conecte-se conosco


Agro News

Valor da Produção Agropecuária deve atingir R$ 603,4 bilhões em 2019

Publicado

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) deve atingir R$ 603,4 bilhões neste ano, com base nas informações de junho, 1,2% acima do obtido em 2018 (R$ 596,1 bilhões). O valor é o segundo maior alcançado pela agropecuária em 30 anos. O primeiro ocorreu em  2017, com R$ 607,9 bilhões.

As principais lavouras representaram R$ 399 bilhões, e a pecuária, R$ 204,4 bilhões. A pecuária apresenta variação positiva de 4,5% e as lavouras tendência de redução.

“Essas tendências observadas devem permanecer até o final do ano, pois a safra deste ano está praticamente encerrada”, observa o coordenador-geral de Avaliação de Políticas e Informação, da Secretaria de Política Agrícola, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Garcia Gasques.

>> Veja aqui dados do VBP

Os melhores resultados são observados nas culturas do algodão, com aumento real de 16,6% no VBP, amendoim (14,3%), da banana (20,5%), da batata inglesa (117,8%), do feijão (64,9%), do cacau (1,9%), da laranja (8,1%), da mamona (34,9%), do milho (22,9%), do tomate (19,6%) e do trigo (8,2%).

Leia Também:  Anúncio do Plano Safra será nesta terça no Palácio do Planalto

O que mais se destaca nos resultados, além do elevado acréscimo de valor em algumas lavouras, é o desempenho do milho por meio do excepcional valor obtido, atingindo R$ 60,4 bilhões de VBP. Torna-se, entre as lavouras, a segunda atividade mais importante depois da soja (R$ 129 bilhões).

O desempenho do milho 2ª safra, conforme apresentado pela Conab e pelo IBGE nos relatórios deste mês, foram decisivos para os resultados deste ano. A produtividade cresceu 25,8% em relação a 2018. Do mesmo modo, explica Gasques, “a safra recorde de grãos prevista em 241,3 milhões de toneladas foi essencial para o crescimento da agropecuária como um todo”.

Na pecuária, destacam-se os valores da carne de frango (13,4%) e de suínos (9,3%), e por último a carne bovina, com aumento de 1,3%.

>> Veja aqui o VBP dos principais produtos agropecuários

Um grupo importante de produtos tem apresentado desempenhos desfavoráveis em relação ao ano passado. O coordenador do estudo cita o arroz, café, cana-de-açúcar, mandioca, soja e uva. A participação desses produtos no valor das lavouras é de 58%. No caso da soja, cana-de-açúcar e do café, principalmente, os preços têm sido responsáveis pelo desempenho negativo.

Leia Também:  Tereza Cristina vai à abertura da Expogrande e a Encontro de Tecnologias para o Agro em MS

Os resultados regionais mostram novamente que Mato Grosso, São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Rio Grande do Sul lideram a geração de valor da produção agropecuária no país.

Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
Inez De Podestà
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Agro News

Armazena MT 2019 reúne mais de 300 pessoas

Publicado

Política Agrícola e Logística

Armazena MT 2019 reúne mais de 300 pessoas

Participaram produtores rurais, estudantes, indústrias e agentes bancários

23/08/2019

Mais de 300 pessoas participaram da segunda edição da Feira de Negócios Armazena MT, realizada pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), nesta sexta-feira (23) no Cenaruim Rural, em Cuiabá. O encontro reuniu produtores rurais, agentes bancários, indústrias do setor, estudantes, técnicos na área e autoridades. Dentre os assuntos debatidos e apresentados nas palestras, destaca-se os dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), que mostram que um déficit de armazenagem de 38,5 milhões de toneladas.

Superintendente do Imea, Daniel Latorraca, mostrou durante apresentação que a capacidade estática para cobrir a produção mato-grossense é de apenas 57,8% de toda produção do Estado, que é a maior do país. Além disso, conforme estudos do Instituto, que acompanha o crescimento da produção estadual, em 2028 será necessário ter uma capacidade de armazenagem para 123,4 milhões de toneladas.

O representante do Imea falou ainda sobre as vantagens e importância de o produtor rural possuir armazém na propriedade, a principal delas é o custo final da produção. “Nossa apresentação foi na linha de demonstrar aos produtores a viabilidade de possuir um armazém na sua propriedade e os benefícios que isso pode trazer pra ele, dentre eles garantir maior qualidade nos produtos, diminuir custos e ter condições de aguardar os melhores momentos e maneiras para negociar”, disse Latorraca.

Leia Também:  Em Minas, Tereza Cristina dá início à campanha nacional de vacinação contra febre aftosa

A deficiência na capacidade de armazenagens de grãos é uma preocupação antiga dos produtores rurais, bem como as entidades representativas. De acordo com vice-presidente Norte da Aprosoja Mato Grosso, Zilto Donadello, o Armazena MT tem com um dos objetivos fomentar o aumento dos armazéns dentro das propriedades, que representa uma diminuição no custo da produção.

“É um evento extremamente importante para o produtor rural, pois reúne todos os atores do processo, os interessados na aquisição do armazém, as indústrias e os agentes financeiros. Este é um evento que realmente vale a pena o produtor participar, já que essa questão da armazenagem nos preocupa muito há anos. Tivemos a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre linhas de crédito, novos produtos de mercado e também sobre a importância e benefício de possuir armazém na propriedade”, avaliou Zilto Donadello.

Um dos parceiros na realização do evento é a Caixa Econômica Federal. Superintendente regional, Moacyr do Espirito Santo, explicou que o banco tem a intensão de aumentar os investimentos no agro mato-grossense. “É uma enorme satisfação para a Caixa participar de um evento de grande magnitude como esse. Muitos produtores passando por aqui para falar e conhecer mais, especificamente de armazéns.  A participação da Caixa representa um grande marco, pois nossa intenção é participar de forma efetiva do financiamento desses projetos, avançar no mercado do agronegócio e auxiliar no desenvolvimento do setor aqui em Mato Grosso”, enfatizou.

Leia Também:  Ministério da Agricultura discute a reestruturação do Garantia Safra em encontros regionais no Nordeste

Para realização do evento a Aprosoja Mato Grosso contou ainda com a DGStark, AGI Brasil, Construtora Lindóia, Construtora Imasa, Motomco, GSI, Engedelta, Jhonrob, Banco do Brasil, Bradesco, Triunfo Soluções, Norte e Frio, Kepler Weber e Sicredi.

 

Fonte: Ascom Aprosoja

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA
Continue lendo

Agro News

Curso vai capacitar servidores em negociações internacionais

Publicado

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o Ministério das Relações Exteriores (MRE) promovem curso de capacitação em negociações internacionais  para servidores não pertencentes à carreira diplomata. O encontro acontecerá na semana que vem, de 26 a 30 de agosto, para servidores das secretarias de Comércio e Relações Internacionais, Agricultura Familiar e Cooperativismo e Inovação, Desenvolvimento Rural do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

“É uma mistura de arte e técnica, é claro que se aprende a negociar na prática, mas, muitas vezes, é importante que tenhamos as ferramentas e os instrumentos já consagrados para que possamos de uma forma muito profissional promover os interesses brasileiros no exterior. E, no caso do Ministério da Agricultura, isso é fundamental, pois as negociações agrícolas são muito complexas e tem um impacto muito substantivo na sociedade brasileira como um todo”, diz o secretário adjunto da SCRI, Flávio Bettarello. 

O curso, que acontecerá no auditório do Instituto Rio Branco, em Brasília, será preparado com estratégias, táticas, ferramentas e instrumentos de negociação para que os alunos possam desempenhar um trabalho mais efetivo em prol da agricultura, da pecuária, da aquicultura e da pesca brasileira.

Leia Também:  Plantio em sistemas agroflorestais viabiliza produção de cacau em diferentes biomas

Mais informações à imprensa:Coordenação-geral de Comunicação Social
Inez De Podestà
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana