conecte-se conosco


Turismo

Vai para Orlando? Saiba as vantagens de se hospedar na Disney ou na Universal

Publicado

source

Ir à Orlando é um sonho para muita gente, e, como qualquer outra viagem, exige planejamento – que inclui, claro, hospedagem. Saber onde vai ficar pode fazer toda a diferença para a sua viagem e é aí que os hotéis Resort dos complexos entram. Tanto o Walt Disney World quanto o Universal Orlando oferecem opções de hotéis para os turistas que querem ter a “experiência completa”.  

Leia também: Alugar casa ou reservar hotel? Veja qual o melhor tipo de estadia em Orlando

Cabana Bay Beach arrow-options
Divulgação

Universal’s Cabana Bay Beach Resort

Mas, afinal, vale a pena ficar hospedado dentro dos complexos da Disney ou Universal? Isso, na verdade, vai depende da experiência que você quer ter em Orlando . Os hotéis Resort oferecem uma série de benefícios para quem fica por lá, além de serem temáticos – o que significa que, sim, você pode ficar no quarto do seu personagem preferido dependendo do hotel que escolher.

Porém, o preço, por exemplo, é uma questão que faz muita gente dar preferência por ficar fora. Uma diária para dois adultos no  Universal’s Endless Summer Resort que é o hotel da categoria “Value”, a mais barata no Universal Orlando, sai por R$ 490. Já no  Disney’s All Star Movies , um dos mais econômicos no Walt Disney World Resort, custa R$ 470. Em comparação, cotações no  Booking.com  mostram hotéis fora dos complexos com diárias a partir de R$ 130**.

Leia também: 6 dicas para evitar perrengues nos parques do Universal Orlando Resort

Opções de hotéis da Disney e da Universal

Todos os hotéis possuem restaurantes e piscinas (em alguns mais de uma). É importante lembrar que os quartos, em ambos os casos, variam entre duplos, com uma ou duas camas king size, e suítes familiares, para grupos com cinco pessoas ou mais. Além disso, as opções de hospedagem variam entre “econômica” e “deluxe”, cujos preços e benefícios variam.

Veja as opções de hotéis no Walt Disney World Resort :

Disney's Art of Animation arrow-options
Divulgação

Disney’s Art of Animation


  • Econômicos:

Disney’s All Star Movies; Disney’s All Star Sports; Disney’s All Star Music; Disney’s Pop Century; Disney’s Art of Animation

  • Intermediários:

Coronado Springs Resort; Port Orleans Resort-Riverside; Port Orleans Resort-French Quarter; Caribbean Beach Resort. 

  • Deluxe:

Animal Kingdom Lodge; Wilderness Lodge; Contemporary Resort; Polynesian Resort; Yacht Club Resort; Beach Club Resort; Grand Floridian Resort & Spa; BoardWalk Inn

  • Deluxe Villas:

Old Key West Resort; BoardWalk Villas; The Villas at Wilderness Lodge; Beach Club Villas; Saratoga Springs Resort & Spa; Bay Lake Tower at Disney’s Contemporary Resort; The Villas at Disney’s Animal Kingdom Lodge; 

  • Outros hotéis oficiais do Walt Disney World Resort:

Walt Disney World Swan; Walt Disney World Dolphin; Buena Vista Palace; Doubletree Guest Suites Resort; Wyndham Lake Buena Vista; Hilton; Holiday Inn; Hotel Royal Plaza; Best Western Lake Buena Vista Resort Hotel; Fort Wilderness Resort & Campground; Wilderness Cabins. 

Veja as opções de hotéis no Universal Orlando Resort :

Universal's Endless Summer Resort arrow-options
Divulgação

Universal’s Endless Summer Resort


  • Value/Econômico:

Endless Summer Resort – Surfside Inn & Suites

  • Prime Value/Econômico (mais confortável do que o “value”):

Cabana Bay Beach Resort; Aventura Hotel

  • Preferred/ Intermediários:

Loews Sapphire Falls Resort

  • Premier/Deluxe:

Hard Rock Hotel; Loews Portofino Bay Hotel; Loews Royal Pacific Resort

Leia também: 6 passeios em Orlando que podem ser feitos gastando menos de US$ 20

Comparando hotéis: Disney x Universal

Disney's All Stars Movies arrow-options
Divulgação

Disney’s All Stars Movies

O maior diferencial de ficar nesses hotéis são os benefícios para hóspedes, como por exemplo, transportes para os parques e o sistema de “horas extras”, que permite entrada e/ou saída em horários diferentes do público geral.

No Walt Disney World Resort, os principais benefícios incluem: 

  • acesso antecipado FastPass+, agendando horários para entrar nas atrações sem fila;
  • horas mágicas, com entrada e saída uma hora antes ou depois do horário de funcionamento dos parques da Disney;
  • MagicBands, as pulseirinhas personalizadas que dão acesso aos partes e hotéis;
  • transporte do aeroporto ao hotel e do hotel para os parques;
  • estacionamento gratuitos em todos os parques;
  • possibilidade de reserva do plano de refeições;
  • experiência mágica de estar em um ambiente temático durante a estadia. 

Já no Universal Orlando Resort, os hóspedes têm direito a:

  • entrada antecipada em uma hora nos parques da Universal;
  • Universal Express Unlimited grátis (o fura-fila da Universal);
  • lugares prioritários em restaurantes selecionados no complexo;
  • transporte gratuito do hotel para os parques;
  • possibilidade de pagar suas despesas e compras, dentro de todo o complexo, através do cartão-chave do seu quarto;
  • entrega de mercadorias compradas no complexo dentro do hotel;
  • aparições dos personagens do Universal Orlando; programa de Golf Universal Orlando;
  • decoração temática. 

Esses benefícios podem variar dependendo das categorias mencionadas no tópico anterior. A reportagem do iG Turismo  viajou à Orlando e ficou hospedada em ambos complexos. No caso do transporte, especialmente se você opta por não alugar carro, ficar dentro dos hotéis pode ser muito prático, e as horas extras ajudam quem quer curtir ao máximo os parques, pois várias das atrações mais populares estão disponíveis para hóspedes.

Afinal, qual hotel escolher em Orlando?

Saber qual complexo se hospedar vai depender, também, quais parques são sua prioridade. Vale lembrar, como também já viveu a reportagem, que a saída dos parques da Disney , por exemplo, é complicada – até mais do que os da Universal. Então, se a ideia é, por exemplo, priorizar a turma do Mickey, vale mais ir para os hotéis da Disney. Entretanto, alguns benefícios da Universal, como o fura-fila, só estão inclusos para os hóspedes do complexo. É importante colocar todos esses fatores na balança antes de fechar a hospedagem. 

Além disso, o mais divertido é aproveitar também as dependências do hotel – os resorts dos complexos podem ser uma boa opção para quem tem um dia livre, por exemplo. Aí terá tempo de curtir piscina, atrações dos personagens e o que mais for oferecido pelo local. 

Já se a ideia é sair cedinho e só voltar para dormir – e você tiver alugado um carro, por exemplo – a economia de ficar fora dos complexos pode ser uma boa opção na viagem para Orlando,  já que diversos benefícios, como os fastpass da Disney, estão disponíveis para todos. 

* Reprtagem viajou a convite do Universal Orlando Resort e a convite da Visit Orlando

** Valores consultados em 17 de janeiro de 2020 e sujeitos a mudanças

Fonte: IG Turismo
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Turismo

Conheça o novo modelo de viagem marítima: o superiate de luxo

Publicado

source

Você já imaginou viajar num superiate de luxo por destinos exóticos e intimistas? Essa é uma opção para quem procurar a Emerald Waterways. A empresa anunciou recentemente o iate de luxo Emerald Azzurra para viagens turísticas.

Leia também: Entenda como funciona a limpeza de um navio cruzeiro

navio arrow-options
Divulgação

O superiate de luxo da Emerald Waterways passará pelo mar Adriático, Mediterrâneo e Vermelho

O iate tem 50 cabines e suítes com varanda, piscina de borda infinita, lounge, sky deck e centro de bem-estar com academia e Spa. Mais compacto do que outros navios de luxo que organizam viagens marítimas pela Europa, o Azurra tem 360 pés de comprimento e capacidade para até 100 passageiros. “Um atrativo é que como o Azzurra pode atracar em portos de pequenas cidades ou vilas”, explica o diretor geral da Velle Representações, Ricardo Alves.

O “superiate” passa pelos mares Adriático, Mediterrâneo e Vermelho. Ao todo são quatro opções de roteiro:

  • Espanha, França e Itália;
  • Slovenia, Croácia, Montenegro e Albania;
  • Grécia, Cyprus e Turquia;
  • Egito, Israel e Jordânia

Cada roteiro tem um preço específico. O mais barato oferecido no Azurra é o “Holy Land at Christmas Time” que sai por US$ 3.305 por pessoa (R$ 14.512,59 na cotação atual). São 8 noites de viagem passando por Cyprus, Egito, Israel e Jerusalém entre os dias 21 e 28 de dezembro de 2020.

Pratique esportes náuticos no superiate

Viagens de cruzeiro ou iate podem ser iguais pelos destinos, dias e conforto proporcionado. Mas e quando você pode praticar esportes náuticos enquanto navega? Essa opção está disponível no Azzurra.

“O navio foi pensado para oferecer lazer completo aos passageiros, por isso, conta ainda com uma plataforma projetada para a prática de esportes náuticos ”, reforça Flávio Policarpo, gerente de Desenvolvimento de Negócios do Grupo Scenic para a América Latina. 

Essa plataforma funciona como uma marina para embarque e desembarque dos botes que realizam as excursões. Em alguns portos também há equipamentos para que os hóspedes possam utilizar, como espuma de flutuação, pedalinhos e equipamentos de mergulho.

Veja algumas fotos das instalações do superiate:

O turista ainda tem disponível um sistema all inclusive com refeições e bebidas alcoólicas. Além de wi-fi, transfer de e para os aeroportos, taxas e impostos portuários sem custo adicional. Para fazer as reservas do iate é necessário entrar em contato com a Emerald Waterways.

*valor pesquisado em 20 de fevereiro de 2020 com o dólar a R$ 4,39

Fonte: IG Turismo
Continue lendo

Turismo

Passageira reclina poltrona em avião e causa confusão; quem está certo?

Publicado

source
confusão em avião arrow-options
Reprodução/Twitter

Wendi Williams reclinou assento em avião e passageiro de trás não gostou da atitude

Reclinar o assento no avião pode causar algumas confusões. Num voo da American Airlines, dois passageiros discutiram após um deles deitar a poltrona durante uma viagem. A situação aconteceu durante no voo 4392, de Nova Orleans para Charlotte, nos Estados Unidos, no dia 31 de janeiro.

Leia também: Descubra os melhores lugares do avião para quem vai viajar com criança

Wendi Williams reclinou seu assento e um homem que estava sentado atrás dela socou a poltrona em protesto. A ação foi filmada pela passageira , postada no Twitter e gerou muita discussão. No vídeo é possível ver o passageiro empurrando o assento da frente enquanto assiste a algo. A mesa utilizada para comer está reclinada. Assista abaixo:

Na legenda, Wendi escreveu. “Ele ficou com raiva por eu ter reclinado meu assento e apertou cerca de nove vezes – forte, quando comecei a filmar ele renunciou o comportamento”. A passageira ainda alegou que a aeromoça da American Airlines a repreendeu pelo ato e ofereceu uma bebiba ao homem pelo “incomodo”.

Em entrevista ao  Daily Mail, Wendi comentou que o homem tinha solicitado primeiro que ela colocasse a poltrona no lugar enquanto ele comia. Ela assentiu e, depois que ele terminou a refeição, ela reclinou novamente. E foi aí que o homem não gostou da atitude. Wendi alegou que tem um disco cervical que não está fundido, o que lhe causa dor e, por isso, precisou se ajeitar melhor.

Ao procurar a companhia aérea para reclamar da situação e do tratamento da comissária de bordo, a passageira ouviu que era melhor “procurar o FBI” para obter resolução do caso.

Quem está certo?

Dá para imaginar que o campo de comentários da postagem de Wendi virou um campo de batalha: ela está errada de reclinar o assento? O homem foi estressado demais? Qual seria a atitude correta da companhia aérea? Alguns usuários deixaram suas opiniões.

“Não acredito que a American Airlines não fez nada por essa pobre mulher, mas deu uma bebiba a esse monstro”, escreveu uma mulher; “Se eu pagar pelo maldito assento, reclamarei se quiser”; “Eu teria me levantado e dito ‘ei amigo, eu paguei por este assento , o assento todo, então mantenha suas mãos para si mesmo”, escreveram os apoiadores de Wendi.

Porém, alguns acharam que ela foi incômoda. “Eu tenho 1.80m e não suporto pessoas imprudentes colocando seus assentos reclináveis”, escreveu um homem. “Provavelmente, o lugar não foi sua escolha. Ela está reclamando que ele não está sendo atencioso com ela, bem, o que ela está fazendo?”, comentou outro.

Depois de toda a repercussão do caso, a American Airlines emitiu um comunicado dizendo que se preocupa com a segurança e conforto dos clientes e membros da equipe e que a “equipe está investigando o problema”.

Leia também:5 dicas para conseguir relaxar e dormir no avião

Nesse embate, quem está certo? A passageira , o homem ou a companhia aérea? Vote na enquete abaixo:

Fonte: IG Turismo
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana