conecte-se conosco


Curiosidades

Tubarão-branco gigante ataca caiaque e deixa dentes gigantes para trás nos EUA

Publicado

source

Hardcore

Dentes de tubarão arrow-options
Hardcore

Ataque do animal aconteceu nos Estados Unidos.

Dois amigos estavam remando seus caiaques na Ilha de Catalina, na Califórnia, EUA, quando um deles, o mergulhador Danny McDaniel, sentiu algo se mover sob seu barco. Em seguida, um impacto veio e Danny pode ver que um tubarão branco acabara de morder seu caiaque.

Leia também: Ioga, disciplina e celibato: conheça o monge indiano que diz ter 123 anos 

McDaniel retornou a praia para averiguar os estragos e encontrou dois dentes de dois centímetros de comprimento cada do gigante predador. Seu amigo que estava no outro caiaque , Jon Chambers, apontou que o animal deveria medir cerca de 5,7 metros.

“Quando olhei na água, vi aquele bicho enorme apenas e ainda acho que ele nem chegou a dar uma mordida completa. Acho que ele apenas deu uma mordidinha e empurrou”, ressaltou McDaniel ao CNN Travel. O tubarão branco deu um giro de 180 graus no caiaque do mergulhador.

Leia também: Adolescente come o próprio cavalo e diz: ‘melhor carne de todos os tempos’ 

Leia Também:  Concessionária dá Bíblia, bandeira dos EUA e fuzil para quem compra carro

Danny McDaniel é um mergulhador veterano e contou já ter nadado ao lado de tubarões antes, mas nunca um tão grande. Mesmo assim, ele e seu amigo Jon Chambers decidiram voltar para a água depois do ataque para praticar mergulho. “Devemos estar sempre pensando que pode haver tubarões aqui – mas isso não significa necessariamente que devemos ter medo”, concluiu.

Fonte: IG Curiosidades
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Curiosidades

Homem tira jacaré gigante de dentro de piscina com as próprias mãos

Publicado

source
homem com jacaré nas mãos arrow-options
Reprodução/Instagram

Caso aconteceu na cidade de Parkland, nos Estados Unidos.

O norte-americano Paul Bedard, que faz parte do prorama “Gator Boys”, publicou na última quarta-feira (16) uma série de fotografias em que aparece com um enorme jacaré nas mãos. O animal de cerca de 2,6 metros de comprimento estava dentro de uma piscina de uma casa residencial na cidade de Parkland, nos Estados Unidos.

Leia também: Vídeo mostra decolagem, queda e explosão de avião em Belo Horizonte; assista 

“Recebi uma chamada esta manhã sobre um jacaré numa piscina em Parkland […] Não tinha um jacaré com um bom tamanho numa piscina provavelmente há um ano, por isso fiquei entusiasmado quando atendi”, afirmou Paul Bedard em texto publicado junto das fotos. 

Bedard também disse em sua postagem que o resgate é divertido. Ele disse que para retirar um animal de uma piscina basta entrar e brincar com ele para deixá-lo cansado. Em seguida, ele prende sua boca com uma fita e o retira da piscina ou, se o animal estiver muito cansado, apenas o pega sem nem precisar fechar a boca do jacaré. “Foi basicamente o mais suave e fácil que poderia ser”, disse.

Leia Também:  Mergulhador trava batalha pela vida contra enorme tubarão-branco; imagens fortes

Ver essa foto no Instagram

Got an e-gator call this morning about an 8 to 9 foot alligator in a swimming pool up in Parkland. The gator had walked through the screen and into the pool. I haven’t had a good-sized gator in a swimming pool in probably a year, so I was kind of looking forward to this when I got the call. These are actually fun because the gator can’t go anywhere and the water’s almost always crystal clear. So all I have to do is jump in the water play around with him until he’s tired and I can either hold his mouth shut and put a snare on it and tape it, or if he super energetic I can get him tired enough where I can just pick him up without the tape and carry him out in the yard and then tape him up once I get there. This guy was super mellow didn’t really give me a hard time at all, I couldn’t get him to spin on me he really wanted nothing to do with me. I simply made a frontal catch put a snare on his mouth and taped him up. Then finally got him to expend some energy…. I didn’t want to pull him out of the water until he was tired, because he’ll usually go into a death roll and smash himself up on the concrete or, if he’s not taped, bite the concrete or something so it’s always better to make him expend that energy in the water where is not going to get banged up. He ended up being 8 feet 8 in, and didn’t really give me a hassle at all, it was basically as smooth and easy as it ever gets. Thank you Lord, much appreciated. #gatorboysalligatorrescue #gatorboys #rescue #animal #alligator #gators #gator #paulbedard #evergladesholidaypark #everglades #crocodile #croc #greatful #nuisancealligator

Uma publicação compartilhada por Paul Bedard (@gatorboysalligatorrescue) em 15 de Out, 2019 às 6:14 PDT

 Apesar do tamanho, o animal era calmo e não ofereceu resistência para o especialista, que rapidamente retirou o jacaré do local e tirou diversas fotos abraçado no réptil. Em pouco mais de cinco dias, a postagem superou a marca de três mil curtidas. 

Fonte: IG Curiosidades
Continue lendo

Curiosidades

Após 71 anos, descoberta reabre investigação do maior mistério da Austrália

Publicado

source

Em 1º de dezembro de 1948 o corpo de um homem foi encontrado na praia de Somerton, na Austrália. O caso virou manchete na época, mas a identidade desse homem ou o motivo pelo qual ele morreu nunca foram descobertos pela polícia local. Hoje, o mistério do “Homem de Somerton”, como passou a ser chamado, é o maior crime não solucionado da Austrália.

Leia também: Boneca assombrada assusta colecionador ao “ganhar vida”; assista vídeo

praia de Somerton arrow-options
Arquivo

O mistério do ‘Homem de Somerton’ é o caso sem solução mais conhecido da Austrália

Porém, agora em 2019, a história voltou a chamar atenção. Isso porque foi autorizado que o corpo do “Homem de Somerton” seja exumado. Isso quer dizer que, mesmo décadas depois da morte, as autoridades retirarão os restos mortais para continuar a investigação do mistério

Segundo informações do portal britânico The Mirror , o caso foi reaberto após um pedido de Roma e Rachel Egan, que acreditam ter parentesco com o homem misterioso. Por causa disso, será realizado um teste de DNA na tentativa de descobrir quem é o “Homem de Sumerton “. 

Leia também: Com traje sadomasoquista, homem misterioso assusta mulher na Inglaterra

Entenda o mistério do “Homem de Somerton”

policiais com sapatos do Homem de Somerton arrow-options
Wikipedia

Investigação do caso nunca teve solução

O corpo do homem não identificado foi encontrado sem vida às 06h30 em 1 de dezembro de 1948, na praia de Somerton em Adelaide, Austrália, por um grupo de jóqueis que estavam treinando no local.

Leia Também:  Mergulhador trava batalha pela vida contra enorme tubarão-branco; imagens fortes

A cabeça do homem estava sobre as pedras e, de acordo com relatos, ele “parecia estar dormindo profundamente” e não havia ferimentos visíveis.  

No bolso, o homem tinha um cigarro, uma passagem de Adelaide para a praia de Henley, no sul da Austrália, uma passagem de ônibus, uma escova de cabelo, um maço de cigarros de marca britânica, metade de um pacote de chiclete e alguns fósforos. 

A polícia percebeu que todas as etiquetas de suas roupas foram removidas e ele não possuia nenhum documento de identificação.

Os investigadores também não conseguiram identificá-lo pela arcada dentária, apesar de notarem que sua última refeição havia sido uma empanada da Cornualha, um tipo de pastel assado típico do Reino Unido, e que ele provavelmente havia sido envenenado — porém, não através da empanada. 

Em 4 de janeiro de 1949, a equipe que trabalhava na estação de trem de Adelaide encontrou uma mala, na qual a etiqueta também fora removida, que estava nos achados e perdidos do local desde novembro do ano anterior. Dentro dela, havia artigos pessoais, como chinelos, um vestido, uma faca de manteiga que havia sido afiada, um pincel e um sobretudo. 

Em uma segunda inspeção, descobriram o nome Kean em um colete que também estava na mala e perceberam que os sapatos que o cadáver estava usando no dia em que foi encontrado estavam limpos. Então, era provável que mesmo com envenenamento, ele tenha sido limpo e colocado na praia com roupas diferentes das que usava na hora do crime.

Leia Também:  Urso mata músico que coletava sons da natureza no Canadá

Também foi encontrado um pedaço de papel costurado dentro do bolso da calça do homem, no qual se lia “Tamam Shud”, que significa “finalizado” em persa. A frase havia sigo arrancada de um livro de poemas chamado Rubaiyat de Omar Khayyam.

Ao encontrarem a obra, procuraram pela página que faltava e encontraram um número de telefone, um tipo de código e outro número não identificado. Esse código levou até Jessica Ellen Thomson, uma mulher que vivia em Glenelg , subúrbio próximo a Somerton.

Em depoimento, a mulher disse que um homem que não conhecia já havia tentado visitá-la e perguntou sobre ela para um vizinho. Anos depois da morte de Jessica, a filha dela, Kate, disse à mídia local que acredita que a mãe conhecia o homem misterioso. 

Leia também: Mulher flagra criatura e internautas comparam com Dobby, de Harry Potter

Rachel Egan arrow-options
Reprodução/Australian Story

Rachel Egan acredita ser neta do ‘Homem de Somerton’ e pediu reabertura do caso

A nora de Jessica, Roma Egan, acredita que a sogra e o homem misterioso tenham tido filhos. Foram ela e a suposta neta do “Homem de Somerton”, Rachel Egan, que pediram a exumação do corpo para descobrir se há ou não parentesco entre eles e, talvez, resolver o mistério .

Fonte: IG Curiosidades
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana