conecte-se conosco


Várzea Grande

Várzea Grande é o primeiro município do Estado a aderir projeto de artes marciais nas escolas

Publicado


A Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer em parceria com os irmãos Minotauro e Minotouro da Team Nogueira do Rio de Janeiro lançaram nesta quarta-feira, 23, no Ginásio Poliesportivo do Fiotão, o Projeto “Esporte para além das Fronteiras” a vai atender mais de 5 mil alunos das escolas da Rede Municipal de Várzea Grande.

O prefeito Kalil Baracat, acompanhado do secretário Silvio Fidélis, do deputado Estadual Paulo Araújo (PP), vereadores, secretários e autoridades municipais participaram do evento que reuniu várias escolas, alunos, professores, gestores, convidados e comunidade escolar.

Kalil Baracat destacou que as ações desenvolvidas na área da Educação em Várzea Grande vão além dos investimentos efetivos na infraestrutura como a construção, reformas e manutenção das unidades escolares. “Os avanços da Educação em Várzea Grande também são resultado das políticas públicas voltadas à valorização dos profissionais, além dos programas e parcerias que permitem o desenvolvimento educacional, cultural e esportivo dos estudantes da rede pública. Esse projeto lançado hoje vai promover além da prática de artes marciais o reforço de nossos valores básicos como Responsabilidade, Disciplina, Confiança, Perseverança, Espírito Esportivo, Trabalho em Equipe, Caráter, Compaixão e Respeito ao Próximo” afirmou.

Para Rodrigo Minotauro, único lutador na história a ganhar os cinturões dos pesos-pesados do UFC e PRIDE. “Para ser um faixa preto no esporte, é preciso primeiro ser um faixa preta na vida” reforçou durante a ‘aula-demonstração’ no Fiotão para os alunos que já estão inscritos no projeto.

Segundo Rogério Minotouro, o projeto “Esporte para além das Fronteiras”, que visa unir a prática esportiva e os valiosos ensinamentos das artes marciais à estrutura curricular das escolas, conta com uma coletânea de livros de autoria dos Irmãos Nogueira com Pedro Trengrouse e Felipe Piovesana, e já começa a ser implementado nas escolas do país a partir da adesão do município de Maceió e Várzea Grande.

“Estamos trabalhando nesse material há muitos anos e, com ele, buscamos transformar vidas por meio daquilo que as artes marciais nos ensinaram. O esporte pode alavancar a educação de uma forma incrível, além de influenciar em diversas áreas. Uma pessoa que pratica esportes e é saudável, por exemplo, ajuda positivamente a saúde pública, a segurança e assim vai se criando uma corrente positiva em diversos âmbitos. Eu e o Rodrigo (Minotauro) somos, acima de tudo, campeões da vida, e queremos criar muitos outros”.

O superintendente de Esportes, Jadir Pereira, disse que a meta da Secretaria é beneficiar cinco mil estudantes da rede municipal, com o objetivo da melhoria na qualidade de vida, do incentivo às práticas esportivas e a interação do jovem ao esporte promovendo a cidadania. “Todo o material para o desenvolvimento do projeto junto aos alunos como uniformes, kimonos, equipamentos de treinamento e até uma apostila do projeto (o Livro de Lutas e o Livro da Família) serão fornecidos gratuitamente pela prefeitura” afirmou.

No dia 22, na EMEB Abdala José de Almeida, no bairro São Mateus, profissionais da Inteligência Educacional e da Team Nogueira promoveram uma capacitação para os professores que irão atuar no Projeto junto aos alunos inscritos nas escolas.

O time de professores escalados para desenvolver o projeto em Várzea Grande incluem atletas campeões em várias categorias como: Rodiney Silva, professor de Boxe, bicampeão mato-grossense, treinador da seleção mato-grossense; Deborha de Oliveira, professora de Muay-thai, tricampeã brasileira; Novaldy Hernández, professor de Boxe, ex-atleta da seleção de Boxe de Cuba; Philipi Rodrigues, campeão da Copa Raça de Judô; Alessandro Correia, mestre em Taekwondo e Hapkido; Wanderson Pereira da Silva, instrutor de Jiu-jitsu, campeão da Copa Cuiabá de Jiu-jitsu; Eliane Moreira Parreira, campeã rondoniense de Judô; Ivan de Souza, professor de Muay thai; Lucas Gusmão, campeão mato-grossense de Muay thai e bicampeão mato-grossense de Boxe; Roger Minoru Iwasaki, vice-campeão brasileiro e professor de Jiu-jitsu; Edineia Felicia, especialista em fisiologia do Exercício e nutrição desportiva; Bianca Héllen, faixa marrom e bicampeã da JIF estadual; Manoel Acosta, bicampeão brasileiro de Boxe e Renan Martins de Andrade, vice-campeão brasileiro e professor de Jiu-jitsu.

Vindo a Mato Grosso especialmente para acompanhar o lançamento do Projeto, o prefeito de Ribeirão das Neves/MG, Moacir Martins da Costa Júnior se declarou impactado com a grandiosidade e organização do evento. “Queremos também implementar o Programa “Esporte para além das Fronteiras” em nosso município que está entre os sete mais importantes de Minas Gerais. Pela estrutura e organização da Secretaria de Educação de Várzea Grande, tenho certeza que o projeto aqui será um sucesso” afirmou.

Para o secretário Silvio Fidélis, a implementação do Projeto “Esporte para além das Fronteiras” em parceria com o Instituto Team Nogueira vai agregar e fortalecer ainda mais o fomento que a gestão Kalil Baracat/José Hazama vem promovendo nas áreas de Esporte e Lazer. “O incentivo à prática esportiva é muito importante para as crianças e adolescentes que estão em plena fase de crescimento e as atividades esportivas são fundamentais para auxiliar também na cultura dos valores humanos, na formação cognitiva e na evolução intelectual de nossos alunos” destacou.

O projeto será desenvolvido em quatro categorias: Judô, Jiu-jitsu, Boxe Muay thai, em 5 polos em diferentes pontos da cidade com as inscrições dos alunos interessados sendo feitas diretamente nas secretarias das escolas.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Várzea Grande

Kalil Baracat fiscaliza obras de Educação e garante mais de R$ 18 milhões em aporte

Publicado

Atualmente a população estudantil de competência de Várzea Grande supera os 30 mil alunos e a meta é ampliar em mais cinco mil vagas até 2024

Mesmo tratando todas as áreas da Administração Pública como essenciais, o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, aproveitou o Dia do Estudante, comemorado nesta quinta-feira (11), para vistoriar as obras da secretaria de Educação, Esporte, Cultura e Lazer que estão sendo executadas e com previsão de serem entregues ainda em 2022.

As novas unidades escolares irão ampliar a capacidade de atendimento da rede municipal que atualmente possui mais de 30 mil alunos matriculados nas 90 unidades escolares da rede municipal de Várzea Grande.

“Estamos trabalhando para melhorar as unidades escolares, para abrir mais vagas no ensino público e, principalmente, garantir qualidade no ensino, além de fomentar a prática esportiva, o lazer e o entretenimento”, explicou Kalil Baracat acompanhado pelo vice-prefeito José Hazama e pelos secretários, de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidélis e de Viação e Obras Públicas, Luiz Celso Morais.

No decorrer da vistoria, Kalil Baracat e José Hazama, cobraram qualidade nas obras executadas e, especialmente, zelo com os gastos públicos para que mais pessoas possam usufruir das políticas públicas, principalmente a maior parcela da população que necessita do suporte público para ter acesso à educação, à saúde, à segurança, ao social e às obras que valorizam a cidade como um todo.

“Uma unidade escolar, quando bem gerida e tendo qualidade, ela se torna referencial para a comunidade que vive em função da mesma”, lembrou Kalil Baracat, sinalizando que a Educação em Várzea Grande tem sido construída sob avanços significativos para os alunos, para os pais e para os profissionais que atuam diretamente na Educação Pública.

O secretário Silvio Fidélis lembrou que está em fase final de execução das obras do Espaço Esportivo ‘João Gonçalo da Costa’, no bairro da Manga, no Cristo Rei, anexo ao Centro Municipal de Educação Básica (CMEI) que leva o nome do saudoso senador Jonas Pinheiro da Silva.

O Espaço Esportivo João Gonçalo da Costa é composto por academia ao ar livre com 8 aparelhos para a prática e melhoria do condicionamento físico, além de um playground para as crianças. “Queremos e vamos reforçar os espaços de lazer e entretenimento para que a família várzea-grandense seja valorizada e tenha cada vez mais satisfação de viver na cidade”, explicou o secretário Silvio Fidélis.

As autoridades visitaram ainda o funcionamento da CMEI Senador Jonas Pinheiro e conheceram a funcionalidade e cobraram da diretora da unidade, Carla Letícia Borges, resultados, pois a base educacional é essencial na formação dos futuros profissionais.

Já as obras da CMEI ‘Nair Sacre’, na Cohab Cristo Rei, está sendo reformada e ampliada e vai atender até 400 crianças de 1 a 3 anos. “Hoje existe uma ansiedade muito grande da população, que vive no entorno, para a entrega da unidade de ensino que é referência para os pais das crianças”, disse a diretora da unidade Rosana Domingas da Silva.

Considerada como uma das mais importantes obras do setor educacional, com um projeto inovador e com capacidade entre 700 a 1.200 alunos, a EMEB ‘Alino Ferreira de Magalhães’, no bairro Alto da Boa Vista, no Grande Parque do Lago, teve suas obras retomadas e se encontram em estágio avançado.

“Estamos unindo qualidade de obras, com salas com ar-condicionado, acessibilidade, espaços multiusos, enfim toda uma gama estrutural, que somada ao índice de ensino praticado pelos professores, auxiliares, técnicos entre outros, vai potencializar o ensino e os resultados que queremos e desejamos para todos os alunos”, sinalizou o vice-prefeito José Hazama, exaltando o compromisso da atual gestão com as áreas essenciais como saúde, educação, segurança, social entre outros.

Durante a vistoria das obras do CMEI ‘Maria Ignês França Auad’, na Vila Arthur, e que leva o nome da mãe do ex-prefeito de Cuiabá, ex-deputado estadual, ex-deputado federal, o apresentador de Televisão, Roberto França Auad, o prefeito Kalil Baracat e o secretário Silvio Fidélis, reafirmaram o compromisso de concluir até o final de 2024, diversas obras que consumirão mais de R$ 250 milhões em recursos públicos.

A CMEI tipo 1 Padrão FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – com 10 salas de aula, sala multiuso, lactário, sala de amamentação, vestiário, rouparia, lavanderia, cozinha, despensa e depósito, além de sala de professores, secretaria e diretoria.

A capacidade da unidade do Vila Arthur é de até 350 alunos de 1 a 3 anos.

Silvio Fidélis lembrou que além das unidades vistoriadas pelo prefeito Kalil Baracat, pelo vice, José Hazama, mais duas unidades estão com suas obras em fase de finalização e deverão ser entregues até o final deste ano. “A EMEB ‘Mamed Untar’ do bairro Jardim Alá e a EMEB ‘Maria de Lourdes Toledo Areias’, da localidade de Praia Grande já estão com suas obras praticamente prontas, aguardando mobiliário e equipamentos para serem incluídas no calendário de inaugurações da prefeitura.

 

Continue lendo

Várzea Grande

Prefeito Kalil Baracat confirma novo piso salarial para agentes de saúde e de endemias

Publicado

Projeto já foi encaminhado para a Câmara e deverá ser apreciado em regime de urgência

O prefeito Kalil Baracat encaminhou à apreciação urgente dos vereadores, o projeto de Lei que trata do Piso Salarial dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e dos Agentes de Combate às Endemias (ACE), que será elevado para R$ 2.424,00 (Dois mil quatrocentos e vinte e quatro reais) entre recursos do Governo Federal e do Tesouro Municipal de Várzea Grande.

“Com certeza eles darão um salto na qualidade nos serviços de saúde prestados em Várzea Grande, pois são profissionais fundamentais para a efetividade do Sistema Único de Saúde (SUS)”, explicou o prefeito Kalil Baracat, sinalizando que o Poder Executivo trabalha pela valorização de todos os servidores públicos que somente neste ano de 2022, receberam entre correção salarial, 7% e elevação de nível estimado em 5% para todos os servidores e 12,84% para os professores que também tiveram elevação de nível na totalidade do direito de cada funcionário.

Kalil Baracat lembrou que a Saúde Municipal teve e continua tendo uma atuação de destaque e com repercussão positiva, por causa da pandemia da COVID-19, quando foi exigido de médicos, enfermeiros, auxiliares até mesmo de servidores da área administrativa, serviço redobrado por causa das campanhas de vacinação e das exigências e cuidados redobrados.

“São profissionais fundamentais e essenciais para as ações e políticas públicas do SUS para a integração entre serviços de saúde da Atenção Primária e a população e estão vinculados às Unidades Básicas de Saúde (UBS) que fazem o primeiro atendimento dos pacientes e onde são solucionados mais de 90% dos casos, deixando aqueles mais específicos ou em grau de urgência e emergência para as UPAs IPASE e Cristo Rei e para o Hospital Pronto-Socorro de Várzea Grande”, disse o prefeito Kalil Baracat.

O prefeito lembrou que Várzea Grande tem anualmente investido quase o dobro do que estabelece a legislação em saúde pública. A lei prevê 15% das Receitas Correntes, e a sua administração supera os 28%.

Os ACS devem estar em contato permanente com as famílias desenvolvendo ações educativas, visando à promoção da saúde e a prevenção das doenças, de acordo com o planejamento da equipe, cadastrar todas as pessoas de sua microárea e manter os cadastros atualizados, orientar famílias quanto à utilização dos serviços de saúde.

Já os ACE exercem o trabalho de prevenção de doenças como a dengue, chagas, malária, zika, Chikungunya, raiva, febre amarela, leishmaniose nas comunidades. Fazem vistoria de residências, depósitos, terrenos baldios e estabelecimentos comerciais para buscar focos endêmicos. Inspeção cuidadosa de caixas d’água, calhas e telhados. Aplicação de larvicidas e inseticidas. Orientações quanto à prevenção e tratamento de doenças infecciosas. Recenseamento de animais. Essas atividades são fundamentais para prevenir e controlar doenças e fazem parte das atribuições do agente de combate de endemias (ACE).

Segundo o secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo Barros, a carreira dos ACS e ACE se tornou essencial em um país de dimensões continentais como o Brasil, para que a Saúde Pública ganhasse musculatura e solucionasse os problemas que mais afligem população, evitando a superlotação de unidades concebidas para os casos de urgência e emergência.

“A funcionalidade do SUS tem como concepção a atuação destes dois grupos de profissionais, os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e os Agentes de Combates às Endemias (ACE), que se inter-relacionam entre si e com a população, facilitando assim o encaminhamento de medidas preventivas a serem adotadas pela própria população e até mesmo para o primeiro atendimento, para que cada uma das unidades de saúde possa então promover o atendimento necessário e na medida do possível a solução para os casos”, disse Gonçalo Barros.

Ele lembrou que as pessoas culturalmente procuram as UPAs e o Hospital Pronto-Socorro de Várzea Grande para casos que seriam facilmente solucionados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). “Se o sistema funcionar dentro do concebido, do estabelecido, teremos uma demanda menor, soluções mais eficientes e a saúde da população em melhores condições”, frisou Gonçalo Barros.

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana