conecte-se conosco


Tecnologia

Um em cada quatro brasileiros já foi ou é espionado na internet

Publicado

source
Desconhecimento sobre o tema é grande
Unsplash/Gilles Lambert

Desconhecimento sobre o tema é grande

Um em cada quatro brasileiros já foi ou está sendo espionado por outra pessoa através de recursos tecnológicos, de acordo com a pesquisa “Stalking online em relacionamentos”, da empresa de cibersegurança Kaspersky.

O relatório ainda revelou que o celular foi o dispositivo mais utilizado para espionar pessoas, usado em 54% dos casos. Em seguida, aparecem dispositivos criados especificamente para fazer um monitoramento (36%), programas instalados em computadores (24%), espionagem por meio da webcam (14%) e dispositivos para casa inteligente (12%).

“É importante destacar que o programa stalkerware é instalado, na maioria das vezes, tendo acesso físico ao equipamento, por esse motivo o abuso é sempre feito por alguém próximo à vítima: conjugue, familiar ou, em alguns casos, colegas de trabalho. Esta instalação ocorre de maneira discreta e sem o conhecimento da vítima. E faz sentido o celular estar na primeira posição, já que ele permite o rastreamento da localização junto com o acesso a informações privadas, como chamadas telefônicas, conversas via aplicações e o e-mail”, explica Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky no Brasil.

Outro dado importante revelado pela pesquisa é que 13% das vítimas de espionagem digital não souberam dizer como a perseguição ocorreu, o que mostra um desconhecimento acerca do tema. Além disso, 70% de todos os entrevistados disseram não saber o que é stalkerware ou spouseware.

Dentre as pessoas que conhecem a espionagem digital, há mais homens do que mulheres. “É importante dizer que esse tipo de programa para monitorar conjugues permanece escondido da vítima. Neste contexto, faz sentido que o(a) abusador(a) conheça sua existência. Já a vítima não irá saber do que se trata. Juntando essas características, faz sentido o combate ao stalkerware focar também na proteção das mulheres”, analisa Raquel Marques, presidente da Associação Artemis e doutora em Saúde Coletiva pela Universidade de São Paulo (USP).

Como o crime de perseguição digital geralmente é praticada por uma pessoa próxima, normalmente o parceiro, Fabio destaca que alguns comportamentos tornam a prática mais fácil. É o caso, por exemplo, de casais que compartilham a senha do celular, comportamento presente em 62% dos entrevistados.

“Outro hábito digital preocupante do ponto de vista da segurança é o compartilhamento de serviços como iCloud e Google Account entre membros da mesma família. 36% dos brasileiros fazem isso e essa é mais uma opção tecnológica para perseguir alguém, já que esses serviços têm recursos de localização geográfica, armazenamento de fotos na nuvem entre outros recursos que podem ser explorados”, afirma.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tecnologia

WhatsApp: promoção falsa promete 5 mil passagens aéreas de graça

Publicado

Golpe circula no WhatsApp
Unsplash/Mourizal Zativa

Golpe circula no WhatsApp

Mais um golpe circula no WhatsApp, desta vez prometendo passagens aéreas gratuitas da companhia Iberia. Na mensagem, golpistas prometem até 5 mil passagens de idade e volta para a Europa.

Segundo a empresa de cibersegurança ESET, o objetivo dos criminosos é fazer com que os usuários instalem um aplicativo que exibe publicidade no celular, além de roubar dados pessoais. A própria Iberia confirmou que a promoção é falsa.

O link enviado junto à mensagem da suposta promoção leva o usuário a um site que imita o da Iberia, mas é falso – ele apresenta comentários falsos de clientes dizendo que a promoção funcionou, a fim de fazer mais pessoas caírem na fraude. O golpe funciona da seguinte forma:

  • Ao clicar, o site pede que a vítima preencha um formulário, etapa que pode ser usada pelos cibercriminosos para roubar dados pessoais;

  • Depois das perguntas, o site mostra um jogo com várias caixas na qual o usuário deve escolher a premiada. Não importa a escolha: o site informará que a vítima ganhou as passagens aéres;

  • Em seguida, o site exige que o usuário compartilhe a suposta promoção no WhatsApp para receber o prêmio, o que faz com que a fraude se dissemine;

  • Por fim, o usuário é redirecionado para um site que informa que o smartphone está lento. Então, a vítima é redirecionada à loja de aplicativos para baixar um app que teoricamente otimizaria o desemprenho do celular. Na verdade, o aplicativo exibe anúncios constantemente, mesmo quando está fechado.

“Embora uma das práticas de segurança mais recomendadas para usuários de celular seja baixar aplicativos de lojas oficiais, como o Google Play ou a App Store, como já vimos repetidamente, isso não é suficiente. É verdade que o Google aplica filtros de segurança para impedir que aplicativos maliciosos cheguem à loja – algo que garante maior segurança em comparação com sites desconhecidos -, mas os cibercriminosos, ainda assim, conseguem colocar seus aplicativos em lojas oficiais. Aplicativos que prometem limpar ou melhorar o desempenho do telefone geralmente são usados para distribuir publicidade invasiva nos computadores dos usuários e, dessa forma, as operadoras monetizam esses golpes”, explica Camilo Gutiérrez Amaya, Chefe do Laboratório de Pesquisa da ESET.

Para evitar cair neste tipo de golpe, sempre desconfie de promoções boas demais. Na dúvida, procure pela oferta no site oficial da empresa pela qual o golpista se passa (neste caso, a Iberia) e confira os links recebidos antes de clicar – neste caso, a URL nada tem a ver com o site oficial da companhia aérea.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Continue lendo

Tecnologia

Google TV se prepara para adicionar mais canais ao vivo gratuitos

Publicado

Google TV vai lançar 50 canais
Unsplash/Kai Wenzel

Google TV vai lançar 50 canais

O Google TV deve implementar em breve 50 novos canais ao vivo gratuitos. A expectativa é de que eles sejam suportados por anúncios e veiculados ao próprio aplicativo, o que poderia excluir a necessidade de uso de serviços concorrentes, como o Pluto TV. A informação foi encontrada em um código recente da plataforma.

Divulgada pelo site 9to5Google, a descoberta foi feita após a análise da versão mais recente do aplicativo do Google TV (antigo Android TV) enviado à Play Store. No código descompilado foi possível ter acesso à frase “desfrute de 50 canais de TV ao vivo sem a necessidade de assinatura, inscrição ou download”, além de uma imagem com trinta dos canais que estariam disponíveis no momento do seu lançamento.

Atualmente, o Google TV é conhecido por ser um agregador de indicações de conteúdos de outros streamings (tal qual a Apple TV) e também oferecer suporte de aluguel e compra de produções na própria plataforma. No Brasil, além de estar presente em televisores, boxes, dongles e dispositivos Android, em junho desse ano ele também foi disponibilizado para iOS e iPadOS.

Se concretizada, a mudança trará conteúdos ao vivo para a plataforma que vão desde os noticiários até programas de culinária, filmes e esportes. Além disso, ela traz um diferencial ao sistema que o deixava atrás de outros serviços parecidos, como a Samsung TV Plus e a Pluto TV – sendo essa última, inclusive, quem, até então, transmitia sua grade de programação ao vivo no Google TV.

Abaixo, seguem os canais vistos na imagem ao que o 9to5Google teve acesso e que possivelmente estarão disponíveis ao vivo e gratuitamente na plataforma:

  • ABC News Live
  • America’s Test Kitchen
  • American Classics
  • The Asylum
  • Battery Pop
  • CBC News
  • ChiveTV
  • Deal or No Deal
  • Divorce Court
  • Dry Bar Comedy
  • FailArmy
  • Filmrise Free Movies
  • Hallmark Movies & More
  • It’s Showtime at the Apollo!
  • Kevin Hart’s LOL! Network
  • Love Nature
  • Maverick Black Cinema
  • MooviMex
  • Nature Vision
  • NBC News Now
  • Newsmax TV
  • Nosey
  • The Pet Collective
  • Power Nation
  • Reelz
  • Teletubbies
  • Today All Day
  • Toon Goggles
  • USA Today
  • World Poker Tour
  • Wu Tang Collection TV
  • Xumo Crime TV
  • Xumo Movies
  • Xumo Westerns

Google TV ganhou suporte para múltiplos perfis

Em maio, o Google TV deu um importante passo para tornar sua interface mais focada e personalizada para cada um de seus usuários. A plataforma anunciou o lançamento de perfis, recomendações e listas individuais em sua página inicial, um recurso bastante comum em plataformas de streaming.

A ferramenta, que havia sido anunciada ainda em 2021, ajuda a direcionar a experiência do usuário. Dessa maneira, pessoas que moram em uma mesma casa e utilizam o aplicativo do Google TV podem ter seu próprio espaço na plataforma, criando listas individuais do que desejam assistir e recebendo sugestões que, de fato, tem a ver com suas preferências.

Com a mudança, inclusive, é possível vincular diferentes contas do Google para cada um dos perfis, registrando de maneira individual o histórico de buscas e ajudando o Google Assistente a dar respostas mais precisas para o usuário.


Fonte: IG TECNOLOGIA

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana