conecte-se conosco


TCE MT

TCE-MT orienta quarentena a servidores antes do retorno e amplia teletrabalho

Publicado


 

Diante do aumento preocupante dos casos do novo coronavírus (Covid-19) em Cuiabá e levando em consideração a projeção de colapso na rede de Saúde, o presidente do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), conselheiro Guilherme Antonio Maluf, determinou novas regras para o funcionamento do órgão. As medidas constam na Portaria 001/2021, assinada em conjunto com o Ministério Público de Contas (MPC-MT), publicada no Diário Oficial de Contas desta sexta-feira (15). 

De acordo com o documento, o retorno das atividades presenciais, que aconteceria no dia 18 de janeiro, será transferido para o dia 25 de janeiro, com exceção das atividades essenciais, que já estão em funcionamento. Para a próxima semana, foi prorrogado o período do plantão estabelecido nas Portarias nº 005/2020 e 122/2020 do TCE-MT de 15 de janeiro até 22 de janeiro de 2021,mantendo-se a atual escala de plantonistas.

O TCE-MT orienta a todo o corpo funcional que, nos próximos 9 dias, reforce o isolamento social e promova uma quarentena antes do retorno. 

Os Protocolos de Biossegurança estabelecidos pelo Comitê deBiossegurança, instituído pela Portaria nº 122/2020, deverão ser observados pelos membros, líderes, servidores, colaboradores, prestadores de serviços, bem como pelos fornecedores, jurisdicionados e demais pessoas que acessem e permaneçam nas instalações do TCE-MT.

Entre as instruções descritas na portaria, está a de os servidores comunicarem os respectivos líderes seu enquadramento em situações como: regresso de viagem depois do dia 15/01/2021; apresentação de sintomas da Covid-19 pelo próprio servidor ou por alguem de seu convivio direto; visita, como paciente ou acompanhante, à clinicas ou hospitais depois do dia 15/01/2021. Os servidores que se enquadram nestas situações deverão ser mantidos em teletrabalho até que se completem 10 dias da ocorrência. 

Os líderes das unidades ficarão responsáveis por definir e informar à Secretaria de Gestão de Pessoas e à Assessoria Estratégica de Segurança até 20 de janeiro, quais servidores irão atuar de forma presencial, e deverá se limitar a 30% do quadro funcional, respeitando todos os protocolos de biossegurança implantados pelo órgão. 

Os servidores que se enquadram nos grupos de risco ou de vulneráveis à Covid-19 deverão continuar suas atividades em regime de teletrabalho, assim como servidores que habitam, na mesma residência, com pessoas que se enquadram nos grupos de risco ou de vulneráveis.

O retorno da totalidade dos servidores ao cumprimento do expediente presencial será realizado de modo gradual e ficará condicionado à evolução das medidas de afrouxamento do distanciamento social pelas autoridades públicas, conforme diretrizes a serem expedidas pela presidência.

O horário do expediente presencial será das 08 às 12h. O atendimento ao público, advogados e gestores será realizado somente em casos excepcionais, com pré-agendamento, sempre priorizando o atendimento virtual. 

PRAZOS 

Os prazos processuais voltam a correr normalmente no dia 20 de janeiro, sendo retomados no estágio em que se encontravam no momento da suspensão, sendo restituídos por tempo igual ao que faltava para a sua complementação. As sessões do Tribunal Pleno e das Câmaras serão realizadas conforme regulamento próprio, de forma virtual, a partir de fevereiro.

Confira a íntegra da portaria AQUI.

Fonte: TCE MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TCE MT

Live apresenta atribuições e tira dúvidas de universitários sobre funcionamento do TCE-MT

Publicado


Divulgação TCE-MT

Em mais de uma hora de transmissão, a live “Conhecendo o TCE-MT: Missão e Perspectivas” levou a universitários de 21 municípios do Estado informações sobre o funcionamento, atribuições e importância da atuação do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT). 

O encontro, que faz parte do programa Consciência Cidadã nas Universidades, aconteceu na quinta-feira (4) e totalizou 256 reproduções no canal do Youtube do TCE-MT.

A mediadora da palestra, secretária de Articulação Institucional e Desenvolvimento da Cidadania do órgão, Cassyra Lúcia Vuolo, destacou a relevância desta interação para a melhor compreensão do Tribunal, assim como para o entendimento de sua missão de fiscalizar os recursos públicos e estimular o controle social da gestão municipal e estadual a partir das ações e decisões do TCE-MT.

“É importante para a formação dos futuros contadores públicos que entendam o funcionamento do órgão que realiza o controle das contas públicas, que conheçam o site e busquem informações e decisões do Tribunal com facilidade. Além disso acessem e baixem as nossas publicações e interajam conosco pelas mídias sociais.

Ela destacou ainda a importância de que os participantes avaliem a live. “É importante porque estamos tratando da coisa pública. Então queremos conhecer os alunos, saber se conseguimos alcançar nossos objetivos e alcançar efetivamente os resultados. ”

Auditor do TCE-MT há mais de oito anos, o palestrante do evento, Bruno Santos, avaliou que o Programa tem impacto na sociedade como todo. “A partir disso os futuros profissionais de Direito e Contábeis poderão lidar melhor com a contabilidade na vida e nas instituições de modo geral. ”

Ao longo da transmissão, Santos tirou dúvidas dos graduandos e fez um tour pelo site da instituição.  “A sociedade tem papel importante para que o trabalho de controle externo tenha resultado. Queremos a melhoria continua e prestação de serviços que fazem diferença para a população. ”

Para o coordenador do curso de Contabilidade da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), professor Nivaldo de Melo, a iniciativa reforça que o papel do Tribunal, que tem levado aos munícipes, jurisdicionados e acadêmicos o conceito de consciência cidadã.

O professor lembrou que a Unemat oferece cinco disciplinas voltadas a área pública em seu curso de contabilidade, sendo uma das mais focadas no setor no Brasil. “Para nós é uma honra participarmos do evento. Ao ver o engajamento dos alunos percebemos que voltamos às nossas origens”, contou. 

Participaram do evento alunos de Alta Floresta, Cuiabá, Lucas do Rio Verde, Várzea Grande, Vila Bela da Santíssima Trindade, Paranaíta, Sinop, Colíder, Planalto da Serra, Novo Horizonte do Norte, Campo Verde, Nova Olímpia, São José dos Quatros Marcos, Alto Paraguai, Itiquira, Cáceres, Barra do Garças, Primavera do Leste, Guarantã do Norte, Barão de Melgaço e Nova Xavantina.

Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]
Flickr: clique aqui

Fonte: TCE MT

Continue lendo

TCE MT

Querência e São Félix do Araguaia apresentam resultados do PDI

Publicado


Divulgação TCE-MT

O município de Querência atingiu 38 das 53 metas estabelecidas pelo Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado (PDI) do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT). O número corresponde a 71,7% do planejamento e foi divulgado durante a reunião de apresentação dos resultados de 2020, nesta quinta-feira (04).

Os dados dizem respeito aos Projetos 1 – Planejamento Estratégico, sob coordenação da Secretaria de Apoio às Unidade Gestoras (SAUG) do TCE-MT, e do Projeto 2 – Incentivo ao Acesso à Informação e à Consciência Cidadã, coordenado pela Secretaria de Articulação Institucional e Desenvolvimento da Cidadania (SAI).

Ao longo de 2020 a gestão manteve a cobertura potencial na educação infantil de quatro a cinco anos em 100%. Além disso, a receita própria do Imposto Territorial Rural (ITR) ultrapassou os R$ 2.550.000 previstos e chegou a R$ 2.738.325, 78 e o atendimento às famílias que necessitam de proteção social foi de 94,71%, superando a meta de 55%.

“Estamos à disposição para auxiliar na execução do projeto. A partir dele temos ajudado na questão da gestão e chegado a bons resultados, com em boa entrega aos munícipes. Isso é o que importa do ponto de vista da aplicação de recursos públicos”, explicou o titular da SAUG, Adjair Roque de Arruda. 

Na ocasião o vice-prefeito de Querência, João Carlos Pizzi, lembrou que a parceria com o TCE-MT data de 2015 e agradeceu pelos frutos colhidos. “Esperamos que esta relação continue em 2021. Pelos números de 2020 podemos ver que a equipe foi participativa e que trabalha muito, o que é muito produtivo”, disse.

Atendendo aos protocolos de biossegurança implantados pelo órgão, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), neste ano, os encontros com os gestores dos 21 municípios que compõem o PDI acontecem virtualmente. Confira o cronograma completo aqui.

São Félix do Araguaia 

Divulgação TCE-MT

Já o município de São Félix do Araguaia cumpriu com 36 das 66 metas propostas pelo programa. O número corresponde a 54,55% do total de objetivos, dos quais se destacam a elevação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos anos iniciais das escolas públicas para 5,10%, superando o planejado, que era 4,4%. 

A administração também apresentou evolução na média da cobertura mensal de famílias que necessitam de proteção social básica, com aumento de 19,73% para 26% com relação ao estabelecido pelo PDI; Vale ressaltar ainda que o recebimento da dívida ativa cresceu de 4,6% para7.38%. 

Para a prefeita de São Felix do Araguaia, Janailza Taveira Leite, a atuação conjunta entre a equipe do Tribunal e da Prefeitura é de fundamental importância. “Os municípios adesos só tem a ganhar. Espero que, apesar dos tempos difíceis, possamos fortalecer as ações dentro do que é permitido. ”

Sendo assim, o coordenador do Projeto 1, Guilherme Almeida, afirmou que a proposta para 2021 é ampliar o acompanhamento dos jurisdicionados. “Queremos ter aproximação maior com os municípios neste ano. Estamos planejando viajar para conhecer melhor cada realidade”, contou. 

O PDI

O PDI tem por objetivo contribuir para a melhoria dos serviços públicos, por meio de práticas que buscam introduzir na administração pública e na sociedade as culturas do planejamento, da transparência, da educação continuada, da eficiência e da inovação, todas elas essenciais para o desenvolvimento econômico e social.
Dentre os pontos avaliados estão o cumprimento das metas estabelecidas nos planejamentos estratégicos, bem como a transparência e as ações voltadas para a participação dos cidadãos.

No total, ele engloba cinco projetos, sendo eles: Projeto 1 – Apoio ao Planejamento Estratégico; Projeto 2 – Incentivo ao acesso à informação e à Consciência Cidadã; Projeto 3 – Orientação por meio de cursos presenciais e à distância; Projeto 4 – Controle Gerencial utilizando o sistema Geoobras; e Projeto 5 – Modernização Institucional.

Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]
Flickr: clique aqui

Fonte: TCE MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana