conecte-se conosco


Várzea Grande

Várzea Grande e Univag se unem para atender especialidades médicas

Publicado


.

21/05/2020    20

Visando retomar os atendimentos e tratamento de outras enfermidades que afligem a população e que estavam suspensas por causa da centralização
ao combate a pandemia do Covid- 19, levaram a Prefeitura de Várzea Grande e o Centro Universitário – UNIVAG a reforçarem a parceria já existente e
abrirem para atendimentos a população que for regulada após passarem nas unidades de saúde municipal.

Os casos das áreas de Cardiologia, Ginecologia inclusive de risco,Infectologia, Pediatria, Ortopedia, Neurologia, Endocrinologia,Pneumologia, Reumatologia, Fisiatra, Psiquiatria, Fisioterapia,
Fonoaudiologia, Psicologia e Odontologia serão encaminhados após estarem no SISREG – Sistema de Regulação, que é feito nas unidades de saúde municipais, passarão por uma triagem para que haja ordenamento nas consultas evitando aglomerações e contatos desnecessários para então serem atendidos a partir da semana que vem.

A prefeita Lucimar Sacre de Campos sinalizou que o UNIVAG sempre foi parceiro da Administração Municipal e promove muitos atendimentos em várias áreas como saúde, educação, social, justiça entre outras promovendo uma política social e participando ativamente do dia a dia da segunda maior cidade de Mato Grosso.

Ela lembrou da atuação de estudantes de Arquitetura que reformam espaços públicos em Centros Municipais de Educação Infantil (Creches) e nas Escolas Municipais de Educação Básica – EMEBs para atender alunos da Rede Públicas Municipais.

“Vamos utilizar a Clínica Ampliada deles para promover os atendimentos que estavam suspensos por causa do Covid- 19 e retomar os atendimentos para aqueles que necessitam e acabam prejudicados pela pandemia”, disse a prefeita de Várzea Grande, frisando que a intenção da administração é promover o retorno a normalidade, mas necessita, para isto, que as
pessoas se conscientizem e cumpram com seu papel de isolamento social quando possível ou de distanciamento e regras de segurança quando necessitam trabalhar e se relacionar com outras pessoas.

Os secretários municipais de Saúde, Diógenes Marcondes e de Governo,Kalil Baracat, visitaram as instalações da Clínica Ampliada do Centro Universitário de Várzea Grande – UNIVAG e acompanhados do vice-reitor,Flávio Henrique dos Santos Fogel, conheceram as instalações ponderando que os atendimentos serão feitos pelos professores que são médicos
doutores e por acadêmicos dos cursos de medicina e odontologia que se encontram em residência médica, ou seja, já realizando atendimentos dos
casos e especialidades para as quais estudaram.

“Por causa do risco alto de contaminação do Covid- 19, a Organização Mundial de Saúde e o Ministério da Saúde, recomendaram que todos os procedimentos, atendimentos e até mesmos cirurgias eletivas (aquelas que não são de urgência e emergência), fossem suspensas até o controle da doença, o que pode se estender além dos prazos iniciais, então como já
realizamos atendimento na Clinica Ampliada do Curso de Medicina do UNIVAG, vamos retomar estas atividades com mais força nos atendimentos de casos que não do Covid- 19 e com mais rigor e controle”, disse o secretário de Saúde de Várzea Grande, Diógenes Marcondes.

O secretário de Governo de Várzea Grande, assinalou que as parcerias de sucesso que a administração da prefeita Lucimar Sacre de Campos constrói são voltadas para um único objetivo, atender a população e trabalhar na construção de uma Várzea Grande melhor para todos.

“Isto se chama cidadania, ou seja, utilização de um aparato privado de ensino que sempre obtém as melhores notas de avaliação do Ministério da Educação para as áreas médicas e odontológicas, se une a Prefeitura Municipal para construir soluções para atender a população, aqueles que necessitam do Sistema Único de Saúde – SUS, de forma gratuita e
eficiente para cuidar da saúde dos demais. Essa ação demonstra o compromisso da prefeita Lucimar Sacre de Campos e da UNIVAG por uma Saúde Pública de melhor qualidade, mais humana e mais presente. São com medidas desta natureza que iremos mudar este quadro que aí está e debelar esta pandemia”, disse Kalil Baracat.

O vice-reitor do Centro Universitário de Várzea Grande, Flávio Henrique dos Santos Fogel, sinalizou que o interesse da instituição vai mais além do que formar profissionais em diversas áreas superiores, como também contribuir de forma decisiva para a consolidação de Várzea Grande como uma metrópole, com serviços de qualidade e eficientes.

“Se todos ajudarem enquanto participantes da mesma sociedade, com certeza venceremos mais este obstáculo e com a participação de todos”,
assinalou o vice-reitor.

Antes de concluírem a visita os secretários municipais e o vice-reitor do UNIVAG, reafirmaram a necessidade das pessoas se conscientizarem e utilizarem os meios de segurança, não apenas de suas vidas, mas da vida daqueles que convivem com eles. “Usem máscaras cotidianamente, luvas quando necessitarem, água e sabão e mais álcool gel, além do distanciamento de 1,5 metros de quem necessita se relacionar com demais pessoas ou fiquem em casa em Home Office para os que podem”, disseram.

 

Por:

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Várzea Grande

Lucimar e Kalil sinalizam por IML e Politec para atender vítimas de violência doméstica

Publicado


30/11/2020    0

Várzea Grande deve em breve ganhar uma unidade do Instituto Médico Legal – IML e da Polícia Técnica – Politec, uma das mais antigas reivindicações que começam a ser solucionada através de pleitos formalizados pela prefeita Lucimar Sacre de Campos e pelo prefeito eleito, Kalil Baracat, que anunciou a novidade em uma reunião da Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar de Várzea Grande e de Nossa Senhora do Livramento.

“O governador Mauro Mendes nos confirmou que trabalha para o quanto antes atender essa reivindicação de Várzea Grande”, relatou o prefeito eleito para a prefeita Lucimar Sacre de Campos e para os presentes ao evento.

A data de 25 de novembro é especial para o movimento feminista em todo o mundo. Neste dia celebra-se o Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher. E para a proposição de políticas públicas de enfrentamento às desigualdades de gênero, tendo em vista que só haverá uma sociedade emancipada quando se romperem as estruturas do capitalismo patriarcal, que tão bem se articulam com a dominação étnico-racial e de gênero da sociedade atual.

Nesta perspectiva, a Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar de Várzea Grande e de Nossa Senhora do Livramento se reuniu com a prefeita Lucimar Sacre de Campos, o prefeito eleito, Kalil Baracat, e, a futura primeira-dama, a promotora de Justiça, Januária Dorilêo.

A finalidade da reunião do grupo gestor da Rede foi de alinhamento técnico-político para enfrentamento e prevenção contra violência doméstica e familiar, além de fomentar ações, programas e políticas públicas para prevenir, atender, acompanhar e supervisionar os casos encaminhados pelo sistema judiciário.

Conforme e defensora pública, Tânia Matos, a reunião teve o objetivo de entrega do relatório de monitoramento e avaliação da articulação destacando os serviços que estão em andamento nos dois municípios. “Além disso, o grupo gestor pede apoio da atual e do futuro prefeito de Várzea Grande para fortalecer o Núcleo de Atendimento às Vítimas de Violência Sexual e reforçar o compromisso firmado pelas autoridades que assinaram o Termo de Cooperação Técnica. A data escolhida para reunião não foi por acaso, pois, 25 de Novembro é o dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher e ação faz parte da programação dos 21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher”, disse a Tânia.

A mulher em Várzea Grande, em situação de violência tem sido atendida de forma mais humanizada pelas instituições que fazem parte da Rede, e os acusados têm frequentado o Grupo Reflexivo para Homens. Houve também implantação da Patrulha Maria da Penha, capacitações continuadas e pesquisas em parceria com a universidade integrante da articulação.

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos disse que a gestão lutou pela materialização das conquistas produzidas em relação às políticas para as mulheres da Rede de Enfrentamento. “Precisamos continuar a nos articular com o movimento feminista e com todos os sujeitos políticos que lutam pela ampliação e consolidação dos direitos humanos das mulheres. Precisamos desconstruir preconceitos e as assimetrias de gênero, que geram as desigualdades e violências contra as mulheres. E com a parceria dos equipamentos públicos resulta positivamente no movimento feminista – como as creches, as delegacias da mulher, os centros de referência e as casas abrigos, dentre outros, foram ampliados no município e garantidas condições éticas e técnicas de trabalho para profissionais que atuam nesta realidade e para as mulheres que sofreram violência doméstica ou familiar”, enumera a prefeita.

A presidente da OAB/VG, Flávia Moretti disse que o grupo gestor da Rede procura dar ainda mais força e luz a uma série de políticas públicas voltadas para as mulheres que a Prefeitura de Várzea Grande vem realizando, com o objetivo principal de intensificar todo o trabalho de combate à violência contra a mulher. “Essa tem que ser uma ação de todos nós que estamos na política pública e Várzea Grande manteve o compromisso fortalecendo a Rede. Agradecemos essa gestão que investiu bastante no combate à violência e na inserção da mulher na vida social”, afirma a presidente da OAB/VG.

O prefeito eleito, Kalil Baracat, assegurou que continuará dando respaldo a Rede, no combate a violência em todas as esferas, seja doméstica, sexual, etc. Para o futuro gestor da cidade, é uma realização profissional, ao poder constatar, nas mulheres que aderem ao acompanhamento interdisciplinar, a superação das violências sofridas, reinventando sua condição e problematizando as desigualdades de gênero, constituindo-se como um sujeito autônomo e autodeterminado, que não admite mais a violência na vida particular e coletiva.

“Afinal, o que as mulheres desejam e lutam é, como também por um mundo onde sejam socialmente iguais, humanamente diferentes e totalmente livres. E estaremos nesta linha de frente para assegurar essas garantias as mulheres de Várzea Grande. Já estamos buscando a implantação do Instituto Médico Legal (IML), para a cidade, assim facilita a realização com celeridade de exames das vítimas violentadas para comprovação do agressor. Assim como a prefeita Lucimar, manteremos os cuidados com as causas sociais, parcerias e sensibilidade em uma gestão participativa com todos segmentos da sociedade. Continuaremos os trabalhos e avançaremos muito mais”, assegura Kalil Baracat.

O futuro prefeito de Várzea Grande, assegurou que vai tentar implementar em Várzea Grande a mesma lei que aguarda votação final do Congresso Nacional, de autoria do senador Jayme Campos que cria o FNAMA – Fundo Nacional de Amparo as Mulheres Agredidas que assegura um salário mínimo para as mulheres vítimas de agressão possam se sustentar e sustentar suas famílias enquanto se profissionalizam e possam ficar distante dos agressores.

“A violência contra as mulheres atinge todas as classes, gerações, raças e etnias. As marcas nem sempre são visíveis e, por vezes, são naturalizadas. Em caso de qualquer tipo de violência, as mulheres não devem ficar em silêncio e devem procurar apoio. O ato de denunciar também significa romper o ciclo de violência a que muitas estão inseridas, impedindo que a situação chegue ao extremo, com o feminicídio. Mas, compreendemos a complexidade deste processo. Nesse sentido, queremos sensibilizar e contribuir para que a sociedade reconheça a violência contra as mulheres como uma violação aos direitos humanos e que todos e todas devem atuar na Rede de proteção”, ressalta a prefeita Lucimar.

Mundialmente, o movimento se inicia no dia 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e se estende até o dia 10 de dezembro, quando é celebrado o Dia Internacional dos Direitos Humanos. A mobilização anual reúne diversos setores públicos e organizações no enfrentamento da violência.

Fazem parte da Rede: Associação Brasileira de Mulheres de Carreira Jurídica de Mato Grosso, Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais de Várzea Grande, Centro Universitário de Várzea Grande (UNIVAG), Defensoria Pública, LÍRIOS, Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção Várzea Grande, Prefeitura de Várzea Grande e de Livramento, Câmara Municipal, Secretaria de Segurança Pública do Estado (Polícia Militar e Polícia Judiciária Civil) e Tribunal de Justiça.

Por: Cláudia Joséph – Secom/VG

Continue lendo

Várzea Grande

Várzea Grande entrega kits merenda escolar e soma 62.500 famílias atendidas

Publicado


27/11/2020    22

Seguindo determinação da prefeita Lucimar Sacre de Campos e do Comitê de Acompanhamento do Novo Coronavírus – Covid-19, Várzea Grande completou nesta sexta-feira, 27 de novembro, a entrega do quinto lote de Kits Merenda Escolar para os alunos da Rede Pública que estão inscritos nos programas sociais do Governo Federal. Essas cinco etapas somaram 62.500 mil entregas que são realizadas pela Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer.

A distribuição dos produtos está sendo realizada desde o início da suspensão das atividades presenciais nas unidades escolares. Com a entrega deste lote a Educação atingiu a marca de mais de 60 mil kits ofertados aos estudantes e seus familiares.

Como explica o titular da pasta, Sílvio Fidelis, o objetivo da ação foi o de manter o alto valor nutricional das crianças e adolescentes que frequentam a rede pública, durante todo esse período da pandemia, além de reforçar o ensino pedagógico por meio de aulas remotas.

“A nossa intenção foi o de garantir aos estudantes acesso à alimentação balanceada e adequada durante o ano letivo, ainda que estivessem em casa. Muitos alunos dependem da alimentação que é ofertada nas unidades de ensino público de Várzea Grande, e com essa ação, estamos fazendo nossa parte. Este foi mais um compromisso desta gestão no fortalecimento da Educação Pública de qualidade”, destacou o secretário.

Fidelis disse ainda que a secretaria de Educação publicou em Diário Oficial dos Municípios, Nota Técnica com orientações quanto à distribuição dos kits, que é de responsabilidade das Unidades Escolares, se organizarem e fazerem a programação de distribuição, por meio de comunicado aos responsáveis, para não gerar tumulto ou filas. Toda a distribuição deve ser registrada conforme protocolo entregue as unidades, no preenchimento de formulário, contendo o nome da unidade escolar, nome do aluno, nº do NIS (Número de Inscrição Social), ano, turno e assinatura por extenso dos pais ou responsáveis.

A Nutricionista e Coordenadora de Alimentação Escolar, Mônica Aparecida Gonçalves, disse que os kits são montados com base em orientação nutricional e, as quantidades dos produtos são para 30 dias, conforme o planejamento do cardápio oferecido nas escolas. Os kits são distribuídos para alunos das unidades escolares, além dos Centros de Educação Infantil (CMEIs), e são para os estudantes de baixa renda e cadastrados no programa Bolsa Família.

O kit é composto por produtos básicos para alimentação, como arroz, feijão, macarrão, óleo, açúcar, farinha de mandioca, leite e biscoito. No caso dos alunos dos Centros de Educação Infantil, as antigas creches terão um complemento de 1 kg de carne (bovino ou suíno) ou frango.

O presidente do Conselho de Educação, Adão Eugênio da Silva acompanhou todo o processo de montagem e distribuição dos kits de alimentação dos cinco lotes, e disse que a Administração Municipal cumpriu com o compromisso em ofertar a merenda escolar aos alunos da Rede Pública Municipal, apesar dos contratempos ocorridos durante esse ano, por conta do coronavírus, e da suspensão das aulas presenciais.

“Sabemos que muitos alunos têm na merenda escolar uma refeição principal, por isso é gratificante ver que a Secretaria Municipal de Educação de Várzea Grande, conseguiu suprir essa necessidade, mantendo em dia essa tão importante alimentação. Todo o processo foi realizado de forma eficaz e transparente”, atestou o presidente.

A subsecretária de Educação Benedita Ponce esteve na unidade anexa da Secretaria de Educação para acompanhar in loco a separação dos kits alimentação e o carregamento dos produtos que já começam a ser destruídos nas unidades escolares.

As primeiras entregas foram nas escolas Júlio Domingos de Campos e Abdala José de Almeida, com maior número de crianças atendidas. As demais entregas serão feitas nas demais unidades escolares, seguindo um cronograma definido pela coordenadoria de alimentação escolar.

Benedita Ponce anunciou que neste último lote – que compreende 12.700 kits alimentação – os estudantes irão receber além dos produtos alimentícios um panetone, que simboliza o período natalino. “2020 foi um ano atípico e os estudantes tiveram mudanças significativas, por isso queremos que eles se sintam abraçados por todos nós, na esperança de que o ano que vem possamos estar todos juntos novamente, e em um ambiente mais acolhedor e no convívio com os colegas e professores”, pontuou.

Por: Kátia Passos – Secom/VG

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana