conecte-se conosco


Cuiabá

Vereadores presentes na Corrida de Reis 2020

Publicado

Os vereadores da capital estiveram presentes na Corrida de Reis 2020, que acorreu domingo (12/01), com Largada próxima a Ponte Nova, em Várzea Grande, passando pela Av. Miguel Sutil, Av. Manoel José de Arruda, Rua Treze de Junho, Av. Manoel José de Arruda, Av. Miguel Sutil, Trevo do Círculo Militar, retorno na Av. Miguel Sutil, Trincheira do Verdão, Av. Agrícola Paes de Barros, Av. Ranulpho Paes de Barros, com chegada no entorno da Arena Pantanal, perfazendo o percurso exato de 10 quilômetros, homologado pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) e FAMT (Federação de Atletismo de Mato Grosso).
A Corrida de Reis é uma das maiores corridas do país e já é uma tradição em Mato Grosso. E de acordo com a organização neste ano ultrapassou 15 mil corredores, pelas ruas de Cuiabá.
Participou da Corrida o parlamentar Chico 2000 (PR), que é um desportista e concluiu os 10 quilômetros do percurso e estiveram presentes também os vereadores Diego Guimarães (Progressistas), Abílio Junior (PSC), Dilemário Alencar (PROS) e o presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Misael Galvão (PTB).
Destacando que o vereador, Juca do Guaraná (AVANTE) é o autor da lei que institui patrimônio cultural e inclui no calendário de eventos oficiais do Município de Cuiabá, a Corrida de Reis.
Marcella Magalhães | Câmara de Cuiabá

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cuiabá

Veja os dados do painel Covid-19 desta quarta-feira (15)

Publicado


.

Nesta quarta-feira (15), Cuiabá tem 6660 casos confirmados de Covid-19 de residentes no município e 1497 de não residentes, mas que estão sendo atendidos na capital. Dos confirmados, 1671 já estão recuperados da doença e houve 365 óbitos de residentes e 173 de não residentes.

Na rede hospitalar há 337 pacientes confirmados com Covid-19 internados, sendo 218 na UTI e 119 em enfermaria. Também estão internados 218 pacientes com suspeita da doença, sendo 93 na UTI e 125 em enfermaria. Do total de pessoas internadas em UTI, 202 são de residentes em Cuiabá e 109 de residentes de outros municípios. Do total de internados em enfermaria/isolamento, 188 pessoas são de Cuiabá e 56 de outros municípios.

Hoje Cuiabá registrou mais 15 óbitos de residentes, chegando a um total de 365 mortes. O prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário municipal de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho lamentam profundamente todos estes óbitos.

Segue abaixo a relação dos óbitos:

– Mulher, 44 anos, não foi informado o hospital. Tinha obesidade. Foi a óbito em 15/07/2020.

– Mulher, 78 anos, internada em hospital público. Tinha hipertensão. Foi a óbito em 15/07/2020.

– Homem, 58 anos, SVO. Tinha hipertensão. Foi a óbito em 15/07/2020.

– Mulher, 71 anos, internada em hospital público. Tinha hipertensão. Foi a óbito em 12/07/2020.

– Mulher, 76 anos, internada em hospital particular. Tinha hipertensão. Foi a óbito em 04/07/2020.

– Homem, 74 anos, internado em hospital público. Tinha hipertensão, cardiopatia e doença renal. Foi a óbito em 02/07/2020.

– Mulher, 87 anos, internada em hospital particular. Tinha hipertensão e diabetes. Foi a óbito em 12/07/2020.

– Mulher, 71 anos, internada em hospital particular. Tinha hipertensão, diabetes e cardiopatia. Foi a óbito em 07/07/2020.

– Mulher, 73 anos, internada em hospital particular. Tinha hipertensão, diabetes e cardiopatia. Foi a óbito em 25/06/2020.

– Homem, 38 anos, internado em hospital público. Não tinha comorbidade. Foi a óbito em 15/06/2020.

– Homem, 85 anos, internado em hospital público. Não tinha comorbidade. Foi a óbito em 06/07/2020.

– Homem, 65 anos, internado em hospital particular. Tinha hipertensão e diabetes. Foi a óbito em 04/07/2020.

– Mulher, 64 anos, internada em hospital particular. Não tinha comorbidade. Foi a óbito em 25/06/2020.

– Outros dois óbitos não foram divulgados. 

Continue lendo

Cuiabá

Audiência Publica discute reforma da previdência no âmbito municipal

Publicado


.

A Câmara Municipal de Cuiabá realizou mais uma audiência pública remota na tarde desta quarta-feira (15), para debater a reforma da previdência proposta pela Prefeitura de Cuiabá, em adequação à Emenda Constitucional Nº 103/2019, promulgada em novembro do ano passado.

O vereador Dilemário Alencar (Podemos) foi o autor do requerimento que solicitou a realização da audiência pública para tratar do assunto junto à sociedade, servidores municipais e sindicatos, com a participação dos parlamentares da Casa de Leis.

De acordo com a Mensagem Nº 017/2020 que tramita no parlamento cuiabano com o objetivo de promover os ajustes necessários na legislação previdenciária, a alíquota incidente sobre a remuneração mensal dos servidores públicos municipais ativos, inativos e pensionistas aumentaria de 11% para 14%, dentre outras medidas.

O secretário adjunto de Previdência do Cuiabá-PREV, Fernando Oliveira, representando a Prefeitura de Cuiabá, fez um balanço das principais medidas inseridas na mensagem enviada ao poder legislativo, afirmando que se trata de mero cumprimento de formalidade.

Na ocasião, o secretário destacou que o projeto se resume em três medidas básicas: alteração nas regras que tratam do acúmulo de benefícios, a transferência das despesas dos benefícios temporários (auxílios doença, reclusão e salário família) para o tesouro municipal e o incremento na alíquota previdenciária dos servidores públicos municipais de 11 para 14%.

No que tange à regra da aposentadoria, ficou definido que em Cuiabá será mantida a atual, ou seja, para homens, regra geral, 60 anos de idade e 35 anos de contribuição e mulheres 55 anos de idade e 30 anos de contribuição.

Além disso, ainda mantém a faixa de isenção para os servidores inativos. Desta forma, continuam isentos aqueles que recebem até o teto do regime geral de R$ 6.101,05.&nbsp

O vereador Luis Claudio (Progressistas), líder do prefeito, afirmou que vai retirar o projeto novamente da pauta de votação, durante a sessão remota prevista para esta quinta-feira (16), para uma discussão mais ampla e oportuna reapresentação.

Ao término da reunião, ficou acordado que Dilemário Alencar intermediará junto aos demais parlamentares, a apresentação de emendas sugeridas pelos representantes sindicalistas, tais como: possibilidade de acúmulo de pensões/aposentadorias e um prazo de carência de seis meses para incidência da nova alíquota previdenciária.

Os vereadores Sargento Joelson (SDD), Lilo Pinheiro (PDT), Wilson Kero Kero (Podemos) e Marcelo Bussiki (DEM) também acompanharam e participaram das discussões mantidas durante a audiência.

Jean Estevan / Câmara Municipal de Cuiabá

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana