conecte-se conosco


Carros e Motos

Vêm aí uma nova leva de SUVs no mercado, mas com jeito de cupê esportivo

Publicado


Renault Arkana vermelho
Divulgação

Renault Arkana de perfil mostra a traseira com uma queda acentuada da linha da capota, o que caracteriza um SUV-Cupê

A participação dos utilitários esportivos no Brasil continua aumentando. Hoje em dia, atinge 25% do mercado, de acordo com os dados da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos). E assim como aconteceu com outros segmentos, o terreno dos SUVs tende a ter novas ramificações. Uma delas é a dos modelos com ares de cupê,  segmento que se difundiu com o BMW X6, lançado nos Estados Unidos, há 11 anos. 

LEIA MAIS: Crossover SUV cupê seria o sucessor dos sedãs num futuro próximo?

O BMW X6 foi desenhado por um dos designers mais polêmicos dos últimos tempos, o americano Chris Bangle, que causou uma revolução no estilo dos carros da marca alemã. Na época em que o X6 foi lançado, tanto a imprensa quanto especialistas do setor automotivo consideraram a novidade algo próximo de uma aberração. Mas, apesar dos SUVs com jeito de cupê ainda sejam pouco comuns, vão começar a invadir o mercado.

Apenas em 2015, ou seja, sete anos depois do lançamento do X6, é que a Mercedes-Benz resolveu seguir os passos da rival e apresentou o GLE, o primeiro rival direto do BMW, marca que passou a ter outro SUV com jeito de cupê: o X4, que logo teve o GLC Coupé como concorrente. Ainda entre as marcas de prestígio, a Jaguar se rendeu ao que antes era apenas uma ideia estranha e lançou o E-Pace, em 2018. Agora, eis que a Porsche, marca do lendário cupê 911, apresenta o Cayenne Coupé, quem diria, não?

LEIA MAIS: Porsche Cayenne ganha versão SUV-cupê para concorrer com BMW X6


BMW X6 vermelho
Arquivo Pessoal/Carlos Guimarães

No lançamento do BMW X6, em 2008, nos EUA, o carro desenhado por Chris Bangle causou espanto na imprensa automotiva da época

 O mundo pode parecer estar de ponta-cabeça, mas além de terem adotado a ideia do SUV-Cupê como uma nova vertente no mundo das fabricantes de carros sofisticados e de alto valor agregado, também vão popularizar o segmento, mais de dez anos depois do primeiro carro do gênero ter sido lançado, mais exatamente na Carolina do Sul, local da fábrica da BMW nos EUA,  onde participei do lançamento do carro como um dos jornalistas convidados pela marca alemã.

Leia Também:  Chevrolet Onix hatch chega em novembro. Veja preços, equipamentos e versões


Nova leva de SUVs


Projeção do Fiat Fastback azul
Kleber Pinho da Silva

Novo SUV da Fiat chega ao Brasil em 2021, com os novos motores Fire Fly turbo flex, que serão fabricados em Betim

 De fato, quando primeiro BMW X6 apareceu, ninguém poderia imaginar que o carro seria o precursor de um novo segmento que faria parte do portifólio até das marcas conhecidas por modelos mais modestos, como Volkswagen, Fiat e Renault.  É o que está prestes a acontecer, inclusive no Brasil, a partir do ano que vem, com Renault Arkana e VW T-Sport. Logo em seguida, em 2021, será a vez da chegada do Fiat Fastback.

LEIA MAIS: Renault Arkana, novo SUV-cupê que virá ao Brasil, é revelado por completo

 O Renault Arkana acaba de ser apresentado oficialmente na Rússia. O modelo médio fica acima do Captur e mira nos donos do sedã Fluence, que deixou de ser fabricado no final de 2017 com detalhes um pouco mais sofisticados como 8 opções de luz ambiente, bancos com ajuste de lombar e de altura, além de aquecimento nos assentos traseiros, nos vidros, espelhos e no volante

 Em todas as versões, o Renault Arkana será vendido com chave presencial. As portas são travadas automaticamente quando o motorista se afastar do veículo com a chave, bem como tem capacidade de ligar o motor pela chave a uma distância de até 200 metros. O porta-malas tem capacidade para 508 litros, ou 1.333 litros com os bancos traseiros rebatidos.

Quanto ao motor, terá duas: o maior destaque é 1.3 TCe turbo de 150 cv e 25,5 kgfm, que utiliza o câmbio CVT X-Tronic. Segundo divulgado oficialmente, entrega um consumo de 14,2 km/litro e tem autonomia de 700 km. A segunda opção será o 1.6 de 114 cv a gasolina, combinado ao câmbio manual de 5 marchas (6 posições na versão de tração integral).

Leia Também:  Nissan Kicks 2020 chega às lojas mais caro, só que mais equipado

Projeção de VW T-Sport
João Kléber do Amaral

Desenho traseiro do T-Sport deverá ser diferente do que vimos no T-Cross, que tem um aspecto mais comportado

 No caso do VW T-Sport , a base será a mesma do Polo, a MQB-A0.  Será um modelo que vai além de uma mera versão com apelo aventureiro do hatch, feito para brigar com as novas gerações de Chevrolet Onix Activ e Hyundai HB20X, além de Honda WR-V, entre outros. Assim como Polo e Virtus, o novo SUV-Cupê deverá ser equipado com motor 1.0 turbo e câmbio automático de seis marchas.

LEIA MAIS:  SUV-cupê de R$ 70 mil da Volkswagen deve se chamar T-Sport, diz site

Por enquanto, ainda não há fotos do VW T-Sport, apenas a projeção que o designer João Kleber Amaral, fez para a revista Motor Show, parceira do site iG Carros. A imagem mostra que o carro terá aspecto esportivo, com lanternas parecidas com as do sedã Virtus. A frente, porém, deverá ser praticamente a mesma da dupla da Volkswagen.

No interior, mais uma vez, boa parte dos componentes deverão vir da dupla VW Polo e Virtus, inclusive, o cluster digital e configurável e a central multimídia com tela sensível ao toque e compatível com Android Auto e Apple Car Play.  No porta-malas, por conta do design arrojado do T-Sport, não deverá ir mais do que 300 litros de bagagem.

LEIA MAIS:  Projeção antecipa o futuro SUV da Fiat, que chegará ao Brasil em 2021

 E o Fiat Fastback chegará em 2021, fruto dos novos investimentos da marca italiana no Brasil. Terá estilo baseado na picape Toro, que tem feito bastante sucesso desde o lançamento, no início de 2016. A marca italiana ainda não confirma, mas o carro deverá ser equipado com os novo motores Fire Fly turbinados, que estão sendo preparados para serem flex.

 Com isso, a potência máxima da versão 1.3 turbo poderá ficar em torno dos 180 cv com ajuda de recursos como injeção direta de combustível, bloco de alumínio e comandos de válvulas com variador de fase. O novo modelo da Fiat será um rival direto do Renault Arkana e de outros SUVs com ares de cupê que poderão aparecer no mercado, provando que as ideias de Chris Bangle não eram tão ruins assim, a ponto dele ter deixado a BMW um ano depois do lançamento do X6 e declarado que nunca mais trabalharia na indústria automotiva.

Fonte: IG Carros
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Carros e Motos

GM apresenta carro revolucionário, e você não pode comprar

Publicado

source

Motor Show

GM arrow-options
Divulgação

Carro sem volante da Chevrolet é voltado ao serviço de taxi, com capacidade de espaço otimizada

A GM apresentou um carro revolucionário. Ele tem as dimensões de um SUV, assentos para seis ocupantes, e nenhum pedal ou volante. As portas são deslizantes e não fica mundo claro onde é a frente e a traseira do veículo. E você não poderá comprar um porque ele não estará à venda. Ainda assim, o Orgin, primeiro driverless da marca , promete revolucionar. O carro sem volante deve ser o modelo utilizado no serviço Cruise, aplicativo de mobilidade da GM e Honda.

LEIA MAIS: Elétrico da Chevrolet, Bolt EV chega ao Brasil em fevereiro

loca informações de origem e destino. Nada diferetente de aplicativos como Uber ou 99Taxi. Um veículo chega para buscar o passageiro que só consegue acessar o veículo digitando um código fornecido pelo aplicativo. Dentro do carro sem volante , há botões para iniciar e finalizar a viagem. O Origin utiliza sensores de peso e travamento do cinto de segurança para identificar se alguem entrou ou saiu do veículo.

Leia Também:  Porsche apresenta nova versão GTS 4.0 para os modelos Cayman e Boxster

“Nós sabemos que o ônibus é uma opção de transporte mais sustentável para nosso planeta. Mas numa sexta-feira, em plena hora do rush, salvar o planeta não é páreo para perder um jantar ou colocar as crianças na cama”, afirmou Dan Ammann, CEO da Cruise, durante a apresentação do carro revolucionário na semana passada em San Francisco (EUA).

LEIA MAIS: Prestes a mudar, Chevrolet Tracker tem R$ 11 mil de desconto

A Cruise é uma parceria entre a GM e a Honda. Enquanto a montadora americana ficará responsável pela fabricação do Origin, os japoneses vão desenolver a engenharia de design. A Cruise está desenvolvendo o software que comandará o carro, sensores e o produto em geral.

LEIA MAIS: Como a falta de infraestrutura atrasará a chegada de carros autônomos ao Brasil?

As empresas não disseram exatamente quando começa a produção ou quando ele estará nas ruas. Mas Kyle Vogt, CTO da Cruise, afirmou à CNN : “muito em breve”.

Fonte: IG Carros
Continue lendo

Carros e Motos

Honda XRE 190 chega na edição especial SE por R$ 14.890

Publicado

source
Honda XRE arrow-options
Divulgação

Honda XRE 190 SE: Edição especial que tem por objetivo oferecer atributos mais exclusivos à trail

Logo após a CB 250F Twister, a Honda XRE 190 acaba de chegar na edição especial Special Edition. Sem alterações no conjunto mecânico, como maior novidade, está a pintura cinza e preta fosca exclusiva e detalhes em prata fosco e laranja tanto na carenagem, quanto nas rodas. Nas lojas em fevereiro, sai por R$ 14.890 com 3 anos de garantia sem limite de quilometragem, mais 7 trocas de óleo gratuitas.

LEIA MAIS: Honda CB 250F Twister SE chega às lojas em edição especial

A Honda XRE 190 vem com motor monocilíndrico, de 4 tempos, com comando de válvulas único e sistema de injeção de combustível flex, capaz de gerar 16,4 cv e 1,66 kgfm. De acordo com a fabricante, são números suficientes para dar boa agilidade à moto, que tem relação entre peso e potência favorável e câmbio de cinco marchas com relações bem escalonadas.

Atributos

Entre os pontos mais importantes da Honda XRE 190 SE está o freio ABS apenas na roda da frente, o que ajuda nas frenagens mais bruscas em piso escorregadio, por evitar derrapagens indesejáveis. Na roda traseira, o sistema de frenagem atua modulando a frenagem em terrenos “soltos”, mantendo o controle no fora-de-estrada.

LEIA MAIS: Honda CB 500X e CB 500F 2020 já podem ser compradas em pré-venda

Além das rodas de 19 polegadas, a suspensão dianteira é telescópica com 180 milímetros de curso, enquanto a traseira tem um amortecedor de 150 mm de curso e rodas de 17 polegadas. Os freios são a disco de 240 mm na frente e 220 mm na traseira, com sistema ABS de série. Seu tanque de combustível tem capacidade para 13,5 litros, o que rende uma autonomia de quase 400 km. O peso total é de 127 kg.

Outra vantagem do modelo trail da Honda é que a estrutura é do tipo tubular com berço semiduplo e suspensão com curso longo. Bom também é que o assento é amplo e tem dois níveis, o que contribui com o conforto. Ainda conforme a marca japonesa, a XRE 190 tem 836 mm de distância em relação ao solo. E o bagageiro já vem preparado para instalação de baú.

Leia Também:  Chevrolet Onix hatch chega em novembro. Veja preços, equipamentos e versões

LEIA MAIS: Honda confirma o desenvolvimento de nova plataforma para motos de 200 cc

Um item voltado à comodidade é o QR Code na carenagem frontal, que através do qual, através de um smartphone é possível ter acesso ao manual do proprietário digitalizado e outros conteúdos (sugestão de roteiros, dicas de manutenção e mais). O painel da Honda XRE 190 , por sua vez, é totalmente digital, que mostra marcador de combustível, conta giros, velocímetro, hodômetro total e parcial.

Fonte: IG Carros
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana