conecte-se conosco


Nacional

Trump acusa China de mover tropas para fronteira com Hong Kong

Publicado

source
Donald Trump%2C presidente dos EUA%2C com Xi Jinping%2C presidente da China%2C durante reunião do G20 arrow-options
Divulgação / Official White House Photo / Shealah Craighead

Donald Trump, presidente dos EUA, com Xi Jinping, presidente da China, durante reunião do G20

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira (13), citando a inteligência americana, que o governo da China está movendo tropas para a fronteira com
Hong Kong, e pediu calma enquanto os confrontos entre manifestantes e autoridades da ex-colônia britânica continuavam.

Leia também: Em clima tenso, aeroporto de Hong Kong é reaberto após protestos

Não ficou imediatamente claro se Trump estava relatando novos movimentos ou movimentos perto da fronteira já relatados na mídia. “Nossa inteligência nos informou que o governo
chinês está movendo tropas para a fronteira com Hong Kong. Todos devem ficar calmos e seguros!”, escreveu no Twitter.

Em uma aparente demonstração de força, a Polícia Armada do Povo realizou exercícios de grande escala na cidade de Shenzhen, na fronteira com Hong Kong, neste final de semana. Em
vídeos publicados pelo jornal chinês Global Times, é possível ver cerca de dez veículos blindados para o transporte de tropas dirigindo-se para o local. Enquanto a polícia
chinesa responde ao Ministério de Segurança Pública, a Polícia Armada está sob controle da Comissão Central Militar e atua em rebeliões, motins, ataques terroristas e outros
atos ilegais.

Leia Também:  Mais Médicos para o Brasil: publicado nomes e locais de trabalho

Leia também: Bachelet pede inquérito sobre violência policial em Hong Kong

Hong Kong tem autonomia política, administrativa e judicial, um modelo conhecido como “ um país, dois sistemas ”, garantido pela Lei Básica , semiconstituição elaborada quando o
território foi devolvido à China pelos britânicos em 1997.

Nesta terça-feira, pelo segundo dia consecutivo, todas as decolagens foram canceladas no aeroporto de Hong Kong em meio a protestosantigoverno e pró-democracia que já se
estendem por dez semanas. Em resposta à escalada de confrontos e violência, a ONU pediu cautela e investigações sobre a violência policial, enquanto a chefe do Executivo local,
Carrie Lam, fez um apelo para que os manifestantes não “empurrem a cidade para um abismo”.

Centenas de manifestantes ocuparam os saguões de embarque e desembarque do aeroporto da cidade, o oitavo mais movimentado do mundo, utilizando carrinhos para impedir que os
passageiros chegassem até os guichês das companhias aéreas e aos portões de embarque.

À noite (fim da manhã no Brasil), um homem foi amarrado e espancado por manifestantes, que afirmaram que ele seria um policial chinês à paisana, infiltrado no protesto. Do lado
de fora, um grupo de policiais da tropa de choque local usou gás de pimenta contra os manifestantes, enquanto tentava escoltar o homem ferido até uma ambulância.

Leia Também:  Vale cria diretoria com sede em Brumadinho para lidar com tragédia

Leia também: EUA negarão cidadania a imigrantes que usarem programas sociais

Mais cedo, o órgão responsável pela gestão do aeroporto anunciou o cancelamento dos check-ins pelo resto do dia, afirmando que as operações haviam sido “seriamente afetadas”.

Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Número de mortes por conta das chuvas em Minas Gerais chega a 30

Publicado

source
Maior parte das mortes ocorreram por deslizamentos de terra arrow-options
Telmo Ferreira/Agência O Globo

Maior parte das mortes ocorreram por deslizamentos de terra

O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil de Minas Gerais confirmaram no início da noite deste sábado (25) que já chega a 30 o número de mortes em decorrência das fortes chuvas em Belo Horizonte e na Região Metropolitana. A maior parte dos óbitos, afirmam os bombeiros, aconteceram em função de deslizamentos de terra.

Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, há mais 620 pessoas desalojadas, 911 desabrigadas e sete feridos. Os números devem continuar a ser atualizados.

O governador do estado, Romeu Zema (Novo) afirmou que “a situação está sob controle. Nós estamos trabalhando 24h por dia, mas como ainda há previsão de chuva e o solo já está encharcado, fica o alerta de que todos precisam colaborar”.

Zema também pediu que as pessoas acolham amigos e familiares que tenham sido afetados, mas garantiu que o Estado está acolhendo em abrigos aqueles que não tem para onde ir. 

A cidade de Belo Horizonte e a Região Metropolitana estão sofrendo as consequências das intensas chuvas que ocorrem na região desde a última quinta-feira (23). Já foram registradas ao menos 474 ocorrências desde o início dos temporais.

Leia Também:  Decreto de Witzel tira mortes por policiais de índice de letalidade violenta

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Nacional

Cerca de 9 mil pessoas estão desalojadas em Itaperuna por conta das chuvas

Publicado

source
Fortes chuvas castigam a cidade de Itaperuna arrow-options
reprodução / Twitter

Fortes chuvas castigam a cidade de Itaperuna

Cerca de 9 mil pessoas estão desalojadas na cidade de Itaperuna devido às fortes chuvas que assolam as regiões Norte e Noroeste do estado do Rio nos últimos dias. O número de desalojados corresponde a quase 10% da população local. Não há, no entanto, registro de pessoas desaparecidas ou feridas gravemente até o momento. Segundo a Defesa Civil da cidade, 11 famílias estão desabrigadas e estão recebendo o apoio da prefeitura.

Leia também: Mortes em decorrência das chuvas em Belo Horizonte e região chegam a 14

– O nível do Rio Muriaé subiu bastante na madrugada de sexta para sábado. Já está em quase 6 metros. Enviamos um alerta vermelho para a população na sexta-feira. É muita água. Nossa previsão é de que a água continue subindo até a noite de domingo. Todo o equipamento da prefeitura está à disposição no momento. Criamos um gabinete de crise na semana passada, já vinhamos monitorando e traçando metas. Preparamos as escolas para abrigar as pessoas, com assistente sociais e psicólogos – diz Franciney Luiz de França, secretário da Defesa Civil de Itaperuna.

Leia Também:  Mais Médicos para o Brasil: publicado nomes e locais de trabalho

A situação das chuvas também preocupa municípios vizinhos. Segundo a Rádio Itaperuna, a cidade de Bom Jesus de Itabapoana já contabiliza 22 famílias desabrigadas até o momento. Em Porciúncula, a Cedae teve de interromper temporariamente o funcionamento da estação de tratamento de água da cidade devido nível elevado de água do Rio Carangola. Os municípios de Italva, Laje do Muriaé, Natividade e Cardoso Moreira também estão afetados por conta das chuvas.

CHUVAS EM MINAS GERAIS

As chuvas em Minas Gerais já deixaram ao menos 14 mortos no estado. De acordo com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais, 16 pessoas estão desaparecidas. Ao todo, 2.590 pessoas estão desalojadas e 911 estão desabrigadas. Trinta e seis cidades foram afetadas em todo o estado.

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana