conecte-se conosco


Mato Grosso

Três suspeitos são presos e plano de roubo de carro é frustrado

Publicado

Policiais do Grupo de Apoio (GAp) do 3º Batalhão de Polícia militar prenderam dois suspeitos adultos e apreenderam um adolescente no final da tarde de ontem(09), nas proximidades da Praça Cultural no bairro CPA 1, em Cuiabá. Eles portavam um simulacro de pistola que, segundo o adolescente, seria utilizado no roubo de um veículo que já haviam planejado.  

Uma guarnição do GAp realizava patrulhamento no CPA IV, quando foi acionada por passageiros que desembarcaram de um coletivo que seguia sentindo Terminal do CPA 1. Eles informaram que no ônibus havia três jovens em atitude suspeitas que estariam passando um objeto semelhante a uma arma de fogo entre si.

Diante das informações, os policiais se deslocaram para o Terminal, onde visualizaram o ônibus e logo pediram para que o motorista parasse e assim pudessem fazer a abordagem e revista.

Foram localizados os suspeitos: J.B.L.V.(16), L.V.S.A.S.(21) e G.S.A.(22). O simulacro de arma de fogo tipo pistola, de cor preta, embaixo do banco, próximo a catraca.

Leia Também:  Governo vai a Shanghai buscar novos mercados para carne mato-grossense

Eles chegaram a negar a propriedade do simulacro, porém o menor acabou confessando que iriam realizar um roubo a veículo com o simulacro. Os suspeitos foram encaminhados para a Central de Flagrantes, juntamente com o material apreendido para as devidas providências.

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Governo repassa R$ 7,1 milhões aos municípios de Mato Grosso

Publicado

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), efetivou o repasse de, aproximadamente, R$ 7,1 milhões aos Fundos Municipais de Saúde nesta terça-feira (10.12). O valor total é relativo a cinco programas vigentes no Estado e, com a transferência dos recursos, a gestão estadual segue em dia com os repasses do atual exercício.

De acordo com informações da Secretaria Adjunta de Aquisições e Finanças, as transferências são referentes à competência de novembro de 2019.

“Neste ano, a Secretaria de Estado de Saúde está absolutamente em dia com os repasses via Fundos Municipais, estimados em R$ 35 milhões por mês. O Governo do Estado reitera a rigorosidade nos repasses daquilo que é de sua responsabilidade e faz um grande esforço para repassar, ainda este ano, tudo aquilo que é competência de 2019”, declarou o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Do total repassado, R$ 4,8 milhões foram destinados exclusivamente ao custeio dos Serviços da Atenção Primária dos 141 municípios mato-grossenses. O repasse auxiliará nas atividades das Unidades de Pronto-Atendimento e Postos de Saúde das cidades contempladas.

Leia Também:  Passeio pedagógico incentiva o turismo em propriedades rurais

No que se refere ao desenvolvimento e implementação dos Consórcios Intermunicipais de Saúde, a Secretaria repassou R$ 811,5 mil; o valor foi dividido entre 123 municípios.

A SES-MT ainda transferiu o montante de R$ 808,6 mil para os serviços de Assistência Farmacêutica, prestados em novembro, nos 141 municípios. Já no que se refere ao Programa de Incentivo à Regionalização das Unidades de Reabilitação, Hemoterapia e Saúde Mental, foi repassado um valor na ordem de R$ 375 mil, dividido entre 113 cidades.

A gestão estadual também dividiu o total de R$ 332,3 mil entre os 10 municípios que oferecem o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Brasnorte (R$ 8.531,25), Campo Novo do Parecis (R$ 8.531,25), Campo Verde (R$ 14.247,35), Colniza (R$ 8.531,25), Cotriguaçu (R$ 8.531,25), Jaciara (R$ 14.247,35), Juína (R$ 33.556,25), Primavera do Leste (R$ 45.591,00), Rondonópolis (R$ 121.175,92) e Tangará da Serra (R$ 69.387,50) receberam o recurso, referente ao mês de novembro.

Continue lendo

Mato Grosso

MT lança balanço das metas PCI durante a COP25

Publicado

Mato Grosso apresenta durante a 25ª. edição da Conferência da ONU sobre o Clima (COP25) o balanço atualizado das metas da Estratégia Produzir, Conservar e Incluir (PCI). A publicação deste ano traz o balanço das 21 metas da PCI para os anos de 2016, 2017 e 2018, tendo como referência da linha de base do ano de 2015, quando a PCI foi lançada.

Dentre os indicadores avaliados, que podem ser acessados no site PCI Monitor, está a conversão de pastagens degradadas para outras culturas agrícolas. A meta é substituir 12,5 milhões de hectares de pastagens até 2030. Atualmente, 9,63 milhões de áreas degradas já estão ocupadas por novas culturas. A variação na área colhida de 2017 a 2018 foi de 0,15 milhões de hectares.

O Comitê de Monitoramento da PCI foi formado no início de 2017 com o objetivo de avaliar os avanços em direção às metas, além de subsidiar o aperfeiçoamento e melhoria da efetividade de ações e garantir a transparência e credibilidade da estratégia para parceiros, investidores e sociedade em geral.

Segundo o diretor executivo do Instituto PCI, Fernando Sampaio, o monitoramento da PCI visa identificar os avanços em direção à visão estabelecida para Mato Grosso para 2030.  “Com isso, podemos avaliar a efetividade de ações e subsidiar o aperfeiçoamento ou redirecionamento de ações”, projeto Sampaio

A secretária de Estado de Meio Ambiente Mauren Lazzaretti reforça o compromisso de Mato Grosso com o combate ao desmatamento ilegal e implementação do Código Florestal Brasileiro. Para a gestora, é preciso promover a regularização ambiental e criar mecanismos para valorização da floresta em pé: ”O Governo do Estado está investindo e tomando ações concretas para avançar ainda mais em seus compromissos”.

Leia Também:  Politec localiza dispositivo com chip utilizado no furto de energia em indústria

Inovação

Em 2015, durante a COP21 em Paris, foi lançada a Estratégia PCI, uma abordagem jurisdicional para o desenvolvimento rural sustentável, que reúne atores públicos, privados e do terceiro setor em torno de metas de longo prazo em seus três eixos: Produzir, Conservar e Incluir. 

A PCI tem metas de aumentar a produção agropecuária através da melhoria de produtividade da pecuária e a expansão de área de grãos sobre áreas já abertas. Eliminar o desmatamento ilegal (que responde por mais de 87% do desmatamento do estado), implementar o Código Florestal, criar mecanismos de compensação financeira para o desmatamento legal, apoiar a agricultura familiar e populações tradicionais e indígenas no acesso a crédito, assistência técnica, regularização fundiária e ambiental.

As metas da PCI contribuem diretamente para a Contribuição Nacionalmente Determinada do Brasil no Acordo de Paris e para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS). Se alcançadas, as metas representam uma redução de emissões de 6 gigatoneladas de CO2, o que faz da PCI a maior iniciativa sub-nacional do mundo em mitigação de mudanças climáticas.

Leia Também:  MTPrev investe em capacitação de líderes

Com a nova gestão, a Estratégia PCI passa a ser implementada em parceria com o Instituto PCI, responsável por articular ações públicas e privadas além de captar recursos e investimentos para programas e projetos no Estado.

Plano de Ação

Na semana que antecedeu a COP em Madri, foi apresentado, em Cuiabá, o Plano de Ação do Instituto PCI para o próximo ano. As reuniões que envolveram Secretários de Estado, autarquias, membros fundadores e integrantes do comitê estadual.

O Plano apresentado é mais um passo importante na criação de uma estrutura sólida que possibilite ao estado de Mato Grosso receber investimentos para a promoção do desenvolvimento sustentável de seu território. “O objetivo é garantir personalidade jurídica e estrutura material e humana de forma a dar efetividade às funções do Instituto conforme determinado em Decreto Estadual e conforme planejamento organizacional aprovado”, explicou Fernando Sampaio, diretor executivo do Instituto PCI.

O Plano de Ação apresentado está alicerçado em pilares centrais, como a estruturação do Instituto, a definição de ações prioritária para captação de investimentos, o monitoramento dos objetivos e metas estabelecidos, a regionalização da atuação a partir de uma visão territorial e ações de comunicação para garantir visibilidade e credibilidade.

O Balanço de Metas é um trabalho do Comitê de Monitoramento do Instituto PCI  e está disponível no site: www.pcimonitor.org

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana