conecte-se conosco


Nacional

Venezuela acusa Twitter de suspender contas do governo que criticavam Guaidó

Publicado


Maduro
Divulgação/Governo da Venezuela – 30.7.2017

Maduro reclama que contas da Venezuela foram suspensas pelo Twitter


O governo da Venezuela acusou o Twitter de suspender contas institucionais e de ministérios do governo de Nicolás Maduro, como o da Mulher, da Educação e de Energia. Caracas afirma que a rede social “violou mais uma vez a liberdade de expressão para defender seus próprios interesses”.

Leia também: Em discurso, Guaidó cita Chapolim e diz que Maduro “não contava com sua astúcia”

Outras entidades da Venezuela
, como a agência de notícias AVN, o Ministério do Petróleo e os jornais “El Correo del Orinoco”, também teriam sido afetados, além de contas de embaixadas e consulados venezuelanos pelo mundo.

O líder da oposição e autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, fez um novo apelo para que as pessoas saiam às ruas para protestar neste feriado mundial de 1 de maio.

Segundo Guaidó
, hoje é a “fase definitiva da Operação Liberdade”. Em um vídeo de quase três minutos divulgado no Youtube, Guaidó disse que “sabíamos que o início não seria fácil”, mas “provamos que há soldados dispostos a defender a Constituição”.

Leia também: Triplica entrada de venezuelanos na fronteira com Brasil após novos conflitos

“Posso garantir que [o presidente Nicolás] Maduro
não tem o respeito das Forças Armadas”. Guaidó disse ainda que recebeu informações de que Maduro “tinha tudo pronto” para deixar o país, mas “forças estrangeiras obrigaram-no a ficar”.

O opositor anunciou ontem que tinha conquistado o apoio das Forças Armadas da Venezuela para tirar Maduro do poder. Guaidó convocou uma multidão às ruas, que entrou em confronto com os agentes oficiais do governo.

Leia também: Guaidó convoca população da Venezuela para novo protesto nesta quarta-feira

De acordo com testemunhas, a tensão na Venezuela está alta, há relatos de feridos e ao menos um jovem de 24 anos morreu nos confrontos. Ao longo de toda a terça-feira (30), houve expectativa entre os países aliados e contrários ao regime de Maduro sobre um possível desfecho para a crise política na Venezuela
.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

MPF recorre de decisão que negou afastamento de Salles

Publicado


source
MPF reforçou o pedido de afastamento do ministro do meio ambiente
ESTADÃO CONTEÚDO

MPF reforçou o pedido de afastamento do ministro do meio ambiente

O MPF (Ministério Público Federal) recorreu nesta quarta-feira (28) da decisão que negou o pedido de afastar o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles,  acusado de “desestruturar intencionalmente” as estruturas de proteção ambiental do Brasil.

No pedido encaminhado ao TRF1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região), o MPF aponta que, ao negar o afastamento de Salles, a Justiça “ignora farta jurisprudência que prevê a intervenção judicial quando a permanência de um acusado de improbidade coloca em risco bens fundamentais e direitos constitucionais”.

O texto também cita várias decisões de tribunais em que autoridades públicas foram mantidas afastadas de seus cargos para proteger a probidade administrativa e direitos coletivos.

A solicitação foi negada no último dia 14 de outubro pelo juiz Márcio França Moreira, da primeira instância da Justiça Federal em Brasília. Ele avaliou que em ações de improbidade só cabe afastamento se houver prejuízo à instrução do processo judicial e que isso não estava presente no caso do ministro.

O MPF, porém, afirma que “existem indícios suficientes de que a permanência de Ricardo Salles, além dos graves danos ambientais e administrativos, também ameaça o andamento do processo de improbidade contra ele”.

“Ele precisa ser afastado”, diz o Ministério Público. “A cada dia que ele permanece no cargo, os danos crescem, tanto aos biomas brasileiros quanto ao sistema de proteção ambiental que, mesmo após o ajuizamento da ação, ele nunca parou de atacar”, reforça o pedido.

Segundo o órgão,desde julho, quando o pedido de afastamento foi feito, houve a perda de 27% do Pantanal e tanto o desmatamento quanto as queimadas alcançaram recordes históricos na Amazônia.

“Verifica-se, assim, que o desmatamento no Brasil vem apresentando, ao longo dos últimos dois anos, níveis alarmantes. Recordes de pelo menos uma década vêm sendo reiteradamente vencidos. No ano de 2019, o país foi o responsável, sozinho, por um terço da degradação de florestas nativas no mundo”, diz o recurso.

Continue lendo

Nacional

Veredor que criticou parada gay é preso por estuprar adolescente

Publicado


source
Veredor homofóbico é preso por estuprar adolescente
Arquivo pessoal

Veredor homofóbico é preso por estuprar menina de 15 anos

O vereador Daniel Rabelo Silva, de Curuçá (PA) foi preso por suspeita de estuprar uma adolescente de 15 anos. O político, mais conhecido como Daniel do Abade, foi indiciado por estupro qualificado e teve a prisão preventiva decretada pela Polícia Civil do Pará.

Daniel do Abade estava sob condicional, mas, segundo a polícia, descumpria os horários de saída e retorno para sua residência.

Ataques homofóbicos

O vereador se envolveu em polêmica no final do ano passado, quando fez comentários homofóbicos atacando a realização da 2ª edição da Parada LGBTQI+ de curaçá.

À época, Daniel do Abade chamou o evento de “fim do mundo” e que a “imoralidade deveria ficar entre quatro paredes”. Na publicação, o político também dizia que era um problema as crianças verem tudo aquilo. A publicação foi apagada minutos depois. Minutos depois, o vereador afirmou em vídeo na mesma rede social que estava apenas manifestando sua opinião.

Publicação homofóbica de vereador no Instagram
Arquivo pessoal

Publicação homofóbica do vereador Daniel do Abade

“É direito meu também”, e seguiu com declarações polêmicas. “É absurdo apagarem a postagem de uma pessoa que está ali se manifestando de forma passiva. Eu tenho muitos amigos viados, mas que são viados de verdade, não são vândalos que querem ‘aparecer'”.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana