conecte-se conosco


Mato Grosso

Técnicos do Ministério da Saúde realizam pesquisa em diversos bairros de Cuiabá e Várzea Grande

Publicado


Técnicos de laboratórios contratados pelo Ministério da Saúde realizam, até o dia 10 de outubro, nos municípios de Cuiabá e Várzea Grande, a segunda fase da pesquisa de prevalência de infecção por Covid-19. Os profissionais devem percorrer 21 bairros e coletar material biológico da população com o objetivo de mensurar a quantidade de pessoas que já tiveram contato com o coronavírus.

A equipe de pesquisadores estará em Cuiabá e visitará os bairros Jardim Fortaleza, Pedra 90, Alvorada, Lixeira, Jardim Nossa Senhora Aparecida, Dom Aquino, Cophamil, Jardim Universitário, Campo Velho e Bandeirantes.

A equipe também estará em Várzea Grande, nos bairros Cristo Rei, Residencial Flor do Ipê, Residencial Aurilia Curvo, Jardim União, Princesa do Sol, Helio Ponce, Maringá II, Jardim Costa Verde, Jardim Imperador, Jardim Eldorado e Construmate.

Além de Cuiabá e Várzea Grande, os profissionais realizarão visitas na zona rural de Santo Antônio de Leverger.

As visitas ocorrem de segunda a domingo, de dia e também à noite. Durante as visitas, as equipes do laboratório estarão devidamente uniformizadas e identificadas. Serão realizadas perguntas sobre renda, raça/cor, escolaridade, idade e estado civil. O objetivo também é entender a situação sociodemográfica da população.

Este é um estudo transversal que vai medir a prevalência dos anticorpos IGG da Covid-19 na população por meio da análise sorológica. Para isso, serão coletadas duas amostras de sangue, uma para analisar o IGG e outra para compor o biobanco da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). 

“É importante destacar que a população deve cooperar e autorizar a entrada dos profissionais identificados com crachá para fazer a coleta de sangue, para dessa forma sabermos a porcentagem da população que já está com imunidade para Covid-19”, reforça a articuladora da pesquisa no Estado, Samia Nadaf.

Sobre a pesquisa

A Pesquisa de Prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil (PrevCov) é realizada pelo Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) em diversos estados brasileiros. O Estado auxiliará na divulgação da ação e na articulação, se necessário, junto aos municípios. 

Em Mato Grosso, o Governo Federal selecionou os municípios de Cuiabá, Santo Antônio do Leverger e Várzea Grande para participarem do estudo.

Esta é a segunda fase do estudo. Na primeira fase, o Ministério da Saúde ligou para as pessoas residentes dos municípios selecionados para agendar e realizar a coleta. Nesta segunda etapa, a equipe vai até a casa das pessoas selecionadas cujo agendamento não foi realizado porque não foi possível fazer contato telefônico. A expectativa é de que esta última etapa do estudo seja concluída até o dia 30 de setembro totalizando 1.233 casas visitadas e 4.193 coletadas realizadas em Mato Grosso.

A pesquisa tem a autorização da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) e do Comitê de Ética de Pesquisa da Opas Washington. O estudo é promovido por meio do comitê de governança composto pelo Ministério da Saúde, Opas, Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Fiocruz.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Auxílio do programa SER Família deverá ser depositado entre final de outubro e início de novembro

Publicado

 

Os cartões do programa Ser Família deverão ser abastecidos entre final de outubro e início do mês de novembro. Com isso, mais de 100 mil pessoas de Mato Grosso serão beneficiadas com o auxílio de R$ 200 a cada dois meses.

A transferência de recurso é assegurada pela Lei 602/2021 que permitiu a ampliação do programa emergencial, que teve prazo de cinco meses encerrando em setembro, para até dezembro de 2022. Neste ano, ainda serão pagas para todos os beneficiários duas parcelas, referentes aos meses de outubro e dezembro.

A secretária de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Rosamaria Carvalho, explica que a pausa na transferência do recurso foi necessária para ajuste no programa. “Trocamos a empresa que administra o cartão e teremos que fazer a troca dos cartões”, justifica.

No entanto, somente os beneficiários dos municípios de Várzea Grande e Cuiabá receberão o auxílio, referente ao mês de outubro, com o cartão atual. Nas demais cidades, será feita a substituição dos cartões de todos os beneficiários para o recebimento das duas parcelas.

Os municípios receberão os referidos cartões até o dia 5 de novembro. Desta forma, o beneficiário deverá procurar a Secretaria de Assistência Social para fazer a troca do cartão.

“Tínhamos um saldo com a empresa anterior que permitirá o pagamento do recurso para os beneficiários cuiabanos e várzea-grandenses, referente a parcela de outubro”, diz Rosamaria. Ela esclarece ainda que o recurso é garantido para aquelas famílias que já recebiam o auxilio emergencial.

O Ser Família é fornecido às famílias com renda mensal per capita de até R$ 89, inscritas no Cadastro Único das Políticas Sociais Brasileiras do Ministério da Cidadania (CadÚnico), e também no Programa Bolsa Família.

 

Continue lendo

Mato Grosso

Treinamento do Indea busca melhoria na gestão de programas de defesa sanitária

Publicado


Servidores das áreas finalísticas da defesa agropecuária, equipe do Planejamento (Núcleo de Gestão Estratégica para Resultados) e Tecnologia da Informação (TI) do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) receberam capacitação sobre o software Power-BI e em conceito de Business Intelligence (BI). O objetivo é criar um ambiente organizacional favorável à assimilação e desenvolvimento do conceito dentro da organização.

O software permite a elaboração de painéis visuais que reúnem e organizam dados de forma mais clara e com atualização automática. Com a ferramenta é possível melhorar o planejamento das informações, detectando falhas mais facilmente e produzindo estratégias eficazes na área de defesa sanitária.

O Business Intelligence combina análise empresarial, mineração de dados, visualização de dados, ferramentas/infraestrutura de dados e práticas recomendadas para ajudar as organizações a tomar decisões impulsionadas por dados.

Conforme a presidente do Indea-MT, Emanuele Almeida, o treinamento é importante para otimizar a eficácia do órgão. “Investir na formação dos servidores resulta em melhor atendimento aos cidadãos que necessitam dos serviços do Instituto”, explica.

A qualificação é resultado de parceria entre o Indea e o Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (FESA).

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana