conecte-se conosco


Registro Geral

STF vai decidir se Maggi será julgado pela Justiça Federal na investigação sobre compra de vaga no TCE

Publicado

Ex-ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP): na mira do Ministério Público Federal (MPF)

Com a devolução ao plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), o inquérito que envolve o ex-ministro de Agricultura, Blairo Maggi (PP), está pronto para ser colocado em pauta para julgamento. O STF vai decidir a instância competente para investigar o ex-governador, acusado de comprar vaga de conselheiro no Tribunal de Contas. O autor da decisão, ministro Alexandre de Moraes, havia pedido vista em sessão da Primeira Turma no final do mês passado. Maggi foi denunciado pela Procuradoria da República por suposto envolvimento em compra de vaga no TCE, bem como por obstrução da Justiça. O ex-ministro propôs embargos de declaração em fevereiro, alegando erro na escolha do relator, o ministro Luiz Fux. Porém, Fux indeferiu a petição da defesa, se manifestando a favor do envio do inquérito para a Quinta Vara Federal em Mato Grosso.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Registro Geral

Escrivão da Polícia Civil morre de covid aos 58 anos após mais de um mês hospitalizado

Publicado

Morreu no início da manhã deste sábado (11), em decorrência de complicações causadas pelo novo coronavíírus (Covid-19), o escrivão da Polícia Civil, Celso Luiz Ferreira, 58 anos. Ele estava internado há mais de 30 dias em uma unidade hospitalar de Tangará da Serra, município onde atuava. Trabalhou por 18 anos como policial.Em virtude das restrições sanitárias, não ocorreu velório do escrivão. O cortejo com o corpo de Celso Ferreira saiu direto da UPA de Tangará da Serra para o cemitério municipal, acompanhado por colegas e amigos da Polícia Civil e familiares do escrivão.

Continue lendo

Registro Geral

Sem efeito prático, CPI do Paletó está desmoralizada e apenas consumiu dinheiro público em três ano de puro teatro

Publicado

CPI do Paletó encerra os trabalhos na próxima terça-feira (14) frustrando a opinião pública

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), por suposta quebra de decoro e obstrução de justiça, conhecida como “CPI do Paletó”, saiu desmoralizada após mais de três anos de teatro, enrolação e pouco trabalho. Custou dinheiro ao contribuinte e não serviu, juridicamente, para nada. Virou um circo, colocando o eleitor no centro do picadeiro. Basta ver a briga interna entre os próprios membros da CPI. Os vereadores Sargento Joelson (SD), Marcelo Bussiki (DEM) e Toninho de Souza (PSD) não se entendem. Resultado: mesmo que Emanuel supostamente tivesse cometido algum crime, os fatos reportam quando ele ainda era deputado estadual. Ou seja: a CPI em tela serviu apenas para um propósito: consumir o dinheiro público sem efeito prático algum. Pode isso, né?

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana