conecte-se conosco


Nacional

STF julga pedidos de suspensão da Copa América no Brasil

Publicado


source
 Até o momento, quatro ministros votaram no sentido de permitir a realização da Copa América
Reprodução

Até o momento, quatro ministros votaram no sentido de permitir a realização da Copa América

Supremo Tribunal Federal ( STF ) começou a julgar à 0h de hoje (10) três pedidos para que seja suspensa a realização da Copa América no Brasil, em razão da pandemia da covid-19. Até o momento, cinco ministros votaram no sentido de permitir o torneio, cuja abertura está marcada para o próximo domingo (13), com o confronto do Brasil contra a Venezuela.

Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia, Marco Aurélio, Edson Fachin e Gilmar Mendes rejeitaram pedidos para impedir a competição no país.

Os demais ministros devem votar até as 23h59 desta quinta-feira (10). 

Os pedidos são julgados em três processos pautados em uma sessão de 24 horas do plenário virtual do Supremo, ambiente digital em que os ministros depositam seus votos por escrito, sem necessidade de debate oral.

Um dos pedidos de suspensão foi feito pelo PT, em uma ação de descumprimento de preceito fundamental (ADPF) sobre questões relativas à pandemia que é relatada pelo ministro Ricardo Lewandowski. Outros dois pedidos foram feitos em processos relatados pela ministra Cármen Lúcia, um aberto pelo PSB e outro pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (CNTM). Todos são julgados em conjunto.

Votos

Em seu voto, Lewandowski não se manifestou contra a realização do torneio e citou outras competições em curso, como o Brasileirão 2021 e a Copa Libertadores da América, e também os Jogos Olímpicos de Tóquio, marcados para começar em julho.

O ministro deferiu somente em parte o pedido do PT e determinou que os governos federal e estaduais apresentem, em até 24 horas antes do início da Copa América, um plano “compreensivo e circunstanciado” para impedir o avanço da covid-19 em função do torneio.

Você viu?

Lewandowski criticou “a maneira repentina” com que foi feito o anúncio do Brasil como sede do torneio, menos de 15 dias antes do início da competição e disse que “a população brasileira tem o direito de saber, de forma detalhada, quais as medidas de segurança que serão empreendidas pelas autoridades públicas durante a realização desse evento esportivo internacional, para que, no mínimo, possa aplacar o natural temor que a acomete de infectar-se com a covid -19”.

A ministra Cármen Lúcia, que votou somente em duas das três ações até agora, também não se opôs à realização do torneio, embora tenha ordenado a observância obrigatória de protocolos sanitários. Ela também destacou que há outros torneios de futebol em curso no país e que a decisão sobre a realização de mais um cabe aos executivos locais.

“Entretanto, há de se relevar que o cumprimento de protocolos sanitários nacionais, estaduais e municipais terão de ser cumpridos com o mesmo e até maior rigor, inclusive pelos particulares, times, equipes e agentes vinculados pela realização de jogos, pela adoção de providências em todo e em qualquer caso, por ser matéria de direito, de acatamento obrigatório”, ressalvou a ministra, que foi acompanhada pelo ministro Marco Aurélio Mello.

O ministro Edson Fachin entendeu que o Supremo, de fato, não tem competência para impedir a realização da Copa América. “Como tenho ressaltado nos casos que invocam o princípio da cautela ou precaução, não cabe ao Poder Judiciário decidir sobre a assunção dos riscos que envolvem a realização de uma política pública, ou mesmo dos riscos decorrentes da realização de um evento desportivo”.


Ele elencou, contudo, dezenas de medidas a serem tomadas pelo Poder Público para mitigar os riscos de contaminação pela covid-19 . Tais medidas incluem, por exemplo, “exames médicos diários de atletas/competidores, treinadores, árbitros e pessoal afiliado ao estádio ou às equipes esportivas”, entre outras.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Homem é acusado de matar namorada e tentar vender carro com corpo dela dentro

Publicado


source
Robert Miquel Johnson
Reprodução

Robert Miquel Johnson

O estadunidense Robert Miquel Johnson, de 31 anos, é acusado de matar sua namorada Pamela Paz 44, e tentado vender um carro com o cadáver dela no banco de trás. As informações são da Fox News.

Segundo a polícia, Pamela morreu de traumatismo cervical e/ou estrangulamento. O suspeito foi preso no dia 6 de maio, 4 dias após ter cometido o crime.

“Ele foi entrevistado e forneceu um álibi, que foi posteriormente provado ser falso”, disse a polícia local em um comunicado. Uma testemunha relatou que Johnson teria tentado vender seu veículo modelo Dodge Charger com a vítima morta no banco traseiro.

Johnson teria abandonado o veículo após a venda do automóvel com o cadáver falhar. Ele está preso no condado de Wilson por acusações não relacionadas ao incidente, mas deve ser transferido para Nashville, onde responderá por homicídio.


Continue lendo

Nacional

Homem arrasta bomba de combustível e causa incêndio em posto; veja o vídeo

Publicado


source
Cliente não percebeu que a mangueira de combustível ainda estava conectada no veículo
Reprodução

Cliente não percebeu que a mangueira de combustível ainda estava conectada no veículo

A bomba de combustível de um posto de gasolina de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná , pegou fogo depois que o motorista andou com o veículo e puxar a mangueira de abastecimento, nesta quarta-feira (16). O momento foi captado pelas câmeras de segurança. As informações são do G1 .

Como é possível ver no vídeo e de acordo com os relatos dos funcionários do local, a bomba caiu e pegou fogo após o motorista puxar a mangueira que ainda estava engatada no veículo. 

incêndio foi controlado pelo gerente do posto, Leandro da Silva Valim, que chegou com um extintor. Ao portal, ele disse que na hora só pensou em controlar o fogo para evitar um acidente maior. “Foi um susto porque a gente nunca espera. A gente acha que não vai acontecer com a gente”, afirmou.

Apesar do incidente, ninguém ficou ferido. Leandro disse que gritou para que todo mundo saísse de perto do fogo e que a ação rápida garantiu que o prejuízo fosse apenas de danos materiais. “A gente recebe treinamento para saber o que fazer. Graças ao treinamento, conseguimos conter o incêndio ali”, contou.

Assista ao vídeo do momento:


Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana