conecte-se conosco


Cuiabá

Vereador Luis Claudio apoia a greve dos profissionais da Educação

Publicado

class=”olho”>RÁDIO CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ
11/07/2019
Vereador Luis Claudio apoia a greve dos profissionais da Educação
Em respeito aos profissionais da rede pública de ensino do Estado de Mato Grosso, o vereador Luis Claudio (PP), apresentou na sessão plenária da Câmara Municipal de Cuiabá, desta quinta-feira (11.07), uma Moção de Apoio à greve da categoria, para que sejam feitas as devidas negociações com o governo estadual.
O documento propõe o atendimento das reivindicações dos profissionais da Educação, os quais estão em greve desde o dia 27 de maio deste ano, pois cobram melhorias no sistema educacional e o pronto atendimento de suas justas reivindicações.
A Moção de Apoio trata também o anseio pelo término da paralisação, a fim de não comprometer o ano letivo de milhares de estudantes, o que seria extremamente prejudicial aos mesmos.
“Esta Moção é pela necessidade de demonstrar publicamente o apoio aos profissionais da Educação do Estado de Mato Grosso”, frisa o vereador, que é presidente da Comissão de Educação do parlamento Municipal.
Beatriz Saturnino | Assessoria Vereador Luis Cláudio

Leia Também:  Câmara realizará primeiro Pedal Solidário
Imprimir Voltar Compartilhar:  

</div

http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/2018/01/image-2-1.jpg

Fonte: Câmara de Cuiabá
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

Consciência Negra é tema de reflexão na Tribuna Livre

Publicado

Para fazer uma reflexão sobre o Dia da Consciência Negra, transcorrido dia 20 (quarta-feira), o vereador Juca do Guaraná Filho (Avante), invocando o artigo 125 do Regimento Interno, convidou para fazer uso da palavra o Presidente do Conselho Estadual de Promoção e de Igualdade Racial Manoel Silva.
Na oportunidade o Presidente da Câmara, vereador Misael Galvão (PSB), cedeu a presidência da Sessão ao colega, tido pelo palestrante como única “representatividade negra na Casa de Leis cuiabana”.
Manoel Silva iniciou sua apresentação lembrando os então vereadores Rinaldo Almeida e Aurélio Augusto, autores da lei que instituiu o Dia da Consciência Negra como feriado na Capital. Juca acrescentou que Cuiabá foi a segunda cidade a adotar tal medida, a primeira foi o Rio de Janeiro.
O vereador disse também que a comemoração deve ser dedicada à reflexão sobre a “ importância histórica e cultural do povo negro na sociedade brasileira”. Para ele, a data “estimula o combate ao preconceito racial que permeia nossa sociedade”, na sequência lembrou Zumbi de Palmares, líder negro que nasceu livre mas foi escravizado e, fugido, liderou o Quilombo dos Palmares, que hoje figura como o símbolo máximo da luta do negro pela busca do seu devido lugar em nossa sociedade.
Esse lugar que, destacou Manoel Silva, “é aonde a gente estiver”, tanto pela natureza humana, mas também em reconhecimento ao trabalho “que contribuiu para a cultura bem como para a construção do país”.
O palestrante ressaltou que “o Dia da Consciência Negra é dia para refletir sobre as conquistas de um povo que foi fundamental para o país”, mas que ainda precisa ocupar mais espaços na sociedade. Ele sonha com uma Câmara que tenha maior número de parlamentares negros, uma quantidade que represente com mais veracidade a parcela de 54% de população afro-descendente que a pesquisa do IBGE contabiliza, conforme observou Juca do Guaraná Filho.
Manoel citou como exemplos dessa representatividade além dos ex-vereadores Rinaldo e Aurélio, a ex-vice-prefeita Jaci Proença (na gestão Wilson Santos), a ex-suplente de Deputada Estadual que em 2010 assumiu cadeira na Assembleia Legislativa, professora Wilma Moreira e ainda a “grande guerreira” Gisela Simona, atual suplente na bancada federal do estado.
Para encerrar, Manoel agradeceu aos vereadores Juca do Guaraná Filho (Avante), Diego Guimarães (PP), Adílson da Levante (PSB) e Delegado Veloso (PV), parlamentares que mais apóiam as demandas da negritude cuiabana.

Etevaldo de Almeida | Câmara Municipal de Cuiabá

Leia Também:  Atendendo morador, Misael Galvão verifica real situação do PSF do bairro Areão

Imprimir Voltar Compartilhar:  

</div

Fonte: Câmara de Cuiabá
Continue lendo

Cuiabá

Câmara homenageia jornalista mato-grossense que apresentou o Jornal Nacional

Publicado

A jornalista e apresentadora Luzimar Collares foi homenageada com Moção de Aplausos concedida por indicação do vereador Dilemário Alencar (PROS) e aprovada por unanimidade pelo Plenário da Câmara Municipal de Cuiabá.
A honraria foi entregue em mãos, na Sessão Ordinária desta quinta-feira (21), quando a jornalista usou a Tribuna Livre para falar sobre a experiência de ter apresentado o Jornal Nacional, na edição que foi ao ar no último sábado 16.
O JN, segundo os índices de audiência, é o principal programa de notícias da televisão brasileira e completa 50 anos em 2019. Para comemorar esse sucesso, a Rede Globo promoveu um rodízio da dupla de apresentadores no comando da banca do telejornal. Luzimar dividiu a bancada com companheiro de Alagoas Felipe Toledo.
Ela agradeceu, sobretudo, o apoio recebido do povo mato-grossense percebido nos feed back via redes sociais, por manifestação de telespectadores de todo estado, desde a divulgação de que seria ela a representante da TVCA no cinqüentenário do noticioso. A dupla recebeu os parabéns da direção da emissora matriz pela “apresentação tecnicamente perfeita”, informou a homenageada.
A apresentador e o vereador consideraram a Moção de Aplausos como uma reverência a todos os jornalistas do estado e destacou, principalmente, por que ocorre “em um momento de tanta polaridade” política no país, o que torna o país um lugar perigoso para o exercício da profissão.
O Brasil é considerado um dos países mais perigosos para o profissional de imprensa. Um relatório publicado pelo Conselho Nacional do Ministério Público, juntamente com a Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (ENASP), aponta que 64 profissionais de mídia foram assassinados no país entre 1995 e 2018. Esse número coloca o Brasil como o 6º mais perigoso para a prática do jornalismo.
A UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Cultura, Educação e Cultura) comentou o relatório afirmando que esse número só é encontrado em “países em manifesta crise institucional, política e até humanitária, como Síria, Iraque, Paquistão, México e Somália”, e concluiu que isso “configura uma situação de verdadeira violação à liberdade de expressão”.
A jornalista observou que a honraria valoriza a profissão, considerada um dos pilares da Democracia, mas deve ser valorizada também quando mostra coisas negativas, “o jornalista é um porta-voz da sociedade”, argumentou, acrescentando que “o bom jornalismo ouve os dois lados”, por isso “uma imprensa forte é essencial para a Democracia” e não pode ser lembrada apenas quando faz coisas positivas.

Etevaldo de Almeida | Câmara Municipal de Cuiabá

Leia Também:  Câmara realiza solenidade para entrega de Títulos de Cidadão Cuiabano

Imprimir Voltar Compartilhar:  

</div

Fonte: Câmara de Cuiabá
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana