conecte-se conosco


Mato Grosso

Terça-feira (07): Mato Grosso registra 23.506 casos e 896 óbitos por Covid-19

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (07.07), 23.506 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 896 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. 

As 39 mortes mais recentes envolveram residentes de Rondonópolis, Colíder, Cuiabá, Porto Esperidião, São José dos Quatro Marcos, Araucária (PR), Primavera do Leste, Araputanga, Nova Xavantina, Nova Olímpia, Várzea Grande, Sinop, Sorriso, Dom Aquino, Nobres, Querência, Santa Terezinha, Campo Verde e Confresa. 

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (5.486), Várzea Grande (1.768), Rondonópolis (1.737), Sorriso (1.031), Lucas do Rio Verde (1.003),  Tangará da Serra (901), Primavera do Leste (877), Sinop (629), Nova Mutum (572), Pontes e Lacerda (489), Campo Verde (414), Cáceres (402), Confresa (336), Colíder (324), Barra do Garças (310), Peixoto de Azevedo (285), Campo Novo do Parecis (281), Sapezal (272),  Querência (263) e Matupá (261). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria. 

Nas últimas 24 horas, surgiram 1.435 novas confirmações no Estado. A área técnica ainda esclareceu que foram corrigidas sete ocorrências de duplicidade no sistema. Além disso, dois casos anteriormente notificados em Cuiabá foram reposicionados para Várzea Grande; e outro de Várzea Grande foi corrigido para Lucas do Rio Verde. As mudanças consideraram o município de residência dos pacientes.

Dos 23.506 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.272 estão em isolamento domiciliar e 9.607 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 233 internações em UTI e 303 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 93,2% para UTIs e em 44,5% para enfermarias.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 51,2% dos diagnosticados são do sexo feminino e 48,8% masculino; além disso, 6.309 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 26.004 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.580 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Nesta terça-feira (07), o Governo Federal confirmou 1.668.589 casos da Covid-19 no Brasil e 66.741 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 65.487 óbitos e 1.623.284 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. 

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Seduc oferece formação aos profissionais da educação em programa de apoio socioemocional

Publicado


.

Em face aos desafios prescritos pela pandemia de coronavírus e a com a necessidade de integração e acolhimento aos profissionais da educação para a volta às aulas de forma não presencial, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) oferecerá, a partir de 10 de agosto, formação continuada de um programa de apoio socioemocional na plataforma “Vivescer“. 

O lançamento do curso será no dia 10 de agosto, às 9h, por meio de uma live.

A participação na live está vinculada ao cadastro no curso Vivescer. As informações da live será encaminhada pelo e-mail cadastrado no ato da inscrição. O cadastro deve ser feito pelo site do Vivescer

A formação é resultado de uma parceria entre a Seduc e o Instituto Península, por meio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

A plataforma oferecerá quatro cursos (também conhecida por Jornadas de Aprendizagem): Corpo – como veículo de aprendizagem e bem-estar; Emoções – as relações entre emoções, ensinar e aprender; Mente – o papel das crenças e das perspectivas na aprendizagem; Propósito – propósito de vida dando sentido à profissão. Cada jornada é certificada com 32 horas. 

Segundo o superintendente de Políticas de Desenvolvimento Profissional da Seduc, Adriano Sabino, esses cursos auxiliarão o profissional da educação a equilibrar mente, corpo e emoções, especialmente nesse período de volta às aulas não presenciais, bem como vincular-se ao seu propósito de vida.

Além disso, haverá uma comunidade de suporte, na qual os participantes trocarão experiências e materiais. Os cursos são auto instrucionais e espera-se o envolvimento e a participação de todos os profissionais da educação que optará por um horário de sua preferência.

“A nossa expectativa é de que essa formação possa contribuir significativamente para a atuação dos nossos profissionais, no seu processo de retomada das atividades pedagógicas de volta às aulas não presenciais, assegurando suporte socioemocional”, ressalta.

A plataforma “Vivescer” é 100% gratuita, desenvolvida por professores de diferentes estados do Brasil em um processo de criação colaborativa pilotado pelo Instituto Península.

Vivescer é uma palavra criada pelo escritor Guimarães Rosa que combina as palavras “viver” e “ser”.

 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Inscrições para Prêmio Gestão Escolar vão até dia 15 de agosto

Publicado


.

As escolas públicas – estaduais e municipais – de Mato Grosso têm até o dia 15 de agosto para se inscreverem no Prêmio Gestão Escolar (PGE) 2020. A premiação contempla projetos eficientes e inovadores de gestão na educação básica da rede pública de todo o país.

Podem se inscrever no Prêmio gestores e professores de escolas regulares de educação básica pública de qualquer etapa: educação infantil, ensino fundamental, ensino médio. A equipe escolar deve preencher o cadastro da escola no site www.premiogestaoescolar.com

Em 2020, a iniciativa vai reconhecer práticas exitosas das escolas que, no momento de afastamento social, estão se empenhando para encontrar soluções de forma criativa e inovadora para garantir a continuidade da aprendizagem dos alunos.

Segundo a coordenadora estadual do prêmio, Kerlla Quinteiro Amorim, o número de escolas inscritos é expressivo, mas deve ser maior até a data final do registro das escolas. “Mesmo com a pandemia, vamos ter um grande número de escolas inscritas”, ressalta.

Livramento

A Escola Estadual de Campo José de Lima Barros, localizada no Distrito de Faval no município de Nossa Senhora do Livramento (a 42 quilômetros ao sul da Capital) é uma das participantes. A expectativa de diretora Ana Cláudia de Campos, para o prêmio é a melhor possível.

A gestora destaca que a maneira de pertencer ao campo remete ao universo de trabalho, de devoção religiosa, de festa e confraternização das famílias. O fato de todos se conhecerem entre si também é um fator que incide sobre os métodos de ensino-aprendizagem.

No entendimento de Ana Claudia, fazer gestão em escola do campo em tempos de pandemia é desafiador, pois a escola está situada a 70 quilômetros da sede do município. A localização geográfica não facilita para a gestora fazer compras de materiais escolares necessários, bem como, para questões burocráticas, reuniões, entre outros.

“Acreditamos que a participação é uma oportunidade de mostrar as dificuldades e sobretudo os resultados positivos da educação do campo que já enfrentava muitos desafios antes da pandemia. E agora, toda a escola não tem medido esforços em buscar soluções para assegurar a continuidade do processo de ensino-aprendizagem em meio a esta pandemia”, salienta.  

Equipe

Em 2020, o Prêmio Gestão Escolar vai contemplar também o professor e a equipe escolar. A iniciativa representa o reconhecimento da união de esforços para superar os desafios que a situação atual impõe ao considerar, além do gestor, os atores que estão na ponta do processo de ensino e aprendizagem.

Serão premiadas as equipes escolares (cada equipe sendo composta por um gestor, um coordenador e quatro professores) que conseguiram transformar o momento de apreensão em soluções criativas e inovadoras de forma colaborativa e conjunta para manter o clima educacional apesar do afastamento social.

O processo de seleção das escolas inscritas se dará em três etapas, Estadual, Regional e Nacional. A escola selecionada como “Referência Nacional” receberá premiação em dinheiro de R$ 30.000, além das vagas no curso de especialização.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana