conecte-se conosco


Turismo

Tem até agência de correio! 7 pontos turísticos submersos espalhados pelo mundo

Publicado


source
Molinere Underwater Sculpture Park, um museu de esculturas, é um dos pontos turísticos submersos mais impressionantes do mundo
Divulgação

Molinere Underwater Sculpture Park, um museu de esculturas, é um dos pontos turísticos submersos mais impressionantes do mundo

O fundo do mar abriga tantos mistérios e segredos que a humanidade ainda não descobriu tudo o que existe sobre ele. Nos últimos anos,  pontos turísticos submersos foram descobertos ou até mesmo criados para atrair turistas para este mundo.

O iG Turismo selecionou algumas das mais inusitadas  maravilhas turísticas que estão debaixo d’água, sendo a maioria delas visitáveis, para você colocar na sua lista.


Molinere Underwater Sculpture Park, no Caribe


O Molinere Underwater Sculpture Park foi inaugurado em 2006 na baía de Moliner, em Granada, país da região do Caribe . Trata-se de uma área com 16 esculturas submersas que retratam a vida naquela região, bem como a sensação de solidão.

As obras foram esculpidas pelo artista britânico Jason de Caires Taylor e todas foram feitas com cimento e uma superfície texturizada que permite o crescimento de corais sobre elas. Por esse motivo, as estátuas são sustentáveis e criam cenários submersos esplendorosos.

De acordo com o Tripadvisor, um passeio realizado ao museu e a outra baía próxima, Flamingo Bay, por 4 horas, com lanche, bebidas e equipamentos de mergulho incluídos, sai em torno de R$ 450 (US$ 82,06) por adulto. As companhias de viagem geralmente montam excursões que envolvem, além do passeio ao museu submerso, alguns mergulhos em corais de outras regiões e baías próximas. Nesses casos, tanto o preço como o tempo de visita podem variar.

Agência de Correio Subaquática, em Vanuatu


Já imaginou como seria enviar um cartão postal diretamente do fundo do mar? Essa é a proposta da agência de correios localizada na Hideaway Island, uma das ilhas de Vanuatu, país da Oceania que fica a 1.600 km da Austrália.

O posto fica a 3 metros da superfície e a 50 metros da costa da ilha. O horário de funcionamento é todo detalhado para os turistas e locais em uma placa à beira-mar. Além disso, sempre existe uma boia flutuante bem em cima do local do posto de correio quando um funcionário está presente.

Porto Real, na Jamaica


Porto Real não é apenas a cidade fictícia da série “Game Of Thrones” , mas é também uma das cidades mais importantes da história da Jamaica. No século 17, o local era conhecido como a cidade mais rica e próspera do país, mas ao mesmo tempo tinha fama de ter uma aura de perversão, já que atraía piratas e negócios considerados obscuros.

Em 1692, a região sofreu um terremoto que abalou a estrutura abaixo da cidade e, depois, foi totalmente inundada por um tsunami. No entanto, diversas estruturas e até mesmo navios inteiros estão preservados, alguns praticamente intactos.

Porto Real está a 12 metros abaixo do mar da região chamada hoje de Sunken Pirate City. Por se tratar de uma cidade histórica de grande valor arqueológico, os  turistas que desejam visitar a localidade precisam de uma autorização governamental.

Prisão Rummu, na Estônia


Quem curte incluir no roteiro lugares mais sinistros pode gostar da ideia de mergulhar debaixo da prisão Rummu, no município de Vasalemma Parish, na Estônia. O local foi um campo soviético que funcionou na década de 1930, mas foi inundado por um lago e precisou ser desativado. Boa parte da torre onde funcionava o quartel ainda é visível fora d’água, mas a parte submersa preserva celas e labirintos.

A prisão Rummu está dentro de uma propriedade privada, o que por si só já dificulta o acesso. Mergulhadores profissionais afirmaram que a área não é segura para explorar devido aos pedaços de concreto, metal e árvores, que podem causar danos ao turista. Por esse motivo, o lago possui um histórico de afogamentos e pessoas que se lesionaram.

Você viu?

Poseidon Undersea Resort, em Fiji


Luxo, aventura e deslumbre se unem nas acomodações e áreas comuns do Poseidon Undersea, resort cinco estrelas submerso a 12 metros de profundidade no Oceano Pacífico, em uma ilha particular no Fiji. O local é o primeiro  hotel subaquático do mundo e despertou interesse e curiosidade por proporcionar uma experiência única aos turistas amantes do universo subaquático.

Neste que é um dos pontos turísticos submersos mais curiosos do mundo, é possível acordar e dormir com a visão dos passeios de cardume, corais e rochas marinhas, já que a cobertura de acrílico dos 48 bangalôs 24 suítes têm transparência de 70%. As opções de lazer também impressionam, já que o local conta com spa, um luxuoso restaurante, sala de estudo e até mesmo capela!

No entanto, seu funcionamento é um mistério. Há quem diga que o local está sempre lotado desde 2008 e que, por dificuldades estruturais, ele nunca chegou a abrir! No entanto, estima-se que para passar uma semana no resort, seja necessário desembolsar R$ 82 mil (US$ 15 mil).

A Cidade do Leão ou Shi Cheng, na China


Uma das cidades mais antigas da China , Shi Cheng, localizada na província de Zhejiang, foi propositalmente inundada. Conhecida como Cidade do Leão, foi construída no primeiro século depois de Cristo e era o centro político e econômico mais importante da província. A inundação aconteceu muito tempo depois, em 1959, para a construção de uma usina hidrelétrica chamada Xinanjiang.

Em 2002, foi descoberto que muito da arquitetura e da estrutura da cidade ficaram preservados debaixo do lago artificial que foi criado. Lá, é possível ver esculturas, palácios imperiais intactos, túmulos de imperadores e sedes imperiais. Nos detalhes e ornamentos, estão esculturas de leões, considerados os guardiões das entradas desses locais; daí vem o apelido da cidade.

Operadoras de turismo da Ásia oferecem passeios e excursões de mergulho para conhecer Shi Cheng, que está localizada abaixo do lago Qiandao, a 400 km de Shanghai e bem perto da Montanha Wu Shi. Estão disponíveis pacotes de três dias de mergulho por R$ 2 mil (2.480 yuans renminbis chineses), incluindo acomodações, alimentação e equipamento, e passeios pela região sem fazer o mergulho, por R$ 1,6 mil (1.980 yuans).

Red Sea Star Restaurant, em Israel


Um dos pontos turísticos submersos mais românticos do mundo está localizado na cidade de Eilat, no sul de Israel e bem no Mar Vermelho. Trata-se do Red Sea Star Restaurant, um  restaurante e bar no fundo do mar que permite se deslumbrar com a vista subaquática e se deliciar com um cardápio exclusivamente selecionado. A estrutura em formato de estrela, inaugurada em 1998, está localizada em meio aos corais a 5 metros de profundidade.

Lá dentro, estão disponíveis 62 janelões que dão direto para o fundo do mar, onde é possível contemplar as profundezas do Mar Vermelho enquanto se degusta um cardápio variado de frutos do mar. No período da noite, existe uma iluminação fraca que acende os corais sem agredi-los, deixando o ambiente ainda mais apaixonante.

Fonte: IG Turismo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Turismo

Cinque Terre: saiba tudo sobre o destino que inspirou “Luca”, da Disney Pixar

Publicado


source
Filme mostra infância na Itália e o verão em Cinque Terre
Reprodução/Disney

Filme mostra infância na Itália e o verão em Cinque Terre

Os filmes, séries e novelas  fazem o espectador viajar para diversos lugares e a nova produção da Disney Pixar, “Luca”, não é diferente. A animação fala sobre a amizade e o amadurecimento do personagem central e é retratado na costa norte da Itália , especialmente em Cinque Terre, que fica na região da Ligúria.

Em coletiva de imprensa, Enrico conta que, para fazer o filme, lembrou da própria infância no litoral italiano. “Cinque Terre, Monterosso, Vernazza, Corniglia, essa área da Itália era onde eu visitava nos verões. O filme é inspirado nestas experiências lá”, conta. 

Se está procurando por um local novo para visitar, esqueça os locais famosos da Itália como Roma, Veneza  e Florença e experimente o verão de Cinque Terre. Enrico diz que o local é de encher os olhos. “A costa em volta de Gênova, tem muita água e uma mistura de montanhas e mar. Me sentia um verdadeiro peixe por lá. Cresci praticamente no mar”, se recorda. 

Mas o que fazer em Cinque Terre? O iG Turismo apresenta tudo o que fez o diretor se inspirar para fazer o filme e os melhores pontos para passear e também para aproveitar o local. 

Como chegar em Cinque Terre?

Cinque Terre fica na região da Ligúria, na Itália
Reprodução/Disney

Cinque Terre fica na região da Ligúria, na Itália

Para chegar, o turista pode desembarcar nos aeroportos de Florença, Pisa ou Gênova. Ali, é possível alugar um carro, ir de trem ou de táxi. A cidade de Florença fica a duas horas e meia da região, Pisa fica a uma hora e Gênova a uma hora e meia. Por isso, o mais recomendado é ir de avião até esses locais. 

Saindo de São Paulo, o preço médio da passagem aérea, com conexão, para Florença é de R$ 2,5 mil, já para Pisa é de R$ 2,6 mil e para Gênova é de R$ 3,2 mil. 

Você viu?

Onde se hospedar em Cinque Terre?

Cinque Terre feito pela Pixar
Reprodução

Cinque Terre feito pela Pixar

Por lá, há pousadas, hotéis e apartamentos para se hospedar na região. Para ter uma vista linda, Corniglia é perfeito, mas o visitante terá de encarar pelo menos 360 degraus para chegar ao topo da colina na região ou pegar um ônibus que sai da estação de trens com destino à vila. O preço da diária em Corniglia é de R$ 556. 

Se prefere a vista da marina, opte por Riomaggiore, que tem opções ótimas, mas mais caras e com muita procura. O preço médio para se hospedar lá é de R$ 487 a diária. Agora, quer economizar? Vá para a região de La Spezia, que pode ser acessado de barco ou trens. A hospedagem média é de R$ 418. 

O que fazer em Cinque Terre?

Filme é inspirado na Itália, aproveitar as praias de Cinque Terre é o melhor!
Reprodução/Disney

Filme é inspirado na Itália, aproveitar as praias de Cinque Terre é o melhor!

Obrigatoriamente, Cinque Terre deve ser aproveitada pelo mar. Há diversos passeios saindo de La Spezia, que passam pelas cinco terras e fazem um passeio completo. Outra possibilidade é de alugar um barco privativo, para um passeio romântico ou em grupo, com direito a um capitão que explica a história do local e também curiosidades da região. 

O visitante também pode conhecer Cinque Terre de carro, as estradas são sinuosas, mas lindas. Apesar disso, para entrar nas vilas, é preciso utilizar moto ou andar a pé, já que as ruas são estreitas. Em Cinque Terre, há diversas trilhas para se divertir. A mais famosa é a Sentiero Azzurro, que pode ser feita em dois sentidos: Monterosso-Vernazza, com 4 km de extensão e tempo médio de caminhada de 2 horas, e Vernazza-Corniglia, 4 km de extensão e tempo médio de 1 hora e 40 minutos.

Além disso, aproveite as praias. Monterosso al mare, por exemplo, tem as maiores em extensão e mais confortáveis, já que há praias na região com cascalho ao invés de areia. 

O que comer em Cinque Terre?

Cinque Terre é famoso pelos prédios coloridos
Reprodução/Disney

Cinque Terre é famoso pelos prédios coloridos

Além das pizzas e das massas italianas, Enrico contou na coletiva de imprensa o que mais gostava de comer na infância em Cinque Terre, como os gelattos, os calzones e pratos típicos do verão italiano, como peixes e receitas refrescantes.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Turismo

Brasileiros embarcam para segunda volta ao mundo

Publicado


source
Anderson Dias em trajeto na Bolívia
Arquivo pessoal

Anderson Dias em trajeto na Bolívia

Seria possível dar a volta ao mundo duas vezes em uma mesma vida? Isso é o que pretendem realizar os amigos Anderson Dias e Lucas Costa. Conhecido como o primeiro brasileiro da história a conhecer todos os países do mundo , Anderson se prepara para a segunda aventura de um jeito diferente: mostrando todos os detalhes, em duas línguas, no canal Bold Souls, ao lado de Lucas, que também já deu uma volta completa em torno do planeta Terra.

Se na primeira volta de ambos o intuito do percurso foi conhecer diferentes lugares pela jornada, o atual objetivo é humanizar: contar novas histórias de novas pessoas. Para bater o recorde do Guiness Book, Anderson precisou de um planejamento objetivo. Na primeira experiência, passou poucos dias em cada país até concluir a jornada. Para o novo projeto, a proposta é diferente: “A gente vai fazer todos os países sem pressa. Só vamos sair dos lugares quando quisermos – um planejamento que pode durar até 10 anos”, conta.

O companheiro de viagem, Lucas, é formado em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (UnB) e completou a primeira volta ao mundo ainda em 2018, quando conheceu Anderson. Juntos, criaram o projeto que se inicia sem patrocínios.

“Todos os vídeos serão em inglês, com tradução para o português e veiculados no Youtube. Temos a pretensão de produzir documentários para plataformas de streaming, mas é um projeto futuro”, conta.

O encontro dos dois brasileiros aconteceu em Israel. “Tivemos experiências muito intensas, como ir à Palestina, onde participamos de jantares e festas em um região ocupada pelo exército de Israel e percebemos que, no meio de todo caos, ainda existia alegria e felicidade. Na cidade antiga de Jerusalém, vimos um passado conflituoso e quatro religiões que convivem super bem”, lembra Lucas.

Segundo o viajante, experiências como essa servem para tirar as pessoas da zona de conforto. “Esse tipo de experiência mostra que o mundo é um lugar muito diferente, com perspectivas totalmente distintas e que precisamos ir nos locais, conhecer as pessoas para ver isso. A gente planeja onde vai, mas nunca quem a gente vai conhecer, e são essas pessoas que fazem a diferença na nossa trajetória”, finaliza.

Cientes do cenário de pandemia do novo coronavírus, Anderson e Lucas concordam em relação ao que vão encontrar pela frente: “Ninguém ou nenhum lugar é mais o mesmo depois do que passamos”.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana