conecte-se conosco


Carros e Motos

Veja 5 carros que pertenceram ao heptacampeão Michael Schumacher

Publicado


Schumacher
Divulgação

Schumacher levou sua paixão pelo automobilismo para fora das pistas. Conheça mais sobre seus gostos pessoais

Como você está cansado de saber, a trajetória de Schumacher na Fórmula 1 durou 17 anos. Durante esse tempo ele teve um total de 308 corridas pilotando pela Jordan Grand Prix, Benetton e Ferrari, onde de aposentou, em 2006. Porém, depois de três temporadas afastado, o alemão voltou à Fórmula 1 em 2010 pela equipe Mercedes. Porém, o retorno durou apenas três anos, já que no final de 2012 deixou definitivamente as pistas.

LEIA MAIS: Veja 5 jogadores brasileiros que curtem modelos clássicos

No final de 2013, Schumacher
sofreu um grave acidente esquiando nos Alpes Franceses. Em meados de 2014, ele foi transferido para Hospital Universitário de Vaud, em Lausanne, na Suíça. A última atualização sobre seu estado de saúde foi revelada em dezembro de 2018, anunciando que ele já não respira mais por aparelhos.

A lenda das pistas também teve alguns carros muito interessantes. Em clima de saudade e nostalgia, a reportagem do iG enumera cinco carros que já pertenceram ao heptacampeão em sua vida pessoal. Estes eram os modelos que Schumacher levava a família para passear durante as férias.

1 – Mercedes-Benz E55 AMG Estate


Mercedes-Benz E55 AMG
Reprodução

O belo Mercedes-Benz E55 AMG que foi do heptacampeão de Fórmula 1, Michael Schumacher

Em 2016, a belíssima Mercedes-Benz
E55 AMG Estate 1998 de Schumacher foi leiloada por aproximadamente R$ 445 mil em Berlim (Alemanha). O exemplar também chama atenção por estar com opcionais raros no final dos anos 90, como o sistema de GPS controlado por voz, teto solar e interior revestido de couro personalizado, com dois tons de cinza.

LEIA MAIS: Relembre 10 carros clássicos que foram esquecidos em garagens

Para refrescar a memória, o E55 AMG Estate de Michael vinha equipado com um potente 5.5 V8 de 355 cv, acoplado ao câmbio automático de cinco velocidades. Uma perua esportiva para poucos e bons, como gostamos de apontar

2 – Bugatti EB110


Bugatti EB110
Divulgação

Schumacher também foi proprietário de um Bugatti EB110. Modelo adquirido em 1994 ficou em sua posse até 2003

Para celebrar os 110 anos do nascimento de Ettore Bugatti (o motivo da sigla “EB”), a marca preparou um superesportivo na década de 90. Podemos descrevê-lo como o pai do Bugatti Veyron e, consequentemente, o avô do atual Chiron.

LEIA MAIS: Veja 5 carros dos principais craques do futebol mundial

A maior ação de marketing da Bugatti neste década, talvez, tenha sido a compra de um EB110 SuperSport em 1994. Ele foi vendido em 2003, curiosamente para uma preparadora especializada em Ferrari. Com 661 cv de potência, o superesportivo poderia acelerar de 0 a 100 km/h em 3,2 segundos.

3 – Ferrari California


Ferrari California
Divulgação

Além de ter sido proprietário de uma Ferrari California, Schumacher também esteve envolvido no desenvolvimento

Muito se fala sobre a participação de Ayrton Senna e Satoru Nakashima no desenvolvimento do Honda NSX. Mas poucos sabem que Schumi também deu uma forcinha para a Ferrari nos anos de 2007 e 2008, nos modelos 430 Scuderia e Ferrari
California. Como um mimo da “firma”, o heptacampeão levou a segunda para sua garagem.

Apresentada no Salão de Paris (França) de 2008, a Ferrari California era o modelo de entrada da marca italiana na época. Seu motor 4.3 V8 desenvolvia a fúria de 454 cv de potência e mais de 48 kgfm de torque. O 0 a 100 km/h acontecia em 4,1 segundos. Até hoje, a California é lembrada pelos fãs como um dos modelos mais harmoniosos da marca.

4 – Fiat Coupe Turbo Plus


Fiat Coupe Turbo Plus
Divulgação

Schumacher também foi proprietário do Fiat Coupe LE Turbo Plus, em uma série especial de apenas 400 unidades

Schumacher teve um Fiat Coupe mais que especial. A marca italiana fabricou 400 unidades numeradas da versão LE Turbo Plus, que era capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 6,3 segundos. E o heptacampeão acabou ficando com a unidade “001”. Até 2000, ele foi o carro de tração dianteira mais rápido do mundo nas pistas.

LEIA MAIS: Aceleramos o raro Fiat Coupé no Autódromo de Interlagos. Assista ao vídeo

Registros de época apontam que este Coupe era tão prazeroso de dirigir quanto veículos bem mais caros, como Porsche Boxster e o Aston Martin DB7 — outro GT, mas com um motor V12 de 420 cv. No caso desta versão, eram 220 cv de potência e 31 kgfm de torque, aliado ao câmbio manual de seis marchas.

5 – Shelby Cobra Daytona


Shelby Cobra Daytona MKII 1967
Divulgação

Em 2007, Schumacher adquiriu um Shelby Cobra Daytona MKII 1967 por aproximadamente 3 milhões de euros

Por incrível que pareça, Schumacher teve alguns “rivais lendários” da Ferrari em sua garagem. Entre eles, o Shelby Cobra Daytona MKII de 1967 na versão roadster, um presente do heptacampeão para ele mesmo. E para isso, ele precisou abrir a carteira e desembolsar cerca de 3 milhões de euros em meados de 2007.

Entre outros modelos curiosos do piloto, havia um Fiat 500 clássico que foi restaurado pela própria montadora. Além disso, foi proprietário de um Stilo Schumacher
GP, como parte de uma ação de marketing para o modelo que levou seu sobrenome.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

VW  Taos vai bem em teste de colisão, ao contrário da dupla Fiat Argo e Cronos

Publicado


source


VW Taos ganha nota máxima de 5 estrelas em teste de segurança no Latin NCAP, que adotou novos critérios
Divulgação

VW Taos ganha nota máxima de 5 estrelas em teste de segurança no Latin NCAP, que adotou novos critérios

De acordo com o último levantamento do Programa de Avaliação de Carros Novos para América Latina e o Caribe, Latin NCAP, o primeiro veículo a ganhar 5 estrelas sob o novo protocolo foi o SUV Volkswagen Taos.

Fabricado na Argentina e no México, VW Taos conta seis airbags e Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) como itens de série e graças a isso e a outros fatores que envolve a segurança.


Além desses, outros diversos fatores contribuíram para que o SUV da marca alemã atingisse 90,2% em Proteção de Ocupantes Adultos, 89,90% em Proteção de Ocupantes Infantis, 60,61% em Proteção de Pedestres e Usuários Vulneráveis das Estradas e 85,04% em Sistemas de Assistência à Segurança.

Falta de airbags laterais, além de problemas na estrutura foram citados na avaliação do Fiat Cronos, conforme o Latin NCAP
Divulgação

Falta de airbags laterais, além de problemas na estrutura foram citados na avaliação do Fiat Cronos, conforme o Latin NCAP

Em contrapartida, o Fiat Argo e Cronos com apenas dois airbags frontais e sem ESC padrão, ganhou zero estrela. Ambos atingiram 24,37% em Proteção de Ocupantes Adultos, 9,91% em Proteção de Ocupantes Crianças, 36,91% em Proteção de Pedestres e Usuários Vulneráveis das Estradas e 6,98% em Sistemas de Assistência à Segurança.

Leia Também

Tanto o representante da VW quanto os da Fiat foram submetidos a testes de impacto frontal, impacto lateral, impacto lateral, chicotada cervical (whiplash) e proteção de pedestres e no caso em especial do da VW, impacto lateral de poste, já que o modelo conta com airbags de proteção lateral e proteção lateral de cabeça como equipamento padrão.


Em nota oficial, a Stellantis informou apenas que todos os seus veículos cumprem as recomendações e normas homologatórias vigentes ligadas à segurança.

Por sua vez, o presidente do comitê de direção do Latin NCAP , Stephan Brodziak disse que “não fosse pelo Latin NCAP, não poderíamos ter conhecimento da baixa segurança que o Fiat Argo/Cronos oferece não só aos consumidores, mas também a todas as pessoas que circulam nas ruas. Chamamos a atenção para que a Fiat tenha carros mais seguros”, conclui o executivo.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Triumph lança série especial da Tiger 900 de 1 milhão de vendas

Publicado


source


Triumph Tiger 900 1M: modelo que completa 1 milhão de unidades produzidas na frente da fábrica na marca na Inglaterra
Divulgação

Triumph Tiger 900 1M: modelo que completa 1 milhão de unidades produzidas na frente da fábrica na marca na Inglaterra

A britânica Triumph é uma das fabricantes mais tradicionais da Inglaterra. Fundada em 1902, a empresa agora comemora a fabricação da sua milionésima Tiger 900.

Para comemorar o marco, a Triumph também aproveitou para celebrar os 31 anos de abertura de sua linha de montagem, após o seu ressurgimento ao mercado, em 1990.

Com o intuito de mantê-la em atividade, a marca inglesa com sede em Hinckley  está comemorando a marca de 1 milhão de unidades produzidas.  Para não deixar essa data importante passar em branco, a Triumph resolveu lançar uma série limitada da Tiger 900.

Assim ‘nasceu’ a Tiger 900 Rally “1M” , referindo-se à produção de 1 milhão de unidades. Esteticamente, o modelo conta com emblema da marca e os dizeres “Celebrando Um Milhão 1990-2021” em inglês. Já a cor predominante é a prata com detalhes em vermelho.

A Tiger 900 Rally Pro “IM” foi apresentada na sede da Triumph, em Hinckley (Inglaterra), pelo CEO Nick Bloor, na semana passada e será exibida no Motorcycle Live Show , que ocorre de 4 a 12 de dezembro em Birmingham, antes de assumir residência permanente na Factory Visitor Experience.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana