conecte-se conosco


Carros e Motos

T-Cross zero quilômetro ou Tiguan seminovo: qual é o melhor negócio?

Publicado

O Tiguan mudou em 2017, e fez o preço da antiga geração despencar. Atualmente, o modelo médio já pode ser encontrado na faixa dos R$ 88 mil, valor bem próximo e convidativo na comparação com os SUVs compactos que correspondem a 24% dos veículos vendidos no Brasil. Entre eles, o VW T-Cross 1.0, de R$ 88.320.

LEIA MAIS: Renegade zero ou Compass seminovo: saiba o melhor negócio

Qual é o melhor negócio: comprar um VW T-Cross zero quilômetro ou investir no VW Tiguan 2017 , que é maior e sai pelo mesmo preço? Colocamos todas as informações sobre ambos os modelos na ponta do lápis para sugerir a melhor compra. Acompanhe!

Conforto e segurança

VW Tiguan arrow-options
Divulgação

O antigo VW Tiguan era montado sobre a plataforma PQ46; atualmente, modelo integra a família MQB

Mesmo na comparação com vários rivais diretos, o VW T-Cross não se destaca pelo tamanho. São 4,19 metros de comprimento, 1,76 m de largura e 2,65 m de entre-eixos, com porta-malas de 373 litros de capacidade.

Já o Tiguan 2017 é um pouco mais espaçoso, com 4,42 metros de comprimento, 1,80 m de largura e 2,60 m de entre-eixos, com bom porta-malas de 470 litros. Ou seja, apesar de ser menor, o T-Cross ainda garante mais espaço interno pela distância entre-eixos superior. Quem curte viajar talvez prefira o TIguan, já que a diferença entre os modelos é de 100 litros.

No pacote de segurança, ambos os SUVs da VW contam com seis airbags (frontais, laterais e cortina), assistente de partida em rampa e controle de estabilidade e tração. 

Equipamentos

VW T-Cross arrow-options
Divulgação

O interior do VW T-Cross abusa de plásticos e tem acabamento simples, mas o visual agrada

O T-Cross básico tem a central multimídia Composition Touch com App Connect, recurso que permite conectar o smartphone e fazer o pareamento via Android Auto e Apple CarPlay. Dessa forma, o motorista poderá replicar informações de apps como Spotify, Waze e Google Maps diretamente na tela de 6,5 polegadas. Além desses recursos, há câmera traseira para manobras.

A multimídia do Tiguan também permite o pareamento de celulares, mas não traz câmera de ré para auxílio de manobras. Ambos contam com computador de bordo simples ao centro do cluster para exibir informações sobre consumo, autonomia, velocidade e odômetro.

Dirigibilidade

VW T-Cross arrow-options
Divulgação

O VW T-Cross manual pode ser mais legal de dirigir, mas não supera o conforto do Tiguan automático

Apesar dos SUVs integrarem motores da mesma família, são bem diferentes em sua mecânica. O T-Cross tem o conhecido motor 1.0 turbo de 128 cv e 20,5 kgfm de torque, com o bom câmbio manual de seis marchas. Dessa forma, o modelo compacto garante muita agilidade, acelerando de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos. Os números de consumo também são positivos, com 8,5 km/l na cidade e 10,1 km/l na estrada com etanol, e 12,2 km/l na cidade e 14,5 km/l na estrada com gasolina.

LEIA MAIS: City zero quilômetro ou Civic seminovo? Confira o comparativo

O Tiguan tem motor 1.4 turbo de 150 cv de potência e 25,5 kgfm de torque, com câmbio manual de seis velocidades. Ele pode acelerar até 100 km/h em 9,2 segundos e marcar 10,1 km/l na cidade e 11,6 km/l na estrada, sempre com gasolina. 

Apesar de ser muito divertido de guiar, o T-Cross 1.0 ainda é um carro manual – categoria que está deixando de ser o foco do público brasileiro. Neste cenário, o Tiguan pode agradar mais, mesmo que seja mais beberrão com gasolina.

IPVA

Seguindo a cota de 4% cobrada no IPVA de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, o proprietário terá que desembolsar R$ 3.400 pelo T-Cross. Para o Tiguan, o valor é de R$ 3.551.

Seguro e depreciação

Seguro arrow-options
Divulgação

Veja o valor do seguro dos SUVs da Volkswagen; T-Cross volta a se destacar

Segundo a cotação do Meu Seguro Auto, um paulistano na faixa dos 30 anos, casado e com filhos pequenos, terá que desembolsar R$ 2.550 pela cobertura completa do T-Cross. Para o Tiguan, o valor deverá ficar na faixa de R$ 3.990. Ou seja, há uma grande diferença na manutenção. A expectativa é que o Tiguan perca aproximadamente 11% de seu valor em 2020. para o T-Cross, a expectativa é de 11,5%.

Conclusão

VW T-Cross arrow-options
Divulgação

O VW T-Cross se destaca por ser um SUV manual interessante, mas é difícil recomendar sua compra ante o Tiguan automático

LEIA MAIS: Onix Plus novo ou Cruze Sedan usado? Saiba qual modelo escolher

Ao fim do comparativo, fica claro que ambos os SUVs têm qualidades e defeitos. Mas o fato da VW pedir em torno de R$ 88 mil pelo T-Cross manual acaba pesando bastante para escolher o Tiguan. Além de ser automático, o modelo médio tem um porta-malas consideravelmente superior. Se você curte viajar, vá de Tiguan; mas uma família pequena poderia lidar perfeitamente com o T-Cross para circular na cidade. 

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Carros e Motos

Nova Fiat Strada é mostrada por completo antes de chegar às lojas

Publicado


source


Fiat Strada arrow-options
Divulgação

Fiat Strada da nova geração passa a ter quatro portas, controle eletrônico de estabilidade e central multimídia caprichada entre as mudanças


A Fiat mostra detalhes da nova Strada antes da chegada da novidade às lojas, adiada por conta da crise ocasionada pelo novo coronavírus. A ideia era lançar hoje (7) o utilitário para todos os órgãos de imprensa, mas como apenas alguns tiveram acesso antecipado à novidade, somente esses conseguiram fazer uma primeira avaliação. Mesmo assim, a reportagem de iG Carros explica alguns pontos que ainda não haviam sido revelados anteriormente.

LEIA MAIS: FCA adiará lançamento da nova picape Strada para junho ou julho

Exceto na versão Working, que continua sendo oferecida, as outras passam a ter novo visual e várias novidades, inclusive controle eletrônico de estabilidade com bloqueio eletrônico de diferencial. Além disso, as versões com motor 1.3 Fire Fly (109 cv e 14,2 kgfm) têm direção elétrica e a topo de linha Volcano conta com faróis de LED E agora há com ter a nova central multimídia com tela capacitiva de 7 polegadas, com conexão em fio para Apple Car Play e Android Auto.

Para manter a boa capacidade de carga, a suspensão traseira continia com eixo rígido e mola semi-elíptica. Nas versões de cabine simples (1.354 litros), são 720 kg e para as de quatro portas (844 litros), 650 kg. A caçamba maior tem 1,71 metros de comprimento e a menor, 1,17 m.

Outra novidade é que a caçamba passa a ter amortecimento, algo que a VW Saveiro já tem há uma década. De qualquer forma, isso reduz em 60% o esforço para abrir ou fechar a tampa. Ainda na parte técnica, consta que a distância livre do solo é de 23,2 centímetros, com ângulo de entrada de 23,2 graus e de saída de 28,4 graus na versão de cabine dupla.

LEIA MAIS:A Indústria automotiva precisa mudar de marcha pós-coronavírus

Além do motor 1.3 Fire Fly, a Fiat oferece o 1.4 Fire (88 cv e 12,5 kgfm). Pelo menos por enquanto, a Fiat Strada continua sendo oferecida apenas com câmbio manual de cinco marchas, e todas as versões. A reportagem de iG Carros aguarda ter acesso ao carro para publicar as primeiras impressões ao volante. Os preços ainda não foram divulgados, mas os equipamentos que cada versão terá são os seguintes: 

Strada Endurance 1.4 cabine simples e dupla : controles de tração e estabilidade com assistente de partida em rampas, ar-condicionado, direção hidráulica, preparação para som, direção com ajuste de altura, computador de bordo, iluminação diurna DRL, protetor de caçamba, iluminação de caçamba, porta-escada, para-choques sem pintura e rodas de aço aro 15″ com calotas. 

Strada Freedom 1.3 cabine simples e dupla : Endurance e mais direção elétrica, banco do motorista com ajuste de altura, travas, vidros e retrovisores elétricos, faróis de neblina, para-choques, maçanetas e retrovisores na cor da carroceria, rádio com porta USB frontal, rodas de liga aro 15″, alça para o passageiro, display digital de 3,5″ para o computador de bordo e sensor de pressão dos pneus. 

LEIA MAIS: Como o novo coronavírus está afetando a indústria automotiva brasileira

Strada Volcano 1.3 cabine dupla : Freedom  e mais vidros elétricos traseiros, faróis de LED, bancos com revestimento misto de tecido e couro, central multimídia com tela de 7″, duas entradas USB, câmera de ré, sensor de estacionamento, volante revestido em couro, capota marítima, rack de teto, santantônio e rodas de liga-leve aro 15″ com pneus de uso misto. 

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Harley-Davidson anuncia descontos e condições especiais

Publicado


source
Harley arrow-options
Divulgação

Veja o que a Harley-Davidson separou de mais atrativo para o mês em que as concessionárias trabalham à distância

O momento de quarentena mudou a rotina de inúmeros setores da economia, incluindo a das concessionárias e montadoras. Por isso, a Harley-Davidson adotou novas formas de atendimento em suas lojas (à distância) e também criou uma campanha para incentivar as vendas, oferecendo 90 dias de prazo para quitar a primeira parcela em financiamentos. A ação compreende as famílias Sportster, Softail e Touring. Todos os modelos contam com taxa de 0,89%, 50% de entrada e saldo em 24 vezes.

LEIA MAIS: Andamos na Harley-Davidson LiveWire, que liga na tomada

Para as Harley-Davidson Ultra Limited e Road King Special (ano/modelo 19/20 e 20/20), oferecem taxa de 0%, entrada de 60% e saldo em 24 vezes. Caso não queira financiar, mas utilizar uma motocicleta seminova no negócio, a marca oferece supervalorização na usada em R$ 6 mil para a Road e R$ 7 mil para a Ultra. Enquanto isso, a Fat Boy 107 (ano/modelo 19/20 e 20/20) teve seu preço reduzido de R$ 74.800 por R$ 69.900, oferecendo, ainda, a possibilidade de utilizar uma seminova na compra com supervalorização de R$ 5 mil.

LEIA MAIS: BMW R 18 é revelada para competir com as Harley-Davidson e deve vir ao Brasil

Já a FXDR 114 (ano/modelo 19/19) conta com uma supervalorização de R$ 10 mil. A Fat Bob 114 (ano/modelo 19/20 e 20/20), por sua vez, foi de R$ 74.800 para R$ 67.600, além de oferecer supervalorização de R$ 3 mil na motocicleta usada. Vale lembrar que as condições de taxa para financiamento também são válidas para o modelo Fat Bob 107, de entrada.

LEIA MAIS: Harley-Davidson lança edição comemorativa da Fat Boy, que faz 30 anos em 2020

Por fim, as Iron 883 e 1200, ambas ano/modelo 2020. Enquanto a primeira recebeu redução de preço de R$ 43.900 por R$ 39.900, a segunda foi de R$ 47.400 para R$ 43.900. A motocicleta conta com acabamentos escurecidos, grafismo retrô no tanque de combustível e vem equipada com o motor Harley-Davidson Evolution. Todas as promoções estarão sujeitas a aprovação de crédito pelo Banco Bradesco, com validade até 30/04/2020 ou término do estoque, prevalecendo o que ocorrer primeiro.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana