conecte-se conosco


Tecnologia

Urnas eletrônicas apresentam falhas de segurança

Publicado

Olhar Digital

urna eletrônica arrow-options
Nelson Junior/ASICS/TSE/Dedoc

Testes mostram falha de segurança em urnas eletrônicas


De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral ( TSE ), investigadores responsáveis pela realização de testes de segurança no sistema eletrônico de votação , encontraram duas vulnerabilidades de sistema em urnas eletrônicas.

Realizado periodicamente com o objetivo de encontrar problemas de segurança , o teste permite que as falhas sejam corrigidas antes do período de votação. Ainda de acordo com o TSE, os problemas apontados não oferecem ameaça à segurança da votação.

Por enquanto, o registro das vulnerabilidades foi encaminhado para um time de técnicos da Justiça Eleitoral para que elas sejam corrigidas. Após esse procedimento, as urnas serão submetidas a uma nova rodada de testes.

Leia também: Biometria: TSE permite que eleitores registrem suas digitais por aplicativo

Giuseppe Janino, secretário de tecnologia da informação do TSE, declarou: “Houve achados importantes. Vamos trabalhar no fortalecimento dessas barreiras e vamos chamá-los novamente para testar a eficácia. O sistema vai para a eleição muito mais fortalecido”.

Como são os testes?

Neste ano, cinco grupos e três investigadores individuais participaram do  Teste Público de Segurança das urnas eletrônicas , criado para aprimorar o processo eletrônico de votação. Nele, todos apresentaram um plano de ataque ao sistema de votação.

Para que os testes sejam realizados, eles têm acesso facilitado ao sistema dos equipamentos. As barreiras normalmente presentes durante as eleições são removidas completamente para que todas as hipóteses sejam avaliadas.

Leia também: Mais de 85% das eleições no mundo são influenciadas pela internet, diz pesquisa

No primeiro teste, apenas o grupo formado por peritos da Polícia Federal obteve sucesso em vencer o sistema e apontar as falhas presentes. Eles conseguiram vencer barreiras de segurança responsáveis por garantir o armazenamento de informações como o nome dos candidatos e a lista de eleitores.

Após as correções serem realizadas, a segunda parte dos testes, que novamente coloca em xeque a segurança das urnas , será realizado no dia 10 de dezembro.

Em anos anteriores, falhas também foram encontradas e posteriormente corrigidas. Essa é apenas uma das etapas de preparação para as eleições, que serão realizadas em 2020 para eleger prefeitos e vereadores de cidades de todo o Brasil.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Tecnologia

Quase 20 mil bicicletas elétricas são descartadas pela Uber

Publicado


source

Olhar Digital

Uber
Reprodução/Twitter/Cris Moffitt

As bicicletas foram destinadas para reciclagem


Dois anos atrás, a Uber comprou a startup de compartilhamento de bicicletas Jump mas, há três semanas, decidiu transferir o negócio para a Lime. Como parte do acordo, além da demissão da maioria dos funcionários, algumas bicicletas elétricas foram de uma empresa para a outra. Apesar disso, quase 20 mil unidades foram descartadas.

Uma série de vídeos compartilhada no Twitter mostra caminhões levando os veículos para um pátio de reciclagem. Lá, os funcionários retiram as baterias e os pneus e reciclam a parte metálica das bicicletas .


Em comunicado, a Uber afirmou que a intenção era de doar as bicicletas que não fossem ser reaproveitadas pela Lime, mas problemas impossibilitaram que todas tivessem esse fim. “Tivemos muitos problemas significativos – incluindo manutenção, responsabilidade, preocupações com segurança e falta de equipamento de carregamento para consumidores – e decidimos que a melhor abordagem era reciclá-las com responsabilidade”, explicou a empresa.

Leia também: Uber lança ferramenta para enviar encomendas; veja como usar

Como foram projetadas para o uso compartilhado, as bicicletas possuem algumas características que complicariam uma doação. Os equipamentos especiais para o carregamento precisariam de uma modificação para o uso doméstico, enquanto o tamanho e o peso tornam o veículo difícil de usar sem o recurso elétrico .

Apesar de tudo, este acaba sendo um fim irônico para um equipamento que foi projetado em nome da sustentabilidade . Pelo menos algumas partes estão sendo recicladas e poderão ser usadas em novas bicicletas ou outros itens.

Continue lendo

Tecnologia

Amazon lança nova versão do Echo Dot no Brasil; confira

Publicado


source

Olhar Digital

Echo Dot Amazon
Divulgação/Amazon

Novo Echo Dot tem relógio em LED


Para complementar os recursos de um dos principais speakers do mercado, a Amazon anunciou nesta quinta-feira (28) o Echo Dot com relógio. Agora, um display de LED acoplado mostra o horário.

“Os clientes perguntam à Alexa ‘que horas são’ mais de um bilhão de vezes por ano – então nos perguntamos como poderíamos melhorar esta experiência”, contou Jacques Benain, gerente geral para Dispositivos da Amazon no Brasil. “Nós então partimos do design simples de nosso dispositivo Echo mais vendido, o Echo Dot, e adicionamos um LED incrivelmente vívido, visível até sob luz do Sol, para o relógio estar sempre visível. É possível também checar a temperatura, um alarme que já tenha sido configurado, ou quanto tempo falta em um timer”, acrescentou.

Leia também: Governo faz parceria com Amazon e Alexa tira dúvidas sobre auxílio emergencial

Quando o novo Echo Dot for configurado com um alarme, basta um toque no topo do dispositivo para colocá-lo no modo soneca rapidamente.

Além da novidade, o speaker continua com os mesmos recursos de antes: a Alexa , sua famosa assistente virtual , ainda toca as músicas que você pedir, joga alguns jogos e responde às mais diversas perguntas, de curiosidades ao placar do jogo do dia. Se precisar de uma mãozinha para uma receita ou simplesmente quiser pedir algo pelo iFood, a Alexa te ajuda. Listas de compras, agendamento de eventos e lembretes também fazem parte de suas tarefas.

Para quem tem uma casa conectada, o Echo Dot  faz o trabalho de controlar os dispositivos compatíveis. Basta pedir à Alexa para que, por exemplo, apague a luz do quarto pela noite ou ligue a cafeteira pela manhã. O Echo Dot com relógio está disponível por R$ 449 no site da Amazon .

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana