conecte-se conosco


Entretenimento

Um dia para ficar na história: o impacto da morte de Michael Jackson

Publicado

Era fim de tarde no Brasil no dia 25 de julho de 2009, uma quinta-feira, quando o TMZ noticiou que Michael Jackson havia sido levado para o hospital com uma parada cardíaca. O Twitter tinha apenas três anos e o Facebook cinco. O WhatsApp, hoje grande ferramenta de comunicação, estava nascendo.

michael jackson cantando
Divulgação

Morte de Michael Jackson causou grande comoção na época e se tornou a morte mais comentada na mídia, acima do papa João Paulo II

Aos 50 anos e prestes a embarcar em uma maratona de 50 shows em Londres, Michael Jackson sofreu uma overdose acidental de Propofol. Naquele dia o mundo perdia um dos maiores nomes da música e da cultura pop, e a imprensa e internet conheciam um fenômeno midiático jamais visto antes nos tempos de world wide web.

Leia também: Homenagens a Michael Jackson nos dez anos de sua morte viram tabu nos EUA

“Eu não me lembro de uma morte que tivesse tanta repercussão mundial”, comenta Pablo Miyazawa, que na época era editor da Revista Rolling Stone e teve que, literalmente, parar as máquinas. “Às 16h alguém falou ‘aconteceu alguma coisa com o Michael Jackson’”, contou Pablo. Ainda assim, ele diz que levou certo tempo para a “ficha cair” de que o cantor havia morrido.

Com uma capa estampada por Ronaldo Fenômeno pronta para ir para a gráfica, a equipe começou uma “operação de guerra”, como Pablo define, para falar sobre o cantor. Foram 16 páginas dedicadas à carreira de Michael, além da equipe da revista se tornar referência no assunto: “A RS acabou sendo um ‘hub’ de interesse. Demos entrevista para todas as emissoras e uma, inclusive, foi até a redação para fazer link ao vivo. Saiu em toda parte”, comenta o jornalista.

A queda do Google

print da manchete da morte de michael jackson no site tmz
Divulgação/Reprodução

Michael Jackson

A primeira reação das pessoas, tanto fãs quanto curiosos, foi de incredulidade. A saúde de Jackson podia não ser das melhores, mas não havia nenhum sinal que apontasse para um desastre, como algumas vezes era possível imaginar com outros astros que abusaram de drogas e álcool no passado.

Jonathan Crociatti, fã e autor de uma biografia sobre Michael, contou sua lembrança da notícia na televisão: “Quando eu liguei a televisão no ‘Jornal Nacional’ estava um inferno. Estavam com medo de dar a notícia e ser fake”, conta.    

O mineiro Ricardo Walker tem apenas 25 anos, ou seja, estava na adolescência quando MJ morreu, mas ainda assim foi impactado pela notícia. Fã do músico desde a infância por conta do irmão mais velho, Walker acabou se tornando um de seus covers mais conhecidos no Brasil.

Leia também: HBO exibe documentário polêmico sobre Michael Jackson e abusos sexuais em março

“Infelizmente é um dia que jamais vou esquecer. Óbvio que minha primeira reação foi desacreditar e correr para o computador para mais notícias sobre, mas quando eu vi, até o Google estava fora do ar, assim como todas as comunidades em tributo ao Michael”.

cena do documentario this is it
Divulgação/Reprodução

Michael Jackson

De fato, o impacto da notícia foi tão grande que a rede de buscas mais famosa do mundo chegou a sair do ar. O número de buscas pelo cantor foi tão alto que a o site entendeu se tratar de um vírus e suspendeu as buscas. Levou cerca de 50 minutos para que a pesquisa fosse restabelecida. No Twitter, foram cerca de 110 mil mensagens por hora, mais da metade do que a rede costumava ter. Sem o Instagram, que só seria lançado um ano depois, os famosos usaram justamente o Twitter para comentar a morte do cantor.

Na internet, a principal fonte se tornou o TMZ . O site criado por Harvey Levin já era popular na época, mas não tinha grande credibilidade. “Ainda havia esse consenso de ‘é o TMZ . Vamos esperar a The Associated Press ou o The New York Times confirmarem antes de dizermos que é verdade”, declarou na época o jornalista Jurt Andersen ao New York Times .

Essa crença, porém, mudou com a morte de MJ, e o TMZ se tornou referência no jornalismo de celebridades, especialmente se o assunto envolvia polícia e hospitais. Naquela quinta-feira, eles anunciaram a morte de Michael às 17h20 (hora local), enquanto a nota oficial da família indicava a morte às 17h26.

Antes tido como um tabloide menor e sensacionalista, foi com a ampla e intensa cobertura do caso que o TMZ ganhou projeção. Afinal, foi o site que pautou o jornalismo mundial, acompanhando o caso desde a chamada da ambulância na casa do cantor.

Comoção mundial

paris jackson chora no memorial para michael jackson
Divulgação/Reprodução

Michael Jackson

“Quando você perde uma estrela guia fala ‘e agora, vou fazer o quê?’. Dentro de mim sempre tive ele como um amigo”, desabafa Jonathan. Muitas pessoas tiveram uma reação parecida e tentaram se apegar ao artista como podiam: alguns apostaram na teoria de que ele não morreu, outros ficaram com o ingresso para seu show da turnê “This is It”.

Programado para fazer 50 apresentações nos nove meses seguintes, os ingressos já estavam quase esgotados e, com o anúncio de sua morte, a empresa responsável ofereceu tanto reembolso, como o envio do ingresso para quem quisesse ter a lembrança, o que muitas pessoas fizeram.

Nas semanas que se seguiram, o cantor não saiu da mídia. As reportagens foram das mais variadas, desde possíveis aparições sobrenaturais de Jackson, até especulações sobre como ele morreu e seu estado de saúde antes disso.

De acordo com uma análise feita na época pela Global Language Monitor, a morte, sua repercussão e o funeral de Michael tiveram uma cobertura 18% maior do que a morte do Papa João Paulo II. Após 72 horas da tragédia, o assunto se tornou a nona notícia mais coberta em mídias jornalísticas, fossem elas impressas ou on-line.

Em 7 de julho, 12 dias depois de sua morte um memorial público aconteceu no Staples Center, estádio que serviu de palco para os ensaios de Michael para a turnê em Londres. A cerimônia, que incluiu mensagens emocionantes dos três filhos do cantor, foi assistida por mais de um bilhão de espectadores no mundo.

Perdas

capas da vanity fair com michael jackson e farrah fawcett
Divulgação/Reprodução

Michael Jackson e Farrah Fawcett estamparam edição especial da Vanity Fair. Os dois artistas morreram no mesmo dia

Dia 25 de junho também marcou a morte da atriz Farrah Fawcett. Conhecida mundialmente por seu papel na série “As Panteras”, Farrah tinha câncer e sua morte foi anunciada horas antes de Michael. Ela faleceu dias após o lançamento de um documentário que mostrava sua batalha contra a doença. Na manhã do dia, era a atriz que ocupava o noticiário, mas depois da emergência de Michael, pouco se falou sobre Fawcett. Até hoje, poucos relacionam sua morte a esse dia.

Mesmo famosa, ela não tinha a projeção nem o status de ídolo de Jackson. O cantor era admirado por muitas pessoas e por motivos distintos. Dono de diversos recordes na música, ele tem álbuns entre os mais vendidos até hoje, 10 anos depois.

Leia também: Documentário polêmico faz de Michael Jackson uma figura tóxica na mídia

Michael Jackson viveu uma vida peculiar, e teve uma morte peculiar. Não havia como a repercussão ser diferente de uma comoção mundial, a altura de seu estrelato.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Líder de audiência, Erlan Bastos completa 1 ano no comando do Balanço Geral CE

Publicado


source
Erlan comemora um ano no Balanço Geral
Reprodução

Erlan comemora um ano no Balanço Geral


O jornalista e apresentador Erlan Bastos completou nesta terça-feira um ano à frente do Balanço Geral CE, programa da TV Cidade, afiliada da Record TV no Ceará. O comunicador foi o responsável por tirar a atração jornalística da terceira posição no Ibope na Grande Fortaleza e colocá-la para brigar com a Globo. 

Erlan Bastos é visto como um dos novos fenômenos da televisão brasileira. No comando do Balanço Geral CE e do quadro “A Hora da Venenosa”, vence com frequência a Globo na capital cearense. Na semana passada, por exemplo, venceu a emissora carioca em três confrontos diretos.


Na terça-feira (20), o Balanço Geral CE obteve índice de 8,8 pontos do ibope, com pico de 10,2 pontos, contra 8,6 da Globo. A vitória se repetiu na segunda-feira (19), quando o programa de Bastos marcou 9,9 pontos na audiência na média, com pico de 12,5. A Globo, em comparação, obteve média de 8,4 pontos no mesmo período.

Você viu?

O programa também venceu a concorrente na última sexta-feira (16). O Balanço Geral CE venceu mais uma vez a Globo na audiência e foi líder, marcando média de 8,8 pontos, com pico de 12,2. Enquanto isso, a emissora dos Marinho não passou dos 6,8 pontos de média.

Erlan Bastos assumiu o Balanço Geral CE em 2020, quando deixou a Rede Meio Norte e assinou com a TV Cidade, afiliada da Record TV. Na antiga emissora, comandou os programas “Supertop” e “Vida de Artista”. Ao chegar ao jornalístico, deu uma nova cara à atração, tirando o programa da terceira colocação na audiência para brigar pela liderança.

Edson Ferreira, diretor geral do Grupo Cidade de Comunicação, reforça que a simplicidade e a relevância se tornaram marcas do programa neste último ano. “O Balanço Geral CE cumpre um papel fundamental na programação da TV Cidade, trazendo informações relevantes de uma forma dinâmica e popular”, apontou.

Ao misturar assuntos importantes e notícias do mundo das celebridades com a irreverência e credibilidade de Bastos, a atração da TV Cidade conquista mais espaço a cada dia. “Sem dúvidas, esses bons resultados de audiência são reflexos deste trabalho incessante do Grupo Cidade de Comunicação em levar notícias e entretenimento de qualidade para o telespectador”, afirmou.

Já o presidente do Grupo Cidade de Comunicação, Miguel Dias Filho, ressaltou que a importância do programa está, ainda, na capacidade de alcançar audiência fora do Ceará através das plataformas digitais. “Com o Balanço Geral CE, a TV Cidade se consolida na preferência do público cearense e se destaca com um público nacional que assiste a programação através de outras plataformas”.

O Balanço Geral Ceará vai ao ar de segunda a sexta-feira, de 14h às 15h15min, com apresentação de Erlan Bastos. Já o quadro “A Hora da Venenosa” conta com a apresentação de Bastos e Mayara Lorenna.

Fonte: IG GENTE

Continue lendo

Entretenimento

Ivete Sangalo elogia Anitta: “Artista internacional”; web repercute

Publicado


source

Briga ou rusgas entre Ivete Sangalo e Anitta? Parece que tudo está resolvido ou ficou no passado . Na noite desta terça-feira (27), Ivete rasgou elogios para Anitta durante a exibição do “Música Boa Ao Vivo”, do Multishow.

Comandado pela estrela baiana em uma temporada feita em Salvador (BA) , o programa recebeu Lexa, Glória Groove, Felipe Pezzoni e Mari Antunes (Babado Novo). Durante uma conversa sobre o funk, Sangalo apontou Anitta como artista internacional.


“O funk trouxe nomes importantes como Anitta, que é uma artista internacional. Está em todo canto. A gente ouve falar em Anitta em todo canto”, disse Ivete Sangalo, que ainda elogiou Pabllo Vittar, Pocah, Ludmilla e Lexa.


Na web, o comentário de Ivete surpreendeu internautas que ainda acreditam em uma rivalidade entre as cantora.

Veja:

Você viu?








Fonte: IG GENTE

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana