conecte-se conosco


Mato Grosso

Telessaúde de Mato Grosso recebe Prêmio Excelência em Competitividade

Publicado

Apoiado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), o programa Telessaúde de Mato Grosso conquistou o Prêmio Excelência em Competitividade, na categoria Destaque Boas Práticas. Organizado pelo CLP Liderança Pública, o evento de premiação ocorreu nesta sexta-feira (18.10), na Bolsa de Valores, em São Paulo.

Assim como o Telessaúde, também receberam o prêmio os projetos Paraíba Unida pela Paz (PB) e CRIA – Criança Alagoana (AL). Os trabalhos foram selecionados a partir dos critérios estabelecidos pelo CLP, que avaliou o potencial de institucionalização ou legado; equidade, replicabilidade e escalabilidade; inovação; competitividade, momento do país e resultados.

“É a segunda vez, apenas neste ano, que o Telessaúde de Mato Grosso é premiado e tem a sua brilhante atuação reconhecida. O reconhecimento do programa em âmbito nacional e mundial se deve graças ao comprometimento do seleto time de Teleconsultores e ao êxito das parcerias institucionais entre a Secretaria Estadual de Saúde, a UFMT e o Hospital Universitário Júlio Müller”, declarou o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Coordenador do Núcleo Técnico Científico do Telessaúde-MT, Fábio José da Silva

Por meio do Núcleo do Telessaúde, a SES-MT registrou, em 2018, um total de 549.250 atendimentos entre os serviços de teleconsultorias, eletrocardiogramas, exames de tele-estomatologia, exames de teledermatologia, módulos de tele-educação e acessos ao canal Tele Educa. De acordo com a coordenadoria do Núcleo do Telessaúde, esses resultados evidenciam a contenção de 53% dos encaminhamentos de pacientes para a capital do estado e o alcance de 93% de satisfação com as respostas da teleconsultoria.

“Nos sentimos, enquanto Telessaúde, lisonjeados com o prêmio. Sabemos que isso é resultado do trabalho e do esforço dedicado desde as pessoas mais simples até os médicos especialistas e enfermeiros que respondem as teleconsultorias. As palavras chaves dessa premiação são gratidão e parceria, sem essas duas coisas não seria possível a gente estar onde chegamos”, comemora o coordenador do Núcleo Técnico Científico do Telessaúde-MT, Fábio José da Silva.

Esse é o segundo prêmio que o Telessaúde recebe neste ano. O primeiro ocorreu no mês de abril, quando o programa mato-grossense conquistou o prêmio ‘WSIS Prizes 2019’, na categoria ‘E-Health’. A premiação aconteceu em Genebra, na Suíça, e dedicou ao programa estadual a única indicação brasileira da competição.

O Telessaúde

O Núcleo Técnico Científico Telessaúde de Mato Grosso existe por meio de um convênio entre a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) e o Ministério da Saúde. O funcionamento do setor é realizado por meio do Termo de Cooperação Técnica, firmado entre o Hospital Universitário Júlio Muller (HUJM) e a SES-MT. A instalação física do Núcleo é no HUJM, na Unidade e-Saúde/Gerência de Ensino e Pesquisa, e suas atividades estão integradas às atividades do Núcleo da Rede Universitária de Telemedicina.

“O Telessaúde é um dos principais casos de sucesso da parceria entre o Hospital Universitário Júlio Müller e a SES, assegurando um processo formativo de qualidade para todas as regiões de Mato Grosso, com a maior cobertura e abrangência na área de Telemedicina. Para consolidar ainda mais essa qualidade e busca pela excelência, a unidade e-Saúde está em processo de ampliação estrutural”, explica a teleconsultora do programa no HUJM, Sílvia Missora Karakawa.

Desde o início de suas atividades, o núcleo ampliou significativamente o número de solicitações de teleconsultorias, implantou o telediagnóstico em eletrocardiograma, dermatologia e estomatologia, expandiu o número de municípios com adesão ao telediagnóstico, ampliou a equipe de teleconsultores, as atividades de tele-educação e manteve a parceria com a FAEN/UFMT por meio do Projeto de Extensão.

A equipe é composta de 58 profissionais entre médicos, enfermeiros, cirurgião-dentista, farmacêutico, nutricionista, técnico em tecnologia da informação, biólogo, psicólogo, fisioterapeuta e fonoaudiólogo – sendo todos profissionais da SES-MT, da UFMT/HUJM ou voluntários que se dispõem a contribuir com o trabalho.

A premiação

Em sua quarta edição, o Prêmio Excelência em Competitividade – Destaque Boas Práticas, recebeu mais de 120 inscrições de diversos setores públicos do Brasil. Conforme previsto no edital, foram feitas duas avaliações. A primeira consistiu em verificar se as boas práticas inscritas atendiam aos pré-requisitos; já a segunda triagem foi feita com base nos critérios estabelecidos pelo edital. Além da categoria Destaque Boas Práticas, há também as categorias Destaque Crescimento e Destaque Internacional.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Política Florestal implementada em MT é destaque em revista nacional

Publicado


.

Políticas aplicadas em Mato Grosso para valorização da Floresta em Pé foi destaque da revista da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema). Durante reunião online, que ocorreu na sexta-feira (29.05) e marcou o lançamento da primeira edição da publicação virtual, a secretária de Meio Ambiente de Mato Grosso, Mauren Lazzaretti, que assumirá o cargo de presidente da Abema, leu uma mensagem em homenagem ao secretário de Meio Ambiente de Minas Gerais, Germano Vieira, que está se despedindo da direção.

O artigo publicado na revista, que chega para reforçar a área ambiental e fomenta as ações realizadas nos estados, ressalta o trabalho desenvolvido em Mato Grosso para uma gestão de eficiência e resultados e lembra o desafio de um território de mais de 900 mil km², três bacias hidrográficas e três biomas para executar estas práticas.

De acordo com estudo realizado pelo Instituto Earth Innovation, Mato Grosso se destaca dentre as 39 jurisdições que abrigam florestas tropicais em seu território pelas iniciativas avançadas que abordam a produção de agropecuária sustentável para propriedades de grande e pequeno porte.

Desde 2010, o Estado estruturou diversos instrumentos para redução do desmatamento e desenvolvimento sustentável. Em 2019, as ações de comando e controle encabeçadas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) foram pautadas em planejamento, inteligência e tecnologia. Para regularização das atividades produtivas do campo e cidade, a pasta atua com foco em modernização e eficiência do Cadastro Ambiental rural e Licenciamento Ambiental.

A secretária Mauren Lazzaretti, afirma que, sob a orientação do governador Mauro Mendes, a pasta vem atuando com tolerância zero aos crimes ambientais. “Estamos modernizando os processos da secretaria, criando em Mato Grosso um ambiente favorável para o desenvolvimento sustentável e atração de novos investimentos”.

Desflorestamento Ilegal

O sistema de monitoramento e prevenção utilizado no estado é abordado na publicação. A partir de alertas semanais de desmatamento, todas as propriedades rurais que são identificadas inicios de desflorestamento recebem e-mail com imagens e orientações para o proprietário se regularizar caso não tenha autorização para o ato.

A notificação remota também envolve ligação telefônica, em que um analista solicita ao proprietário que cesse o desmatamento ilegal e, em casos mais graves, envio de equipes à campo para apreensão de bens e equipamentos evitando que o dano ambiental prossiga.

 

Fortalecimento do Manejo Florestal Sustentável

O periódico destaca ainda que Mato Grosso possui 3,7 milhões de hectares de floresta nativa sob manejo florestal sustentável, com meta de atingir 6 milhões até 2030. O procedimento garante a floresta em pé por pelo menos 25 anos, uma vez que a exploração só pode ser realizada após autorização da Sema e com averbação do compromisso na matricula do imóvel.

Iniciada a retirada seletiva das árvores, que necessita de estudos técnicos para ocorrer, o empreendedor só pode explorar a mesma área novamente após 25 anos ou caso comprove que o incremento da floresta foi igual ou superior ao volume retirado.

A revista da Abema está disponibilizada em seu site e terá periodicidade bimestral. Os artigos destacando ações realizadas em cada Estado da Federação estão em ordem alfabética. A matéria relaciona a Mato Grosso estão nas páginas 54,55 e 56 da publicação. Leia AQUI

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Política Florestal implementada em Mato Grosso é destaque em revista nacional

Publicado


.

Políticas aplicadas em Mato Grosso para valorização da Floresta em Pé foi destaque da revista da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema). Durante reunião online, que ocorreu na sexta-feira (29.05) e marcou o lançamento da primeira edição da publicação virtual, a secretária de Meio Ambiente de Mato Grosso, Mauren Lazzaretti, que assumirá o cargo de presidente da Abema, leu uma mensagem em homenagem ao secretário de Meio Ambiente de Minas Gerais, Germano Vieira, que está se despedindo da direção.

O artigo publicado na revista, que chega para reforçar a área ambiental e fomenta as ações realizadas nos estados, ressalta o trabalho desenvolvido em Mato Grosso para uma gestão de eficiência e resultados e lembra o desafio de um território de mais de 900 mil km², três bacias hidrográficas e três biomas para executar estas práticas.

De acordo com estudo realizado pelo Instituto Earth Innovation, Mato Grosso se destaca dentre as 39 jurisdições que abrigam florestas tropicais em seu território pelas iniciativas avançadas que abordam a produção de agropecuária sustentável para propriedades de grande e pequeno porte.

Desde 2010, o Estado estruturou diversos instrumentos para redução do desmatamento e desenvolvimento sustentável. Em 2019, as ações de comando e controle encabeçadas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) foram pautadas em planejamento, inteligência e tecnologia. Para regularização das atividades produtivas do campo e cidade, a pasta atua com foco em modernização e eficiência do Cadastro Ambiental rural e Licenciamento Ambiental.

A secretária Mauren Lazzaretti, afirma que, sob a orientação do governador Mauro Mendes, a pasta vem atuando com tolerância zero aos crimes ambientais. “Estamos modernizando os processos da secretaria, criando em Mato Grosso um ambiente favorável para o desenvolvimento sustentável e atração de novos investimentos”.

Desflorestamento Ilegal

O sistema de monitoramento e prevenção utilizado no estado é abordado na publicação. A partir de alertas semanais de desmatamento, todas as propriedades rurais que são identificadas inicios de desflorestamento recebem e-mail com imagens e orientações para o proprietário se regularizar caso não tenha autorização para o ato.

A notificação remota também envolve ligação telefônica, em que um analista solicita ao proprietário que cesse o desmatamento ilegal e, em casos mais graves, envio de equipes à campo para apreensão de bens e equipamentos evitando que o dano ambiental prossiga.

 

Fortalecimento do Manejo Florestal Sustentável

O periódico destaca ainda que Mato Grosso possui 3,7 milhões de hectares de floresta nativa sob manejo florestal sustentável, com meta de atingir 6 milhões até 2030. O procedimento garante a floresta em pé por pelo menos 25 anos, uma vez que a exploração só pode ser realizada após autorização da Sema e com averbação do compromisso na matricula do imóvel.

Iniciada a retirada seletiva das árvores, que necessita de estudos técnicos para ocorrer, o empreendedor só pode explorar a mesma área novamente após 25 anos ou caso comprove que o incremento da floresta foi igual ou superior ao volume retirado.

A revista da Abema está disponibilizada em seu site e terá periodicidade bimestral. Os artigos destacando ações realizadas em cada Estado da Federação estão em ordem alfabética. A matéria relaciona a Mato Grosso estão na páginas 54,55 e 56 da publicação. Leia AQUI

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana