conecte-se conosco


Carros e Motos

Veja 5 carros nacionais que são réplicas de modelos europeus

Publicado


source

Esportivos clássicos europeus são caros até mesmo para os brasileiros mais abastados. Some isso à proibição das importações até a década de 90 e teremos um cenário repleto de cópias para aqueles que querem se diferenciar no trânsito.

Partindo disso, a reportagem do iG Carros relembra 5 esportivos brasileiros que na verdade são cópias de modelos europeus. Acompanhe a lista.

1 – Chamonix 550 Spyder

Chamonix 550 Spyder era réplica do Porsche 550; tinha motor 2.0 da Volkswagen
Garagem do Bellote

Chamonix 550 Spyder era réplica do Porsche 550; tinha motor 2.0 da Volkswagen

A Chamonix foi criada em 1987 para produzir réplicas de modelos clássicos da Porsche . Diferentemente do que muitos pensam, a empresa era autorizada pela matriz alemã a produzir réplicas para abastecer não apenas o mercado brasileiro, como também países vizinhos. O mais lembrado é o Chamonix 550 Spyder , réplica do Porsche 550 .

O modelo traz carroceria de fibra de vidro, chassi tubular e motor Volkswagen da família AP, capaz de desenvolver aproximadamente 120 cv de potência. Já o Porsche 550 foi produzido até 1956 e tinha motor 1.5 de 110 cv de potência. Para sua época, era um foguetinho.

2 – MP Lafer

Antes de produzir móveis, a Lafer teve uma réplica do MG TD no Brasil
Garagem do Bellote

Antes de produzir móveis, a Lafer teve uma réplica do MG TD no Brasil

Em 1974, a Lafer decidiu começar a produzir réplicas do modelo inglês MG TD para o mercado brasileiro. Assim como vários carros ‘fora de série’ de sua época, era repleto de componentes de modelos da Volkswagen . O próprio motor 1.600 era utilizado no Fusca e na Variant .

Estima-se que cerca de 4,3 mil unidades do MP Lafer foram produzidas entre 1974 e 1990. Desde seu último ano de produção, a empresa passou a focar na produção de móveis para residências e escritórios, atividade em que segue atuando até os dias de hoje. 

3 – Fera XK

Fera XK era o Jaguar XK 120 que o brasileiro podia comprar; tinha motor de Chevrolet Silverado
Garagem do Bellote

Fera XK era o Jaguar XK 120 que o brasileiro podia comprar; tinha motor de Chevrolet Silverado

Quem procura um carro super-exclusivo pode se dar bem com o Fera XK , réplica fiel do Jaguar XK 120 . Ele era produzido com motor seis cilindros da Chevrolet Silverado (desenvolvendo 138 cv de potência), suspensão de Opala e câmbio de cinco marchas do Omega.

O modelo é extremamente raro no mercado de carros clássicos, onde uma unidade em bom estado pode passar de R$ 130 mil.

4 – Phoenix

A restauradora Phoenix chegou a produzir réplicas do Mercedes 280 SL Pagoda em meados de 1970. Ele tinha motor de seis cilindros do Opala, câmbio manual de quatro marchas e espaço para dois ocupantes.

Atualmente, o Phoenix Studio foca apenas na restauração de modelos clássicos, como os poucos Cadillac antigos que rodam no Brasil. 

5 – L’AutoCraft

L'Autocraft era réplica do Alfa Romeo P3 da década de 1930
Divulgação

L’Autocraft era réplica do Alfa Romeo P3 da década de 1930

Outro modelo que chamou atenção no Brasil dos anos 80 foi o L’autocraft , produzido na Barra do Piraí (RJ). Além de réplicas de Alfa Romeo , Dimo, Ford 1929 e Bugatti, a marca se destacou no segmento dos buggys.

Assim como várias outras pequenas produtoras de modelos fora de série, a L’AutoCraft não resistiu à abertura das importações em 1990. Encerrou suas atividades em 1997.

Fonte: IG CARROS

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Kia confirma chegada do Stonic híbrido em meados de novembro

Publicado


source
Kia Stonic já com o novo logo da marca coreana e disposição para enfrentar o Fiat Pulse entre os principais rivais
Divulgação

Kia Stonic já com o novo logo da marca coreana e disposição para enfrentar o Fiat Pulse entre os principais rivais

A Kia confirma a chegada do SUV compacto Stonic ao Brasil na primeira quinzena de novembro, já com preço definido – R$ 149.990,00. Feito sobre a mesma base do compacto Rio, terá entre os rivais o novo Fiat Pulse , que acaba de chegar ao mercado.

O principal atributo da versão do Kia Stonic destinada ao mercado brasileiro é o seu motor Kappa de 3 cilindros, turbo GDI (injeção direta), de 1 litro, movido a gasolina, com sistema híbrido MHEV 48V (Mild Hybrid Electric Vehicle), capaz de gerar 120 cavalos de potência e 20,5 kgfm de torque.

O novo Kia Stonic é fabricado no México, mais exatamente no estado de Nuevo Léon, fruto de um investimento de US$ 3 bilhões. O SUV chegou a ser mostrado no Salão do Automóvel de 2018, no São Paulo Expo, mas apenas agora é que a marca coreana resolve confirmar que o carro vai mesmo ser vendido no Brasil.

No sistema híbrido leve , não há tração do motor elétrico, que apenas ajuda o motor a combustão e contribui no momento da partida e em acelerações e recupera energia de forma passiva. Portanto, não precisa ser plug-in .

Leia Também

Em relação à versão mostrada em São Paulo, há quase três anos, o Stonic da linha 2021 recebeu apenas retoques no visual que incluem faróis redesenhados com filetes de LED como luzes diurnas. O para-choque dianteiro também ganhou novos detalhes que deixaram o carro com aspecto um pouco mais esportivo, assim como a grade frontal.


Por dentro, o Stonic 2021 lembra bastante o compacto Rio em vários aspectos, entre os quais o volante multifuncional de três raios e a central multimídia “flutuante”, com tela de 8 polegadas, meio do painel. O acabamento do novo Stonic é simples, mas há espaço suficiente para cinco ocupantes vijarem sem aperto. No porta-malas , vão apenas razoáveis 352 litros.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Mercedes lança caminhão que leva 58 toneladas e custa mais de R$ 1 milhão

Publicado


source


Mercedes-Benz Arocs 8x4 vem com motor de 13 litros de cilindrada  que rende 510 cv e brutais 244,7 kgfm de torque
Divulgação

Mercedes-Benz Arocs 8×4 vem com motor de 13 litros de cilindrada que rende 510 cv e brutais 244,7 kgfm de torque

A Mercedes-Benz apresentou o caminhão Arocs na versão Basculante 8×4 , modelo que tem como público alvo as mineradoras e construtoras.

Segundo a marca alemã, esta opção única disponibilizada para o Brasil – na Alemanha desde cavalo mecânico 4×2 até chassi rígido 8×8 – tem capacidade de transporte para até 58 toneladas de PBT – peso bruto total e 150 toneladas de CMT – capacidade máxima de tração. Além disso, permite transportar de 20 a 24 metros cúbicos de capacidade volumétrica de carga.

Quanto à motorização, o Arocs 8×4 está equipado com um propulsor MB OM 460 LA de 13 litros, que rende 510 cv de potência a 1.800 rpm e um torque de 244,73 kgfm de torque logo nas 1.100 rpm. Associado ao motor, está uma transmissão automatizada Mercedes PowerShift G340 de 12 marchas .  

A suspensão dianteira do Arocs é formada por molas parabólicas de 4 lâminas assimétricas, com capacidade de carga de 9 toneladas para cada um dos dois eixos dianteiros direcionais. Isso assegura maior capacidade de carga e melhor distribuição de carga no veículo, além de maior conforto de suspensão e estabilidade de direção.

As molas foram projetadas e testadas especificamente para condições extremas off-road , com barras estabilizadoras no primeiro e no segundo eixos. Buchas de metal-borracha livres de manutenção foram introduzidas nas molas, amortecedores e estabilizadores.

Curioso é que o tanque de diesel tem nada menos que 400 litros de capacidade. Além disso, por dentro o Mercedes Arocs 8×4 conta com rádio MP3 com Bluetooth e conector USB, tomada de ar comprimido para limpeza interna, tapetes de borracha, redes para objetos na traseira, preparação para câmera de ré e para rádio PX.  O modelo está disponível por R$ 1.100.000.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana