conecte-se conosco


Policial

Tio acusado de torturar sobrinho de 1 ano é preso em Lucas do Rio Verde

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um tio acusado de torturar o sobrinho de apenas um ano de idade teve o mandado de prisão cumprido em uma ação integrada da Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar, realizada na quinta-feira (04.04), em Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte).

As investigações iniciaram no dia 21 de março, quando a mãe da criança, acompanhada de uma equipe do Conselho Tutelar, compareceu a delegacia para registrar ocorrência relatando que seu filho estava com o tio (suspeito) e que sua irmã ligou para ela dizendo que havia levado a criança ao posto de saúde do bairro, pois o menino havia caído no banheiro.

Ao chegar ao local, se deparou com seu filho com várias lesões corporais,  entre elas, lábios cortados profundamente, corte atrás da orelha, corte no dedo da mão e do pé.

A comunicante relatou que há cerca de dois meses sai frequentemente de casa para procurar emprego e deixa o filho com o cunhado e quando retorna, o menino está machucado. Ao questionar o suspeito, ele afirma que a criança se machuca sozinha.

Ela relatou ainda que o filho já havia quebrado o braço e o cotovelo quando estava sob os cuidados do tio, porém o suspeito afirmou que o sobrinho quebrou o braço no parquinho, dentre outras inúmeras lesões corporais encontradas no filho.

Diate das evidências, foi representado pelo mandado de prisão contra o suspeito, o qual foi deferido pela Justiça e devidamente cumprido na quinta-feira (04). Após ter a ordem de prisão cumprida, o suspeito foi conduzido a Delegacia de Polícia de Lucas do Rio Verde para providências de praxe.

Fonte: PJC MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Polícia Civil apura mortes ocorridas em casa onde funcionava ponto de venda de drogas

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Equipe da Polícia Judiciária Civil de Nobres, coordenada pelo delegado Henrique Trevisan, está trabalhando desde a noite desta quarta-feira (19.02) para apurar os cinco homicídios ocorridos em uma casa no bairro Cohab Pôr do Sol, no município.

Cinco rapazes, com idades entre 17 e 24 anos, e todos com passagens criminais, foram mortos a tiros durante a noite de quarta-feira. Três deles foram localizados do lado de fora da residência, e dois dentro da casa, sendo que alguns ainda apresentavam sinais vitais quando a Polícia Militar chegou ao local. Foram socorridos ao hospital da cidade, mas não resistiram aos ferimentos. Moradores do bairro acionaram a Polícia Militar após ouvir diversos disparos vindos de uma das casas.

A Polícia Civil iniciou as diligências de imediato e de acordo com o delegado Henrique Trevisan, os homicídios desta quarta-feira tem ligação com outra morte registrada no mês de janeiro, quando o corpo de um homem foi localizado na Estrada do Pindura, zona rural de Nobres. A vítima desse crime, posteriormente identificada como Clayton Nunes da Silva, morador do município de Nova Mutum, foi atingida com disparos de uma espingarda calibre 12. Essa morte foi esclarecida e quatro pessoas suspeitas do crime foram identificadas e tiveram as prisões representadas pela Polícia Civil, sendo que duas estão presas. Com base nos elementos colhidos durante as investigações, o delegado constatou que o crime foi motivado por uma rixa entre dois grupos criminosos.

Entre as linhas de investigação da Polícia Civil para as mortes ocorridas na noite desta quarta-feira, em Nobres, está a possibilidade de represália de um grupo criminoso pelo homicídio cometido contra Clayton Nunes.

A casa onde ocorreram as mortes foi identificada pela Polícia Civil como um ponto de venda de drogas, sendo apreendidas no local porções de entorpecentes e materiais para embalagem dos ilícitos.

As diligências continuam para identificar os responsáveis pelas mortes. Conforme o delegado, há a possibilidade de que os crimes tenham sido cometidos por, pelo menos, três pessoas. A polícia apura ainda que havia uma sexta pessoa na casa que, ao que tudo indica, conseguiu fugir, e é apontado como dono da boca de fumo.

Os corpos dos cinco rapazes foram encaminhados para exames de necropsia no Instituto Médico Legal de Cuiabá.

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Policial

Chacina em boca de fumo foi motivada pelo assassinato de jovem de facção criminosa, afirma delegado

Publicado

A Equipe da Polícia Judiciária Civil de Nobres, coordenada pelo delegado Henrique Trevisan, está trabalhando desde a noite desta quarta-feira (19) para apurar os cinco homicídios ocorridos em uma casa no bairro Cohab Pôr do Sol, no município.

Cinco rapazes, com idades entre 17 e 24 anos, e todos com passagens criminais, foram mortos a tiros durante a noite de quarta-feira. Três deles foram localizados do lado de fora da residência, e dois dentro da casa, sendo que alguns ainda apresentavam sinais vitais quando a Polícia Militar chegou ao local. Foram socorridos ao hospital da cidade, mas não resistiram aos ferimentos. Moradores do bairro acionaram a Polícia Militar após ouvir diversos disparos vindos de uma das casas.

A Polícia Civil iniciou as diligências de imediato e de acordo com o delegado Henrique Trevisan, os homicídios desta quarta-feira tem ligação com outra morte registrada no mês de janeiro, quando o corpo de um homem, identificado como Clayton Nunes da Silva, foi localizado na Estrada do Pindura, zona rural de Nobres. A vítima desse crime, que era moradora do município de Nova Mutum, foi morta com disparos de uma espingarda calibre 12. Essa morte foi esclarecida e quatro pessoas suspeitas do crime foram identificadas e tiveram as prisões representadas pela Polícia Civil, sendo que duas estão presas. Com base nos elementos colhidos durante as investigações, o delegado constatou que o crime foi motivado por uma rixa entre dois grupos criminosos.

Entre as linhas de investigação da Polícia Civil para as mortes ocorridas na noite desta quarta-feira, em Nobres, está a possibilidade de represália de um grupo criminoso pelo homicídio cometido contra Clayton Nunes.

A casa onde ocorreram as mortes foi identificada pela Polícia Civil como um ponto de venda de drogas, sendo apreendidas no local porções de entorpecentes e materiais para embalagem dos ilícitos.

As diligências continuam para identificar os responsáveis pelas mortes. Conforme o delegado, há a possibilidade de que os crimes tenham sido cometidos por, pelo menos, três pessoas. A polícia apura ainda que havia uma sexta pessoa na casa que, ao que tudo indica, conseguiu fugir, e é apontado como dono da boca de fumo.

Os corpos dos cinco rapazes foram encaminhados para exames de necropsia no Instituto Médico Legal de Cuiabá.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana