conecte-se conosco


Policial

Suspeito de roubar chácara em Poconé é preso no Amazonas

Publicado

Assessoria | PJC-MT

O quinto suspeito de envolvimento em uma propriedade agrícola, na região de Furnas, no município de Poconé (104 km ao Sul), foi preso na quinta-feira (11), em Manaus, no Estado do Amazonas. O suspeito Edilson Maciel de Oliveira, teve o mandado de prisão cumprido pela Delegacia Especializada de Roubos, Furtos de Defraudações, da Polícia Civil do Amazonas, em apoio a pedido da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá.

O suspeito possui cinco condenações e estava com mandado de prisão em aberto em razão de condenação. Ele é um dos autores do roubo ocorrido na região de Poconé em 02 de julho, em uma chácara, de onde várias ferramentas, objetos pessoais, bebidas, alimentos, pistola 940 e um veículo Duster Renaut foram levados, após render o proprietário e o amarrá-lo. O veículo foi recuperado no mesmo dia,  abandonado com as chaves na ignição, na região do Distrito Industrial, em Cuiabá.

Nas investigações já estão presos: Luiz Felipe Cardoso Santos, Isaias de Arruda Moraes, Wanderson de Moura Bonfim da Silva, e Adão Willian Oliveira Amador. Luis Felipe foi autuado por receptação, por ter escondido a arma roubada da chácara; Izaias estava com produtos roubados da vítima, e outros dois por integrar associação criminosa. Veja Mais.

Leia Também:  PRF fiscaliza jornada de trabalho de motoristas profissionais em apoio à SRT/MT

Os objetos e a arma de fogo da vítima, que é policial militar aposentado, foram recuperados. Uma cópia do flagrante foi encaminhada a Delegacia de Poconé, para instauração de inquérito por roubo, já que Edilson e Adão confessaram o crime.

 

Fonte: PJC MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Policiais resgatam criança de 1 ano subtraída e ameaçada pelo pai em Cáceres

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Civil, em ação conjunta da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher e da Regional, regatou um bebê de 1 ano, que havia sido tomado dos braços da mãe, pelo pai da criança. O fato ocorreu nesta terça-feira (16), na cidade de Cáceres (225 km a Oeste).

O pai, não aceitava a separação matrimonial e decidiu subtrair o bebê da mãe, que tem a guarda legal da criança. Desesperada, a mãe pediu a ajuda da Polícia Civil, que conseguiu encontrar o pai com a criança, um menino, nas proximidades da rodoviária da cidade. Ele pretendia fugir com criança para Cuiabá.

A delegada Juda Maali Pinheiro Marcondes contou que os policiais pediram ao suspeito para que entregasse o menino, mas ele se apossou de uma faca e ameaçou o próprio filho. “Após conversa intensa, o suspeito entregou o menor e empreendeu fuga, mas os investigadores conseguiram prende-lo em flagrante”, disse

O suspeito, R.M.A, 45 anos,  foi autuado nos crimes de ameaça, subtração de incapaz e resistência.

Fonte: PJC MT
Leia Também:  Envolvido em roubo é preso por tráfico de drogas e associação criminosa
Continue lendo

Policial

Polícia Civil conclui 154 inquéritos de homicídios e prende 92 criminosos

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) concluiu 154 inquéritos policiais, entre os meses de janeiro a junho deste ano, com o esclarecimento de autoria em 69,64% dos casos. Os inquéritos são referentes a homicídios ocorridos na região metropolitana no primeiro semestre de 2019, e também casos de anos anteriores, que foram finalizados nesse período.

Para responsabilizar os autores, a DHPP realizou 59 operações que totalizaram 92 pessoas presas, sendo 49 prisões temporárias, 27 prisões preventivas, 3 prisões definitivas, 13 flagrantes, além do cumprimento de 55 mandados de busca e apreensão domiciliar.

No primeiro semestre de 2019, a DHPP atendeu 271 ocorrências de morte, 68 delas caracterizadas como homicídio. Destes, 48 crimes contra vida ocorreram em Cuiabá e 20 no município de Várzea Grande. No total, a especializada instaurou 77 inquéritos policiais para apurar homicídios dolosos. Algumas situações, de casos atendidos pelas equipes plantonistas, em que há dúvida na morte, também são feito inquérito na DHPP, como afogamento ou suicídio, para esgotar todas as possibilidades de morte violenta (homicídio). Mas, na maior parte, de naturezas diversas atendidas, sem relação com homicídio, os casos seguem para outras delegacias.

Leia Também:  PRF apreende 28 mil maços de cigarros em Mato Grosso

Para alcançar os resultados, a Especializada estabeleceu a meta, denominada  “DHPP Mais Forte”, visando esclarecimento, responsabilização e prisão de envolvidos em inquéritos policiais em andamento na unidade.

Segundo o delegado, André Renato Gonçalves, a operação realizada em 120 dias (11 de março a 08 de julho) concentrou esforços dos policiais para a diminuição do acervo cartorário da delegacia, totalizando 140 inquéritos policiais relatados nesse período.

Com a intensificação dos trabalhos, entre os meses de janeiro a junho, foram encaminhados à Justiça 154 inquéritos policiais, sendo 100 deles com autoria definida. “São sem dúvida números muito expressivos, possivelmente, um dos mais altos do país em termos de especializadas em homicídios em Capitais”, destacou André Renato.

Para o delegado, a redução de 35,24% no número de homicídios em Cuiabá e Várzea Grande nos meses de janeiro a junho (68 ocorrências de homicídios contra 105 no mesmo período de 2018) demonstra o bom funcionamento do método de trabalho da Especializada.

“Nos últimos anos os índices de ocorrência vêm diminuindo, fato que demonstra o empenho dos policiais da DHPP, delegados, escrivães e investigadores, que atuam na repressão qualificada desse tipo de crime, sem deixar de valorizar os demais profissionais de Segurança que trabalham na área preventiva”, disse o delegado.

Leia Também:  PRF fiscaliza jornada de trabalho de motoristas profissionais em apoio à SRT/MT

Desaparecidos

O Núcleo de Pessoas Desaparecidas da DHPP também apresenta altos índices de produtividade superando 90% de casos esclarecidos. No primeiro semestre, foram 416 casos de desaparecimentos registrados na unidade com a localização de 379 vítimas, gerando um índice de 91,11% de resolutividade dos casos.

“Nos últimos anos, os índices do Núcleo de Pessoas Desaparecidas têm sempre ultrapassado a casa dos 90%, demonstrando o constante empenho e compromisso dos policiais do setor”, finalizou o delegado.

 

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana