conecte-se conosco


Turismo

Tripadvisor revela os melhores destinos de 2022; Brasil está na lista

Publicado


source
Paraty é um dos melhores lugares a se visitar em 2022.
Guilherme Gabrielli / Unsplash

Paraty é um dos melhores lugares a se visitar em 2022.

O Tripadvisor, maior guia de viagens do mundo, acaba de divulgar os vencedores do prêmio Traveller’s Choice Awards 2022, que leva em consideração as avaliações de viajantes de todo o globo. Desse modo, a premiação enaltece destinos, hotéis, restaurantes e atividades, com base na opinião dos usuários num período de 12 meses. 

Na categoria principal, chamada “Destinos em Alta”, o Brasil aparece duas vezes. Em 7º lugar, com a capital do Rio Grande do Norte, Natal, e em 11º lugar, com a cidade de Paraty, no Rio de Janeiro. No segmento “Destinos Mais Badalados” a cidade do Rio de Janeiro aparece na 24ª posição. Já na categoria “Melhores destinos para quem ama o ar livre”, destaca-se a Chapada dos Veadeiros. 

O Brasil também marca presença em “Melhores destinos para quem ama gastronomia”, que mostra a cidade de São Paulo em 7º lugar. Na classificação “Melhores destinos para quem gosta de sol”, surge novamente a capital carioca, na 15ª posição, seguida da Praia Grande, em Santa Catarina, e Campos do Jordão, em São Paulo.

Confira os principais vencedores: 

Destinos em alta – Mundo

Natal é um dos melhores destinos do mundo segundo o Tripadvisor.
Pedro Menezes / Unsplash

Natal é um dos melhores destinos do mundo segundo o Tripadvisor.


1. Maiorca, Ilhas Baleares

2. Cairo, Egito

3. Rhodes, Dodecaneso

4. Tulum, México

5. Dubrovnik, Croácia

6. Ibiza, Ilhas Baleares

7. Natal, Brasil

8. Arusha, Tanzânia

9. Göreme, Turquia

10. Santorini, Cíclades

11. Paraty, Brasil

12. Aruba

13. Split, Croácia

14. Playa del Carmen, México

15. Ilha Havaí, Havaí

16. Luxor, Egito

17. República Dominicana

18. Charleston, South Carolina

19. St-Martin/St Maarten 

20. Atol de Malé do Norte

21. Zanzibar, Arquipélago de Zanzibar

22. La Fortuna de San Carlos, Costa Rica

Os destinos mais badalados – Mundo

Rio de Janeiro é um dos destinos mais badalados do mundo.
Davi Costa / Unsplash

Rio de Janeiro é um dos destinos mais badalados do mundo.


1. Dubai, Emirados Árabes

2. Londres, Reino Unido

3. Cancun, México

4. Bali, Indonésia

5. Creta, Grécia

6. Roma, Itália

7. Cabo San Lucas, México

8. Istambul, Turquia

9. Paris, França

10. Hurghada, Egito

11. Barcelona, Espanha

12. Marraquexe, Marrocos

Leia Também

13. Tenerife, Ilhas Canárias

14. Córsega, França

15. Nova Délhi, Índia

16. Singapura, Cingapura

17. Edimburgo, Reino Unido

18. Florença, Itália

19. Jaipur, Índia

20. Cusco, Peru

21. Bangcoc, Tailândia

22. Doha, Catar

23. Phuket, Tailândia

24. Rio de Janeiro, Brasil

25. Las Vegas, Nevada

Melhores destinos para quem ama o ar livre — Mundo

A Chapada dos Veadeiros é um dos melhores destinos ao ar livre.
Reprodução

A Chapada dos Veadeiros é um dos melhores destinos ao ar livre.


1. Arenal Volcano National Park, Costa Rica

2. Jim Corbett National Park, Índia

3. Serengeti National Park, Tanzânia

4. Reserva Nacional Masai Mara, Quênia

5. Parque Nacional de Kruger, África do Sul

6. Fiordland National Park, Nova Zelândia

7. Denali National Park and Preserve, Alaska

8. Kilimanjaro National Park, Tanzânia

9. Westland Tai Poutini National Park, Nova Zelândia

10. New Forest National Park Hampshire, Reino Unido

11. Snowdonia National Park, Reino Unido

12. Banff National Park, Alberta

13. Cilento and Vallo di Diano National Park, Itália

14. Jasper National Park, Alberta

15. Parque Nacional do Grand Canyon, Arizona

16. Tarangire National Park, Tanzânia

17. Ngorongoro Conservation Area, Tanzânia

18. Freycinet, Austrália

19. Vatnajokull National Park, Islândia

20. Grand Teton National Park, Wyoming

21. Bryce Canyon National Park, Utah

22. Plitvice Lakes National Park, Croácia

23. Chapada dos Veadeiros, Brasil

24. Uluru-Kata Tjuta National Park, Austrália

25. Parque Nacional de Zion, Utah

Fonte: IG Turismo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Turismo

Turismo cultural perto de SP: Itu recebe 1ª Feira Literária e Cultural

Publicado

source
Praça da Independência, em Itu, interior de SP, é um dos palcos da 1ª Feira Literária e Cultural de Itu
Prefeitura de Itu

Praça da Independência, em Itu, interior de SP, é um dos palcos da 1ª Feira Literária e Cultural de Itu

A cidade de Itu, interior de São Paulo, recebe a primeira edição da Feira Literária e Cultural de Itu (Flic) entre os dias 19 e 22 de maio. O evento pretende ocupar os principais espaços e pontos turísticos da cidade, como a Praça da Independência, o Museu de Energia e o Colégio Anglo, que vão receber contações de história, shows, oficinas, cinema e bate-papos com escritores contemporâneos.

A festa vai reunir nomes como Eduardo Suplicy, Mel Duarte, Clara Averbuck, Giovana Madalosso e Monique Malcher para as atividades. O festival é idealizado pelo escritor Paulo Stucchi, que se inspirou na Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), no Rio de Janeiro. A intenção é fazer do centro histórico de Itu um palco para abordar a literatura. Com curadoria da escritora e roteirista Ana Squilanti, a programação é inteiramente gratuita, aberta ao público e pode ser consultada no site vempraflic.com.br .

“Nossa proposta no debate sobre os territórios, sobre os corpos, sobre as vozes e o que está sendo dito no nosso 2022. É importante que olhemos para o passado para conseguir enxergar nosso presente e futuro e foi esse exercício que tentei aplicar à curadoria do festival. Estou satisfeita com o resultado, porque consegui mesclar autores bem diferenciados numa mesma mesa, em um exercício de ineditismo, inclusive. Misturando nomes contemporâneos nacionais com outros de influência local em Itu”, afirma a curadora.

A ideia de realizar a Flic em Itu veio após o organizador, o escritor Paulo Stucchi conhecer a Flip, em Paraty. Aproveitando o potencial do centro histórico da centenária Itu, ele quer transformar o ambiente num festival do interior.

A primeira edição vai homenagear a Semana de Arte Moderna de 1922, que completou seu primeiro centenário esse ano e refletir sobre o diálogo que artistas modernistas moveram naquela época; e de que forma podem se encaixar nos dias atuais. A grande homenageada será Patrícia Rehder Galvão, conhecida como Pagu, escritora, poetisa e ilustradora que tem importância equivalente a nomes como Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral. Pagu foi uma figura relevante para o movimento antropofágico anos depois da primeira semana de arte moderna.

A cidade também deve receber exposições, contação de história, feira de livro e exposição fotográfica. As oficinas terão como foco os costumes mexicanos e criação de PET poemas. Entre as demais atividades estão bate-papo com um sobrevivente do Holocasuto, contato com o hip-hop, show da slammer Mel Duarte (que apresenta seu CD de spoken word “Mormaço – entre outras formas de calor”) e lançamento da biografia da jornalista e ativista pela educação Maria ngela Mangeon.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Turismo

Destino dos Famosos: fauna, flora e herança histórica do Amazonas

Publicado

source
Algumas celebridades já admiraram de perto das belezas naturais do Amazonas
Reprodução

Algumas celebridades já admiraram de perto das belezas naturais do Amazonas

Representando um terço das florestas tropicais do mundo, a  região amazônica chama a atenção pela diversidade de fauna e flora. A floresta em si ocupa o território de nove nações, mas a maior parte – 60% – permanece concentrada no Brasil, se dividindo entre Roraima, Acre, Rondônia e Amazonas. O estado do Amazonas está localizado na região Norte do país, e a capital, Manaus, é um porto fluvial com pontos de referência que datam do ciclo da borracha do final do século 19.

A região amazônica cativa o coração de famosos mundo afora e, atualmente, está no ponto central de diversas discussões dos mais engajados na preservação ambiental. Gisele Büdchen, Vitão, Bruno Gagliasso, Leona Cavalli e Anitta (que chegou a gravar o clipe de “Is That For Me” por lá) estão entre as estrelas brasileiras que já passaram por ali.

O destino chama muito a atenção principalmente pelas belezas culturais, incluindo praias de água doce e o famoso encontro entre os rios Negro e Solimões. Contudo, antes de se empolgar com as belezas a serem admiradas, é preciso destacar que um cuidado fundamental antes de visitar o Amazonas é o tempo, pois o Norte tem clima muito úmido e o calor predomina durante quase todo o ano. 

Devido ao volume de florestas, os rios e lagos ficam mais cheios no período de chuvas – compreendido entre novembro e março. Caso um dos intuitos da viagem seja praticar esportes náuticos, por exemplo, o recomendado é ir entre janeiro e junho; caso contrário, opte pelo período mais seco, entre julho e novembro. 

Como chegar ao Amazonas?

Partindo de São Paulo, é possível chegar até o Amazonas de avião, ônibus e até se aventurar de carro – contudo, esse último método não é recomendado pois demanda pelo menos seis dias de viagem. De avião, para desembarcar em Manaus, as passagens podem variar de R$ 700 a R$ 2 mil*. Para quem prefere ir de ônibus, a viagem dura pouco mais de 16 horas e o preço médio da passagem é de R$ 209*. 

Vale ressaltar que antes de viajar é preciso estar devidamente vacinado contra febre amarela, tétano e hepatites A e B (além da Covid-19). Para quem tem essas vacinas em dia, vale consultar uma unidade de saúde para se certificar se é ou não necessária uma dose de reforço. 

O que fazer no Amazonas? 

Além do famoso encontro entre os rios Negro e Solimões e a natureza punjente, o destino é muito buscado pelos que gostam de praticar ecoturismo, relaxar e conhecer mais da história da região. A prova de que o Amazonas agrada a todos os gostos é a presença das praias, por exemplo, que possuem água doce. As principais são as Praias da Ponte Negra e da Lua, que também servem como cartão postal. Para quem deseja conhecer essas e outras praias, é bom lembrar: durante a cheia dos rios, entre abril e setembro, elas somem.

Uma boa opção para explorar o destino é o Arquipélago de Anavilhanas. São aproximadamente 400 ilhas que cobrem mais de 2 milhões de hectares. Já para quem curte passeios mais históricos, o Museu do Seringal é uma boa opção – e fica a aproximadamente 25 minutos de Manaus. O local parece uma fazenda e tem como foco contar para o visitante como funcionava o ciclo da borracha. Os turistas também podem ver o látex saindo diretamente de uma seringueira.

Outro passeio que tem uma carga histórica bem forte, além de cultural, é o encontro com povos indígenas. Às margens do Rio Negro está instalada a tribo Dessana, acessível apenas por meio de barco. As ocas ficam dispostas de modo a serem facilmente visualizadas e é o filho do Pajé quem recebe os turistas. Há outros povos indígenas que podem ser conhecidos por Manaus, mas os Dessana são os mais populares por conta da facilidade do passeio. 

Outro ponto obrigatório no roteiro é Presidente Figueiredo e suas belas cachoeiras. São quatro principais: Cachoeiras do Santuário, de Iracema, do Mutum e da Pedra Furada. A última é a mais famosa de todas, com uma imensa queda d’água que escorre de uma pedra com três grandes furos, formando uma piscina natural de águas calmas. 

Por fim, explorar a capital em si também é uma ótima opção. O Centro Histórico de Manaus, seus parques ecológicos e museus atraem vários turistas e ocupam um dia inteiro de roteiro. 

*Valores apurados em 13 de maio de 2022.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana