conecte-se conosco


Policial

Três pessoas são conduzidas para delegacia por pesca ilegal em Santo Antônio de Leverger

Publicado

Três pessoas foram conduzidas para a delegacia por transporte ilegal de pescado durante a piracema. Em Santo Antônio de Leverger, os fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) em parceria com a Polícia Militar do município encontraram cerca de 75 quilos de das espécies pintado e barbado em um automóvel. O condutor, o veículo e o pescado foram todos encaminhados para a delegacia de polícia.

Já no distrito de Mimoso, também em Santo Antônio de Leverger, duas pessoas foram conduzidas pela delegacia. A operação foi realizada na ponte Rio Mutum pela Sema e pela Delegacia Especializada de Meio Ambiente. Foram encontrados cerca de 37 quilos de peixes das espécies pintado e cachara.

Desde o início da piracema, período reservado para reprodução dos peixes, a Sema apreendeu mais de 3 toneladas de pescado ilegal. Durante as operações também foram apreendidas 123 redes, 161% a mais que o total apreendido durante a piracema 2018/19.

O coordenador de Fiscalização de Fauna da Sema, Jean Holz, explica que, nesta piracema, as ações de comando e controle têm um foco preventivo: “Ao retirarmos esses artefatos, especialmente redes e tarrafas, de circulação, atuamos em uma nova lógica que é de evitar que o peixe seja retirado dos rios. Dessa forma, conseguimos cumprir com o nosso principal objetivo que é garantir a reprodução dos peixes durante a piracema garantindo os estoques para a atual e futuras gerações”, complementa.

A rede é considerada um dos instrumentos de pesca mais nocivos aos estoques pesqueiros, já que possibilita a retirada de grande quantidade de peixes em muito pouco temo e sem distinção de tamanho ou medida.

Piracema

O período de defeso da piracema no Estado de Mato Grosso iniciou no dia 1º de outubro e segue até dia 31 de janeiro de 2020. A proibição à pesca, tanto amadora como profissional, abrange os rios das Bacias Hidrográficas do Paraguai, Amazonas e Araguaia-Tocantins.

Neste período é permitida apena a pesca de subsistência, desembarcada, que é aquela praticada artesanalmente por populações ribeirinhas ou tradicionais para garantir a alimentação familiar, sem fins comerciais.

Para os ribeirinhos é permitida a cota diária de três quilos e um exemplar de qualquer peso por pescador, respeitando os tamanhos mínimos de captura, estabelecidos pela legislação para cada espécie. O transporte e comercialização proveniente da pesca de subsistência também fica proibido.

Nos rios de divisa, em que uma margem fica em Mato Grosso e outra margem em outro estado, a proibição à pesca segue o período estabelecido pela União, que se inicia em novembro e termina em fevereiro de 2020. A pesca nos trechos de divisa está liberada, porém o peixe pescado na região não pode ser transportados nem comercializados dentro do território mato-grossense.

Em Mato Grosso, 17 rios se encaixam nessa característica de rio de divisa. Entre os mais conhecidos estão o rio Piquiri, na bacia do Paraguai, que uma margem está em Mato Grosso e outra em Mato Grosso do Sul, o rio Araguaia, na bacia Araguaia-Tocantins, que faz divisa com Goiás e, na bacia Amazônica, o trecho do rio Teles Pires que faz divisa com o Pará.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

PRF apreende tabaco para narguilé em Rondonópolis/MT

Publicado


.

Produto foi despachado em Rondonópolis com destino à Cuiabá

Durante fiscalização na BR-364, em Rondonópolis, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 79 pacotes de fumo para narguilé com tabaco de origem paraguaia, que tem sua comercialização proibida no Brasil.

Por volta de 12:30h desta quinta-feira (04), uma equipe de PRFs abordou um ônibus com itinerário saindo de Rondonópolis com destino à Cuiabá/MT. Em buscas no compartimento de bagagens, foi localizada a mercadoria que havia sido despachada desacompanhada de nota fiscal.

A mercadoria foi apreendida e encaminhada para Polícia Federal em Rondonópolis.

SECOM PRF MT

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende grupo criminoso envolvidos em roubos em Barra do Bugres

Publicado


.

Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Barra do Bugres (167 km ao médio norte da Capital) e da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva), deflagraram a operação “157” para desarticular um grupo criminoso atuante no município. 

Os suspeitos foram identificados durante investigação iniciada na Delegacia de Barra do Bugres, para elucidar roubos cometidos em residências com subtração de veículos e outros produtos e pertences de valores das vítimas.

Com base nas investigações, foi possível chegar a identificação dos suspeitos, moradores na cidade de Várzea Grande. Diante das evidências, a Polícia Civil representou pelos mandados de prisão dos suspeitos, que foram decretados pela Justiça.

Os criminosos que eram monitorados há dias, foram presos em Várzea Grande, durante ação da equipe da Derrfva. 

 

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana