conecte-se conosco


Agro News

Universidades da Amazônia firmam compromisso de desenvolver pesquisas em bioeconomia

Publicado

Reitores de diferentes universidades da região amazônica brasileira assinaram uma carta de compromissos pelo desenvolvimento de pesquisas em bioeconomia para benefício do país e, principalmente, dos estados que abrigam a Amazônia.

O ato marcou o encerramento do 1° Encontro de Bioeconomia e Sociobiodiversidade da Amazônia, realizado nos dias 12 e 13 de novembro, na Universidade do Estado do Amazonas, em Manaus. O evento foi promovido pela Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Na carta, os reitores se comprometem a atuar de forma colaborativa para produzir conhecimento e propor políticas públicas voltadas para bioeconomia.  O objetivo da rede é criar alternativas inovadoras baseadas em novas tecnologias e estratégias que possam valorizar e proteger os ecossistemas da Amazônia e melhorar a qualidade de vida das populações que vivem no bioma.

 

Foto: Nelson Ponce/Copronat

“As universidades têm o papel estratégico na geração e aplicação de novos conhecimentos científicos, tecnológicos, culturais e humanísticos, consolidando parcerias interinstitucionais brasileiras e internacionais em áreas estratégicas da bioeconomia”, diz trecho da carta.

Leia Também:  OVOS/CEPEA: Exportações recuam para menor patamar desde novembro de 2017

O documento foi assinado por representantes das seguintes instituições: Universidade do Estado do Amazonas, Instituto Federal do Amazonas, Fiocruz Amazônia, Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa), Centro de Biotecnologia da Amazônia e as universidades federais do Amazonas, do Acre, do Oeste do Pará, de Roraima, do Amapá,  do Tocantins e Rural da Amazônia.

Workshops

Nesta quarta-feira, o Encontro também promoveu quatro workshops que discutiram de forma prática como desenvolver escolas de negócios sustentáveis, diálogos da sociobiodiversidade e castanha, cadeia produtiva de ervas medicinais, aromáticas, condimentadas, azeites e chás especiais, além de definir encaminhamentos do Plano Estratégico para a Bioeconomia do Amazonas.

Em um dos grupos,  as chefs de cozinha Teresa Corção e Maria do Céu, conhecidas como ecohefs, realizaram uma dinâmica de reconhecimento sensorial de ingredientes da Amazônia e de outras regiões do país.

Informações à imprensaDébora Brito
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Agro News

MILHO/CEPEA: Preços seguem em alta, mas intensidade varia dentre regiões

Publicado

Cepea, 09/12/2019 – As cotações do milho continuam subindo no mercado interno, de acordo com dados do Cepea. Porém, a intensidade desse movimento está distinta entre as praças acompanhadas. De 29 de novembro a 6 de dezembro, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas – SP) registra alta de 0,52%, fechando a R$ 48,13/saca de 60 kg. As reações mais expressivas são verificadas em regiões em que, até então, compradores estavam conseguindo “segurar” os preços. Por outro lado, em algumas praças, foram verificadas ligeiras quedas nos valores nestes últimos dias. Esse cenário é resultado de uma busca de ajuste de preços, após a disparada observada desde meados de outubro. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: Diárias de Mercado
Leia Também:  Ranking da FAO mostra que uso de defensivos no Brasil é menor que em diversos países da Europa
Continue lendo

Agro News

OVOS/CEPEA: Média parcial de dezembro supera a do período da Quaresma

Publicado

Cepea, 09/12/2019 – O aumento da procura por ovos neste início de mês tem impulsionado com força as cotações. Em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea, a alta mensal verificada para o ovo tipo extra, branco, já supera a registrada durante a Quaresma, período de maior valorização do produto. Segundo colaboradores do Cepea, além do típico aquecimento das vendas em início de mês, os elevados patamares de preços das principais carnes consumidas pelo brasileiro (bovina, suína e de frango) seguem favorecendo as altas nas cotações dos ovos. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: Diárias de Mercado
Leia Também:  Aprosoja realiza primeiro Estradeiro de 2019
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana