conecte-se conosco


Várzea Grande

Várzea Grande realiza mutirão da campanha de multivacinação para menores de 15 anos

Publicado


Várzea Grande realiza no próximo sábado, dia 16, o dia ‘D’ da Campanha Nacional de Multivacinação, com objetivo de colocar em dia a caderneta de crianças e adolescentes menores de 15 anos. Para atender ao público alvo, 22 unidades de saúde estarão funcionando das 7h30 às 17h, sem interrupção para o almoço.

Para o Dia ‘D’ os pais ou responsáveis devem levar o cartão ou a caderneta de vacinação, para que os profissionais de saúde possam avaliar se há alguma vacina que ainda não foi administrada, ou se há doses de reforço para completar o esquema vacinal preconizado no calendário nacional.

Desde o dia 1º, o Município segue o cronograma do Programa Nacional de Imunizações (PNI). Até o dia 19 o foco é o de atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes, de acordo com as indicações do Calendário Nacional de Vacinação, mediante a avaliação do cartão ou caderneta de vacinação, como pontua o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros. “Para cumprir metas preconizadas pelo Ministério da Saúde vamos fazer esse mutirão focado no público jovem, de até 15 anos para melhorar as coberturas vacinais no Município”, explicou o secretário.

O prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, frisa que é importante à adesão dos pais nesta outra etapa de imunização na cidade. “Existe uma gama de doenças que podem ser combatidas com as vacinas, prevenindo doenças e principalmente, mantendo algumas dessas doenças erradicadas. Nossas equipes da Saúde Municipal estarão reforçadas e de prontidão durante todo o sábado. É fundamental a participação da sociedade”.

“Constata-se que a imunização tem dado resultados positivos no Brasil e no mundo. No Brasil, já ocorreu a erradicação da poliomielite e da varíola graças à utilização de vacinas. Além disso, segundo a Fundação Oswaldo Cruz, ocorreu a eliminação da circulação do vírus autóctone do sarampo em 2000 e da rubéola, desde 2009. Outras doenças também tiveram sua ocorrência reduzida, como é o caso do tétano neonatal e da meningite. Contudo, o ressurgimento do sarampo em outros estados do nosso país evidencia a diferença dos resultados dessas coberturas nos diversos municípios, ou seja, uma baixa cobertura vacinal contribui para o ressurgimento de doenças e requer a adoção de estratégias adicionais para o resgate e vacinação dos indivíduos não vacinados”, alerta a Superintendente de Vigilância em Saúde, Relva Cristina de Moura.

Como pontua Relva, a vacina é considerada medida protetiva com o melhor custo-benefício em saúde pública, pois reduz os números de casos de doenças infecciosas em toda a comunidade. “Uma vez que taxa de transmissão é diminuída, reduz o número de hospitalizações, de gastos com medicamentos, mortalidade e reforçamos a erradicação de doenças”.

SEM MITOS – Relva Cristina destaca a segurança das vacinas ofertadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), por meio de comprovação científica, além de haver uma gama delas disponibilizadas de forma 100% gratuitas à população. “Para que uma vacina seja aplicada em um indivíduo ela passam por rigorosos testes, incluindo estudos clínicos e somente após atenderem rigorosos padrões de qualidade e segurança são disponibilizadas às pessoas. Portanto, as vacinas salvam vidas! As vacinas são responsáveis por salvar a vida de milhões de pessoas todos os anos contra diversas doenças. Quando somos vacinados, protegemos a nós mesmos e toda a comunidade”, disse ela.

Ainda sobre a biossegurança dos imunizantes, a superintendente explica que sela ele produzido no Brasil ou em outros países, passa por um processo sistematizado de compra, avaliação, liberação e distribuição. “No Brasil, o Ministério da Saúde é o órgão responsável pela compra e distribuição de todas as unidades que serão utilizadas no SUS, ou seja, as vacinas são muito seguras”.

LOCAIS QUE INTEGRAM O DIA ‘D’ EM VÁRZEA GRANDE – Centro de Saúde do Água Limpa, Centro de Saúde Cohab Cristo Rei,Clínica de Atenção Primária Cristo Rei, Centro de Saúde Jardim Imperial, Centro de Saúde Nossa Senhora da Guia, Clínica de Atenção Primária 24 de Dezembro, Clínica de Atenção Primária Jardim Glória, Clínica de Atenção Primária Marajoara, Clínica de Atenção Primária Parque do Lago, Estratégia Saúde da Família Água Vermelha, Estratégia Saúde da Família Aurília Curvo, Estratégia Saúde da Família Capão Grande, Estratégia Saúde da Família Manaíra, Estratégia Saúde da Família Manga, Estratégia Saúde da Família São Mateus, Estratégia Saúde da Família Unipark, Estratégia Saúde da Família Vila Arthur, Unidade Básica de Saúde do Construmat, Unidade Básica de Saúde Jardim Eldorado, Unidade Básica de Saúde Ouro Verde e Unidade Básica de Saúde Santa Isabel.

ATENÇÃO – Como destaca o secretário Gonçalo de Barros, neste dia 16, as equipes vão se concentrar nas Unidades Básicas de Saúde, para esta ação nacional, e em decorrência deste ato, será aberto somente um ponto fixo para vacinação – neste dia – contra a Covid-19, que será nas Clínicas Médicas do Univag, no bairro Cristo Rei.

Barros faz outro alerta: “O Ministério da Saúde definiu que não há necessidade de manter um intervalo entre a aplicação da vacina contra a Covid-19 e as demais vacinas para este público da Multivacinação, no caso os adolescentes de 12 anos a 14 anos 11 meses e 29 dias. Então, quem se imunizou contra o coronavírus pode buscar o Posto de Saúde mais próximo, para receber alguma outra vacina do calendário regular que esteja em atraso.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Várzea Grande

Bazar do Bem desperta solidariedade na ajuda ao Lar dos Idosos “São Vicente de Paulo”

Publicado


Centenas de pessoas foram conferir – neste primeiro dia de ação – o Bazar do Bem idealizado pela primeira-dama de Várzea Grande, Promotora de Justiça Kika Dorilêo Baracat, por meio do Gabinete de Apoio às Ações Transformadoras – GAAT, cuja renda será revertida para o Lar “São Vicente de Paulo” que abriga 66 idosos. Esta ação foi abraçada por empresários, políticos, classe empresarial e sociedade em geral, que fizeram suas doações, contribuindo para essa corrente do bem.

A causa humanitária superou as expectativas da primeira-dama, que viu a participação da sociedade em atender ao chamado em prol da instituição mantida pelos Vicentinos, movimento católico de leigos que se dedica, sob o influxo da justiça e da caridade.

A primeira-dama, Kika Dorilêo disse que esse evento foi uma grata surpresa porque a sociedade varzeagrandense aderiu a esse projeto e abraçou essa causa. “Quando divulgamos a primeira etapa do bazar que era para a doação e arrecadação dos itens, na primeira semana recebemos mais de mil peças, e isso me mostrou que a população tem um coração generoso, e que quando é para apoiar uma instituição que tem credibilidade, e que há anos funciona e muito bem, a sociedade responde prontamente. Fechamos ontem com mais de 6 mil peças e só temos que agradecer”.

O prefeito Kalil Baracat elogiou o envolvimento da primeira-dama nesta primeira ação realizada pelo Gabinete de Apoio às Ações Transformadoras. “Um evento desse reveste de uma grande importância na cidade de Várzea Grande, aonde a gente aproxima da sociedade e o benefício disso é voltado ao social, a exemplo do lar dos vicentinos, que presta um serviço relevante no cuidado dos idosos. A Kika além de ser uma excelente servidora pública, tem esse olhar carinhoso e todo especial as causas sociais, até pela profissão que exerce, que sempre foi trabalhar pelo coletivo. Por tudo isso, esse evento é um sucesso”.

O diretor do Lar dos Idosos, João Cacin disse que vê com louvou a iniciativa da primeira-dama em escolher a instituição para receber essa doação através desse bazar. “Que eventos como esse possa sempre acontecer em prol dos idosos, para que possamos dar continuidade ao nosso trabalho e o melhor para aqueles que lá residem”.

Elizangela Ribeiro, esposa do presidente da Câmara Municipal, Fábio Tardin, prestigiou o evento e disse que o local surpreendeu pela qualidade das roupas e da quantidade de produtos e a preços acessíveis. “A primeira-dama está de parabéns pela iniciativa e esse olhar especial ao lar dos idosos”.

A vereadora Gisele Barros também foi conferir as peças expostas no bazar e disse que gostou muito do que encontrou no local. “Um evento esperado por todos e com recorde de público. Viemos participar, trazer o nosso apoio e contribuir com essa causa social. A primeira-dama esta de parabéns pela realização desse evento” completou.

CONCEITO: O produtor de moda, Edson Guilherme disse que o bazar no mundo é um conceito de moda super moderno, são peças conceituais e de grifes. “Hoje em dia as pessoas do mundo inteiro estão fazendo uma segunda proposta de moda, porque se você tiver muito dinheiro você compras marcas bacana e que você pode encontrar num bazar, além de um mix de produtos aonde o cliente vai adquirir, pagando preço justo. A moda hoje é você ter muito mais criatividade do que muitas peças no seu guarda roupa”, avaliou.

Quanto à iniciativa da primeira-dama, Edson Guilherme disse que ela vai finalizar o ano de 2021 em grande estilo. “Tudo que faz bem para nós faz bem para as pessoas. A Kika Dorilêo acertou em cheio com essa iniciativa. O final do ano é sempre uma época em que em todo mundo esta comprando, e se for por uma causa social, melhor ainda. Eu acredito que esse bazar vai ser uma agenda anual da primeira-dama, e antes mesmo da abertura do evento já estava sendo um sucesso”.

Durante o evento foi realizado um desfile de modas com as peças disponíveis no bazar.  As modelos apresentaram várias propostas que chamaram a atenção do público presente.                                                                                                                                                                                       

Continue lendo

Várzea Grande

Iniciativa ganha importância em VG e se torna opção de geração de renda e fomento ao empreendedorismo

Publicado


Mais do que fortalecer a agricultura familiar de Várzea Grande, a feira promovida pela prefeitura municipal, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, está criando um mercado cativo de consumo e estimulando o empreendedorismo entre pequenos produtores rurais e microempreendores. A ‘Feirinha’ como é conhecida, está sendo realizada todas as quartas-feiras, das 8h às 17h, no Paço Municipal. No mix de produtos estão frutas, verduras e hortifrutis produzidos e colhidos pelos próprios produtores, que ofertam produtos frescos e sem intermediários.

Além do colorido típico da feira promovido pelas frutas e verduras, o espaço abre oportunidade para a comercialização de produtos artesanais, em parceria com a Casa de Artes, e ainda para produção caseira de bolos, pães, biscoitos, doces e chocolates. A feirinha está promovendo o empreendedorismo e estimulando os participantes a ampliar sua gama de produtos por meio de novos conhecimentos e investimentos.

Como destaca a primeira-dama de Várzea Grande, a Promotora de Justiça, Kika Dorileo Baracat, nesse momento em que os alimentos ficam mais caros a cada ida ao supermercado, a feira surge como uma importante aliada do orçamento doméstico ao trazer para perto do consumidor opções com qualidade e preços mais acessíveis, direto de quem produz. “Para além desse ganho, há outro impacto positivo nessa concepção de negócios. Vemos muitas mulheres comercializando seus produtos artesanais, mostrando a força do empreendedorismo feminino e como ele pode melhorar a vida das famílias”.

Estudo do Sebrae/MT aponta que 30% dos pequemos negócios criados no Estado são abertos por mulheres.

A concepção da primeira-dama se confirma na história de Neide Nantes, do bairro Centro-Sul, que deixou a corretagem e a representação comercial para se dedicar somente à produção de biscoitos e doces artesanais. “Nesse pouco tempo que passei a integrar a feira, aumentei a clientela, estou com bastante encomenda e a minha projeção financeira de vendas aqui foi superada”. Além de despertar o empreendedorismo, Neide diz com orgulho que foi em busca de conhecimento e criou uma exclusividade: o casadinho de banana.

A ‘Feirinha’ será realizada até a última quarta-feira antes do Natal, ou seja, até o dia 22 de dezembro, quando dá uma pausa em razão das festividades de final de ano e retoma na segunda quarta-feira de janeiro de 2022.

QUALIDADE – Como explica o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, Célio Santos, todos os produtos comercializados na Feira da Agricultura Familiar de Várzea Grande são cultivados com uso mínimo de defensivos agrícolas e oriundos diretamente das comunidades rurais de Várzea Grande que integram a cooperativa de comercialização, a Coopeveg.

“No local temos à disposição frutas, legumes, raízes e folheosas orgânicas, 100% naturais colhidas e transportadas de maneira adequada por nossa equipe técnica. A ação tem a meta de estimular o protagonismo desses produtores em seus negócios, oferecendo à população segurança alimentar e nutricional”.

A promoção da ‘Feirinha’ é apenas uma ação, entre várias realizadas pela Pasta para o fortalecimento de políticas públicas voltadas à comercialização, fomento e incentivo à agricultura familiar e à economia solidária dos pequenos produtores domiciliados nas áreas rurais de Várzea Grande e Baixada Cuiabana.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana