conecte-se conosco


Internacional

Temporal violento mata 6 estrangeiros em praias do Norte da Grécia

Publicado

Uma tempestade violenta de curta duração matou seis estrangeiros, incluindo duas crianças, além de deixar mais de 100 pessoas feridas, após atingir o norte da Grécia durante a madrugada, derrubando árvores e arrancando telhados.

Testemunhas relataram que a tempestade chegou e passou em questão de minutos. Ventos de mais de 100 quilômetros por hora foram registrados na península de Halkidiki, popular entre turistas no verão europeu.

Dois turistas tchecos idosos morreram quando os ventos e a chuva viraram seu trailer, informou a polícia.

Uma mulher e um menino de 8 anos, da Romênia, morreram quando um teto desabou em um restaurante do resort litorâneo de Nea Plagia. Um homem e um menino, ambos russos, morreram quando uma árvore caiu perto de seu hotel na cidade costeira de Potidea, disseram autoridades.

Ruas da área ficaram repletas de pinheiros derrubados pelo vento e motos tombadas, e tetos de madeira foram arrancados e lançados nas praias. Um correspondente da Reuters viu cadeiras de sol jogadas aos montes junto com outros destroços perto das praias de Nea Plagia.

Leia Também:  Presidente de Portugal inicia visita a Pequim

O primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, cujo governo tomou posse nesta semana depois de vencer as eleições de 7 de julho, cancelou a agenda matutina e está sendo atualizado continuamente, informou um assessor..

Presente no local do desastre, o ministro da Defesa Civil, Mihalis Chrisochoidis, disse que a Grécia está chorando a perda de vidas, acrescentando: “Nos próximos dias todos os danos serão reparados”.

Tempestades tão severas são incomuns na Grécia, onde os verões costumam ser quentes e secos. Mas a tragédia trouxe lembranças de um incêndio florestal ocorrido há quase um ano, que atravessou o resort de Mati quase sem aviso, atiçado por ventos quentes, aprisionando muitos habitantes antes que eles pudessem fugir e matando 100 pessoas.

“É a primeira vez em minha carreira de 25 anos que vivi algo assim”, disse Athansios Kaltsas, diretor do Centro Médico de Nea Moudania, onde muitos feridos foram tratados devido a fraturas. “Foi muito abrupto, repentino”.

Kaltsas contou que os pacientes levados à clínica tinham entre 8 meses e mais de 70 anos. Alguns tinham ferimentos na cabeça causados por árvores.

Leia Também:  Líderes da Coreia do Norte e Rússia têm primeira reunião de cúpula

 

 

 

 

 

 

 

*Colaborou Michele Kambas

Edição:

Fonte: EBC
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Internacional

Temperaturas acima dos 40 graus já causaram seis mortes nos EUA

Publicado

Nos Estados Unidos (EUA) as altas temperaturas já provocaram pelo menos seis mortos. O centro e leste do país são as regiões mais afetadas pelo intenso calor. As temperaturas ultrapassaram os 40 graus em alguns locais.

Em Washington os termómetros chegaram a atingir 41 graus, durante o dia de sábado. E tudo indica que, este domingo, as temperaturas fiquem mais altas.

Muitas pessoas tiveram de ser deslocadas para centros com ar-condicionado, como bibliotecas ou centros comerciais. Foram cancelados vários eventos esportivos ao ar livre.

Só a partir de segunda-feira é que as temperaturas devem começar a baixar.
 

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC
Leia Também:  Procurador especial Mueller diz que acusar Trump "não era uma opção"
Continue lendo

Internacional

Presidente de Portugal visita ferido em incêndio de Vila de Rei

Publicado

O Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, visitou esta manhã o civil ferido no incêndio de Vila de Rei, que foi transportado para o Hospital de São José, em Lisboa. Sobre a possibilidade de os incêndios terem tido início devido a mão criminosa, ele disse que “investigações pertencem às entidades criminais”.

Em declarações à RTP, o Presidente da República revelou que o homem “está a recuperar” e elogia o “Hospital de São José onde ele está sendo acompanhado”.

“Os sinais são de uma situação totalmente controlada e de uma evolução previsivelmente favorável. E isso é muito positivo”.

Em relação à possibilidade da origem dos incêndios que deflagraram sábado terem tido origem em mão criminosa, Marcelo Rebelo de Sousa referiu que “não compete ao Presidente da República comentar”.

O Chefe de Estado revelou que tem mantido “um contacto constante com o ministro da Administração Interna e com os autarcas”.

Homem suspeito

A Polícia Judiciária com a colaboração da Guarda Nacional República de Castelo Branco, deteve um homem, de 55 anos, suspeito de crime do incêndio florestal, ocorrido ontem, dia 20 de julho, nas imediações da cidade de Castelo Branco.

Leia Também:  Tornado destrói comunidade em Oklahoma e mata pelo menos duas pessoas

Durante a madrugada, o suspeito, usando chama direta, colocou um foco de incêndio em zona florestal povoada com pinheiros e mato, dentro de uma vasta mancha florestal, que teria proporções mais gravosas caso não tivesse havido uma rápida intervenção dos bombeiros de Castelo Branco.

A atuação do suspeito colocou em perigo a integridade física e a vida de pessoas, bem como habitações e a grande mancha florestal.

O detido será submetido ao primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação adequadas.

 

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana