conecte-se conosco


Registro Geral

Três nomes da Assembleia já despontam como postulantes à vaga de Selma Arruda

Publicado

Eduardo Botelho revelou que AL pode fechar um torno de um só candidato

A cobiçada vaga da senadora Selma Arruda (Podemos), cassada na última terça-feira (10) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder econômico, tem movimentado os bastidores políticos, com vários segmentos, buscando um nome para a disputa. Depois do agronegócio, que já ventilou os nomes do ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD), Adilton Sachetti (PRB), Blairo Maggi (PP) e Nilson Leitão (PSDB), entre outros, a Assembleia Legislativa também sinaliza que pretende postular a vaga.

O presidente Eduardo Botelho (DEM) disse que se a Casa, decidir lançar um candidato, irá apoiá-lo, independentemente de partido. E citou nominalmente quem, de acordo com ele, tem chances reais de ser eleito na eleição suplementar que deve ocorrer entre março e junho de 2020.

“Na Assembleia tem vários nomes com condições de ganhar. Deputado Dilmar Dal Bosco vem de uma região muito grande. Lúdio Cabral poderia agregar essa ala da esquerda, que tem o voto aqui em Cuiabá e com votação muito grande. E é um grande parlamentar. Ainda temos Max Russi que é o 1º secretário”, disse.

Na opinião do democrata, o Legislativo deve fechar apoio ao nome do deputado que vier a ser escolhido.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Registro Geral

EXCLUSIVO: Nova cidade que Silval vai morar é administrada por ex-ministro do MDB, amigo do ex-governador

Publicado

Prefeito de São José do Rio Preto, Edinho Araújo (MDB): nova e definitiva cidade que receberá, em breve, o ex-governador, Silval Barbosa

Autorizado pela Justiça, o ex-governador, Silval Barbosa, vai mudar de “mala e cuia” para São José do Rio Preto, interior de São Paulo. Com quase 400 mil habitantes, a nova cidade do ex-governador tem como gestor, Edinho Araújo, filiado histórico do MDB, mesmo partido que Silval militou por décadas.

Na época em que governou Mato Grosso, Silval mantinha afinada relação com Edinho, que ocupou o cargo de ministro-chefe da Secretaria Nacional dos Portos na gestão de Dilma Rousseff. Edinho também é muito ligado ao ex-presidente da República Michel Temer, outro amigo de Silval.

Em 2011, Edinho, como deputado federal, visitou, em Cuiabá, o então governador, Silval. Empolgado com a gestão do amigo, Edinho chegou a escrever artigo, defendo a chegada da ferrovia Senador Vuolo até a Capital.

“A Carta de Cuiabá Ferrovia será uma das minhas plataformas de luta na Câmara Federal. Quero testemunhar cada passo do avanço da Ferrovia senador Vicente Vuolo, de Rondonópolis a Cuiabá e daí a Lucas do Rio Verde”, diz trecho da publicação. O artigo foi divulgado no dia 23 de junho de 2011 no jornal “A Cidade” de Votuporanga, município próximo a São José do Rio Preto.

O juiz Leonardo de Campos Costa e Silva Pitaluga, da 2ª Vara Criminal de Cuiabá, autorizou o ex-governador a deixar Mato Grosso, em definitivo, e se mudar para São Paulo.

“O recuperando pretende mudar de endereço para a cidade de São José do Rio Preto/SP, havendo manifestação favorável do Ministério Público em relação ao pleito, motivo pelo qual, defiro conforme requerido pela defesa, destacando, no entanto, que o recuperando deverá informar a todas as autoridades que eventualmente pretendam ouvi-lo como colaborador sobre a referida mudança”, autorizou o magistrado.

 

 

 

Continue lendo

Registro Geral

No ano da pandemia do coronavíus, presidente da Assembleia Legislativa pode terminar 2020 como tricampeão

Publicado

Deputado Eduardo Botelho (DEM): forte nome na disputa pela prefeitura de Cuiabá

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), pode virar o ano como tricampeão, acumulando vitórias inesquecíveis na vida pessoal e política. Como assim? Em junho, Botelho ganhou a presidência da Casa, sendo reeleito para comandar o próximo biênio da Mesa Diretora. No mês seguinte, venceu a Covid-19, após ter 50% dos pulmões comprometidos por conta de uma forte infecção causada pelo coronavírus. Ele ficou 15 dias internado em uma unidade semi-intensiva do Sírio Libanês, em São Paulo. Agora, com o possível recuo do prefeito, Emanuel Pinheiro (MDB), cada vez mais distante da reeleição, Botelho terá chances reais de vencer, em novembro, a disputa pela prefeitura de Cuiabá. Resumindo tudo isso: enquanto o 2020 se transformou em uma tragédia global, para Botelho, ao contrário, este pode ser o ano da vida dele. Coisas do destino, né?

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana