro, que vinha na direção contrária, cometeu o assédio.

Assista ao momento:

Em um movimento rápido, o militar estica o braço e desliza uma das mãos sobre o seio da adolescente. A menina avisou à família que o homem havia abusado dela, o que gerou uma confusão. Durante a discussão, o sargento negou ter encostado na jovem .

A família da menina pediu ajuda aos funcionários do mercado que mostraram o vídeo comprovando o assédio.

Você viu?

O bombeiro chegou a ser ameaçado de linchamento por populares. Ele acabou sendo imobilizado no chão por pessoas que estavam no local até a chegada de uma viatura da PM. Ele foi levado para a Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (Deam) e autuado por importunação sexual.

Um oficial da corporação foi chamado para tomar conhecimento sobre o caso e conduzir o sargento para uma prisão militar.

O militar deverá passar por audiência de custódia nos próximos dias.  Em nota dada ao Metrópoles, a corporação informou que tomou conhecimento do fato na sexta (04) e que desde então acompanha todos os procedimentos apuratórios. “Em momento oportuno, se confirmando a veracidade das informações, como de praxe, tomará todas as medidas administrativas cabíveis e necessárias para o caso”, aponta a nota.

Claudiney Valadares Lula foi autuado por importunação sexual na Delegacia Especial de Atendimento a Mulher II (Deam II).


publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

GO: Policial agride homem em bar com coronhadas na cabeça; assista

Publicado


source
Tenente Wilson Silva Oliveira, que agrediu um cidadão, também é gerente de atendimento do Procon de Goiás.
Reprodução

Tenente Wilson Silva Oliveira, que agrediu um cidadão, também é gerente de atendimento do Procon de Goiás.

Um bar em Santa Terezinha de  Goiás foi palco de uma situação incomum: um policial militar foi flagrado, na noite do último sábado (24), com sua arma de fogo na mão agredindo um cidadão com golpes na cabeça. Seu nome é Wilson Silva Oliveira, tenente e gerente de atendimento do Procon de Goiás. As informações são do portal G1.


Nas imagens, é possível observar que o tenente Wilson dá dois chutes no rapaz e o empurra. O homem não revida e nem reage as agressões. Em todo o momento da gravação, o policial encontra-se com a mão em sua mão.

Depois de chuta o rapaz, o servidor público bate com a arma na cabeça de outro cliente antes de uma mulher tentar acalmá-lo.

Você viu?

A Secretaria de Segurança Pública divulgou uma nota em que informa a exoneração do servidor militar que ocupava o cargo no Procon.

“A Secretaria de Segurança Pública de Goiás assegura que ações isoladas, que não condizem com as diretrizes das corporações e instituições que compõem esta pasta, são rigorosamente apuradas com as devidas punições aplicadas”, ressaltou o órgão.


Já a Corregedoria da Polícia Militar instaurou um procedimento admnistrativo disciplinar para investigar a conduta do agente de segurança da corporação. O caso teve registro na Polícia Civil as 09h15 da segunda-feira (26).

Continue lendo

Nacional

Motorista é jogada de ponte e se finge de morta para fugir de ladrões

Publicado


source
Marcia Angola foi espancada e teve que se fingir de morta para fugir de bandidos
Divulgação

Marcia Angola foi espancada e teve que se fingir de morta para fugir de bandidos


A motorista de aplicativo Marcia Angola, 40 anos, teve que se fingir de morta após ser brutalmente agredida por assaltantes no último sábado (24), em Tangará da Serra, no Mato Grosso. Quatro homens se passaram por clientes e durante a corrida espancaram a vítima, que chegou a ser jogada de uma ponte.

Ao G1, Marcia contou como tudo aconteceu. “Eles me chamaram por aplicativo e paramos em uma esquina onde disseram que buscariam uma pessoa. Mas essa pessoa não existe e anunciaram o assalto”, iniciou a motorista.

Nesse momento, Marcia foi jogada para o banco de trás e ameaçada pelos ladrões, que queriam o carro e dinheiro dela. Enquanto os assaltante aceleravam o veículo, a vítima teve o rosto coberto.

“Em determinado momento eu puxei a venda e acho que foi isso que os irritou. Começaram a me bater, me deram murros e diziam que iam me enforcar e matar. A saída que eu tive era me fingir de morta”, explicou.

“Ele viu que eu estava viva e os outros disseram: ‘vamos matar, aperta o pescoço dela’. Em momento nenhum disseram o motivo [das agressões]. Em certo momento riram da minha cara inchada e machucada”, disse ao G1.

Foi quando Marcia, que não sabe nadar, foi jogada de cima da ponte do Rio Sepotuba. “Quando eu caí, só lembro que pedi a Deus para que eu caísse na água, porque se caísse na terra eu tinha morrido. Eu afundei quando voltei a superfície eu vi que eles estavam olhando. Eu continuei quieta e afundei de novo, deixei a água me levar rio abaixo, fui tentando me equilibrar, meio que boiando pois não sabia nadar e não podia ir para o fundo”, finalizou a vítima.

Marcia conseguiu sair da água e pedir socorro aos moradores de um sítio após notar que os bandidos tinham ido embora. Os suspeitos fugiram no veículo, mas foram encontrados na cidade. Depois, eles abandonaram o carro e um deles foi preso.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana