conecte-se conosco


Várzea Grande

Várzea Grande investe na atenção aos alunos com deficiência

Publicado

A Rede Pública municipal de Várzea Grande tem assegurado a participação democrática de crianças portadoras de deficiência, o direito à Educação em escola regular, em convívio com os demais alunos, em um processo inclusivo.  

Nesta semana, a equipe técnica da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, realizou no Centro Municipal de Atendimento Especializado e Apoio à Inclusão ‘João Ribeiro Filho’, a acolhida aos alunos que estarão durante todo o ano, participando de atividades e acompanhamento multidisciplinar, aplicados por profissionais de diversas áreas, e que trabalham diretamente o processo cognitivo da criança.

“A equipe multifuncional já começa a trabalhar com cada aluno a sua dificuldade psicomotora, para o desenvolvimento e estímulo de suas habilidades. O trabalho é tanto realizado individualmente como em grupos, levando em consideração a patologia e as dificuldades enfrentadas por cada aluno”, explicou a gerente administrativa do Centro, Sirlene Aparecida de Freitas.

O Centro Municipal de Atendimento Especializado e Apoio à Inclusão ‘João Ribeiro Filho’ atende 410 alunos, com atividades para crianças que apresentam autismo, síndrome de Down, deficiência física, visual, auditiva, deficiência intelectual e outros transtornos de hiperatividade (TDH), transtorno de leitura e escrita (Dislexia) e transtorno de aprendizagem, e que recebem atendimentos especializados nas áreas de psicologia, fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, serviço social, psicoterapia.

Neste ano de 2019, o Centro estará reforçando o atendimento, com a inclusão da Associação dos Amigos dos Autistas de Cuiabá e Associação de Mães de Jovens com Dislexia, que estarão contribuindo com o município na capacitação e formação de profissionais para que possam organizar palestras e discutir o tema. “Essa parceria vai fortalecer ainda mais as atividades desenvolvidas neste local. O Centro Municipal João Ribeiro Filho é o único no Estado de Mato Grosso que possui trabalho especializado e apoio a inclusão”, informou a gerente, Sirlene Freitas.

Já a coordenadora pedagógica, Zélia Alves Vidal, explicou que os alunos matriculados na Rede Pública de Várzea Grande passam no início do ano letivo, por um diagnóstico em sala de aula. Os que apresentam algum tipo de dificuldade de aprendizagem ou algum distúrbio relacionado à aprendizagem são encaminhados ao Centro que, após uma entrevista com pais ou responsáveis, é possível o diagnóstico e posterior triagem avaliativa com equipes de profissionais, na elaboração de um Plano de Atendimento Educacional/Terapêutico.

O secretário de Educação, Silvio Fidelis, disse que o Centro tem se dedicado ao trabalho de interatividade do aluno, disponibilizando a cada estudante, acompanhamento com profissionais de áreas especializadas. “As crianças e jovens participam normalmente de suas atividades escolar em um período, e no outro, frequentam o Centro, onde são avaliados de forma individual e também em grupo, dependendo do grau de dificuldade de cada um. As salas multifuncionais foram desenvolvidas para complementar e suplementar a aprendizagem dos estudantes. Todos os profissionais que atuam no local são capacitados e possuem formação continuada para atender os alunos especiais nas escolas”.  

O secretário de Educação disse ainda que o município de Várzea Grande vem investindo em políticas públicas no que tange a inclusão de alunos que apresentam necessidades especiais e, que tem assegurado o que estabelece a Constituição no Plano Nacional de Educação (PNE), que é a obrigatoriedade de pessoas com a deficiência e com qualquer necessidade especial, frequentar ambientes educacionais inclusivos.

Para Silvio Fidelis é fundamental que as escolas trabalhem a questão do convívio entre todos os alunos, sem distinção de etnia, classe social, crença religiosa, condição física e orientação sexual. “O nosso objetivo é trabalhar e evoluir cada vez mais a construção de uma visão inclusiva, garantindo a todos o direito a Educação de nível”.

Por: Kátia Passos – Secom/VG

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Várzea Grande

Jucemat faz adequações na REDESIM, e sistema fica fora do ar até o dia 30

Publicado


.

25/09/2020    0

A Gestão Fazendária da Prefeitura de Várzea Grande informa aos contribuintes municipais, que todos os serviços on-line da REDESIM, ao qual o município é integrado, estarão fora do ar, portanto inoperantes a partir de 18 horas desta sexta-feira, 25 de setembro até as 8 horas da próxima quarta-feira, dia 30 setembro, horário local. 

A REDESIM é administrada pela Junta Comercial do Estado de Mato Grosso (JUCEMAT), que  informou a paralisação temporária aos municípios em razão da migração de dados dos sistemas informatizados da JUCEMAT entre locais de hospedagem. 

“É importante informar o contribuinte várzea-grandense da interrupção temporária desses serviços via REDESIM, por  estarmos integrados. É nele que se realiza atualmente todo o processo de registro e legalização de pessoas jurídicas como forma de abreviar e simplificar os procedimentos e diminuir o tempo e custo para a legalização de novas empresas. Pedimos a compreensão, pois dependemos do funcionamento dos sistemas da JUCEMAT para comunicação de dados”, explicou o subsecretário de Gestão fazendária, João Paulo Araújo. 

Segundo comunicado oficial no site da JUCEMAT neste período – 25 a 30 de setembro, estão sendo implementados os serviços para garantir a linearidade e a unicidade dos processos, sob a perspectiva do usuário, integrando todos os atores que dele participam: Órgãos de Registro (Juntas Comerciais, Cartórios de Registro Civil de Pessoas Jurídicas ou OAB), Administrações Tributárias no âmbito federal, estadual e municipal e órgãos licenciadores, em especial o Corpo de Bombeiros, a Vigilância Sanitária e o Meio Ambiente.

Entre os serviços on-line temporariamente fora do ar  estão o registro, inscrição, alteração, baixa e licenciamento das pessoas jurídicas, bem como não haverá análise e protocolização de processos, ou atendimentos através do chat da JUCEMAT. 

 

Por: Rafaela Maximiano – Secom/VG

Continue lendo

Várzea Grande

Escolas da Rede Municipal recebem o projeto ‘Sacola Literária’

Publicado


.

24/09/2020    13

As escolas municipais de Educação Básica, Gonçalo Domingos de Campos e Professora Lúcia Leite Rodrigues serão beneficiadas com 200 livros novos cada uma por meio do projeto Sacola Literária neste mês de setembro. A iniciativa é uma parceria entre a Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande, VR Projetos Culturais e Sociais com o patrocínio da CNH Industrial.

De acordo com o secretário Silvio Fidelis, o projeto que tem o apoio da  Secretaria Especial da Cultura do Governo Federal, visa incentivar a leitura e enriquecer as bibliotecas com conteúdo qualificado para as escolas. O projeto Sacola Literária foi criado para incentivar a leitura e promover esse hábito tão importante dentro das escolas. Cada acervo do projeto Sacola Literária é composto por 200 livros com obras para crianças, jovens e adultos, e títulos inclusivos como os sensoriais, em braile e de introdução à literatura para alunos alfabetizados tardiamente (EJA).

Também faz parte do acervo um grande tapete emborrachado para atividades de leitura ao ar livre e ecobags (sacolas) personalizadas para que os alunos possam levar livros para casa e incentivar a leitura familiar. Além da entrega dos livros, o projeto Sacola Literária também oferece atividades para professores e alunos. Esse ano, visando contornar o cenário de pandemia, as atividades foram adaptadas para serem realizadas de forma on-line.

Através da Secretaria de Educação será disponibilizada para todos os professores e colaboradores das escolas uma divertida oficina com a professora, autora e contadora de histórias Marô Barbieri, especialista na promoção da leitura de forma ludica cujos títulos estão no acervo do projeto. Durante a oficina, ela discorre sobre a importância da literatura e dá diversas dicas de como incentivar a leitura nas atividades com alunos de forma presencial ou on-line.

Diretores e professores das escolas beneficiadas vão receber uma ‘contação’ de história personalizada de um dos livros do acervo para disponibilizar a seus alunos e demais professores. A empresa patrocinadora informa que neste ano, 8 mil livros serão distribuídos através do projeto para escolas públicas de 17 cidades de norte a sul do país.

Para o secretário, o projeto ‘Sacola Literária’ é uma grande oportunidade oferecida à rede municipal para incentivar a formação de leitores e estimular o hábito da leitura entre as crianças, jovens e adultos, que cada vez mais estão sendo conquistados pelos novos estímulos virtuais. “É preciso e fundamental dar acesso à literatura, disponibilizando livros atuais e de qualidade nas bibliotecas de nossas escolas” declarou.

Responsável pelo projeto ‘Sacola Literária’ a VR Projetos Culturais e Sociais Transformadores é uma empresa que desenvolve projetos culturais voltados à transformação social e facilita o uso das leis de incentivo por empresas, e, ao mesmo tempo, explica como elas podem ser usadas como ferramentas de transformação social.

Por: Fred Nogueira – Secom/VG

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana