conecte-se conosco


Mulher

Vestido que “parece uma almofada” é vendido por R$ 18,6 mil e vira piada na web

Publicado

No mundo da moda, é cada vez mais comum encontrar peças inusitadas e, ao que parece, quanto mais incomum, mais descolada – e cara! – ela é. Depois de uma marca parisiense criar uma calcinha jeans
e vendê-la por mais de R$ 1 mil,  outro item ganhou destaque nas redes sociais por conta de seu formato incomum e preço exorbitante:  um vestido que “parece uma almofada”.


mulher com vestido verde
Reprodução/balenciaga.com

Vestido, vendido online por mais de R$ 18 mil, é criticado nas redes sociais por causa da sua aparência incomum

O vestido
da marca Balenciaga, da França, é feito de cetim e poliéster, custa 3,7 mil libras (aproximadamente R$ 18,3 mil) e veste apenas os tamanhos 34, 36 e 38. No site em que está à venda, a peça é descrita como alta costura, além de “envolver o corpo” e “ser ideal para festas”. 

Apesar de ser confeccionado para apenas um tipo de corpo, o magro, e custar uma fortuna, o que chama mais atenção é o seu design, que parece não dar espaço para os movimentos.

Nas redes sociais, usuários criticaram bastante o modelo, que acabou virando motivo de piada. “Você precisaria de um longo canudo para as bebidas e um amigo para jogar canapés em sua boca”, diz um. “Parece uma almofada”, diz outro. “É um disfarce para os introvertidos. Você senta no sofá da festa e todo mundo acha que é um travesseiro e não tenta falar com você”, completa mais um.

Leia também: “Calça gaiola” é nova moda bizarra que está dando o que falar nas redes sociais

“Vá ao evento ou seja quadrada”, escreve uma mulher, debochando da forma incomum do item. Algumas pessoas não ficaram apenas desapontadas, como também não acreditaram que alguém poderia ter criado aquele look
. “É igual uma sacola grande”, ressalta outro usuário.

Os comentários vão além. “Qual o propósito de uma peça assim? Levar as pessoas a falar sobre a marca?”, questiona outro. “Acredito que ninguém realmente compre esse estilo de roupa
”, completa.

Leia também: Roupa neon é nova tendência de moda; veja dicas para começar a usar

Pelo que parece, não haverá briga entre os consumidores para comprar a roupa o quanto antes. Por outro lado, quem quiser desembolsar o valor, a marca ainda recomenda um par de saltos verde néon, que custa 650 libras (R$ 3,2 mil), para combinar com o vestido
.

E você, desembolsaria essa quantia para conseguir o visual único? Vote na enquete!


publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mulher

Com marido 36 anos mais novo, mulher diz: “Nunca me imaginei nessa situação”

Publicado


source

Isabell Dibble, 62 anos, recebeu uma solicitação de amizade de Bayram Boussada, 26, no Facebook e achou que era um barista que conheceu durante suas férias na Tunísia. Quando começaram a conversar, percebeu que era outra pessoa, mas decidiu seguir com a conversa. Aos poucos, se apaixonou por ele e hoje diz que, apesar da diferença de idade , nunca foi tão feliz.

Leia também: Casal com 40 anos de diferença de idade é criticado por familiares

casal
Reprodução/Metro.co.uk

Bayram Boussada tem 26 anos e Isabell Dibble tem 62

Em entrevista ao Mirror , ela diz que no início o adicionou apenas para conversar, sem segundas intenções, mas quando percebeu já estava envolvida. “Li histórias sobre mulheres que passaram por isso e nunca me imaginei nessa situação”, fala. 

“Começamos a conversar e as coisas foram avançando. Nos falamos por horas e alguns dias ficamos acordados até às 3 horas da manhã no telefone. Eu sabia que havia algo entre nós antes de nos encontrarmos pessoalmente”, conta. 

Em outubro de 2019, Bayram convidou Isabell para visitá-lo. “Conversamos por seis ou sete meses antes de nos conhecermos. Fiquei um pouco nervoso para vê-la pela primeira vez, mas estava empolgado. Não ligo para a diferença de idade e nem penso nisso. A idade é apenas um número e não a vejo como ‘uma mulher mais velha’, mas como ‘uma boa mulher’”, fala Baryram. 

Leia também: Casal com 25 anos de diferença desabafa sobre críticas: “Idade não importa”

casal
Reprodução/Metro.co.uk

Os dois se conheceram pelo Facebook e se casaram após alguns meses de conversa

Isabell foi para a Tunísia e acabou ficando lá por uma semana. “Foi como se já nos conhecêssemos a vida toda. Sei que as pessoas costumam dizer isso, mas eu realmente me senti assim”, lembra. Isabella também conheceu os pais de Bayram, que o ajudaram a fazer um pedido de casamento surpresa para ela. “Eles espalharam velas pela casa, pegaram um bolo e ele me pediu em casamento”, diz. 

Em relação à família, Isabell fala que algumas pessoas ficaram chocadas e pediram que ela tivesse cuidado. “Alguns acharam que foi rápido demais, mas atualmente todo mundo está feliz por mim”, fala a mãe de três filhos e avó de 10 netos.

Em janeiro de 2020, ela voltou à Tunísia para se casar com Bayram. Eles estão oficialmente juntos desde então, porém, Isabell está no Reino Unido com a família. Como tem filhos e netos, não pretende ir para longe deles. A ideia é que Bayram se mude para ela e passe a morar com ela, porém, eles ainda não tem recursos o suficiente para isso. 

Leia também: Casal tem 28 anos de diferença de idade e mulher diz: “Não importa o que pensam”

Além disso, a pandemia agrava a situação. “Devem existir tantos outros casais na mesma posição que a gente, com um dos parceiros preso no exterior e com dificuldade de conseguir um visto devido à Covid-19”, lamenta. O casal espera conseguir ficar junto até junho. 

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mulher

Apaixonada, mulher fura quarentena e pega Covid-19

Publicado


source

Em meio à pandemia do novo coronavírus  (Sars-coV-2) e o enrijecimento das medidas de isolamento, Camila de Paula, de 38 anos, viu sua agência de marketing digital ameaçada. Foi então que ela começou a conversar com um seguidor pelo Instagram. Em relato à Marie Claire , a jornalista explicou como uma paixão acabou lhe rendendo o diagnóstico positivo para Covid-19

Leia também: Covid-19: A pandemia pode mudar as privatizações em SP?

Mulher olhando para o celular
Pexels/Mikoto.raw

Mulher olhando para o celular

“Desde o início das notícias sobre a Covid-19 no mundo, tive muito medo. Quando estourou no Brasil, cancelando as aulas escolares, senti mais medo ainda. Nesse período, preferi deixar meu filho isolado com meus pais no sítio por ele ter comorbidade respiratória. Contudo, me sentia muito só o tempo todo e apreensiva. Somado a isso, minha vida profissional desmoronou, como era de se esperar”, iniciou a jornalista .

Leia também: Covid-19: Anticorpos de cavalos pode começar a ser usado em 3 meses

“Foi nessa fase que o Daniel apareceu. Nós nos conhecíamos por redes sociais havia uns dois anos, mas não temos ideia de como fomos parar no perfil um do outro. Ele curtia meus posts de vez em quando, sempre com o maior respeito. Num belo dia, gostei de uma postagem e parei para olhar melhor seu perfil”.

“Passamos alguns dias assim, conversando muito sobre vários assuntos comuns, sempre por telefone, respeitando o isolamento. No dia 29 de março, nos vimos pela primeira vez. Eu tive toda a confiança em marcar na minha casa mesmo. Assim, ao menos fugíamos de aglomerações, furando o isolamento apenas um pelo outro. Ele veio no seu próprio carro, o protocolo ainda nem exigia máscara”.

“Começamos um namoro em plena quarentena. Nos mantínhamos seguros. Porém, no dia 27 de abril, o avô do filho dele passou mal, ele correu para ajudar a socorrê-lo. O fato é que em primeiro de maio, que caiu em uma sexta-feira, ele, que já se sentia gripado há uns dias, começou a sentir febre”.

Leia também: São Paulo tem 272 mortes por Covid-19 em um dia e total de óbitos passa de 6 mil

“Um dia ele ficou com muito medo da intensidade da falta de ar e correu até a minha casa. Medimos a sua oxigenação, estava baixa, e corremos para um hospital. Depois desse episódio decidimos passar uns dias na casa dele até a doença [a Covid-19 ] passar. Assim, um cuidava do outro. Ele perdeu os pais muito jovem e, por mais que tivesse familiares e amigos próximos, certamente também se sentia só”, finalizou a jornalista .

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana