conecte-se conosco


Tecnologia

TikToker chamada Siri faz pedido inusitado a CEO da Apple

Publicado


source
CEO da Apple recebeu pedido especial
Unsplash/Mihai Moisa

CEO da Apple recebeu pedido especial

Já pensou ter o mesmo nome que uma das assistentes virtuais mais famosas do mundo? Siri Hafso é uma TikToker com pouco mais de 500 seguidores na rede social de vídeos rápidos e sabe bem o que é isso. Há alguns dias, ela postou um vídeo que viralizou muito por mostrar o pedido um tanto quanto surpreendente que ela fez a Tim Cook , CEO da Apple , empresa dona de sua xará tecnológica.

No vídeo, Siri revela que enviou um e-mail ao presidente-executivo da empresa fundada por Steve Jobs , contando que desde 2011 sua vida mudou completamente após a empresa lançar seu sistema de inteligência artificial chamado Siri.

@sirihaf

Where all my Alexa and Cortanas at??? @apple @apple__blogs #siri #thirtyflirtyandthriving

♬ Monkeys Spinning Monkeys – Kevin MacLeod

“Olá, Tim, vou direto ao assunto – tenho um favor a pedir. Veja que meu nome é Siri. Sim, Siri. E até 2011, eu era a garota que nunca conseguiu encontrar o nome em produtos personalizados”, começou.

Você viu?

No decorrer da mensagem, a Siri humana relata a Cook que sempre teve um nome único e isso mudou completamente após a Apple lançar a assistente virtual. “Eu era a adolescente que sabia quando as enfermeiras estavam prestes a me chamar porque olhavam para a prancheta confusas sem saber como pronunciar meu nome. Eu era a jovem adulta que sempre ouvia ‘seu nome é tão lindo e único!’”, escreveu.

No restante do e-mail ela conta que sofreu durante anos com as piadas com seu nome e finalmente chega ao seu pedido a Apple: uma indenização milionária pelos danos morais? Não, Siri Hafso pediu apenas um computador da empresa da maçã. A TikToker ainda apelou, dizendo que esse é seu “único desejo”.

E as coincidências não pararam por aí. Uma usuária se solidarizou com Siri Hafso e sabe qual o nome dela? Alexa , mesmo nome da assistente virtual desenvolvida pela Amazon . “Como Alexa, entendo totalmente a sua dor. ‘Alexa, acenda as luzes’, Alexa, como está o clima?’, isso nunca acaba”, lamentou.  Tim Cook não se pronunciou sobre o caso da Siri humana, mas a torcida para que ela receba o presente da Apple é grande.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

iOS 15.2 Beta mostra quais apps estão acessando seus dados no iPhone

Publicado


source
iPhone 13
Divulgação/Apple

iPhone 13

A Apple liberou a versão de testes do iOS 15.2 para desenvolvedores nesta quarta-feira (27). Com a atualização, a companhia introduziu o App Privacy Report, um painel de privacidade para mostrar quais e quantas vezes os apps acessaram os dados dos usuários. Espera-se que o update seja disponibilizado a todos nas próximas semanas.

O primeiro iOS 15.2 Beta chega aos desenvolvedores com o novo painel de privacidade da Apple. A função foi anunciada durante a primeira aparição pública do iOS 15, em junho, mas não foi disponibilizada aos usuários até então. Agora, a fabricante do iPhone começou a experimentar o recurso que promete levar mais transparência ao sistema.

O painel funciona como uma espécie de “cão de guarda” da privacidade. Através dele, é possível ver os tipos de informações os aplicativos que estão sendo acessados e coletados pelos aplicativos, além da frequência, nos últimos sete dias. Também há uma lista com os domínios de terceiros que fizeram contato direto com os apps no período.

Leia Também

A atualização ainda garante outras novidades. A Apple introduziu dois botões para escolher como as ligações de emergências serão acionadas pelo celular: ao apertar o botão lateral cinco vezes seguidas ou ao pressionar as teclas de volume e a lateral juntas. O iOS 15.2 também terá melhorias na exibição do resumo de notificações.

iOS 15.1 é liberado com SharePlay para iPhone

O beta do iOS 15.2 veio a público poucos dias após o lançamento do iOS 15.1. A atualização foi liberada no dia 25, junto ao macOS Monterey, com o SharePlay. A ferramenta, que também foi anunciada na WWDC 2021, permite que os usuários ouçam músicas e assistam a filmes e séries com amigos em chamadas de vídeo do FaceTime.

O update também leva o suporte à filmagens com o codec avançado ProRes ao iPhone 13 Pro e 13 Pro Max. O aplicativo Carteira (Wallet), por sua vez, ganhou a opção para anexar cartões de vacinação contra a Covid-19. No mesmo dia, a Apple também liberou o iPadOS 15.1, watchOS 8.1 e tvOS 15.1 a todos os usuários.

A atualização é gratuita e está disponível para celulares compatíveis com o iOS 15. São eles o iPhone 6S e iPhone 6S Plus ou modelos mais recentes, incluindo a linha iPhone 13, que foi lançada no Brasil em outubro. As duas gerações do iPhone SE e o iPod Touch de 7ª geração também são elegíveis ao update.

Continue lendo

Tecnologia

Xiaomi lança linha Redmi Note 11 com bateria que recarrega em apenas 15 minutos

Publicado


source
Redmi Note 11
Divulgação/Xiaomi

Redmi Note 11

A Xiaomi lançou nesta quinta-feira (28) a nova linha de smartphones Redmi Note 11 na China. O anúncio acontece poucos meses depois da  chegada da linha Redmi Note 10 mas, na verdade, a novidade é sucessora do Redmi Note 9.

A Xiaomi afirmou que irá lançar duas linhas Redmi Note por ano, e que uma não necessariamente será sucessora da outra. Elas apenas têm pontos fortes diferentes, alcançando os mais diversos públicos.

Para a linha 11, três modelos foram apresentados: Redmi Note 11, Redmi Note 11 Pro e Redmi Note 11 Pro Plus.

O primeiro é a versão mais básica, com processador MediaTek Dimensity 810 e opções de 4 GB, 6 GB ou 8 GB de memória RAM. O smartphone tem conexão ao 5G e conjunto de câmeras duplas na parte traseira. A lente principal tem 50 MP, auxiliada por uma ultrawide de 8 MP.

Na parte frontal, a câmera é de 16 MP e a tela AMOLED tem taxa de atualização de 90 Hz. A bateria é de 5.000 mAh e tem suporte a carregamento rápido de 33 W.

Leia Também

Versões Pro

Já o Redmi Note 11 Pro vem com processador MediaTek Dimensity 920 e opções de 6GB ou 8GB de RAM. Na parte traseira, há três câmeras, sendo a principal de 108 MP, uma ultrawide de 8 MP e uma macro de 2MP. A lente frontal tem 16 MP.

O Redmi Note 11 Pro Plus é ainda mais poderoso e chega com processador MediaTek Dimensity 1200, acompanhado de 6 GB ou 8GB de memória RAM. O conjunto de câmeras é o mesmo da versão Pro. Ambos possuem tela AMOLED com taxa de atualização de 120 Hz.

Além do processador, outra diferença está na bateria. Enquanto o Redmi 11 Pro tem 5.160 mAh e carregamento de 67 W, o Redmi 11 Pro Plus tem 4.500 mAh e carregamento de 120 W. Nesse caso, a Xiaomi promete que a carga é 100% completa em apenas 15 minutos.

Preços e disponibilidade da linha Redmi Note 11

Os três celulares já estão em pré-venda na China e ainda não têm data para chegarem ao Brasil. Confira os preços praticado no exterior:

  • Redmi Note 11 — 4 GB + 128 GB: 1.199 yuans (cerca de R$ 1.037 em conversão direta)
  • Redmi Note 11 — 6 GB + 128 GB: 1.299 yuans (R$ 1.124)
  • Redmi Note 11 — 8 GB + 256 GB: 1.699 (R$ 1.470)
  • Redmi Note 11 Pro — 6 GB + 128 GB: 1.599 yuans (R$ 1.383)
  • Redmi Note 11 Pro — 8 GB + 128GB: 1.899 yuans (R$ 1.643)
  • Redmi Note 11 Pro — 8 GB + 256 GB: 2.099 yuans (R$ 1.816)
  • Redmi Note 11 Pro Plus — 6 GB + 128 GB: 1.899 yuans (R$ 1.643)
  • Redmi Note 11 Pro Plus — 8 GB + 128 GB: 2.099 yuans (R$ 1.816)
  • Redmi Note 11 Pro Plus — 8 GB + 256 GB: 2.299 yuans (R$ 1.989)

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana