conecte-se conosco


Carros e Motos

‘The Heat’, a mansão sobre rodas de Will Smith que custa mais de R$ 10 milhões

Publicado


source


Motorhome 'The Heat' de Will Smith custa mais de R$ 10 milhões e pode ser alugado por R$ 200.000 por mês
Divulgação

Motorhome ‘The Heat’ de Will Smith custa mais de R$ 10 milhões e pode ser alugado por R$ 200.000 por mês

A Anderson Mobile Estates é uma empresa norte-americana especializada na produção de motorhomes de luxo cuja clientela são milionários e estrelas de Hollywood como o ator Will Smith que adquiriu o modelo ‘The Heat’ para poder descansar durantes os set de filmagens.

O motorhome possui dois andares e 22 rodas que segundo a empresa, custa US$ 2,5 milhões , ou o equivalente a pouco mais de R$ 10,5 milhões. Este mesmo modelo do ator norte-americano quando não está sendo usado, ele o aluga por US$ 9.000 , ou quase R$ 50.000 por semana.

Mas vamos ao The Heat. Desenvolvido pelo designer Mackenzie Anderson, o motorhome possui o exclusivo teto deslizante operado por oito pistões que o eleva a 107 cm criando assim um ‘pé-direito’ ainda mais. Com isso, é possível ter uma sala de projeção para até 30 pessoas com cortinas automáticas e uma tela suspensa de 100 polegadas.

Já o andar de baixo oferece uma cozinha completa com sala de jantar e uma sala secundária que serve como guarda-roupa para quando Smith estiver no local. O primeiro lounge inclui uma estação de maquiagem profissional e, com base nas fotos mais recentes do The Heat , um minúsculo escritório.

O banheiro amplo inclui um chuveiro tipo sauna e um toalete seco separado, com uma porta de vidro que fica opaca com o toque de um botão.

De acordo com a Anderson Mobile Estates , o The Heat possui 16,7 metros de comprimento e 111,5 metros quadrados de muito luxo e amenidades que você normalmente encontraria em um iate. Isso inclui bancadas de granito avaliadas em mais de R$ 1 mihão e sistemas de entretenimento e muita tecnologia avaliados em pouco mais de R$ 656 mil

Fonte: IG CARROS

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Que tal um Jeep do apocalipse com tração 6×6 e motor de 500 cv?

Publicado


source


Jeep Gladiator Apocalypse Hellfire pode ser configurado de inúmeras maneiras incluindo o tipo de motor
Divulgação

Jeep Gladiator Apocalypse Hellfire pode ser configurado de inúmeras maneiras incluindo o tipo de motor

“Para aqueles que não se contentam em ter apenas um veículo 4×4, vamos ir além disso e oferecer o que é de mais exclusivo e robusto”. Com este pensamento, a empresa estadunidense Apocalypse Manufacturing com sede na Flórida é especializada na construção de veículos multifuncionais 6×6.

O fundador Joseph Ghattas, que também proprietário da South Florida Jeeps, desenvolveu o Apocalypse Hellfire , um Jeep Gladiator com tração nas seis rodas e conta que no currículo há mais de 80 clientes, entre eles o apresentador e jornalista automotivo Jay Leno.

Ghattas explica que tudo começa com um Jeep Gladiator padrão, que então passa a ser fortemente modificado nas mãos dos técnicos da Apocalypse Manufacturing. Embora o veículo seja inteiramente construído à mão, a produção do pedido à entrega agora não pode levar mais do que três semanas devido à estratégia da empresa de sempre manter no local 10-15 carrocerias e estruturas concluídas.

De acordo com o fundador, o cliente é quem ‘monta’ o seu próprio veículo escolhendo desde o tipo de motor, acabamento interno, pintura externa, materiais empregados etc. Dessa forma, não há como um Apocalypse Hellfire ser igual ao outro, garante Joseph Ghattas. Entre as opções de motorização, são três versões:  Corvette de 6,2 litros LS3 de 500 cv, Hellcat de 707 cv e, por fim, um V6 Eco-Diesel de 3,0 litros.

Segundo a Apocalypse Manufacturing , há outras variantes de projetos baseados em Jeep Gladiator, com diferentes designs externos, chamados Doomsday e Sinister 6.

O preço da variante básica Eco-Diesel começa em US$ 150.000 (R$ 801.435), aumenta para US$ 175.000 (R$ 935.000) para a alternativa LS3 e chega a US$ 195.000 (R$ 1.041. 865) para a configuração completa Hellcat. Pronto para encarar uma trilha?

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Fila de espera em concessionárias da Fiat pode durar até 150 dias

Publicado


source
Concessionários trabalham sem previsibilidade, e alguns modelos podem ser entregues apenas em 2022
Divulgação

Concessionários trabalham sem previsibilidade, e alguns modelos podem ser entregues apenas em 2022

O tempo de espera para retirar um veículo da Fiat nas concessionárias pode chegar a 150 dias, conforme apurado pela reportagem do iG Carros. A falta de microchips semicondutores na indústria afeta a previsibilidade do cronograma de entrega de carros aos lojistas.

Dessa forma, pode ser que alguns veículos cheguem de forma antecipada ou atrasem, dependendo do faturamento de vendas em cada concessionária. Em uma loja do Grupo Sinal consultada por nossa reportagem, um cliente havia feito a encomenda de uma Fiat Strada com previsão de entrega em 90 dias. O modelo, entretanto, chegou à loja em apenas 18 dias.

Modelos mais simples, que levam menos microchips semicondutores, têm maior volume nos estoques. Os lojistas da Fiat não encontram dificuldades em faturar modelos como Argo , Cronos e Mobi . Pelo volume de emplacamentos, a picape Strada não dura no showroom, e costuma já chegar vendida às lojas apenas para ser entregue ao cliente.

A Fiat Toro também está com fila de espera, mas algumas versões podem surgir no showroom. Nossa reportagem encontrou uma versão Ultra em uma das lojas do Grupo Sinal que ainda não havia sido comprada. A situação pode ser diferente em outras 

Por fim, nossa reportagem também apurou que a Fiat ainda não iniciou o treinamento dos concessionários para o lançamento do novo SUV compacto Pulse . O objetivo, segundo nossa fonte, é impedir vazamentos que possam comprometer o lançamento do produto. O lançamento é previsto para a segunda quinzena de outubro.

Falta de microchips

A crise dos microchips semicondutores deve continuar se estendendo no Brasil, ainda mais com a implementação da tecnologia 5G nos próximos meses. O governo federal já está preparando o leilão das frequências antes do funcionamento da nova internet móvel.

O 5G chega com a expectativa de melhorar a velocidade da internet, otimizar downloads e reduzir o tempo de resposta entre dispositivos digitais. Por outro lado, isso deve causar uma nova corrida por microchips semicondutores no setor de tecnologia.

Isso porque empresas que produzem notebooks, videogames e smartphones devem procurar ainda mais este componente tão escasso em 2021. Sendo assim, a indústria automotiva deve continuar sendo afetada por muito tempo 

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana