conecte-se conosco


Internacional

Suspeita de matar campeã de ciclismo americana é presa na Costa Rica

Publicado

Kaitlin Armstrong é suspeita de assassinar ciclista Anna Moriah Wilson, conhecida como Mo
Reprodução – 30/06/2022

Kaitlin Armstrong é suspeita de assassinar ciclista Anna Moriah Wilson, conhecida como Mo

A professora de yoga, Kaitlin Marie Armstrong, foi presa nesta quinta-feira (30) na Costa Rica, segundo o Departamento de Justiça dos Estados Unidos . A mulher é suspeita de matar a ciclista profissional Anna Moriah Wilson, conhecida como Mo, a tiros na cidade de Austin, no Texas, em 11 de maio.

As autoridades norte-americanas haviam anunciado uma recompensa de US$ 5 mil por informações de Armstrong.

Anna Moriah Wilson, ciclista morta a tiros
Reprodução: Instagram – 30/06/2022

Anna Moriah Wilson, ciclista morta a tiros

Mo, de 25 anos, foi encontrada “sangrando e inconsciente” por ferimentos à bala em uma casa. Ela estava na ciadade por conta de um campeonato e morreu ainda no local onde foi achada.

Mo e Kaitlin tiveram um relacionamento com a mesma pessoa, o também ciclista profissional Colin Strickland.

Armstrong desapareceu três dias depois da morte de Mo. Ela embarcou em um voo no Aeroporto Internacional de Austin com destino ao Aeroporto de Houston em 14 de maio e ainda fez conexão para o Aeroporto de La Guardia, em Nova York.

Em 17 de maio, a polícia emitiu um mandado de prisão por homicídio contra Kaitlin, mas ela não foi encontrada. A suspeita foi vista pela última vez pelas câmeras de segurança de um dos aeroportos. Desde então, as autoridades norte-americanas haviam anunciado uma recompensa de US$ 5 mil por informações de Armstrong.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Internacional

Presidente da Colômbia sobre eleição no Brasil: “Que ganhe Lula”

Publicado

Gustavo Petro
Reprodução: Redes Sociais

Gustavo Petro

O presidente eleito da Colômbia, Gustavo Petro, que assume o cargo neste domingo, afirmou na noite deste sábado que espera que Luiz Inácio Lula da Silva seja eleito presidente do Brasil.

Em encontro com jornalistas estrangeiros num hotel luxuoso de Bogotá, Petro, perguntado sobre o Brasil e qual é sua expectativa sobre um dos principais sócios de seu país na região, respondeu: “Pois, que ganhe Lula.”

Petro e Lula têm uma afinidade pública e o candidato do PT foi um dos primeiros a celebrar a vitória do colombiano no segundo turno das eleições presidenciais, em 19 de junho passado.

Também estavam no encontro os novos ministros das Relações Exteriores, Defesa, Agricultura e Interior. Em conversas informais, alguns deles admitiram que uma eventual vitória de Lula ajudaria a ter uma relação mais fluida e produtiva com o Brasil. Os mesmos ministros, porém, mostraram-se dispostos a trabalhar com o governo de Jair Bolsonaro.

Neste sábado, Petro se reuniu com presidentes estrangeiros e enviados internacionais. O Brasil enviou o chanceler Carlos França, que teve uma bilateral com o presidente eleito e o novo chanceler, Álvaro Leyva. Na agenda bilateral estiveram presentes vários temas, entre eles a necessidade de cooperar em matéria econômica, proteção do meio ambiente e transição energética.

O Itamaraty está dando sinais positivos para garantir uma boa relação com Petro, apesar das diferenças políticas e ideológicas.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Vídeo: Explosão deixa 17 desaparecidos e 67 feridos em Cuba

Publicado

Explosão causou grande desastre em Cuba
Reprodução/Twitter

Explosão causou grande desastre em Cuba

Um incêndio em dois tanques de petróleo deixou 17 desaparecidos e 67 feridos em uma área industrial da cidade de Matanzas, na região oeste de Cuba. Segundo o Hospital Faustino Pérez, dos 67 feridos atendidos até agora pelo incêndio, cerca de 18 estão em estado grave. Autoridades do país informaram que os desaparecidos seriam bombeiros que estavam na área mais próxima ao fogo.

O fogo começou na tarde de sexta-feira depois que um raio atingiu um dos tanques do depósito localizado nos arredores de Matanzas, cerca de 90 quilômetros a leste de Havana. Às 5h deste sábado, o fogo atingiu um segundo tonel. Segundo o jornal oficial Granma, o primeiro tanque “continha cerca de 26.000 metros cúbicos de petróleo bruto nacional, cerca de 50% da sua capacidade máxima, quando o raio atingiu a cúpula da instalação”.

Mario Sabines Lorenzo, governador de Matanzas, informou que há cerca de 800 pessoas removidas da área. O incêndio ocorre em meio a dificuldades enfrentadas desde maio na ilha para atender ao aumento da demanda por energia devido ao calor do verão.

A obsolescência de suas oito usinas termelétricas, danos, manutenções programadas e falta de combustível dificultam a geração de energia. Desde maio, as autoridades programam apagões de até 12 horas por dia em algumas regiões do país. Desde então, já houve 20 protestos em cidades do interior da ilha.

Veja o vídeo:


Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana